Postado por " Carpintaria Rezende "

Home Articles posted by "Carpintaria Rezende"

All posts by Carpintaria Rezende

Com milhares tipos de madeiras, a posibilidade de fazer varias coisas é infinita, nesse artigo vamos falar de uma das suas funções, uma delas é a coisa simples e que ajuda muito no dia a dia para varias situações. Estou falando da cunha de madeira, um produto que ajuda a segurar a sua porta a qualquer hora.

Para saber mais sobre a cunha de madeira, continue lendo a seguir.

O reaproveitamento de madeira

Reaproveitamento de madeira dentro de uma oficina, ou seja, no local onde se trabalha com madeira geram muitos retalhos, e esses retalhos em algum momento chegam a ir para o lixo, pois momentaneamente não vemos função nenhuma para aquele retalho de madeira.


Olhando, por outro lado, através destes retalhos de madeiras, há a possibilidades de estar elaborando, fazendo as cunhas de madeira, criar calços, e até mesmo, as mesmas cunhas de madeira para auxiliar em projetos

A história da madeira

Os primatas, nossos antecessores, utilizavam as árvores como moradia e elas os serviam muito bem, assim como grutas e qualquer outra forma de ambiente que pudessem abrigá-los. 

Nesses tempos a madeira já era utilizada como material de construção, pilares e vigas foram descobertas na pré-história e em várias civilizações antes do fogo. 

Não se pode falar do uso da madeira sem antes explicar cada civilização, cada clima, cada terreno, porque cada tópico desses determinavam o método diferente do uso da madeira. 

O ser humano e a madeira

O ser humano viu nesse elemento: madeira, uma fonte interminável de aptidões, importante falar que a madeira flutua, portanto os primeiros barcos surgiram delas. 

Utensílios domésticos, móveis, esculturas, cada local com seu tipo de árvores adaptaram suas necessidades com as espécies disponíveis. 

A madeira era utilizada pura ou combinada com outros elementos como barro, palha, pedra e o ferro. 

Desde a época dos primatas, a madeira é conhecida como um elemento construtivo, diversas construções que serviam como habitações e ou abrigos temporários. 

Na idade antiga, na Mesopotâmia, a madeira entrava na vida das pessoas como estrutura de casas. No Egito ela era usada apenas como andaime, uma vez que os egípcios não consideravam a madeira um material estrutural para construir suas casas, eles não confiavam na madeira!

Uma curiosidade sobre o assunto

Na Noruega, existem até nos dias de hoje, registros de casas construídas em madeira que datam o século IV, construídos com troncos, que era uma técnica de sobreposições de troncos. 

Não era uma solução muito eficaz, porque a pinta desses troncos não eram muito bem seladas. 

No século XI, a madeira deixou de ser usada nas construções passaram a ser usadas as pedras, pois a pedra dava mais segurança para aquelas pessoas da época. 

Com o desenvolvimento das técnicas de serragem, no século XV, as casas de troncos dariam lugar às casas de tábuas, ou seja, troncos cortados em grandes retângulos, que davam mais estabilidades para as construções. 

Ao final da idade média, os carpinteiros da época, obviamente já tinham muito conhecimento em manusear a madeira, eles já construíam edifícios de 5 a 6 andares, vale ressaltar que muitos desses edifícios duraram tanto quanto os edifícios construídos em pedras e tijolos. 

Na idade moderna, a madeira passou a ser considerada definitivamente estrutura, as paredes eram construídas com armação de madeira e para preencher esses espaços eles completavam com areia e argila. 

Como naquela época, por mais aptidão que os carpinteiros tinham, eles não sabiam diferenciar se a madeira era verde ou não. 

Então com o passar dos anos, essas construções começaram a dar rachaduras e isso acontecia porque justamente as madeiras estavam verdes e por essa falta de conhecimento que os construtores da época tinham, decidiram migrar as estruturas da casa por alvenaria. 

 Já no Oriente, o uso da madeira se destaca por milênio. 

Há registro dos primeiros desenhos técnicos chineses com mais de 1000 mil anos e logo depois obviamente os Japoneses aprimoraram todas as técnicas de encaixe, os Japoneses são famosos pelos seus encaixes que perduram por anos e anos e são replicados por grandes nomes da arquitetura mundial.

No Brasil, antes da chegada dos colonizadores portugueses as terras estavam completamente tomadas por floresta praticamente virgem. 

Os homens que habitavam as áreas eram os índios e eles usufruíram de terras totalmente diferentes do povo europeu. 

As derrubadas eram muito pequenas, eles montavam uma aldeia para cultivar a terra. A madeira extraída era utilizada nas edificações, na fabricação de meios de transporte também. 

A enorme variedade permitiu inúmeros usos, canoas, vigas, pilares e instrumentos de pesca. Com a chegada dos portugueses essa situação se tornou uma utilidade economicamente altamente rentável. 

A madeira então se tornou o principal produto de exportação, além do valor econômico da madeira, a população utilizava dela para arquitetura. 

Com o tempo, a extração de madeira começou a servir como fonte de energia, o que fez com que a civilização fosse bem mais acentuada.
A madeira deixou por um bom tempo de ser utilizada nas construções, para ser queimada pelas embarcações que passavam pelo litoral brasileiro.

Na arquitetura ela ficou rebaixada de vez tendo o adorno e taipa como revestimento. 

Como pode se ver, a madeira sempre esteve muito relacionada com a nossa colonização, tanto que o nome do nosso país se deu pela madeira que tinha pigmentos vermelhos que era tão cobiçados pelos costureiros europeus, que é o pau-brasil. 

E para os índios, o pau-brasil era conhecido por Ibirapitanga, logo com o significado de árvore vermelha. 

E essas árvores soltavam uma resina chamada Brasilina, logo os exploradores do pau-brasil eram chamados de brasileiros, e, portanto, o nome do nosso país, o Brasil.

O desmatamento

Com a aceleração da queima das árvores, as autoridades começaram a ficar preocupadas com a extinção das árvores, pois assim não iria sobrar material da matéria-prima para eles fazerem móvel, utensílio para ser construídos com a madeira e foi aí que a coroa portuguesa teve uma grande ideia: criar uma lei que proíbe o uso de madeira de boa qualidade e que essa madeira de boa qualidade só poderá ser usada pela coroa ou com ordem da mesma. Dessas madeiras, algumas seriam:

  • Peroba
  • Pau-brasil
  • Ipê
  • Jatobá
  • Jacarandá

Essas madeiras só poderiam ser usadas para construções de navios, móveis, ou algo relacionado à coroa.
Foi então que em 1698 a corte criou essa lei protegendo os outros e não dela a exploração de madeira nobre. 

Então toda e qualquer madeira de boa qualidade eram chamadas de madeira de lei, porque eram as madeiras protegidas pela lei da coroa.

Atualmente, ainda chamamos a madeira de boa qualidade de madeira de lei e aquela lei lá da corte portuguesa evoluiu e atualmente ela abrange centenas de árvores que estão em extinção ou correm o risco de extinção. 

Temos hoje como exemplo de desmatamento, o desmatamento na Amazônia. A Amazônia é uma floresta tropical.
Assim que as pessoas perceberam que a Amazônia estava queimando, o assunto foi parar nos assuntos mais comentados, e até mesmo muitas celebridades se manifestaram sobre o assunto, com intuito de proteger a Amazônia. 

Serventia da cunha de madeira

Uma pessoa quando consegue um primeiro contato com uma cunha de madeira, há uma grande probabilidade de ela desconhecer o que é e pra que serve esse material.
Uma das serventias e função da cunha de madeira é ser aquele objeto que prende a porta, quando a porta fica presa a parede para que a porta fique aberta.

Sua característica é ser um objeto triangular, com alguns de seus ângulos pequenos onde possa preencher as lacunas para prensar o objeto pretendido.


A elaboração da peça é manuseada por ferramentas perigosas e pelo profissional que possui um dos ofícios mais antigos do homem, pois seu trabalho está presente nas mais presentes construções humanas e em suas diversas áreas: naval, militar, civil e industrial, esse profissional é o denominado carpinteiro. 

A carpintaria foi a profissão que Jesus exerceu enquanto esteve aqui na terra.  Os carpinteiros trabalham na oficina de madeira, esse profissional é especialista em madeira. 

O trabalho em uma carpintaria envolve frequentemente a utilização de esforço físico e trabalhos ao ar livre. O profissional desta área deve ter noções de geometria e um vasto conhecimento de como lidar com a madeira no seu estado natural. 

O carpinteiro dispõe de várias ferramentas. Uma das ferramentas utilizadas pelo carpinteiro é a serra circular, trena e o serrote. 

O carpinteiro trabalha principalmente com madeiras nobres como cedro, cerejeira, mogno e o ipê, porém atualmente de acordo com a legislação, algumas dessas árvores estão proibidas de serem retiradas da natureza.

Algumas funções do carpinteiro:

Ele é responsável por estudos técnicos e outras especificações em obras. Também ele faz a escolha de materiais adequados ao serviço, e é responsável por medição e corte de madeira fixando quando necessário. 

Ele tem a capacidade de inspecionar tetos, paredes, portas, telhados, janelas, móveis, rodapés, cunha de madeira, ou seja, qualquer material de madeira. 

É importante que haja uma formação técnica para exercer essa profissão, visto que é uma atividade que traz risco para si e outras pessoas, além de ter habilitações específicas para algumas máquinas. Diante de tudo que já vimos a respeito dessa profissão, o que é preciso para ser um carpinteiro é necessário fazer um curso técnico ou um ensino profissionalizante. 

Com o jovem aprendiz e cursos no Senac espalhado por todo o Brasil é possível ver o que é preciso fazer na área da carpintaria.

Hoje em dia, com tantas evoluções, sejam elas tecnológicas, ambientais e culturais, vemos que antigamente a profissão de carpinteiro era atribuída somente para os homens, porém já hoje, as mulheres ocupam também esse cargo, fazendo-o de modo competente e de boa qualidade assim como os homens. A cunha de madeira é um utensilio muito eficiente e que você precisa ter.

Muito popular por ser uma das madeiras mais utilizadas em território brasileiro a madeira Tatajuba possui uma coloração de cor clara e por possibilitar uma acabamento impecável é considerada uma madeira muito versátil. 

Pode ser utilizada para diversos fins, pois possui uma resistência natural a fungos e cupins, o que vai tornar os projetos mais duráveis ao serem produzidos por esse tipo de madeira.

Durante esta leitura vamos acompanhar tudo a respeito dessa madeira que faz tanto sucesso dentro do mercado madeireiro nos dias atuais.

Acompanha até o final para saber mais!

Pergolado de Tatajuba

O que é a madeira Tatajuba?

A árvore responsável por dar origem à madeira Tatajuba é conhecida pelo nome científico Bagassa guianensis e que pode chegar a ter cerca de 15 metros a 25 metros de altura.

Esta árvore é pertencente à família botânica denominada Moraceae, que possuem como características a presença de látex que está distribuído por todo seus tecidos parenquimatosos. 

A árvore da Tatajuba é semidecídua, heliófila ou até ciófita, seletiva xerófita, característica e exclusiva da floresta pluvial Amazônica. De modo geral apresenta uma frequência considerada de moderada a elevada, não muito distante de descontínua e irregular ao longo de sua área de distribuição.

Além de apresentar uma  excelente regeneração em áreas abertas e em capoeiras, acabaram tendo preferência por terrenos bem drenados, férteis e filmes situados em elevações do terreno.

Banco de Madeira Tatajuba

Durante o ano possui uma quantidade moderada de sementes viáveis, prontamente disseminadas pela fauna de forma abrangente.

Para fazer o reconhecimento dos frutos no chão sob a árvore, deve ser feito logo após a maturação e queda que se dá de forma completamente espontânea. 

Em seguida é muito importante deixar as sementes amontoadas em sacos plásticos até que por fim apodreçam a polpa com o objetivo de tornar mais fácil a remoção das sementes através da lavagem em água corrente através da utilização de uma peneira fina que fará a seleção. 

Posteriormente ao processo de secagem das sementes que deve ser realizado na sombra em torno de vinte e quatros horas, que significa que após este processo estarão prontas para serem semeadas. Em médias é possível dizer que um quilograma de sementes contém cerca de 165 mil unidades.

Um fato interessante sobre as árvores que dão origem a madeira Tatajuba para que as mesmas gerem mudas é preciso colocar as sementes para germinação logo que colhidas em canteiros bem ensolarados e que contenham em sua composição  o substrato arenoso. 

Após esse procedimento o odeiam cobri-las com uma fina camada do substrato peneirado.

Dependendo da região em que for encontrada a madeira Tatajuba pode ser apelidada de outros nomes como: amarelo, amarelão, bagaceira, cachaceiro, garrote e amaparana.

Deck de Madeira Tatajuba

Algumas das características da madeira Tatajuba são: 

  • Cerne amarelado 

O cerne desta madeira se apresenta amarelo logo em seguida ao corte ser realizado e em alguns momentos com faixas mais escuras, entretanto ao ser exposto à luz solar converte-se em uma coloração pardo-queimado. 

O alburno é estreito e notoriamente distinto do cerne. A grã regular, a entrecruzada de desenhos que vão valorizar ainda mais a beleza desta madeira. A textura média, em suas superfícies longitudinais, o brilho é alto, com cheiro impossível de perceber. 

  • Madeira com alta durabilidade

A madeira é do tipo pesada, sua resistência mecânica é muito alta e com relação a retratibilidade volumétrica é baixa. Trabalhar com essa madeira é fácil, independentemente de ser através de ferramentas manuais ou mecânicas, vai apresentar excelente acabamento.

Por se tratar de uma madeira que não aceita pregos com facilidade em sua estrutura, o mais recomendado é fazer a perfuração de maneira prévia a utilização de pregos.

Cor da Madeira Tatajuba

  • Resistência ao ataque de fungos

O cerne da madeira Tatajuba apresenta forte resistência a possíveis ataques de fungo de podridão-branca e parda, além de possuir uma defesa moderada ao ataque de perfuradores marinhos. 

E quando está em contato com solo pode apresentar vida útil que pode ultrapassar mais de 25 anos, dependendo da conservação em que se encontra. 

  • Valor estético agregado 

Uma das principais características pelas quais essa madeira é escolhida está na relação do seu valor estético associado a uma ótima resistência, isto significa combinar beleza e funcionalidade. 

Aspectos como estes fazem com a madeira Tatajuba esteja presente nas principais produções de que possuem alta durabilidade, como decks, assoalhos, esquadrias dos mais variados estilos e móveis para os mais diversos tipos de modelos e gostos. 

Na construção civil, são madeiras que podem ainda ser utilizadas para fabricação de vigas, caibros, ripas, marcos e batentes, forros, lambris, rodapés, estruturas externas como, por exemplo, os postes, os estacas, mourões, as cruzetas e entre outros.

Vantagens da Madeira Tatajuba

As vantagens da madeira Tatajuba

Podemos considerar como algumas das principais vantagens de escolher a  madeira Tatajuba, as seguintes afirmações:

  • A textura dessa madeira é média e uniforme;
  • Possui um bom brilho completamente natural; 
  • A madeira não apresenta nenhum tipo de odor; 
  • A sua durabilidade natural é altamente resistente a possíveis ataques de insetos;
  • A trabalhabilidade desta madeira é considerada muito boa, ainda que se trate de uma madeira dura, porém é fácil de ser trabalhada; 
  • Pode ser trabalhada tanto com ferramentas manuais quanto mecânicas. 

Apesar de todas essas vantagens, a secagem da madeira ao ar é bastante lenta, entretanto não corre nenhum risco de defeitos. 

Agora quando se trata de secagem em uma estufa, vai ser necessário alguns cuidados durante o processo que atuaram a fim de evitar possíveis empenamentos e outros efeitos que possam ser causados.

Conhecendo as propriedades físicas da madeira Tatajuba

Podemos dizer que a densidade de massa dessa madeira aparente é 15% de umidade equivalente a 820 quilos por metros cúbicos.

A sua contração radial está em cerca de 5,5%, tangencial em 7,1% e a volumétrica em 11,4%.

Agora quando falamos nas propriedades mecânicas da madeira, a resistência da madeira verde equivale a 100,0 MPa. A madeira com 15% de umidade está em 79,7 MPa.

Sendo que a madeira verde tem um limite de proporcionalidade de 71,3 MPa. E com relação ao modo de elasticidade da madeira verde de está em 17304 MPa.

Pergolado de Tatajuba

As aplicações da madeira Tatajuba

Nas construções civis, na parte pesadas externas, geralmente são utilizadas em dormentes ferroviários, cruzetas, estacas e defensas.Enquanto na parte pesada interna é usada em tesouras, vidros e caibros. 

Ao nos referimos em parte leve interna sãos as esquadrias, estamos falando de batente de janelas. Enquanto a parte leve interna é decorativa e trata-se de painéis, lambris, forros e etc.

São frequentemente aplicadas em assoalhos nas tábuas, tacos e parquetes.

No mobiliário, sempre são empregadas naqueles que são considerados de alta qualidade que são os móveis decorativos.

Características da Madeira Tatajuba

Também são empregadas em lâminas decorativas, decoração e adorno, também em peças torneadas, nas embarcações e em cabos de ferramentas.

Podem atuar também como substituto de madeiras usadas na construção pesada externa, interna, ou também na construção leve decorativa, tais como os angelins, jatobá, louro-vermelho, muiracatiara e sucupira.

Descrevendo a madeira Tatajuba de forma anatômica  e macroscópica 

Com relação a para que parênquima axial, podemos afirmar que são praticamente invisíveis a olho nu, em linhas finas, numerosas, aproximadas, espaçadas de forma regular, formando os raios praticamente uniformes.

Os raios também são pouquíssimo visíveis a olho nu no topo, na face tangencial é visível apenas com auxílio de uma lente.

Já os vasos são visíveis a olho nu, são médios em pouca quantidade, porosos difundidos, solitários e alguns múltiplos de três a quatro. 

As camadas de crescimento são diferentes, individualizadas através de zonas de fibrosas tangenciais e mais escuras.

Onde encontrar madeira Tatajuba?

São madeiras frequentemente encontradas de maneira comum nos estados do Amazonas, Pará, Amapá, Rondônia, Mato Grosso e Maranhão, por se tratarem de regiões que são caracterizadas por matas com terras firmes. 

A madeira Tatajuba também pode ser encontrada em países do exterior pertencentes a extensão da América do Sul, como as Guianas e Suriname. 

Essa madeira é um tipo que possui alto valor comercial, seus troncos são grossos com diâmetros que variam de 1,4m e 2m nos exemplares que já são adultos. A árvore da Tatajuba é considerada uma espécie rara e  adora estar exposta à luz solar e tem um crescimento muito rápido.

Origem da Madeira Tatajuba

Quando formos nos referir ao investimento em valores na madeira Tatajuba podemos dizer que isto vai variar de acordo com as dimensões desejadas e os detalhes e particularidades que cada projeto possui em si.

Por este motivo, o ideal  a se fazer é entrar em contato com uma empresa especializada neste assunto, a fim de descobrir o melhor valor de acordo com cada necessidade exigida, pois hoje no mercado vão existem várias peças com os mais variados tamanhos e inclusive as peças que são feitas sob medida.

Durabilidade e tratamento da madeira Tatajuba

Como já citado acima, o cerne desta árvore que dá origem a esta madeira é muito resistente quando existe um ataque de fungos de podridão, seja ela branca ou parda.

O fato é que durante alguns ensaios de campo com a madeira Tatajuba, realizados pela EMBRAPA que significa Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) que foi criada na década de setenta e está vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizou tal pesquisa no Estado do Amazonas.

Onde foi possível poder fazer a demonstração da capacidade de durabilidade natural deste a madeira superou ao equivalente a sete anos. 

E também foi considerada moderada a sua resistência ao ataque de supostos perfuradores das regiões marinhas e como já dito anteriormente, quando em contato com o solo, pode apresentar uma vida útil com mais de vinte anos. 

A forma de tratamento de uma madeira como a Tatajuba é considerada difícil de realizar este tratamento com soluções preservantes, ainda que seja em processos que sejam executados sob pressão.

Pois a madeira Tatajuba vai apresentar baixa permeabilidade quando o assunto for às soluções preservantes feitas de creosotos, que é um tipo de óleo solúvel, mesmo em processo sob pressão.

Por fim, conclui-se que o uso da madeira Tatajuba nos projetos, podem se apresentar como uma excelente solução, pois trata-se de uma maneira de excelente qualidade, além de possuir uma estética extremamente incrível e agradável aos nossos olhos! 

A escada de madeira rústica é um item indispensável e que tem a funcionalidade de mobilidade dentro de um ambiente que é composto por mais de um pavimento dentro de uma construção. 

Essas escadas de modo geral são instaladas para ajudar a facilitar a circulação de pessoas pelo ambiente, além de agregar beleza e estilo à decoração. 

Então se o desejo for ter uma decoração rústica, detalhes nesse estilo, ou com um caráter mais sofisticado e elegante no ambiente, a escada de madeira rústica será uma escolha certeira para complementar esse visual!

Escada de Madeira Rústica

Compreendendo melhor sobre uma escada de madeira rústica 

O estilo rústico consegue agradar os mais diferentes tipos de pessoas, e as escadas de madeira rústica são muito utilizadas em projetos tanto para áreas internas, quanto para áreas externas.   

As escadas de madeira rústica se tornaram um clássico, e para construir uma escada não se trata de uma tarefa extremamente fácil, pois é preciso um planejamento, porque a escada precisa de uma estrutura segura, independente do seu tamanho.

Esta escada também vai precisar trazer um conforto, já que vai ser um ponto de circulação de pessoas pelo ambiente.

A escada de madeira rústica consegue trazer ao ambiente um charme que nenhum outro material é capaz de proporcionar, isso sem contar que o proprietário vai poder ser muito criativo na hora de desenvolver com um auxílio de um profissional o projeto da sua escada

A escada de madeira rústica torna possível transmitir muita personalidade e estilo para qualquer tipo de ambiente.

Mas, geralmente são muito utilizadas em ambientes como a sala, para fazer a ligação com o piso superior e também podem ser utilizadas como uma ótima opção para enriquecer os ambientes de quartos, terraços, mezanino e entre outras opções.

Modelo de Escada de Madeira Rústica       

Tipos de madeira rústica para a escada 

Hoje em dia dentro deste mercado existem diversas possibilidades e espécies de madeiras para uma escada rústica e isso acaba se tornando uma grande vantagem comparada a outros materiais.

Dessa maneira é possível encontrar as seguintes madeiras para quem deseja uma escada de madeira rústica:    

  • Freixo – é um material adequado para interiores rústicos e modernos;
  • Pinho abeto – é um material muito conhecido pelo seu aspecto econômico;
  • Faia – é um material considerado semiduro e que é muito apreciado pela sua robustez; 
  • Bordo – é um material conhecido pela sua dureza, além de ser utilizado em pranchas de skate, por exemplo, e é um tipo de material que pode trazer um toque de clareza ao ambiente onde a escada esteja instalada;
  • Carvalho – é conhecido como um material sólido e durável ao longo do tempo;    
  • Madeira de demolição – é um material sustentável e reaproveitado de uma madeira que já foi utilizada anteriormente, e é uma madeira autêntica e única, que possui uma beleza singular e acaba se destacando sem muito esforço;   

Uma das características mais comuns entre todas as madeiras são em relação ao seu material que possui uma boa capacidade de isolamento, tanto acústico quanto térmico.

Isso significa afirmar que a escada de madeira rústica ajuda a controlar a temperatura do ambiente, pois a madeira mantém a temperatura mais estável indiferente da estação do ano ou previsão do tempo para o dia.

Escada Rústica de Madeira

E quando se trata do isolamento acústico é mais confortável ter uma escada de madeira em um ambiente, pois não irá produzir sons barulhentos e não correr o risco de gerar incômodos sempre que alguém for subir ou descer por ela.

Critérios de seleção do material  

Além de cada espécie de madeira possuir diferentes tipos de características, alguns critérios devem ser seguidos para escolher um determinado material de uma escada de madeira rústica, e esse critérios são:

  • Estética – Dependendo da cor a ser selecionada para uma escada, essa escolha irá direcionar para algumas determinadas espécies de madeira e não para outras. A faia, por exemplo, é uma espécie de madeira considerada a mais adequada para quem está a procura de um tom rosado, já o carvalho traz um toque de autenticidade e é o mais adequado para quem procura tons como castanho claro;
  • Frequência de movimentação – Quanto mais movimentação houver em uma escada, mais será recomendado a opção de um material com maior resistência e que possui uma madeira dura como o freixo, carvalho e faia que são os tipos de madeiras que ocupam um dos primeiros lugares de mais utilizados nessa categoria;
  • Preço – Todos esses tipos de madeira não são exibidos com o mesmo preço no mercado, exceto o abeto que em via de regra são os mais recomendados para projetos pequenos;

Mesmo falando em relação a diversidade de opções e colorações de madeiras existentes, é muito interessante pensar também a respeito da textura da madeira.

Escada de Madeira Cumaru

Pois materiais que apresentam uma textura mais lisas e sóbrias, são uma opção bastante interessante quando combinados com outros elementos como o concreto, vidro e aço que podem proporcionar resultados com mais modernidade e sofisticação.  

Modelos de escadas

A escada de madeira rústica que une dois andares pode ser feita em diferentes formatos, materiais e acabamentos em madeira. Entretanto, o essencial para uma escada é que ela seja funcional e proporcional ao ambiente, e que preferencialmente não atrapalhe a movimentação do espaço.  

  • Escada reta – Essa escada é um modelo muito indicado para ambientes internos e casas pequenas, é um modelo muito interessante porque se pode aproveitar o espaço embaixo da escada para instalar um aparador ou uma pequena estante de livros;
  • Escada em L – É uma escada que faz uma leve curva no início ou fim da mesma, formando então a letra L. Que também pode ser uma opção bastante interessante para ambientes internos e casas pequenas; 
  • Escada em U – Da mesma forma que a escada em L, a escada em U também ficou com o nome conhecido pelo seu formato. Essa escada muda de direção em 180º formando então um U, esse modelo já é recomendado para ambientes maiores, de maneira que ocupa mais espaço no projeto. Com esse modelo de escada é possível incluir enfeites decorativos como vasos de plantas e quadros que vão agregar um charme interessante ao espaço;
  • Escada caracol – Essa escada também pode ser conhecida como espiral, é indicada para ambientes compactos e áreas externas. Esse tipo de escada é uma opção que ocupa pouco espaço no ambiente, mas, não é uma opção muito recomendada e segura para ambientes que possuem idosos e crianças. Lembrando que é essencial a utilização de um corrimão para garantir mais segurança para quem vai utiliza-lá; 
  • Escada circular – Essa escada é consideravelmente curva, porém não tanto quanto a escada caracol. Esta é uma escada que possui uma curva menos sinuosa que a caracol e que geralmente acompanha o design e projeto de uma casa;
  • Escada vazada –  Essa escada é um modelo que possui apenas pisantes, e transmitem um ar moderno e minimalista que destaca no seu ambiente, porém não é um modelo recomendado para ambientes que possuem crianças, porque elas possuem um vão aberto que podem ocasionar acidentes;
  • Escada flutuante – Essa escada de madeira rústica possui um modelo que parece estar flutuando no ar, a sua construção não contém espelhos e nem vigas. De maneira que a peça é fixada diretamente na parede, nesse modelo de escada para garantir segurança de quem for utiliza-lá e não interferir na estética da escada, é recomendado um corrimão de vidro;

Alguns desses modelos de escadas citados acima, juntamente com a composição de vidro é uma opção interessante para pessoas que procuram a mistura de um visual  moderno com elementos de madeira mais rústica.

O vidro possui um material translúcido que se torna clean no ambiente, de maneira que mantém o destaque no madeiramento.  

O corrimão é uma opção para a grande maioria das escadas citadas acima, o corrimão é um elemento clássico para compor a escada de madeira rústica e também podem ser feitos do mesmo material, de maneira a trazer uma segurança para quem for utilizar as escadas 

Vantagens de uma escada de madeira rústica 

  • Estética marcante – A madeira é um material nobre e esteticamente muito bonito. As escadas mesmo em modelos mais simples conseguem valorizar o ambiente;  
  • Resistência – A escada de madeira é um material mais resistente que suporta peso, tração, torção, cisalhamento e compressão; 
  • Conforto térmico – Diferente do que acontece com outros tipos de materiais a madeira não esquenta e por conta disso ajuda a manter o ambiente mais frescos;
  • Durável – A escada de madeira por ser feita por um material mais resistente tem uma vida útil maior; 
  • Versátil –  A escada de madeira possui um material que permite a sua criação em diferentes formatos como U, L, caracol e entre outros modelos;
  • Sustentável – Quando as madeiras são exploradas de maneira sustentável e consciente se transforma em uma opção de material não poluente e renovável, dessa maneira não se provoca resíduos ao meio ambiente como o cimento;
  • Liberdade – A madeira é uma material que proporciona liberdade criativa para quem for projetar a sua escada; 

Degraus de Madeira Rústica

Uma dica para quem pretende destacar e valorizar ainda mais a sua escada de madeira, é uma proposta de iluminação próxima aos degraus, que podem ser feitas com fitas de LED por exemplo, que além de valorizar muito a estética da sua escada e o ambiente ao seu redor, ajudam na questão de segurança e acaba criando um ponto de iluminação indireta, fazendo com que o seu ambiente se torne mais moderno e aconchegantes.    

Ao investir em uma escada de madeira rústica, sendo ela mais clássica ou até mesmo mais moderna, em diferentes modelos como caracol, em L, vazada, flutuante e entre as outras opções citadas acima, ou até mesmo diferentes modelos que existem nesse mercado, o que vai importar é realizar a escolha melhor opção que se enquadre no espaço determinado. 

Para que o projeto desenvolvido seja funcional e combine com a decoração do ambiente para que o proprietário fique feliz e satisfeito com a escolha. 

Por fim, podemos concluir que a escada de madeira rústica além de ter uma funcionalidade indispensável dentro de uma construção que possui mais de um andar, podemos ver também que as escadas rústicas são fundamentais para a decoração e harmonização de um ambiente.

O uso do DryWall é muito comum nas construções a seco, devido aos benefícios que ele traz para uma obra.

Existem muitos como de forros, e até mesmo de porta para DryWall que podem deixar a construção ainda mais perfeita. 

Uma porta para DryWall além de ter um acabamento impecável, é um tipo de porta que já vem pronta para instalação.

E possuem espessura padronizada por se tratar de um sistema industrializado, não dependendo da mão-de-obra humana para isso.

Podemos dizer que uma porta para DryWall vai alinhar desempenho e durabilidade, o que facilita muito na hora de escolher uma porta como esta, associada também a uma instalação super simples e fácil.

Porta para DryWall: Entendendo o que é uma parede DryWall?

Traduzida do inglês a palavra DryWall tem como significado “parede seca”, distinguindo-se da alvenaria, significa afirmar que ela não vai precisar da utilização de argamassa em sua construção.

Esse sistema trata-se de uma estrutura constituída de chapas de gesso associada a perfis de aço.

Onde o centro desta parede pode ser oco, tendo apenas fiação elétrica, materiais elétricos, sistemas hidráulicos e entre outros neste meio. 

Em alguns casos também podem ser preenchidas através de enchimentos de isolamento térmico ou acústico.

Porta para DryWall

As faces desta parede são fabricadas em papel cartão e o miolo de chapas de gesso, por isso as paredes de DryWall também são chamadas de gesso acartonado.

São paredes que vão possibilitar diversas personalizações, elas possibilitam bastante versatilidade, podendo fazer diferentes curvas, recortes e entre outros tipos de formatos. 

Algumas das grandes vantagens da utilização das paredes DryWall estão entre: 

  • O material em que são confeccionadas são de peso leve e de baixo custo; 
  • O transporte é econômico; 
  • Seus componentes são recicláveis, o que as tornam uma opção sustentável; 
  • Curto prazo de obra, tornando o mais rápido; 
  • O nível de sujeira é bem menor, se comparada às outras; 
  • Sua manutenção é muito simples; 
  • Deixa as reformas mais fáceis. 

Como todo sistema, apresenta algumas desvantagens, como por exemplo a resistência menor a impactos e possíveis problemas com acústica.

Contudo é preciso resolver fazendo uma parede DryWall um pouco mais espessa o que a vai tornar mais resistente. 

Alguns reforços também podem ser utilizados, como chapas metálicas, pedaços de madeiras, que vão torná-las mais fortes para receber objetos com um peso maior, como por exemplo uma bancada de mármore. 

Porta de Correr para DryWall

E para resolver a questão da acústica, o ideal é aplicar um enchimento de lã ou de vidro, principalmente em caso de ambientes como os quartos, que quanto menor for o ruído, melhor.

Basicamente existem no mercado os três perfis de tipos de espessura de parede DryWall que são mais comuns nas construções, que são: 48mm, 70mm e 90mm.

Caso o desejo seja saber a espessura total da parede, o que deve-se fazer é a soma das medidas das placas de gesso que tem 12,5 mm cada uma delas, vale ressaltar que são usadas duas chapas por parede, uma de cada lado. 

Geralmente faz-se o uso dessas duas chapas, com o intuito de melhorar a questão da acústica, como já citado anteriormente, ou em casos de paredes com uma altura maior que irão necessitar de maior firmeza, onde essas placas podem ser ainda mais espessas nessas situações. 

Existem também para grandes alturas, passagens tubulações ou até mesmo por outros motivos estruturais variações especiais de paredes DryWall que são mais espessas que as usadas tradicionalmente.

Se a intenção for pendurar peso em uma parede DryWall, o ideal será aumentar a resistência, então deve-se acrescentar o peso de cada objeto incluso no cálculo do projeto. 

Porta Camarão em Parede de DryWall

Em média podemos afirmar que o sistema DryWall pode suportar cerca de 50 quilos por metro quadrado, podendo variar de acordo com o material que foi utilizado.

Então o recomendado é fazer reforços no interior do investimento dessa parede e utilizar buchas especiais, ao pendurar eletrodomésticos, do tipo armário de cozinha, guarda-roupa aéreo e entre outros objetos que sejam mais pesados.

Qual modelo de porta utilizar em uma parede DryWall? 

A madeira é um material completamente versátil quando o assunto é sua aplicação, sendo possível a criação de diversos tipos de qualidades diferentes de portas, com tecnologias disponibilizadas hoje em dia.

Podemos citar como exemplo as portas de madeiras maciças, que são as mais caras e pesadas no mercado. Em contraposição de perspectiva existem as portas, pranchetas que são muito mais leves e são opções com melhor custo benefício e conseguem executar muito bem sua função.

No caminho entre esses dois modelos existem as portas sólidas, que são fabricadas da mesma forma que as portas pranchetas, porém o seu grande diferencial é ser totalmente preenchida, que vai resultar em um tipo de porta com uma resistência muito maior.

Ao construir ou reformar um local uma das maiores preocupações é com relação a decoração do ambiente, no entanto tudo na arquitetura está ligada ao equilíbrio. 

Onde utilizar uma Porta de Correr de DryWall

O equilíbrio na arquitetura significa dizer, que não adianta investir em apenas decoração e sim se preocupar também com as estruturas e os alicerces de toda obra. E consequentemente não comprometer a qualidade e a vida útil da mesma.

Por motivos como este, é de extrema importância ter associado estética e funcionalidade sempre caminhando juntos dentro de um projeto.

Perante a todas estas informações e o fato de que o sistema DryWall possui espessura menor do que as de alvenaria, o marco ou batente de uma porta para DryWall precisa obedecer a largura da parede.

E isso significa dizer que portas que vão precisar de de marcos mais grossos, como as portas maciças, por exemplo, não são recomendadas para esse sistema.

Por estas questões é um sistema mais para ser utilizado nas partes internas de uma casa, onde não exista a necessidade de uma resistência muito alta. 

Podemos dizer então que os modelos ideais de portas para um sistema DryWall, são: 

  • Portas pranchetas
  • Portas sólidas
  • Que possuam giro 
  • Ou que sejam de correr 

Porta de correr para parede DryWall? 

A porta de correr para uma parede DryWall é considerada uma excelente solução para esse tipo de sistema, pois se destaca por ser muito prática e economizar espaço no ambiente.

Porta para Parede de DryWall

Os únicos problemas dessa porta para DryWall está com relação ao custo-benefício, porque os valores são altos e a dificuldade de serem encontradas no mercado.

Em média um kit de porta para DryWall pode chegar a custar cerca de dois mil reais se levarmos em consideração que ainda existe o custo da mão-de-obra  para instalação, porém isso vai depender muito de quanto o cliente está disposto a desembolsar.

Alguns profissionais constroem seus próprios perfis DryWall, com uma estrutura para porta de correr embutida na parede, causando o barateamento de cerca de 50% do valor, além do profissional lucrar muito mais fazendo uma estrutura como esta, do que simplesmente instalando um kit já pronto do mercado.

Logicamente que é necessário que o profissional tenha conhecimento adequado acerca de um sistema DryWall para que a instalação seja bem feita e o cliente fique satisfeito.

Onde comprar uma porta para DryWall? 

Assim como as paredes DryWall foram desenvolvidas com intuito de serem práticas e versáteis nos ambientes, as portas vão trabalhar com a mesma ideia. 

Ao invés de buscar uma solução convencional, o recomendado é fazer a compra de um conjunto que venha com todas as peças.

Isso porque é um tipo de material onde suas dimensões estão nos formatos ideais para encaixar na construção de gesso.

Modelo de Porta para DryWall

E na hora de escolher o modelo, o ideal é levar em consideração aspectos relacionados a:

  • O tamanho do ambiente em que será instalada a porta; 
  • A estética deve ser levado em consideração, ou seja, a decoração do local; 
  • Quanto tempo de instalação vai levar, isto é, o tempo de montagem;
  • Verificar também se existe a necessidade de haver ou não um isolamento acústico. 

É possível encontrar modelos de portas para o sistema DryWall, que com certeza encontrará um modelo excelente e adequado à melhor opção do projeto de arquitetura. 

Construindo uma parede para porta DryWall

O ideal é que exista a  ajuda de profissionais que entendam do assunto para auxiliar nas etapas de uma obra como essa.

É necessário que haja também um cálculo prévio, para pensar o que vai ser pendurado nela, bem como as curvas recortes nichos embutidos nos demais detalhes que podem vir  no futuro alterar o projeto.

  • O primeiro passo é fazer a checagem se o teto e o chão estão bem  nivelados; 
  • Em seguida deve se marcar as guias no chão, paredes e teto com auxílio de um nível, que pode ser uma trena ou fita métrica, com auxílio de um lápis;
  • Utilizando um cordão de marcação desenhe a espessura da parede tanto no teto, quanto no chão, e corte as guias e os montantes no tamanho necessário;
  • Depois é necessário furar as guias deixando um espaço de cerca de 60 cm entre cada furo, inserir buchas e parafusos nos buracos;
  • O próximo passo é encaixar os montantes das extremidades até o meio e fixá-los com parafuso do tipo metal-metal de fora para dentro nas guias, deixando uma distância de 40 a 50 cm entre cada parafuso;
  • Depois deve-se colocar uma chapa e parafusar ela no montante de cima para baixo, deixando uma distância de 1 cm da borda da chapa e garantindo que esteja uma distância de 25 a 30 cm entre um parafuso e o outro;
  • Em seguida preencha o interior da parede com o que foi planejado instale chapas do outro lado da parede, iniciando de cima pra baixo;
  • Passe rejunte nas emendas das chapas, coloque uma fita microperfurada sobre essa demão inicial e cubra com outra camada de massa;
  • Quando secar, aplique mais uma demão;
  • O passo final é fazer uso de uma lixa e aplicar sobre o rejunte e fazer o acabamento que desejar.

Por fim, podemos concluir que a porta para DryWall pode ser é uma excelente opção para uma construção, basta saber escolher a ideal que irá se adaptar melhor com cada projeto arquitetado. 

Escolher uma dobradiça para porta é algo que deve ser feito com muito cuidado, levando em conta diversos fatores, pois este item irá influenciar diretamente no sistema de “abre e fecha” de sua porta.

É preciso levar alguns fatores em consideração no momento de sua compra, analisando o seu projeto e reconhecendo como será feita a instalação de sua porta no local desejado.

Para saber mais sobre dobradiça para porta e entender como comprar este item tão importante, continue lendo a seguir e conheça suas principais características.
Dobradiça de Porta

O que é uma dobradiça para porta?

A dobradiça para porta é considerado um dispositivo de funcionamento essencial, que possui duas principais peças que compõe a sua estrutura, sendo elas:

  • As chapas ou abas, como também são conhecidas;
  • O seu eixo cilíndrico, o pino encontrado em seu meio, que tem como finalidade unir as abas para garantir que o movimento de “abre e fecha” aconteça com sucesso.

E, apesar das dobradiças para porta estarem associadas em sua maioria com este item, é possível encontrar este elemento auxiliando outros locais de uma casa, como caixas, portões, armários e outros tipos de móveis.

O grande objetivo de uma dobradiça é fechar uma estrutura, garantindo que isto seja feito de forma correta, para preservar de forma correta os móveis e seus principais objetos.

Modelos de Dobradiça de PortaNormalmente, a sua fabricação é feita a partir do aço carbono, latão ou inox, para garantir que a sua durabilidade e resistência permaneçam.

Mas, para escolher a melhor dobradiça para porta, é preciso primeiro analisar o projeto realizado e entender qual o material e a estrutura que mais combina com o local desejado.

Conheça os principais tipos de dobradiça para porta e entenda como comprar de maneira eficiente

Para comprar uma dobradiça para porta de forma correta, escolhendo a melhor opção para desempenhar a função desejada, é essencial conhecer de perto os seus principais tipos e modelos.

Dessa forma, é possível fazer uma compra de forma correta, atendendo todas as demandas de seu projeto.

Para entender melhor, confira os principais tipos de dobradiça para porta e saiba quais são as suas características:

  • Dobradiça simples

A dobradiça para porta simples é um dos principais modelos e mais utilizados, sendo consequentemente também o mais conhecido entre estes itens.

Dobradiça União MundialEste tipo de dobradiça costuma ser o preferido, principalmente pela facilidade de seu manuseio, o que permite que esta seja a opção ideal para diferentes tipos de finalidades.

Além do mais, este modelo de dobradiça para porta pode também ser encontrado com produção em materiais distintos, o que permite uma grande versatilidade de seu uso em diferentes projetos.

Com isto, o consumidor possui mais liberdade para escolher a melhor dobradiça para porta, de acordo com a demanda de seu projeto e a sua preferência de material.

Por ser um modelo de dobradiça mais prática e simples, não é necessário possuir um conhecimento específico sobre este item e, por isto, a sua instalação pode ser realizada por qualquer pessoa.

  • Dobradiça invisível

Este modelo de dobradiça para porta possui grandes variações em sua estrutura, mas, apesar disso, o seu projeto inicial é mantido, onde o grande objetivo deste item é que ela seja o mais discreta possível.

Dobradiça PrataUma dobradiça invisível é considera mais durável e traz consigo segurança, permitindo que a porta realize um movimento de abertura total, com 180º.

  • Dobradiça vai e vem

Estes modelos de dobradiça para porta são as principais recomendadas para portas que tem o objetivo de realizar a sua abertura tanto para dentro, como para fora.

E, para que seu desempenho seja feito de forma correta, a sua estrutura conta com uma mola de retorno, que é a principal responsável por garantir que este tipo de abertura aconteça, levando a porta para ambos os lados de forma eficiente.

Os principais lugares que contam com este modelo de dobradiça para porta são os restaurantes, hospitais, bares e hotéis, que são os estabelecimentos que demandam uma grande rotatividade em seus locais de circulação.

Estes são os principais modelos de dobradiça para porta utilizadas em todo o mercado e, além de entender um pouco mais sobre os seus tipos, é preciso ainda saber mais sobre os materiais que são utilizados para a sua fabricação.

O material pode ser um grande fator para determinar o seguimento do projeto, já que cada característica sua deve ser levada em consideração, como:

  • Dobradiça DouradaAço carbono

As dobradiças para portas desenvolvidas em aço carbono são consideradas mais seguras e resistentes, contando com uma enorme durabilidade, o que permite que seu tempo de vida útil seja ainda maior do que os outros tipos.

Este material permite que as dobradiças sejam capazes de suportar grandes pesos e projetos de maior proporção e, por isto, normalmente são encontradas em portas de entrada ou em janelas de grande porte.

  • Latão 

O latão é considerado um tipo de material mais sobre e, por isto, todas as dobradiças para portas produzidas em latão são de grande resistência à oxidação, principalmente quando comparadas com as de material de aço carbono.

Além disso, o latão também é considerado um dos tipos de metais mais utilizados nas produções de modelos de dobradiças para porta com estilo personalizado ou até mesmo artesanais.

  • Aço inox

O aço inox como material para a produção de uma dobradiça para porta leva consigo duas características muito relevantes para sua utilização.

Neste caso, é preciso considerar que este material oferece às dobradiças maior resistência mecânica e também uma grande resistência à oxidação, sendo uma grande alternativa para projetos diferenciados.

As dobradiças de ano inox são perfeitas para suportar portas de grande porte e janelas mais robustas, normalmente produzidas com madeira maciça.

Leve em conta o acabamento das dobradiças para escolher o melhor modelo para seu projeto

A dobradiça para porta não é mais considerada apenas um mecanismo para abrir ou fechar portas e, isto se deve graças à utilização dos principais revestimentos que auxiliam no embelezamento destas peças.

Dessa forma, é possível unir  resistência a um item que pode se tornar uma peça chave para a decoração, trazendo mais estilo ao seu projeto.

E, por isto, atualmente é possível encontrar cada vez mais peças com acabamentos variados, como as suas colorações incríveis brancas, pretas, coloniais, douradas e até mesmo com aspecto amadeirado. 

Dobradiça de Aço InoxAlém de escolher o seu material e a sua utilização, o cliente deve ainda analisar qual o seu estilo e entender como este item pode compor o seu projeto de forma completa.

Portanto, ao comprar uma dobradiça para porta, é essencial analisar a composição de todo o seu ambiente e entender como este item pode ser relevante para o seu projeto, deste a estrutura até a sua aparência.

Como escolher a melhor dobradiça para o seu projeto?

Depois de observar o acabamento de sua dobradiça para porta e o material com que ela é desenvolvida, é preciso considerar outros pontos essenciais que tornam o seu funcionamento ainda mais ideal.

O primeiro passo é identificar onde a aplicação da dobradiça será realizada, para entender qual o modelo que mais combina com a estrutura de seu projeto.

Uma vez que a aplicação é identificada, é preciso entender quais são as medidas  e o peso da porta, para escolher um modelo de dobradiça para porta que seja compatível.

É preciso também considerar qual é o tipo de instalação que será aplicado e qual a funcionalidade que será aplicada para este caso.

Depois de analisar todos os pontos listados acima, o ideal é buscar por um profissional que saiba como aplicar uma dobradiça para porta de forma correta, de acordo com as exigências do seu projeto, para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Confira as principais informações sobre uma dobradiça para porta que podem fazer toda a diferença

Para escolher a dobradiça para porta ideal, não é necessário ser exatamente um especialista em construções. Mas, é essencial ter atenção no momento de sua compra e se informar sobre o assunto, para fazer uma escolha de acordo com a sua necessidade.

Confira a seguir quais são os pontos que devem ser considerados no momento da compra de uma dobradiça para porta:

  • A grande maioria das dobradiças para porta podem ser manuseadas com facilidade e, por isto, até mesmo uma pessoa que não possui prática no assunto é capaz de entender mais sobre o seu funcionamento e sobre sua instalação;
  • Uma dobradiça para porta que possui muitos parafusos pode ser capaz de trazer ainda mais segurança para o seu projeto, já que ela ficará mais fixa e sustentará melhor o peso da sua porta ou janela;
  • Mantenha sempre as dobradiças limpas, para garantir que ela desempenhe sempre a sua função, evitando qualquer tipo de problema;
  • Analise as condições e instruções dos fabricantes para conseguir instalar a sua dobradiça para porta sem qualquer tipo de problema;
  • Para que a manutenção de sua dobradiça para porta seja feita de maneira correta, é preciso utilizar uma flanela umedecida e outra seca, para finalizar a sua limpeza e evitar que o material seja oxidado.

Para comprar uma dobradiça para porta de maneira correta, é essencial buscar por fornecedores de qualidade e referencia dentro do mercado de construção civil.

Fornecedor de Dobradiça de PortaDessa forma, é possível encontrar os melhores modelos para a sua necessidade e para a demanda de seu projeto. E, além disso, é possível ainda escolher o material que seja mais compatível com o seu interesse.

Procure por referências dentro deste meio e conte com indicações de profissionais experientes, que podem orientar em sua compra e na escolha da dobradiça para porta que mais combine com o seu projeto.

A dobradiça para porta é um item muito importante que foi deixando de se tornar apenas parte da estrutura de um projeto, para se transformar em uma peça chave para a decoração de um ambiente.

Por isto, escolha o modelo que mais esteja de acordo com a sua estrutura, sem se esquecer da sua aparência, cor e outros aspectos.

Escolher a dobradiça para porta ideal pode fazer toda a diferença no desenvolvimento e nos resultados de seu projeto, deixando o acabamento ainda mais bonito e funcional, de acordo com o desempenho que este item é capaz de oferecer.

A porta preta pode ser um item totalmente diferenciado em um projeto e, o seu grande objetivo é valorizar ainda mais o seu ambiente, dando destaque à alguma região e podendo ser aplicada em diferentes estilos de decoração.

Além disso, a cor preta pode trazer ainda mais requinte e sofisticação para um ambiente, trazendo destaque aos móveis e a todos os outros itens de decoração presentes.

Existem diversos motivos para utilizar uma porta preta em um ambiente e isto pode fazer com que seu projeto seja ainda mais valorizado.

Mas, para entender melhor quais são os principais modelos e formas de utilização, continue lendo a seguir e saiba mais sobre o uso deste item em sua decoração.
Porta Preta

Como usar a porta preta em seu ambiente?

Preto é uma cor que traz para o ambiente muito requinte e elegância, podendo destacar outros itens da decoração.

Mas, para que os resultados de seu uso no ambiente sejam positivos, é preciso entender como utilizar esta cor de forma correta.

No caso de uma porta preta, o ideal é realizar algumas combinações com outros itens presentes no ambiente, como cortinas, objetivos de decoração ou tapetes.

E, quando esta combinação é feita de forma correta, o seu ambiente poderá adquirir ainda mais estilo e personalidade.

Além disso, uma porta preta presente em um ambiente pode quebrar o excesso de cores, trazendo um ar moderno e sofisticado.

Normalmente, em espaços onde uma porta preta é utilizada, a composição de decorações e estilos costuma aparecer de forma muito mais equilibrada.

Porta Interna Preta

Quais os modelos de porta preta são mais recomendados para cada tipo de situação?

A porta preta é um item que pode transformar totalmente a sua decoração e a aparência de seu ambiente, trazendo até mesmo um ar de reforma.

E, para que este projeto se concretize, é possível contar com diversos materiais, como o ferro fundido, a madeira e o próprio PVC, para compor a estrutura do projeto de sua porta preta.

Mas, dentre tantas variedades e tipos de materiais, é essencial escolher o modelo de porta preta que mais combine com a decoração e o ambiente onde ela será instalada.

Por isso, é essencial analisar qual a atmosfera de seu ambiente e entender o seu estilo de preferência, para escolher a porta preta que mais combine com a sua personalidade.

No caso de ambientes com uma decoração mais rústica, a porta preta pode ser uma ótima pedida, para valorizar cada detalhe deste estilo. Além disso, é possível contar com este modelo de porta em decorações mais clássicas ou boho, principalmente por sua capacidade de trazer mais destaque aos demais detalhes presentes no ambiente.

Para os espaços que contam com uma decoração mais industrial ou até mesmo moderna, a porta preta com ferro fundido pode trazer mais força para a decoração do ambiente, contando com muita personalidade, sendo o grande destaque.

Já em casas mais minimalistas, a porta preta com vidro traz consigo um ar delicado, permitindo que ela seja utilizada para visualizar o ambiente externo de maneira mais discreta, como um jardim ou uma varanda.

Os modelos de portas pretas são infinitos e, além disso, é possível combinar esta cor com diferentes estilos de portas, que combinam com os mais distintos ambientes e os seus temas decorativos.

Porta Preta com Vidro

Acompanhe de perto alguns projetos e entenda como aplicar a porta preta em sua casa

Para entender na prática como a porta preta pode ser um item ideal para oferecer ainda mais destaque para a sua decoração, confira a seguir alguns exemplos de projetos e veja como é simples contar com este elemento em sua casa:

  • Porta da frente preta

A porta da frente é um dos principais itens de uma casa, já que será a grande responsável por dar as boas-vindas para todas as pessoas que entrarem em sua residência.

Por isto, a porta da frente pode ser considerada parte do cartão de visitas de sua casa, sendo um item que merece um certo investimento.

Uma porta preta pode trazer mais elegância e charme para uma fachada, principalmente quando unida à elementos metálicos, deixando um ar de requinte que pode ser item surpresa para a sua decoração.

Nestes casos, é possível diferenciar, utilizando uma textura mais fosca ou alto brilho, dependendo da sua decoração ou de todo o contexto de sua fachada.

  • Deixe a sua cozinha ainda mais acolhedora

A porta preta é um item que pode ser utilizado para separar diversos cômodos de sua casa, dando mais privacidade aos ambientes privados e separando os ambientes comuns.

Porta Preta de AlumínioAlém disso, quando uma porta preta é instalada em um cômodo que conta com um piso de coloração mais escura, ela tem o poder de trazer um ar de mais aconchego e acolhimento para o ambiente.

Mas, quando uma porta preta é instalada em um ambiente como a cozinha, por exemplo, ela pode ser a protagonista de sua decoração, trazendo ainda mais destaque para sua estrutura.

Uma grande ideia para este ambiente é mesclar a porta preta com vidros em sua estrutura, permitindo que a luz natural entre no ambiente e seja aproveitada de forma completa.

  • Sala de jantar com decoração industrial

Uma porta preta em um ambiente de decoração industrial pode ser a peça chave para deixar tudo ainda mais bonito e cheio de personalidade.

Além disso, neste caso, a porta preta pode trazer ainda mais sofisticação e, dependendo de seu formato, o ar de que o ambiente é ainda maior.

Combine outros elementos na decoração de seu ambiente e utilize outros materiais para harmonizar com a coloração preta, compondo ainda mais este estilo de decoração.

Uma boa dica é utilizar a porta preta combinada com paredes de diferentes tons, mas, para que esta combinação seja feita de forma correta, é preciso avaliar antes todo o restante da estrutura de seu ambiente, para não causar a impressão errada.

  • Sala de visitas com uma linda porta preta

A porta preta é um item decorativo considerado muito versátil por isso, ela pode ser ainda combinada com elementos naturais, como um sofá de couro, uma parede de tijolos e outras ideias dentro deste segmento.

É possível mesclar diferentes estilos para utilizar este item em sua decoração e, com isto, deixar o seu ambiente ainda mais acolhedor.

Porta Interna Preta

No caso de um quarto ou de uma sala de visitas, o ideal é combinar a porta preta com outros móveis que tenham detalhes semelhantes à sua proposta, levando esta proposta decorativa para outros espaços do mesmo ambiente.

  • Porta de moldura preta para destacar o seu ambiente 

A porta moldura é um dos principais itens para quem deseja destacar ainda mais a entrada de seu ambiente, trazendo mais charme requinte para este tipo de decoração.

Porta Preta de Entrada

Para realizar este tipo de combinação, é possível brincar com a cor dos móveis, utilizando preto e branco em sua composição, para trazer ainda mais personalidade para o seu ambiente.

Além disso, para as salas que possuem uma grande televisão, por exemplo, uma porta preta em formato de moldura pode auxiliar na harmonização do ambiente, trazendo uma melhor combinação.

  • Porta preta no quarto de casal

Uma porta preta tem um papel muito importante em um ambiente e, com isto, ela se torna a grande protagonista em uma decoração.

E, para que um quarto possa contar com uma porta preta em sua estrutura, é preciso deixar a sua estrutura harmônica com o restante da parede, para que toda a sua decoração fique ainda mais bonita e totalmente equilibrada.

Os móveis de madeira, neste caso, oferecem ainda mais equilíbrio para este tipo de decoração e trazem um estilo aconchegante para o ambiente.

  • Porta preta de metal combinada com vidro

Portas pretas de metal contando com vidro em toda a sua estrutura pode ser ideais para os ambientes mais minimalistas, trazendo mais fluidez para a sua decoração, deixando tudo mais harmonioso. 

Além disso, os modelos de porta preta que são compostos dessa maneira tem como principal objetivo integrar ambientes distintos e oferecer um enorme aproveitamento da luz natural, fazendo com que o cômodo ganhe a impressão de mais amplo e maior.

Porta Preta com 2 Bandeiras

Outro diferencial para que esta combinação seja perfeita é o uso de móveis pretos ou bancadas de cimento, para deixar este estilo de decoração ainda mais completo e bonito.

  • Porta preta e móveis cinzas

A porta preta tem como uma de suas funções em um ambiente trazer destaque para todos os demais elementos, fazendo com que o ambiente se torne ainda mais acolhedor e bonito.

Por isto, utilize móveis que sejam compatíveis com o seu estilo de decoração e invista em cores como a cinza, deixando a sua combinação ainda mais elegante.

Outra ideia é também contar com elementos de madeiras, mesclando entre as cores e deixando a ideia de sua decoração totalmente diferenciada e cheia de estilo.

Invista em mantas, tapetes e almofadas com diferentes cores, seguindo toda a estrutura de seu ambiente e, com isto, a sua porta preta poderá aparecer de forma mais equilibrada.

Porta de Almofada Preta

A porta preta é um elemento que pode fazer toda a diferença em seu ambiente, desde que usado com sabedoria.

Este item pode ser um poderoso complemento de sua decoração, combinando com diversos estilos, desde o mais rústico, industrial e até os mais clássicos e delicados.

A cor preta, dentro deste sentido na decoração, tem um papel fundamental de destaque dos outros elementos por isso, pode trazer consigo mais elegância e requinte para um ambiente.

Neste sentido, a porta preta pode ser utilizada de diversas maneiras, como na porta de entrada, destacando ainda mais a sua fachada ou na divisão de cômodos, trazendo um toque mais intimista entre um local comum da casa e um ambiente mais privado.

O ideal é utilizar a criatividade e investir em um estilo de decoração que combine mais com as suas preferências e a sua personalidade, de acordo com todas as suas principais preferências.

A porta preta pode mudar totalmente a aparência de seu ambiente e, por isto, este pode ser o elemento que faltava para que a sua casa tenha ainda mais estilo, beleza e aconchego de uma só vez.

Reflorestamento é o termo utilizado para uma atitude ambiental que tem como principal objetivo a recuperação de áreas que foram danificadas por algum motivo, seja natural ou por atitudes humanas, perdendo parte de sua vegetação.

Existem diversas causas que fazem com que a vegetação de um local se perca, ou seja, prejudicada, como queimadas, por exemplo, onde toda a biodiversidade local sofre um impacto considerável e todo o ambiente passa a sofrer as consequências negativas deste tipo de ação.

Mas, para entender melhor sobre como recuperar as áreas afetadas e como o reflorestamento pode ser realizado, continue lendo a seguir e entenda mais sobre este tipo de ação.

Madeira de Reflorestamento

O que é um reflorestamento?

O reflorestamento é uma ação de recuperação de áreas naturais prejudicadas de alguma forma que, por sua vez, perderam grande parte de sua vegetação por diferentes motivos.

Dentre os principais motivos que levam à perda de vegetação, estão causas naturais ou até mesmo causadas pelo próprio ser humano, que tem se tornado o grande responsável pelos danos causados às florestas.

Neste sentido, os danos podem ser muitos, fazendo com que as florestas sejam impedidas de se recuperar de forma natural.

Portanto, para contribuir em um processo de recuperação, o reflorestamento tem como principal objetivo o plantio da vegetação nativa de um local e toda  a manutenção, reduzindo os impactos causados pela destruição anterior.

Tipos de Madeira de Reflorestamento

Mas, para que o plantio seja feito dentro desta região, é preciso priorizar e optar pelas espécies de vegetação que sejam de fácil plantio, para garantir um reflorestamento rápido e eficiente.

Segundo o IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o recomendado para estes casos é a recuperação natural e espontânea da vegetação, para garantir que todas as espécies nativas da região retornem para o local que habitavam.

Porém, apesar disso, existem casos em que a ajuda humana se torna indispensável, para que toda a vegetação afetada possa ser analisada e recuperada da melhor maneira possível.

Quando há um caso em que um reflorestamento é necessário, o ideal é optar por algumas espécies que sejam nativas desta região e, com isto, o retorno da fauna local poderá acontecer de forma muito mais rápida.

Saiba qual é a importância do reflorestamento e os principais benefícios desta ação

Com o crescimento da urbanização, grandes construções foram se tornando ainda mais frequentes, como hidrelétricas, rodovias, a grande extensão da agricultura e todos os outros impactos que o crescimento da população tem trazido para a natureza em geral.

E, a pior parte de todo este desmatamento é que a sua grande maioria é realizado por meio de queimadas e, por isto, além dos danos à vegetação, também ocorre o aumento exponencial de gás carbônico liberado de forma muito danosa.

Vantagens da Madeira de Reflorestamento

 Analisando todos os danos que a vegetação brasileira vem sofrendo nos últimos anos, é possível compreender como o reflorestamento pode ser uma ótima opção para a recuperação, mesmo que de uma pequena parte, de uma região danificada.

Dentre os principais benefícios do reflorestamento, podemos contar com:

  • Redução considerável das grandes temperaturas

O aumento da temperatura em todo o mundo tem sido causado graças aos danos à natureza, sendo considerado um dos principais impactos e consequências.

E, por isto, o reflorestamento é considerado uma das principais alternativas, já que as regiões que apresentam um grande número de árvores podem reduzir a temperatura local em até 10 graus.

  • Manutenção de toda a biodiversidade

As árvores são consideradas elementos essenciais para a preservação e a biodiversidade local e, por isto, o reflorestamento é a peça chave para que o meio ambiente seja conservado.

  • Prevenção e controle de erosões ou acidentes causados por deslizamentos de terra

A vegetação local tem como objetivo proteger as regiões onde ela é inserida, seja em morros ou ao redor de nascentes e, dessa forma, elas podem ser a principal causa para o combate de assoreamentos e erosões.

  • Abrigo para toda a fauna local

As árvores são abrigos para espécies que dependem delas para a sua sobrevivência, já que são as responsáveis pelo seu alimento e segurança.

E, por isto, o reflorestamento é essencial para a recuperação total de toda a vida local.

 Dessa forma, é possível compreender a grande importância do reflorestamento para a natureza e todo o meio ambiente. 

Com isto, é possível visualizar um aumento de todos os recursos hídricos, uma redução completa de todos os prejuízos relacionados à agricultura e até mesmo a redução do efeito estufa, quando analisamos a longo prazo.

Importância da Madeira de Reflorestamento

Qual a importância de utilizar madeira legalizada de manejo sustentável?

A madeira legalizada de manejo sustentável pode ser chamada por este nome devido à forma com que é retirada do meio ambiente, onde todos os meios para sua remoção são considerados os mais corretos e respeitosos, garantindo assim a preservação da região.

Ou seja, as pessoas que optam pela utilização deste tipo de madeira, apoiam técnicas de remoção onde, quando uma árvore é cortada, outras árvores da mesma espécie são plantadas na mesma região, para garantir que o meio ambiente não seja danificado.

Espécies de Madeira de Reflorestamento

Dessa forma, podemos entender este processo como um ciclo contínuo, onde árvores mais velhas são extraídas para o uso e, enquanto isso, árvores mais novas e mudas são plantadas, para garantir que a espécie continue se desenvolvendo no mesmo local.

E, para que toda esta ação ocorra de forma consciente, é necessário contar com a autorização do Conselho de Manejo Florestal – FSC, que poderá autorizar ou não a exploração de uma região específica, de acordo com algumas regras e determinações.

Para entender os critérios dos órgãos de fiscalização basta apenas imaginar uma área que será explorada ao longo de alguns anos.

Neste caso, o ideal é dividi-la em algumas partes, para que cada uma delas seja explorada separadamente e, após este período, esta região será destinada apenas para a recuperação, não podendo ser explorada ao longo dos seguintes anos deste planejamento.

Manejo Sustentável da Madeira

Dessa forma, é possível contar com algumas vantagens deste manejo, para uma extração responsável e a preservação sustentável de acordo com os recursos necessários para manter o meio ambiente à salvo. 

Este tipo de manejo pode:

  • Reduz de forma considerável todos os principais desperdícios dos principais recursos naturais;
  • Protege as principais espécies que são extraídas do meio ambiente durante um tempo determinado;
  • Realiza um impacto de forma consciente, afetando minimamente a flora silvestre e a fauna;
  • Auxilia na preservação do futuro de toda a humanidade e das outras espécies de vida presentes em todo o meio ambiente.

Busque sempre contar com madeiras de manejo em sua casa ou em seus móveis, analisando sempre a procedência de todo o material que será utilizado.

E, além disso, para apoiar o uso de madeira de manejo, não compre ou incentive a extração ilegal de qualquer recurso natural.

Saiba como comprar madeira de manejo que conte com o selo de certificação

Como vimos, apoiar o uso e a compra de madeira de manejo sustentável pode ser uma ótima opção para apoiar uma extração consciente de um tipo de vegetação específica, minimizando os danos à fauna e à flora local.

Mas, antes mesmo de consumir madeira de forma legal e consciente, é preciso entender quais são os principais cuidados no momento de uma compra, reconhecendo formas de identificar a procedência da madeira.

Muda de Madeira de Reflorestamento

Por isso, o primeiro passo para comprar de forma inteligente uma madeira de manejo sustentável é entrando no CADMADEIRA – Cadastro de Comerciantes de Madeira no Estado de São Paulo. 

Estes dados estão disponíveis e podem ser facilmente encontrados no site da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, permitindo que o consumidor consiga visualizar uma lista de todas as empresas que realizam o comércio legal de madeira, contando com um estoque organizado e a emissão de notas fiscais de acordo com as exigências.

Além disso, ao visitar uma madeireira, o cliente pode ainda exigir o documento que mostre qual a origem de suas madeiras, analisando se há ou não o selo de certificação do Conselho Brasileiro de Manejo Florestal – FSC, onde a procedência legal é garantida pelos órgãos fiscalizadores.

O Programa Madeira Legal é uma iniciativa considerada recente e que tem como principal objetivo incentivar as madeireiras e a todos os interessados a utilizarem apenas madeiras de origem legal.

Por isto, a madeira que é certificada passa a se tornar ainda mais importante e os seus consumidores conseguem desenvolver um grande conhecimento sobre seu uso e sobre a sua origem.

Origem da Madeira de Reflorestamento

Dentro desta lógica, dentro de uma área separada apenas para extração de madeira, uma região pode ser explorada enquanto a outra se recupera, gerando este ciclo que se torna essencial para a conservação de toda a biodiversidade local.

Além disso, dentre deste consumo consciente, também é possível notar cuidados com todos os trabalhadores, onde é recomendada a utilização dos equipamentos essenciais de segurança.

Os trabalhadores que atuam em um manejo sustentável também contam com recursos e medidas extremamente necessárias para que o momento da extração não prejudique outros recursos naturais que estão ao seu redor.

O reflorestamento é essencial para garantir que o meio ambiente não seja prejudicado com os danos causados, sejam eles naturais ou feitos pelo homem.

É muito importante contar com recursos para a preservação do meio ambiente e, por isto, apoiar o manejo sustentável é tão importante para manter um ciclo natural e livre de extrações demasiadas.

Ao consumir e comprar qualquer tipo de madeira, procure se este é um recurso removido de forma legal e entenda se contém o selo oferecido pelos órgãos de fiscalização.

Apoiar a extração consciente e o reflorestamento é um dos principais passos para a preservação de espécies nativas, evitando que elas entrem em extinção, gerando impacto em todo o seu ambiente e nos seres vivos que habitam à sua volta.

A porta camarão para banheiro é um estilo de porta que muito se encaixa nas necessidades da população atual e sua respectiva rotina, tendo a capacidade de facilitar a mesma.

A partir de movimentos que fizeram com que a sociedade evoluísse, vários objetos que fazem parte das atividades diárias a serem realizadas também passaram pelo processo de modernização, melhorando as especificações.

Diante disso, é inegável que esse tipo de porta possui uma maior versatilidade e fácil poder de adaptação se comparada a outros estilos conhecidos, garantindo as vantagens.
Porta Camarão Simples

O que é porta camarão para banheiro?

Esse tipo de porta é um modelo moderno que surgiu com a necessidade de dividir os ambientes de forma prática e simples.

Com a constante diminuição e compactação dos locais, a exemplo dos apartamentos da atualidade, foi possível perceber a urgência em adaptar e criar estratégias para melhorar a disposição do espaço oferecido.

Sendo assim, a porta de camarão é uma invenção dos designs para tentar minimizar a sensação de espaços compactos.

O grande diferencial desse estilo de porta é a maneira como ela abre e fecha. Ao contrário das convencionais, a porta de camarão para banheiro abre para a lateral, dobrando o material composto em diversos sub segmentos.

 Além de economizar espaço, a porta camarão pode ser usada parcialmente aberta ou fechada por inteiro, o que garante ao consumidor a realização da escolha de como deseja relacionar os ambientes onde está alocada.

Por isso, fica explícita a importância de conhecer o que é esse estilo de porta e como ela funciona, além de saber as vantagens e benefícios que podem oferecer.

Como é o funcionamento da porta camarão?

As portas do tipo camarão são uma ótima opção para fazer o aproveitamento do espaço, principalmente se o local a ser trabalhado é mais compacto e diminuído em relação aos outros.

Sendo assim, ressalta – se a importância de obter o conhecimento acerca do funcionamento dessa porta, visando compreender como ela pode ser útil.

Funcionamento da Porta CamarãoDiante disso, a porta de camarão funciona da seguinte forma:

  • Uma vez que a porta é aberta, as sessões da mesma são dobradas uma sobre a outra, fazendo com que as folhas se agrupam entre si;
  • Existe um trilho que pode ser posicionado na parte de cima ou de baixo da instalação das portas, dando a mobilidade necessária para que as folhas sejam dobradas;
  • Quando são recolhidas na lateral, é possível passar pelo vão criado, interligando os ambientes e fazendo a expansão de um certo local.

Diante ao exposto, é muito fácil perceber as características que esse tipo de porta exerce com tamanha simplicidade e praticidade.

Essas características são algumas das inúmeras que podem ser citadas uma vez que há a instalação do objeto, garantindo diversos benefícios para o dia a dia de quem o utiliza.

Tipos de porta camarão para banheiro

Dentre tantos tipos de porta, a porta camarão se destaca por sua versatilidade e seu estilo diferenciado.

É inegável que dentro de uma mesma categoria de porta, é possível ter diversas outras ramificações, a exemplo dos tipos de materiais que estão presentes na composição do objeto discutido.

Por isso, com o objetivo de espalhar o conhecimento acerca desse assunto e aumentar a propagação de informação sobre a porta camarão para banheiro, apresentaremos alguns dos tipos mencionados a partir da lista a seguir:

  • Porta camarão de madeira: a madeira é um material que oferece bastante resistência e conforto, uma vez que transmite a sensação de aconchego e proximidade com elementos da natureza, justamente por relembrar os aspectos naturais da árvore
  • Porta camarão de vidro: o vidro é um material nobre e que oferece várias vantagens principalmente em relação ao aumento da entrada de luz natural, que reflete de forma especial nos gastos da conta de energia no final do mês.
  • Porta camarão de PVC: o PVC é um material muito prático e leve, gerando uma sensação de simplicidade e facilidade ao manusear ao abrir e fechar a porta camarão
  • Porta camarão de alumínio: o alumínio também consegue oferecer uma certa resistência maior se comparado com outros tipos de materiais. Além disso, esse material se destaca ao providenciar um aspecto único em relação à aparência que possui.

Sendo assim, é possível perceber que além das características específicas desse tipo de porta, ela também consegue ser versátil na vasta quantidade de opções presentes que fazem parte da sua composição básica.

Essa variedade no catálogo consegue oferecer caminhos para uma melhor escolha pelo consumidor, uma vez que ele pode observar as opções disponíveis e decidir qual se encaixa de forma perfeita na rotina e objetivo.

Porta Camarão Pintada de Preto

Entretanto, por mais que diversas empresas e lojas ofereçam as peças citadas, nem sempre a qualidade é tão confiável, ressaltando a importância de conhecer o local que você pensa em comprar a porta.

Ao conhecer a experiência de mercado e as habilidades da loja em questão, você vai conseguir observar que as características que ela carrega refletem diretamente na qualidade do produto e, por consequência, na sua segurança.

Assim, após uma considerável pesquisa de mercado, será possível concluir que oferece os melhores produtos com os mais vantajosos custos benefícios para você.

Com a garantia desse atendimento, fica explícita a melhoria no acolhimento do cliente e na personalidade envolvida, assegurando um serviço cuidadoso e efetivo para consumar a aquisição da porta camarão para banheiro (ou qualquer outro tipo de objeto) de forma eficaz e satisfatória.

Porta Camarão de Madeira e Vidro

Vantagens de usar uma porta camarão para banheiro

Além dos benefícios já citados nesse artigo, ainda há uma variedade de vantagens  inquestionáveis que servem de fator decisivo na hora de escolher esse estilo específico de porta.

Como são muitas vantagens, listamos abaixo alguns dos principais benefícios oferecidos pela porta camarão:

  • Versatilidade: o próprio objetivo da porta camarão é ser um objeto versátil, diminuindo a ocupação de espaços que outras portas convencionais não conseguiriam. Assim, a versatilidade ao se encaixar em qualquer vão para cumprir esse objetivo é uma vantagem muito efetiva a ser citada. Guarda roupas, armários, closets, divisão de ambientes, entre tantos outros são alguns exemplos de locais em que a porta camarão pode ser instalada para facilitar a rotina da sociedade.
  • Facilidade de instalação: por ter acabamentos simples e compactos em número e complexidade, acaba se tornando um tipo de porta com uma instalação um pouco mais simples que as convencionais. É claro que ao chamar um profissional qualificado e especializado você estará poupando trabalho e tem a garantia de uma instalação de sucesso. Mas, caso não possua o orçamento necessário para essa contratação específica, você pode fazer o preparo e colocar no local que deseja por si próprio.
  • Possibilita a entrada de luz natural: ao optar por materiais a exemplo do vidro, a iluminação natural do local se torna muito mais evidente. Isso porque o vidro é um material transparente que permite essa entrada de luz solar nos locais em que estão instalados. Com isso, há a diminuição da conta de energia, além de deixar um ar de elegância e modernidade.

Por tudo isso, destaca – se que as vantagens citadas acima são apenas algumas das inúmeras possíveis por meio da instalação da porta camarão para banheiro.

Assim, é de extrema importância que você conheça os benefícios apresentados para ter certeza e garantir que esse estilo de porta é tudo isso que você está buscando para solucionar os problemas ou aprimorar o local.

Onde comprar uma porta camarão para banheiro?

Como já previsto, a porta camarão para banheiro é um objeto que precisa ser comprado com muita atenção e comprometimento. Isso porque é uma porção da sua casa que pretende ocupar aquele espaço por longa data.

Sendo assim, não é viável financeiramente ou emocionalmente a troca constante de peças chaves que fazem parte do nosso dia a dia.

Para fazer uma compra eficaz e de sucesso, é muito importante o planejamento.

Esse aspecto é o primeiro passo para conseguir atingir os objetivos traçados, trabalhando para tirar as ideias do papel e colocar as mesmas em prática o mais rápido possível.

Além do planejamento, a organização do orçamento também é fundamental para conseguir comprar a porta camarão para banheiro sem possíveis estresses futuros ao ter que pagar aquilo que você não poderia ter gasto a mais.

Assim, é preciso estabelecer um orçamento mínimo e máximo entre os fatores, conseguindo equilibrar conforto e qualidade com bons preços a serem investidos nos materiais em questão.

Porta Camarão de Banheiro Moderna

Por isso, destaca – se a importância de procurar bem e pesar na balança todos os prós e contras que cada empresa oferece antes de decidir de fato em qual você irá investir.

No mundo atual, existem várias empresas que ofertam o produto em questão de forma variada, porém é preciso muita atenção e cuidado ao escolher qual loja consegue sanar as suas necessidades da melhor forma.

Como já citado anteriormente, a loja em questão consegue sanar todas as necessidades do consumidor a partir de várias técnicas utilizadas desde o processo de fabricação do material até a consumação da entrega.

Assim, destaca – se diante tantas oportunidades diversas de outras lojas e empresas de carpintaria presentes no ambiente em comum da sociedade, sendo a melhor no ramo.

Qual o preço de uma porta camarão para banheiro?

O preço desse tipo de porta, assim como em todas as áreas de compra e venda presentes no dia a dia, depende de forma direta do material utilizado para compor o objeto.

Assim, ao escolher um material considerado mais nobre, a exemplo do vidro, em relação a um menos especial, como a madeira, o preço vai variar.

Em vista disso, é de extrema importância e relevância que o consumidor faça um planejamento e organização de orçamento antes de realizar a compra em si.

Desse modo, é possível colocar no papel o quanto efetivamente você pode gastar no final do processo, garantindo uma compra sem estresses e dores de cabeça ao pagar aquilo que o bolso não pode aguentar.

Além disso, é fundamental que você saiba o tamanho e modelo específicos que deseja que a porta camarão seja feita e instalada, visando especificar esse projeto e comprar de acordo com as suas necessidades.

Por tudo isso, é possível concluir que a porta camarão para banheiro é uma peça essencial para diversos locais na sociedade atual. Assim, necessita de muita atenção e cuidado na hora da escolha e aquisição do produto.

As poltronas de madeira são itens indispensáveis na decoração de design de interiores nos dias atuais.

Elas têm a capacidade de transmitir ao mesmo tempo sensação de elegância e conforto, atraindo olhares onde quer que seja instalada.

Sendo assim, é possível afirmar que a poltrona de madeira traz um ar de rusticidade para o ambiente, uma vez que a madeira lembra de forma direta a natureza e os aspectos presentes nos meios ambientais.

Por isso, é muito importante compreender que as poltronas de madeira podem ser peças chave na decoração do local, transmitindo aconchego e deixando o lugar com um toque clássico e extremamente bem decorado.

Poltronas de Madeira

Por que apostar nas poltronas de madeira para decorar a casa?

Como previamente citado, esse objeto traz consigo sensações de conforto e aconchego, passando bons sentimentos a quem quer que chegue no local em que a poltrona faz parte.

Diante disso, é compreensível que as poltronas de madeira sejam um dos móveis mais populares do mundo quando o assunto é decorar a casa e criar uma atmosfera elegante e reconfortante, atingindo um perfeito equilíbrio entre elas.

É um item de extrema versatilidade, uma vez que pode ser inserido em vários ambientes diferentes como a sala de estar, quarto, hall de entrada, varanda, escritório, entre outros.

Além disso, também consegue ser muito diferenciada quanto aos seus estilos e formas: inteiramente de madeira, apenas com os braços de madeira, apenas com as pernas de madeira, com assento acolchoado, sem assento acolchoado, entre outros.

Portanto, fica claro que a poltrona em questão consegue ser inserida em quase todos os ambientes da casa, além de ter uma variação diversificada em relação ao tipo e estilo que pode ter, adequando – se de acordo com a decoração.

Diante ao exposto, fica claro que esse objeto pode ser a peça chave para a decoração da sua casa, podendo destacar algumas das principais funções e utilidades a seguir:

  • Receber visitas: ao receber visitas em casa, as poltronas de madeira são indispensáveis para servir de apoio e protagonizar a cena. De maneira geral, a anfitriã pediu educadamente para a visita sentar para que se sinta mais confortável. Assim, ao ter a presença das poltronas no ambiente, fica confortável para ambas as partes ao sentarem para conversarem e discutirem ideias.
  • Ler livros: a leitura é um hábito muito importante para a sociedade como um todo, precisando ser uma experiência confortável e legal para que se torne um hábito efetivamente falando. Desse modo, a presença das poltronas de madeira no local perto da estante de livros, além de tornar o ambiente super harmônico e bem decorado, faz com que o ato de ler livros seja de forma indiscutível mais interessante e envolvente. 
  • Descansar: a poltrona em questão, além de compor a decoração e deixar o ambiente mais elegante, pode ser um objeto de descanso para os indivíduos, uma vez que torna o local mais aconchegante, auxiliando a criação e o aumento de sentimentos positivos de conforto. Por isso, ao inserir as poltronas de madeira em qualquer que seja o lugar, você irá conseguir atingir todos os objetivos previstos.
  • Apoio lateral: a poltrona discutida também pode ser utilizada como um apoio lateral em alguns ambientes. Ao inserir esse item no quarto, por exemplo, temos vários outros objetos que fazem a função de sentar, descansar, entre outros. Por isso, quando colocamos a poltrona, ela tende a ser usada mais como um apoio do que para descanso.

Poltrona de Madeira Maciça

Qual a importância de um ambiente bem decorado? 

A decoração é um aspecto de extrema importância em vários âmbitos da nossa vida, uma vez que possui a capacidade de influenciar e transformar como nos sentimos ao entrar em um ambiente decorado ou não.

Os aspectos da decoração são inúmeros, podendo ter várias combinações diferentes para integrar um local propriamente dito.

Em vista disso, é possível afirmar que existem diversos elementos decorativos que podem ser inseridos e combinados para tornar o local em que estão mais bonitos esteticamente e que combinam entre si.

Nesse contexto, é fundamental ressaltar a importância que a decoração harmônica consegue ter na nossa sociedade.

Ao entrarmos em um lugar bem organizado e decorado, com fatores de decoração que conversam entre si e criam uma atmosfera harmônica, nosso subconsciente entende e responde de maneira positiva.

Essa resposta do subconsciente vem em forma de sentimentos positivos, a exemplo do bom humor e da inibição de hormônios que causam estresse.

Por outro lado, quando entramos em um local cheio de elementos que não combinam e trazem sensações de desorganização e excesso de decoração, o efeito causado é exatamente o contrário.

Sinais são enviados ao nosso subconsciente e ele consegue entender que estamos em lugares não harmônicos, aumentando o estresse e o mau humor.

Por isso, fica explícito que a decoração é um fator determinante para garantir o nosso bom humor e, por consequência, ter influência na qualidade de vida de cada uma das pessoas de forma individual e coletiva.

Ao escolher as poltronas de madeira, você está investindo em um item que consegue equilibrar de maneira perfeita e eficaz as funções que exerce (descanso, conforto, apoio, etc) com funções decorativas.

Assim, é fato que elas assumem papéis muito importantes na hora de decorar um local, podendo ser de diversos tipos diferentes para se encaixar totalmente no lugar de forma harmônica, trazendo efeitos positivos para quem estiver presente no local constantemente ou de passagem.

Modelos de Poltronas de Madeira

Quais os tipos de poltrona de madeira existente?

As poltronas de madeira, como já citado nesse artigo, têm uma variedade enorme em relação aos seus estilos e formas, sendo perfeito para conseguir se adequar de acordo com o ambiente que estão inseridas.

No mercado atual, existem diversas poltronas diferentes, passando do tipo clássico até o mais moderno, com características que lembram mais o estilo rústico ou a contemporaneidade e elegância.

Por isso, com o objetivo de aumentar o acesso à informação dessa variedade de tipos de poltrona em questão, serão listadas abaixo alguns dos principais tipos de poltrona, dando a você a oportunidade de conhecer cada uma:

  • Poltrona com braço de madeira: esse tipo de poltrona é muito elegante e clássica, oferecendo a oportunidade de destacar o braço de madeira em meio a vários aspectos que ela consegue transmitir.

A madeira dessa poltrona pode ser de vários tons diferentes, o que permite a você, consumidor, escolher qual achar mais interessante e útil para agregar na decoração geral.

Os tons mais escuros da madeira passam uma formalidade a mais, enquanto os mais claros são menos formais e passam uma ideia de descontração, mesmo que ainda muito elegantes.

  • Poltrona com perna de madeira: a perna de madeira é uma opção muito parecida com a poltrona com o braço de madeira.

Com esse estilo específico, você consegue misturar e equilibrar os objetivos, tendo, ao mesmo tempo, a sofisticação das poltronas e a possibilidade de colocar diferentes almofadas e estofamentos, junto com a persistência e constante resistência que a madeira oferece.

Poltrona de Madeira Maciça

Assim, fica mais confortável e amplo as opções de escolha para que você consiga integrar e decidir antes de fazer a aquisição e o investimento de forma efetiva, garantindo o sucesso da compra.

  • Poltrona inteiramente de madeira: as poltronas inteiramente de madeira são muito utilizadas em ambientes externos da casa, a exemplo de varandas, áreas de piscina e áreas verdes.

Com esse estilo de poltrona, a sensação de ligação com a natureza cresce exponencialmente, uma vez que lembra muito a árvore por não ter elementos que desviem a atenção (a exemplo de almofadas).

Entretanto, se a permanência nessas poltronas for de um tempo maior, é importante que haja a presença de almofadas, buscando sempre aprimorar o conforto e conseguir atingir os objetivos finais.

Com a presença das almofadas, há também um certo contraste de materiais, aumentando os aspectos decorativos internos.

  • Poltrona antiga de madeira: esse tipo de poltrona representa os moldes clássicos que ainda estão presentes no dia a dia da sociedade atual.

Entretanto, isso não significa que as poltronas de madeira em questão não possam se adequar ao ambiente com características modernas.

Por mais que a principal função dessa poltrona seja admitir a presença de elementos antigos e clássicos, ela pode conter alguns aspectos que a tornem mais contemporânea no jeito de ser.

Assim, a inserção de almofadas ou estofamentos em tons que sejam harmônicos com o ambiente são exemplos que podem ser citados para o entendimento de como usar essa técnica de decoração.

Diante disso, é fato que a poltrona antiga de madeira é um clássico da mobília, podendo ser utilizada de diversos modos e criando um contraste equilibrado entre o que é antigo e o que é mais novo e moderno.

  • Poltrona de madeira com estofado: essa linha de poltrona é a mais utilizada em projetos de design de interiores para decorar o ambiente.

Isso porque ela oferece ao mesmo tempo um conforto maior que as demais opções e consegue manter as características e o contraste com a madeira rústica.

Sendo assim, essas poltronas de madeira em específico são opções muito rentáveis para quem deseja dar um toque a mais no ambiente.

O estofamento das mesmas pode ser feito com materiais e cores mais neutras, similares às do sofá, que passam elegância e combinação efetiva.

Entretanto, se você deseja tornar o espaço mais criativo e jovial, tendendo para técnicas que envolvam cores diferentes e destaque, pode ser inserido um estofamento mais ousado, atingindo as metas em questão.

Comprar Poltronas de Madeira

Onde comprar poltronas de madeira de qualidade?

É de extrema importância que você contrate uma loja ou empresa que ofereça bons serviços e qualidade nos materiais.

Isso pode ser feito a partir de uma pesquisa de mercado para decidir qual loja tem todas as vantagens e benefícios que você procura, buscando sanar as necessidades e conseguir decorar com sucesso o ambiente que você desejar.

Além de experiência de mercado, essa loja tem uma grande taxa de aprovação entre os clientes em relação à qualidade dos materiais e do atendimento.

Quanto aos materiais, todas as madeiras que fazem parte dos móveis  passam por um extenso processo importante de melhora e polimento até chegar a parte de efetivar a produção e montar os móveis em questão.

Já quanto ao atendimento, a loja possui uma espécie de atendimento individualizado e específico, apresentando a você todos os tipos de poltronas de madeira disponíveis e ajudando na hora da escolha, dando prioridade sempre ao que você pretende fazer para atingir os objetivos finais.

O que podemos concluir a partir disso?

Diante do exposto, é fato que as poltronas de madeira são objetos muito úteis para a sociedade atual, podendo oferecer diversos benefícios no ambiente ao compor a decoração do local.

Por isso, é de extrema importância que o consumidor conheça as especificações de cada poltrona e tenha uma noção do que pretende fazer uma vez que investir nesse móvel.

Sendo assim, para conseguir inserir as poltronas de madeira nos locais em que desejar, é fundamental a compreensão da importância que esse objeto pode assumir, assim como a influência dos elementos decorativos na qualidade de vida da sociedade.

As pranchas de madeira rústica são peças feitas de um pedaço de madeira extraído da árvore que pode servir para diversos tipos diferentes de funções.

Essa peça está muito em alta nas tendências de decoração do mundo atual, uma vez que consegue trazer um ar rústico e natural para os ambientes em que é inserida.

Desse modo, pode – se destacar que as pranchas de madeira rústica podem ser utilizadas para aprimorar a decoração do local, trazendo efeitos positivos para o nosso bom humor e, por consequência, para a qualidade de vida.

Pranchas de  madeira rústica

Como já foi estabelecido, as pranchas de madeira rústica podem assumir várias funções em locais diversos, a exemplo da sala, hall de entrada, cozinha, quarto, escritório, banheiro, área externa, entre outros.

Essa peça tem a capacidade de ser extremamente versátil e se encaixar nos mais variados objetos, seja para compor e complementar uma decoração ou se tornar a atração principal é peça chave daquele local.

Sendo assim, é inegável que a possibilidade de fazer múltiplos objetos com a peça de madeira atrai curiosidade para os olhos leigos, que buscam saber mais sobre as especificações que essa peça pode assumir.

Essa peça de madeira, além de versátil, é muito econômica e traz um sentimento de proximidade com a natureza, uma vez que lembra diretamente os aspectos das árvores.

Nesse contexto, é possível afirmar que as pranchas de madeira rústica carregam consigo a capacidade de se adequarem nos mais diferentes ambientes seguindo a decoração específica.

Por isso, o sentimento rústico que é passado por meio da presença de objetos com base na madeira é muito valorizado e de extrema relevância para entender e conseguir adequar cada peça em seu devido lugar de decoração.

Prancha de Madeira Rústica

O que pode ser fabricado com uma prancha de madeira rústica?

Como previamente citado nesse artigo, as pranchas de madeira rústica conseguem admitir várias funções diferentes, sendo capazes de ser inseridas em diversos objetos que fazem parte do cotidiano das pessoas.

Portanto, com o objetivo de sanar as dúvidas e promover a democratização do acesso à informação acerca desse assunto importante para a atual sociedade presente no mundo de hoje, faremos uma lista de atuações que essa peça de madeira pode oferecer.

  • Bancadas: as bancadas feitas de madeira rústica são muito comuns em casas, escritórios, restaurantes, etc.

Sendo assim, é inegável que houve uma grande ascensão dessa peça no meio decorativo dos ambientes.

As bancadas podem ser das mais variadas formas e tamanhos, além de estarem presentes em cozinhas (para cozinhar e/ou comer), salas (para servir de apoio e/ou decoração propriamente dita), banheiros (para ser a bancada da pia) e muitos outros locais dentro e fora da casa.

Por isso, infere – se que as bancadas são objetos bastante utilizados nas nossas residências e, muitas vezes, podem ser compostas por materiais como as pranchas de madeira rústica.

  • Mesas: as mesas são objetos muito presentes no nosso dia a dia. Elas estão inseridas nos ambientes para sanar diversas necessidades, a exemplo da mesa de jantar, mesinha de centro, mesa de decoração, mesa de estudos, mesa de escritório, mesa externa, entre muitos outros. 

Desse modo, é fato que esse objeto pode ser fruto de composições de diferentes materiais e matérias primas, sendo, uma delas, a madeira.

As mesas podem ser feitas com a base em pranchas de madeira rústica, evidenciando o grande apreço que esse material pode oferecer para a decoração.

  • Cadeiras: as cadeiras também são objetos bastante presentes no meio do dia a dia da população.

Isso é visto a partir da quantidade de cadeiras que geralmente é encontrada em uma casa: cerca de quatro cadeiras na mesa de jantar, duas na bancada, uma para a mesa de estudos, etc.

Nesse contexto, fica mais que evidente a quantidade de objetos desse estilo que estão constantemente no nosso cotidiano.

Diante disso, é essencial que os objetos que compõem a decoração da casa, a exemplo dos móveis, estejam em harmonia com a imagem que o ambiente procura passar.

Por isso, é fato que os objetos a base das pranchas de madeira rústica são essenciais para quem deseja ter um local mais puro e natural.

  • Prateleiras: as prateleiras são espécies de móveis geralmente pregados nas paredes que tem a função de promover apoio e decoração para a casa.

Assim, é inegável dizer que as prateleiras possuem uma importante função para a harmonia dentre o resto das peças de decoração da casa.

Isso porque elas têm a capacidade de serem extremamente versáteis e de simples instalação, aumentando as possibilidades de combinação entre os elementos que a compõem.

Assim, fica evidente que as prateleiras, quando querem apresentar mais resistência e transmitir uma imagem mais rústica e ligada à natureza, são feitas de materiais que vêm das pranchas de madeira rústica.

  • Balanços: os balanços são muito utilizados em famílias que possuem crianças ou têm o hábito de se balançar em uma espécie de balanço.

O balanço é como se fosse uma cadeira flutuante, pendurada em alguma superfície no alto para que fique acima do nível do chão.

Por isso, é de extrema importância que as pessoas que gostam desse tipo de modalidade de lazer compreendam as responsabilidades que ele infere.

Eles precisam ser feitos de um material resistente e ao mesmo tempo que tenham um apelo atrativo, sendo esteticamente bonito.

Por isso, a melhor opção (que mais se encaixa) nessas especificações é a utilização das pranchas de madeira rústica para fazer a base do balanço, garantindo segurança, beleza e diversão.

  • Objetos decorativos: Os objetos decorativos são de extrema relevância e influência para o nosso humor e, por consequência, qualidade de vida.

Esses objetos têm o poder de influenciar diretamente como nós nos sentimos ao adentrarmos um local bem decorado ou não, refletindo no humor.

Assim, quando há a mistura de elementos decorativos em um só local, há também a infelicidade gerada no nosso subconsciente.

Por isso, ao compor e decorar um espaço, é importante que você se atente à imagem que deseja passar, investindo em tendências decorativas para  ajudar o local em questão.

Bancada com prancha de Madeira

Uma boa tendência a se investir é a presença de elementos que remetem à natureza e ao sentimento puro, utilizando de peças como as pranchas de madeira rústica para realizar a composição dos objetos.

Prancha de madeira de demolição 

Devido a grande quantidade de desmatamento e ameaça à natureza sem a restauração imediata desta, foi acionado um alerta de gravidade em torno dessa questão.

Com o desmatamento sem o reflorestamento, as consequências para todos os âmbitos da sociedade são absurdas, podendo afetar não somente o trabalho de cada um e a economia em geral, mas também a saúde dos indivíduos.

Desse modo, foi preciso a inserção de técnicas que permitissem que a madeira (e outros elementos) fosse utilizada nos meios em tantas consequências para a natureza de forma geral.

Dentre as principais maneiras de evitar a degradação constante da natureza, a utilização da madeira de demolição se encaixa como um dos destaques.

Essa técnica em específico consiste na utilização de pedaços de madeiras já existentes em construções antigas e que não estão mais sendo usadas.

Ou seja, a aquisição desse tipo de madeira é feita a partir do garimpo de construções mais antigas, passando por processos de limpeza e aproveitamento para então serem usadas efetivamente nas diversas formas.

Essa técnica é muito utilizada no mundo atual, uma vez que garante o chamado selo verde para as empresas que a praticam, oferecendo mais credibilidade e confiabilidade nessa empresa e, por consequência, atraindo mais clientes para os relacionamentos comerciais.

Mesa com Prancha de Madeira Rústica

O selo verde assegura que o local faz o uso de técnicas que não prejudiquem a natureza ou que, no mínimo, faça ações que tenham pouca influência no meio natural em que vivemos.

Por tudo isso, é possível afirmar que as pranchas de madeira de demolição são tipos de pranchas de madeira rústica que não prejudicam tanto as florestas e os habitats naturais dos animais no mundo, tendo consciência ecológica.

Onde comprar uma prancha de madeira rústica?

Devido a grande procura e demanda nos últimos anos, a quantidade de empresas de carpintaria que passaram a produzir e comercializar materiais como as pranchas de madeira rústica aumentou de forma exponencial.

Com os movimentos que resultaram na evolução da sociedade e de todos os aspectos que rondam a mesma, foi possível observar o crescimento na área tecnológica, gerando grande variedade de imagens e perspectivas diferentes sobre um mesmo assunto.

Além disso, a inserção de aplicativos que oferecem possibilidades, dicas e opções para ajudar você a decorar os ambientes de forma simples e prática também auxiliou na demanda, uma vez que insere tendências específicas.

Com o crescimento do uso das redes sociais e dos influenciadores digitais, o aumento das tendências decorativas de acordo com os conceitos da moda seguidos por estes foi um aspecto que influenciou de forma direta a maior procura por esse material.

Desse modo, é possível inferir que diversas lojas começaram a oferecer esse tipo de pranchas de madeira rústica para tentar suprir a demanda constante de pedidos.

Isso porque o lucro gerado a partir da venda desses materiais, uma vez que houve uma crescente necessidade de adquirir objetos que fossem tendências, foi muito atrativo para todos.

Porém, nem todas as lojas de carpintaria que oferecem esses serviços conseguem exercer e finalizar um trabalho de qualidade, atendendo a todas as necessidades do cliente.

Prancha de Madeira

Por isso, é fundamental que seja realizada uma pesquisa de mercado para conhecer e comparar as diferentes lojas que oferecem essa pauta, buscando achar aquela que melhor se encaixa nos seus objetivos.

Além dos aspectos citados, também contam com uma enorme taxa de aprovação dos clientes, profissionais qualificados, especializados e um atendimento individual e específico para cada cliente.

Essas vantagens dão um grande destaque para a loja em questão pois são capazes de fornecer materiais e serviços de qualidade, buscando sempre compreender os objetivos do cliente para conseguir achar soluções efetivas.

O que podemos concluir a partir disso?

Diante do exposto, é inegável que o material em questão pode ser utilizado para diversas funções, se encaixando perfeitamente em qualquer ambiente que o cliente deseja o aplicar.

Por isso, é de extrema relevância que você tenha conhecimento acerca das funções que essa prancha pode exercer e dos objetivos que pretende alcançar com ela, facilitando o processo de compra e aquisição desse objeto.

Portanto, pode – se concluir que as pranchas de madeira rústica são muito importantes para a sociedade atual, assumindo lugares específicos e funções diversas para melhorar a decoração do ambiente e, por consequência, o bom humor e a qualidade de vida das pessoas envolvidas no local.

A banqueta de madeira pode ser uma peça de extrema importância para a decoração da sua casa e, consequentemente, para a preservação do seu bom humor e qualidade de vida.

Esse objeto possui diversas especificações, podendo assumir uma variedade de formas para dispor na sua residência ou em qualquer outro lugar que você desejar posicionar as banquetas.

Por isso, é essencial que esteja claro as funções da banqueta de madeira, as vantagens e benefícios que elas podem refletir no cotidiano de cada um.

Banqueta de Madeira

O que é uma banqueta de madeira?

A banqueta de madeira é um pequeno banco ou cadeira, geralmente feito de madeira, sem braços e com assento para uma só pessoa.

Esse objeto é utilizado de forma ampla em cozinhas e varandas externas, com locais que possuem balcões, dando um ar de elegância e modernidade.

Os modelos também podem ser encontrados em bares, restaurantes e praças de alimentação, sendo peças essenciais para transmitir modernidade e beleza para o local, além de otimizarem o espaço em que estão inseridas.

Desse modo, é possível observar que a banqueta de madeira é um objeto muito útil e versátil para os dias atuais, gerando ao mesmo tempo elegância, modernidade e conforto nos locais.

Diante disso, é indispensável ressaltar a obtenção de conhecimento acerca dos modelos e das vantagens que as banquetas podem oferecer, facilitando o processo de aquisição e utilização desses objetos.

Modelo de Banqueta de Madeira

Quais as vantagens da banqueta de madeira?

Nos dias atuais, é possível observar que os elementos decorativos tomaram conta de grande parte do processo de ambientação de um local.

Isso se dá por causa da constante importância que estar em um lugar harmônico e bem decorado reflete no nosso bom humor e qualidade de vida.

Os elementos decorativos, assim como as técnicas de decoração, foram evoluindo ao longo do tempo de acordo com a evolução da sociedade.

Em vista disso, é inegável que a atual população mundial pede que o ambiente em que passam muito tempo (como a casa ou o trabalho) estejam repletos de objetos que transmitam sentimentos positivos.

Sendo assim, é fato que a decoração tem o poder de influenciar na maneira em que estamos nos sentindo.

Ao adentrar um ambiente organizado, bem decorado e harmônico, automaticamente são enviados sinais para o nosso cérebro afirmando o bom humor.

Em direção contrária, ao passarmos tempo em locais mal decorados, nos sentimos em desorganização e negatividade, refletindo em sentimentos como o mau humor e estresse.

Por tudo isso, infere – se que a banqueta de madeira é um elemento decorativo que pode ter muita influência em como nós fazemos sentir diante de um local.

Banqueta de Madeira Angelim

Esse objeto tem a capacidade de ser bastante variado em suas formas, cores e tamanhos, dando oportunidade para os consumidores de escolher qual a melhor forma de sanar as necessidades e combinar com o local em questão.

Portanto, ao escolher uma banqueta de madeira, é indispensável que seja levado em consideração o fato decorativo, a fim de combinar e tornar o ambiente o mais harmonioso possível

Assim, essa escolha terá resposta tanto na decoração do ambiente, tornando ele mais bonito em questões de estética, quanto na qualidade de vida das pessoas que passam pelo local, uma vez que reflete no humor destas.

Tipos de banqueta de madeira

A banqueta de madeira apresenta muita versatilidade em relação aos tipos e estilos que consegue assumir.

Sendo assim, a fim de espalhar a informação e democratizar o conhecimento acerca desses tipos de banquetas, separamos a seguir algumas especificações deste objeto em questão.

  • Banqueta alta de madeira: a altura da banqueta de madeira está diretamente relacionada com a altura da bancada com a qual vai fazer um conjunto. Desse modo, é fato que vários fatores precisam ser levados em consideração antes de definir qual a altura da banqueta. Nas banquetas altas, o balcão deve possuir o tampo com medida igual ou superior a 75 centímetros, realizando o cálculo a partir da medida da bancada menos 25 centímetros até o assento da banqueta;
  • Banqueta baixa de madeira: da mesma forma como a banqueta alta, a altura da banqueta baixa tem que estar diretamente relacionada com a altura do balcão ao ser utilizado. Dessa maneira, com uma distância do tampo de 75 centímetros do chão, a banqueta precisa ter uma altura de 40 a 45 centímetros para ficar em harmonia com o balcão;
  • Banqueta com encosto: o encosto da banqueta de madeira é a parte de trás, ou seja, que a pessoa sentada encosta a coluna para descansar o corpo. Assim, é importante ressaltar que o encosto para esse objeto pode ser muito útil quando a permanência no local é mais longa. Ao passar mais tempo na banqueta, é notório que o nosso corpo necessita de um espaço para descansar, fazendo o uso desse encosto;
  • Banqueta com assento estofado: na mesma linha de raciocínio do encosto, o assento estofado tem o objetivo de melhorar o conforto da pessoa que está sentada. Por isso, quanto mais tempo for previsto para a pessoa permanecer naquele local, mais o estofamento será visto como indispensável para a composição desse objeto.

Diante do exposto, é possível afirmar que as banquetas de madeira podem ter várias especificações diferentes que exercem funções diferentes.

Por isso, é fundamental que você compreenda a utilização de cada função específica, buscando sempre sanar as suas necessidades de acordo com os objetivos do objeto em questão.

As banquetas podem ter, ainda, diversos outros tipos de se apresentar no mundo da decoração do ambiente, dependendo do que você pretende realizar com elas.

Qual madeira pode ser usada nas banquetas?

A madeira é a principal matéria prima utilizada na composição das banquetas, sendo essencial a ótima qualidade para todos os tipos específicos de uso.

Como já citado neste texto, as banquetas podem ser atribuídas tanto nos ambientes internos quanto nos externos, dependendo do objetivo delas.

Sendo assim, é de extrema importância que sejam compostas por elementos resistentes a vários fatores que podem vir a ser recorrentes no cotidiano.

Chuva, sol, vento, maresia, poluição, resíduos, água, etc. Esses são apenas alguns dos elementos que podem ser citados como possíveis prejudiciais para o material da banqueta de madeira.

Em vista disso, torna- se indispensável a procura por lojas que ofereçam esse objeto com madeira de qualidade, oferecendo resistência a todas as atribuições necessárias.

A seguir, listamos os tipos de madeira mais recomendados para a composição e fabricação de objetos como as banquetas:

    • Madeira maciça: a madeira maciça é a matéria prima utilizada em seu estado bruto, ou seja, não passa por muitos processos de produção após ser adquirida e posta nos objetos. A madeira maciça tem características como ser muito sólida e rígida, aumentando a resistência do material em que estiver presente. Além disso, é muito utilizada em móveis, como as banquetas, que estão localizados em uma área externa;
    • Madeira de reflorestamento: devido a grande quantidade de desmatamento e consequências ambientais presentes no atual cenário da sociedade, a madeira de reflorestamento é uma opção mais sustentável que as demais. Esse tipo de madeira tem sua origem em árvores replantadas, ou seja, que não passam pelo processo de desmatamento. Dessa forma, a rigidez e todas as características da utilização da madeira estão presentes na madeira de reflorestamento, junto à consciência ecológica;
  • Madeira de demolição: esse tipo de madeira é proveniente de peças prontas de antigas construções, precisando passar por tratamentos industriais para a utilização efetiva da madeira em questão. Esse estilo também se encaixa na concepção de uma técnica mais sustentável, uma vez que há o reaproveitamento de peças já existentes, sem a necessidade da demolição de novas árvores. Sendo assim, essa madeira passa uma ideia de singularidade mais rústica, podendo ser parte da matéria prima que compõe a banqueta de madeira a tornando com um estilo único e mais vintage.

Em vista disso, é possível inferir que existem diversos tipos de madeira que podem ser utilizados na composição das banquetas.

Portanto, é fundamental que você compreenda a singularidade de cada um e o que cada especificação oferece, a fim de adaptar o investimento nestes de acordo com os objetivos previamente traçados.

Além disso, é de extrema importância que você escolha lojas que ofereçam os melhores serviços e qualidade, garantindo, assim, o sucesso da compra.

Banqueta de Madeira Simples

Onde comprar uma banqueta de madeira?

A aquisição de banqueta de madeira de qualidade máxima é um fator indispensável para garantir a segurança e confiabilidade no produto.

Sendo assim, é fato que existe uma variedade de lojas no mercado que oferecem produtos como as banquetas, mas sem a experiência ou qualidade necessários para atingir as metas de utilização.

Por isso, é importante que você, consumidor, realize uma pesquisa de mercado com a finalidade de descobrir qual loja mais se encaixa com os seus objetivos.

Ademais, a verificação do orçamento e da qualidade como fator único é muito essencial. Ou seja, vale a pena pagar menos por um produto que não vai durar tanto por causa da baixa qualidade?

Ao investir em móveis como a banqueta de madeira, é indispensável que você pense no custo benefício a ser ofertado, buscando sempre equilibrar esses dois fatores.

Depois de realizadas todas essas análises, será possível observar que o investimento é a melhor escolha a se fazer, uma vez que esta é capaz de assegurar todos os fatores importantes citados.

Além da ótima qualidade dos produtos, também oferece anos de experiência, diversas recomendações positivas, a maior variedade no catálogo, aprovação em massa dos clientes, atendimento especializado, etc.

Além disso, a qualidade e a forma de utilização da madeira como principal matéria prima é essencial para essa decisão.

Afinal, por ser a principal matéria na composição do objeto, é muito importante a qualidade da mesma, assim como a procedência desse material e dos fornecedores do mesmo.

Ao observar todos os fatores descritos nesse texto, juntando a qualidade com o melhor orçamento e o melhor atendimento, fica indiscutível a competência da loja.

Desse modo, é inquestionável a qualidade que a loja é capaz de oferecer quando o assunto é banqueta de madeira, garantindo os melhores resultados possíveis.

As floreiras de madeira são um charme absoluto para jardins e ambientes mais abertos. Se você é apaixonada por flores, então com certeza precisa ter uma ou mais floreira para agregar na sua decoração.

As flores combinam com absolutamente todos os estilos e com certeza você irá notar um charme especial depois de colocá-las em sua casa (ou até mesmo no escritório).

Se você já está decidido a colocar as plantinhas para enfeitar, então já fique sabendo que você pode optar por diversos tipos de floreiras. Cada qual tem o seu charme, difícil será escolher a mais bonita delas.

O que é uma Floreira de Madeira?

Primeiramente, você sabe o que realmente são floreiras de madeira? Na verdade, nada mais são do que vasos (que podem ser organizados em conjuntos) para colocar flores.

Não são simples vasinhos, mas suportes mais robustos que costumam caber mais de uma muda.

É ideal para quem gosta de bastantes flores em ambientes e normalmente elas ficam fixadas, ao contrário de pequenos vasos de flores que têm mobilidade.

As floreiras podem ser encontradas em plástico, mas com toda a certeza a versão em madeira é muito mais elegante e combina bem mais com flores, não é mesmo?

Então, se você quer um ambiente harmonioso, as floreiras de madeira são as opções ideais.

Floreira de Madeira

Floreira de Madeira de Chão

As floreiras de madeira no chão são as mais comuns no sentido estético.

Você pode fazer um canteiro com flores ou temperos espalhados pelo chão.

Uma ideia interessante é ir colocando as floreiras seguindo as paredes do quintal, assim você terá uma bordinha de flores ao decorrer do seu jardim.

É uma opção fácil e com certeza dará um toque especial, mas em questão de estética ela é muito comum e você pode perder um pouco do potencial que são as floreiras na decoração de uma casa.

Floreira de Madeira Vertical

Floreira de Madeira para Parede

Com toda a certeza esse tipo de floreira já traz um charme muito mais incrível. As flores ficam suspensas na parede, fazendo um mural verde que agrega muito em qualquer jardim.

É possível fazer as floreiras de madeira na parede de diversas formas, mas normalmente é feito uma grande de madeira e os vasos são presos com ganchos.

Entretanto, você também pode colocar pequenas estantes como suporte para os vasos.

O design da própria floreira também pode ser diverso.

Você pode encontrar vigas na horizontal ou intercaladas na diagonal (esquerda e direita se cruzando formando triângulos).

Uma ideia de decoração bem interessante é adicionar fios com pequenos pontos de LED para iluminar as plantas. Fica delicado e com toda a certeza dá um charme a mais.

Floreira de Madeira Vertical

As floreiras de madeira verticais são uma opção para quem tem pouco espaço e caem muito bem em apartamentos, por exemplo.

Elas podem ficar suspensas na parede ou em pequenas prateleiras com pouco comprimento horizontal.

Uma opção para quem tem pouco espaço é usar a floreira vertical para plantar temperos, pois eles são mais leves e pequenos.

Floreira de Madeira Vertical

Floreira de Madeira Rústica

As opções de madeira rústica combinam muito bem com jardins. A ideia de rústico varia bastante, mas normalmente são madeiras que não foram tratadas em detalhes (lixadas e envernizadas).

O grande problema disso é que a madeira pode estragar com maior facilidade e você terá que trocar a floreira em um período relativamente curto.

Há a opção de floreiras de madeira semelhantes aos paletes. Isso dá ao ambiente um estilo bem rústico, mesmo que as peças estejam devidamente lixadas e envernizadas.

Floreira de Madeira em formato de escada

Essa opção é muito charmosa e super fácil de desenvolver. As floreiras de madeira em formato de escada podem ser feitas de várias formas, como:

  • Escada única

É realmente uma escada apoiada na parede, mas ela é mais curta e os degraus maiores para caber os vasos.

  • Escada dupla

É uma escada cujas vigas formam um V invertido. Dessa forma você terá dois lados para colocar os vasinhos de flor

  • Escada dupla, mas com um degrau

É uma escada com uma viga reta e outra inclinada com degraus, é para quem deseja maior estabilidade.

Flores para a sua floreira

Agora, quais são as flores que iriam cair bem nas floreiras de madeira?

Existem várias espécies, sendo muito importante que você considere as características de cada uma antes de escolher.

Isso porque existem plantas e plantas. Algumas gostam mais de sol, enquanto outras preferem uma luz indireta. Também há a questão da quantidade de água.

É muito importante entender a necessidade de cada uma.

Floreira de Madeira Reta

Aqui nós temos uma listinha de algumas opções para você colocar em suas floreiras:

Maria sem vergonha

A Maria Sem Vergonha é uma opção bem famosa no Brasil e costuma se adequar bem fácil. Tem suas origens em Madagascar, África. O incrível dessa planta é que ela dá flores durante o ano todo.

Pode ser encontrada com flores vermelhas, laranjas, brancas, rosas e roxas. Pode ser cultivada em vasos e prefere solos mais úmidos com muito adubo.

Se você deseja floreiras de madeira bem coloridas, então a Maria sem Vergonha é uma ótima opção.

Lavanda

A lavanda é uma flor muito comum, mas normalmente as pessoas fazem relação com produtos de beleza ou aromáticos. Entretanto, a também conhecida por alfazema, pode ser plantada em sua casa.

Ela tem uma florzinha roxa delicada e perfuma o ambiente inteiro, além de possuir efeitos calmantes e relaxantes (com toda a certeza é ótimo para qualquer pessoa!).

As flores permanecem o ano todo e podem ser cultivadas em vasinhos também. Gosta de ambientes com luz mais moderada e também não é muito fã de água, então não precisa olhá-la todos os dias.

Orquídea

As orquídeas são, sem dúvida alguma, uma das plantas mais atraentes que você consegue cultivar dentro e fora de casa. São absolutamente lindas e nem parecem ser de verdade.

Você consegue encontrá-las em tons de azul, rosa, roxa, branca e muitas outras cores.

É uma planta que não se dá bem com muita água e é recomendado colocar cascalhos no fundo do vaso para criar um sistema de drenagem.

Begônia cerosa

Essa planta é perfeita para as floreiras de madeira, pois tem valor acessível e as flores também permanecem durante o ano todo.

Costuma ser encontrada nos tons de rosa, branco e vermelho.

Ela é relativamente fácil de cuidar, sendo necessário adubo orgânico e também regá-la diariamente.

Consegue se dar bem no sol ou na sombra, o que facilita o cuidado.

Floreira de Madeira com Planta

Faça um cantinho de temperos

Como já falado acima, você também pode usar as floreiras de madeira para temperos. É uma ótima ideia para quem ama cozinhar e preza por sabores nos pratos.

Nada melhor do que um tempero fresquinho – e de preferência sem agrotóxico – para as suas refeições diárias. Veja algumas opções de temperos para usar no dia a dia:

  • Salsinha
  • Cheiro Verde
  • Cebolinha
  • Alecrim
  • Pimenta
  • Manjericão
  • Tomilho
  • Hortelã

Essas opções cabem em vasinhos bem pequenos, mas você também pode investir em vasos maiores e colocar algumas folhas, como alface e rúcula, por exemplo.

Normalmente os temperos não exigem tantos cuidados, então é ótimo para quem não tem muito tempo também.

Como fazer boas floreiras

O primeiro passo para ter lindas floreiras de madeira é pensar em qual dos modelos você irá escolher.

Se você optar por um modelo mais simples, como o de escada, por exemplo, é possível que você mesmo construa a estrutura para as flores. Mas, claro, isso fica a seu critério.

Há opções de marceneiros que irão fazer todo o projeto para você de maneira pontual.

Isso é bem interessante, porque você terá o resultado personalizado e isso fica incrível em casa (mas o valor também é mais alto).

Também há a opção, que acaba sendo a mais comum, de comprar as floreiras de madeira nas lojas.

Você consegue encontrar os modelos mais convencionais para colocar em seus jardins.

Floreira de Madeira Especial

Onde encontrar uma boa madeira

Independente do modelo que você escolher, é imprescindível que a madeira das floreiras seja de extrema qualidade. A estrutura costuma ficar ao ar livre, reforçando ainda mais a necessidade de resistência e durabilidade.

Você irá notar que em uma breve pesquisa na internet retornarão diversos fornecedores de madeira ou floreiras, mas tome cuidado e certifique-se de que está escolhendo uma opção com bom custo x benefício.

A madeira não somente deve ser legal, como também ser de uma espécie adequada para ficar exposta ao ar livre. Além do mais, é importante que as peças passem por todos os tratamentos necessários.

Encontrar um fornecedor renomado no mercado é a maneira mais fácil de garantir que as suas expectativas serão atingidas.

Dito tudo isso, está na hora de você escolher qual modelo (ou quais!) de floreiras de madeira você deseja colocar em sua casa. Já comece a separar as mudinhas e os preparativos para ter um belo jardim.

Na escolha das portas da nossa casa, temos sempre como prioridade a funcionalidade associada ao melhor custo benefício.

Para isso, temos a porta de correr, a qual nos leva a pensar em algo mais específico: fechaduras para portas de correr.  

Fechaduras, em geral, são um tópico bastante relevante de ser discutido e analisado quando estamos em busca do modelo de porta mais adequado para a sua necessidade.

Hoje vamos conhecer melhor as fechaduras para portas de correr, o que são essas peças, seus tipos mais usados, principais marcas e onde comprar. 
Fechadura para Porta de Correr

O que é e para que servem as fechaduras para portas de correr?

Antes de entendermos o que são e para que servem as fechaduras para portas de correr, é fundamental que tenhamos claro em mente o que são as portas de correr e suas particularidades.

Esse modelo de porta é muito comumente utilizado em situações em que o comprador busca otimizar espaço em um ambiente relativamente pequeno, mas sem perder a beleza estética e a funcionalidade.

É um tipo de porta que, dependendo do material escolhido, mantém a discrição, design de alto nível, ambos aliados ao pouco espaço ocupado no ambiente e garantindo a sua aplicabilidade.

Principal exemplo desse modelo de porta é a chamada Porta Prancheta, que se mostra uma peça discreta esteticamente, leve e de fácil manuseio e que, por isso, garante comodidade, resistência e durabilidade. 

Sabendo disso, podemos inferir que as fechaduras para portas de correr são peças fundamentais na garantia de tal funcionalidade dessa ferramenta que apresenta amplo espectro de utilidade. 

São ferramentas que podem possuir variados modelos, materiais, marcas, formatos e, a depender dessas variações, são mais indicadas para determinados tipos de portas. 

São peças que servem, principalmente, para que você possa garantir a segurança daquele ambiente.

Podem ser elétricas, eletrônicas, internas, indicadas para banheiros e as específicas para portas de correr. 

Vamos conhecer melhor os tipos de fechaduras para portas de correr!

Fechadura de Porta de Correr

Tipos de fechaduras para portas de correr

Quando temos uma porta de correr já instalada em nossa casa, o próximo passo a se analisar é: como vamos conseguir fechar essa porta? 

Apesar de existirem os mais diversos tipos de fechaduras, como, por exemplo, elétricas, eletrônicas, internas, de entrada, de banheiro, entre outras, a fechadura para portas de correr que é mais usada é a chamada fechadura Bico de Papagaio.

Esse tipo de fechadura conta com uma espécie de gancho que será o responsável por fechar essa porta. 

Especialmente quando estamos diante de portas com trilho aparente, a fechadura de bico de papagaio é a melhor escolha!

Para que possamos usá-la, é fundamental que essa porta tenha o que chamamos de batente (local onde o gancho se encaixa e trava). De uma maneira bem simplista, a porta deve encostar no batente ao se fechar completamente. 

Tipos de Fechadura para Porta de Correr

Esse tipo de fechadura para portas de correr apresenta versões que variam de acordo com o tipo de chave que cada uma apresenta. 

Os possíveis tipos de chave são: 

  • Simples – tipo menos seguro; apenas um segredo
  • Tetra – fabricada com dentes e possui quatro segredos diferentes; mais segura que a chave simples, mas menos prática por travar com muita facilidade
  • Multipontos – possui o segredo gravado na superfície do metal ao invés de dentes (como nas outras chaves); maior segurança e maior proteção.

A escolha de cada um desses tipos depende, diretamente, do local onde essa porta será instalada e de qual é o objetivo de uso dessa porta de correr.

Por exemplo, quando se trata de um portão em uma área externa, a mais usada é a chave de multipontos, por ser a que garante maior segurança dentre as fechaduras para portas de correr.

É válido citarmos, também, que o peso do portão e a instalação externa podem exigir um modelo ainda mais reforçado de fechadura de bico de papagaio.

Esse é um tipo de fechadura que garante total segurança por seu formato permitir o fechamento completo da porta, o que torna o acesso àquele ambiente viável apenas diante da presença da chave do proprietário.

Essa peça leva tal nome pois, ao girarmos a chave no sentido de fechar a porta, o formato da peça faz com que o fecho se mova para frente e para baixo, fazendo menção a um bico de papagaio. 

Também é possível encontrarmos a fechadura de bico de papagaio com um formato próximo ao de um quadrado. Essa peça apresentará um fecho com ponta retangular que se projetam para frente.

Quando a chave for movimentada no sentido de fechar, os dois “bicos” se moverão, um para cima e um para baixo, mantendo a porta 100% fechada e protegida contra qualquer tentativa de abertura que não use a chave. 

Usa-se, principalmente, essas fechaduras para portas de correr, pois, como as portas de correr são compostas por folhas alinhadas, fechaduras comuns, com fecho retangular ou quadrado, seriam incapazes de mantê-la fechada.

Isso porque, caso estivesse no mesmo trilho, bastaria fazer o movimento de puxar que a porta abriria, o que faz com que a porta perca toda sua funcionalidade: manutenção da segurança do local. 

Contudo, precisamos ter bastante claro que, esse tipo de fechadura não é indicado para portas com fechadura comum. 

Tendo em vista que essa fechadura não utiliza maçanetas, ela sempre estará fechada ou aberta, não tendo a opção de estar apenas encostada, o que não é nada prático para portas comuns. 

Dentre as vantagens desses tipos de fechaduras para portas de correr, podemos destacar a garantia de uma segurança quase sem falhas. 

O formato da fechadura impede a abertura da porta de correr sem que se tenha em mãos a chave, ou seja, apenas pessoas autorizadas e com acesso à chave.

Além disso, com a fechadura bico de papagaio, não tem como termos a sensação de que fechamos a porta sem, de fato, termos fechado.

Isso porque, esse tipo de fechadura dá uma resposta tátil ao fechar ou ao abrir. Podemos sentir quando a tranca fecha e quando ela abre. 

Por fim, caso haja uma tentativa de arrombamento com chaves de fenda ou pé de cabra, quem está tentando invadir encontrará enormes dificuldades para “vencer” esse mecanismo das fechaduras. 

Tudo isso somente será válido caso as fechaduras para portas de correr sejam de marcas confiáveis e, consequentemente, de matérias seguras e de alta durabilidade,

Portanto, vamos conhecer as melhores marcas das fechaduras para portas de correr e onde podemos comprá-las. 

Principais marcas e onde comprar fechaduras para portas de correr

Quando estamos em busca de modelos de portas para determinado ambiente e escolhemos o modelo porta de correr, nem sempre a fechadura adequada vem junto da porta. 

Por isso, é importante conhecermos as principais marcas que produzem fechaduras para portas de correr, quais materiais elas usam e onde podemos encontrá-las à venda. 

Dentre as marcas, as principais atualmente no mercado são:

  • 3F
  • AGS
  • AL
  • Aliança
  • Arouca
  • Asiparts 
  • CHAPÃO 
  • Demarcos Engenharia 
  • Elsys 
  • Esfera
  • Soprano
  • Stam 

Entre outras. 

Além da variação de marcas, dentro de uma mesma marca podemos ter diferentes materiais usados para a fabricação da peça, apesar de o principal e o mais usado ser sempre o aço inox e o alumínio.

A cor pode variar entre preto, branco e o prateado natural, a depender da cor da porta de correr e qual combina mais. 

As fechaduras para portas de correr variam, também, de acordo com tamanho, modo de instalação e tipo de chave que vai ser usada.

Para que possamos definir o tamanho mais adequado dessa fechadura, três fatores devem ser muito bem analisados a princípio:

  • Segurança
  • Corrosão – grau de resistência a fatores externos
  • Tráfego – frequência de uso das fechaduras

Para saber o tamanho ideal de fechadura para a porta em questão, meça o espaço que vai da extremidade da porta (beirada da porta) até o centro do cilindro onde colocamos a chave. 

Meça, também, a espessura da sua porta de correr, a pessoa que for te auxiliar na escolha precisará dessa informação para te indicar a melhor opção para sua necessidade. 

Para portas de madeira, as medidas mais comuns para as fechaduras são:

  • 55 mm
  • 45 mm
  • 40 mm

Já para as fechaduras para portas de metal: 

  • 19 mm
  • 21 mm
  • 29 mm

Sabemos que a espessura da porta de correr ou portão é um fator que pode exigir diferentes tipos e tamanhos de fechaduras de bico de papagaio, principalmente quando associado ao nível de segurança necessário. 

Sugere-se que, quando estivermos em busca dessas fechaduras para portas de correr, faça-se uma pesquisa detalhada ou se informe e procure auxílio de um profissional da área. 

Modelos de Fechadura para Porta de CorrerAssim, evita-se que façamos a compra da fechadura inadequada para aquilo que desejamos e, assim, sejamos mais assertivos na escolha, garantindo segurança máxima e satisfação com o resultado. 

Esse tipo de peça pode ser encontrado em diversos tipos de comércios, podendo ser online (o chamado E-commerce) ou em lojas físicas, ambas no ramo de Lojas de Materiais de Construção. 

Diante disso, sabemos que a escolha da marca, bem como da loja, são fatores fundamentais para a garantia da qualidade e durabilidade do produto.

Portanto, opte, sempre, por marcas já bem estabelecidas no mercado, busque informações com pessoas que já fazem uso desse produto e possuem uma opinião baseada em experiência própria.

Conheça, também, lojas que sejam referências no ramo de fechaduras para portas de correr para que, assim, você obtenha sucesso na escolha do produto e possa desfrutar de todos os benefícios trazidos por ele.

Com a fechadura já em mãos, para que a instalação seja feita da maneira correta e mais segura, busque ajuda de um profissional de confiança e, assim, garanta todos os benefícios e utilidades da fechadura de bico de papagaio. 

Por fim, conseguimos concluir que as fechaduras para portas de correr são a melhor opção para aqueles que escolhem as portas de correr. São a melhor maneira de garantir a segurança do local, sem deixar de lado a beleza estética e a funcionalidade.

O piso amadeirado é um tipo específico de piso que passa uma imagem de conforto e acolhimento no local que está instalado.

Desse modo, é muito importante destacar que as sensações que esse piso consegue transmitir reflete diretamente na qualidade de vida das pessoas.

Sendo assim, é essencial que você, consumidor, conheça os tipos de piso amadeirado existentes, entendendo as características específicas para conseguir identificar qual o melhor estilo para ser inserido na sua rotina.

Piso Amadeirado

O que é um piso amadeirado?

O piso amadeirado, como o próprio nome já sugere, é um piso que tem em sua composição como elemento principal a madeira.

Dessa forma, existe uma diversidade enorme de como preparar o piso de madeira, desde a escolha da árvore a ser utilizada até o processo de fabricação do piso em si.

O piso de madeira tem o objetivo de trazer o mesmo conforto e sentimento ao olharmos para um local de madeira verdadeira, imitando de forma perfeita e realista a matéria prima em questão.

Por isso, é de extrema importância ressaltar que o piso amadeirado consegue admitir uma vasta quantidade de variações de cores (do tom mais claro ao tom mais escuro), tipo de madeira, entre outros.

Assim, destaca – se a relevância de você compreender qual o objetivo a ser alcançado ao adquirir e posicionar o piso de madeira nos locais, buscando sempre combinar o piso com os outros elementos presentes no ambiente.

Piso Amadeirado Escuro

Influência da decoração

A decoração é uma parte muito importante para a realização de qualquer tarefa no dia a dia atual da sociedade.

É inegável que o ambiente em que estamos inseridos tem influência direta na nossa capacidade de produção e bom humor, refletindo diretamente na qualidade de vida que levamos.

Diante disso, é possível observar que o piso amadeirado possui uma vasta variedade de tipos, formas e cores, o que facilita o processo de escolha e aquisição dessa peça.

O piso é uma das peças chaves para uma decoração bem sucedida, precisando ser escolhido antes que os demais elementos.

Desse modo, com a escolha feita antes, da a oportunidade de escolher os outros fatores de decoração em harmonia com o piso escolhido, criando uma atmosfera bem decorada.

Em consequência disso, nosso subconsciente é acionado quando entramos em um local organizado e harmonioso, refletindo no humor.

Ao adentrarmos em um ambiente desorganizado, com cores e elementos que não conversam entre si e com a disposição fora de ordem, a mensagem que é enviada para o nosso cérebro é negativa, gerando respostas, também, negativas.

Em contrapartida, ao entrarmos em um local harmônico e com disposições organizadas, o cérebro percebe e envia sinais de aprovação que refletem no bom humor.

Em vista disso, é inegável que esses fatores influenciam na qualidade de vida da sociedade como um todo.

Assim, precisam ser levados em consideração para que tenhamos sempre respostas positivas ao entrarmos em um local, por mais que a permanência neste seja a mínima possível, garantindo a aprovação e o bom humor.

Por isso, é de extrema importância que tenhamos o conhecimento acerca das características e dos mais variados tipos de piso amadeirado, conseguindo fazer escolhas seguras e harmônicas com o ambiente que planejamos decorar.

Tipos de Piso Amadeirado

Quais são os tipos de piso amadeirado?

Como previamente citado neste texto, existe uma variedade enorme de tipos de piso amadeirado, podendo dar destaque para alguns principais.

Além disso, o custo a ser gasto por metro quadrado depende diretamente do tipo de piso de madeira a ser utilizado no local em questão.

Sendo assim, é essencial conhecer os tipos específicos desse material para garantir que o consumidor escolha com segurança um estilo de piso que seja de qualidade, combine com a decoração e caiba no orçamento individual.

Desse modo, a fim de aumentar o conhecimento acerca desse assunto e democratizar a informação sobre os tipos de piso de madeira existente, será disponibilizada uma lista a seguir para a conferência desses fatos:

  • Pisos que imitam a madeira: esse tipo específico de piso amadeirado consegue imitar perfeitamente a matéria prima pela qual são compostos. Desse modo, visualmente falando, os pisos de madeira têm a capacidade de passar a impressão do próprio material, além de serem extremamente resistentes e terem subdivisões, a exemplo do vinílico e o porcelanato.
  • Piso laminado: o piso laminado é perfeito para quem gosta da impressão que a madeira dá no ambiente, porém não dispõe de um orçamento tão grande para investir em outros tipos mais caros de piso amadeirado. Sendo assim, esse tipo de piso oferece um ótimo isolamento acústico e conforto térmico, precisando de alguns cuidados como evitar a presença de água no mesmo local para preservar a vida útil do objeto.
  • Piso de taco de madeira: o piso de taco de madeira é um estilo que transfere uma imagem mais vintage e antiga do local em que está inserido. Ele era muito presente nas construções antigas e, com a volta da moda vintage, foi a oportunidade perfeita para voltar como um estilo de piso queridinho entre os consumidores.
  • Piso de parquet de madeira: o piso parquet de madeira é muito popular nos lares brasileiros, muito provavelmente assumindo a primeira posição no ranking de popularidade. Esse tipo de piso tem a característica de ser um agrupamento de peças de madeira formando desenhos geométricos. O revestimento e o resultado da obra fica extremamente bonito, entretanto, apresenta algumas dificuldades no quesito da instalação, necessitando de profissionais especializados nesse âmbito para realizar e colocar eles no local indicado. 
  • Assoalho de madeira: o assoalho de madeira é um dos que requer um orçamento mais elevado, devido à capacidade de ser feito com madeira essencialmente pura, somente adaptada em forma de piso para ser colocada nos locais desejados. Esse piso consegue ter uma ótima resistência e durabilidade, sendo ótimo para planejamentos a longo prazo.
  • Deck de madeira: o deck de madeira é muito utilizado em locais onde a água esteja presente, principalmente em locais de área externa. Tem uma ótima vida útil e não possui uma grande variabilidade de temperatura, ou seja, ao ser exposto ao sol, não fica tão quente ao ponto de ser insuportável de pisar.

Diante disso, é possível observar que existem diversos tipos de piso amadeirado, dando a capacidade para o consumidor decidir qual especificação melhor se encaixa com os objetivos a serem atingidos.

Piso Amadeirado Cinza

Piso Amadeirado Claro

Por causa da diversidade apresentada, também é possível destacar uma vasta quantidade de variação em decorrência dos tons de cores de cada piso.

Em vista disso, é possível destacar que cada tom, seja ele mais claro ou mais escuro, reflete em algum sentimento específico para o nosso subconsciente.

O piso amadeirado claro passa uma imagem de ambiente maior, ou seja, amplia o local em que está instalado, dando a impressão de mais amplo.

Além disso, o piso de madeira mais claro deixa o local mais iluminado, abrindo os tons e, caso tenha a presença de elementos mais escuros no ambiente, o contraste entre as cores deixa o lugar mais amplo e iluminado ainda.

Esse piso também tem a capacidade de durar mais, uma vez que não necessita do retoque de tinta e enceramento todas às vezes.

O piso amadeirado claro consegue, dessa forma, trazer uma sensação de mais tranquilidade, destacar certos móveis e objetos do local, combinar e tornar o ambiente mais harmônico, entre muitas outras funções específicas.

Piso Amadeirado Escuro

Em contrapartida, com o piso amadeirado claro, o escuro passa a impressão que o ambiente é menor e mais compacto.

Assim, o piso de madeira de tom mais escuro consegue ser mais resistente para quem tem crianças pequenas e pets, uma vez que possíveis acidentes como riscos de caneta são menos visíveis com o piso mais escuro.

Além disso, possuem vantagens específicas, como as observadas a partir da lista a seguir:

  • passam uma imagem mais elegante e sofisticada;
  • são mais resistentes à ação do sol;
  • proporcionam um contraste maior entre o ambiente e o piso;
  • tem um ar de aconchego e conforto;
  • combina com várias cores e móveis diferentes.

Assim, entre muitas outras diversidades, podemos afirmar que o piso amadeirado escuro é palco de vários benefícios e vantagens específicas.

Piso Amadeirado Externo

Além das especificações citadas, tem também o piso amadeirado externo, muito utilizado em locais com piscina, mangueira e água corrente.

O piso amadeirado externo possui uma maior resistência que os dedicados totalmente às áreas internas.

Sendo assim, a resistência à água e elementos externos, a exemplo do sol, chuva, vento, variação de temperatura, entre outros, são fatores que podem ser citados quando falamos das vantagens desse piso de madeira.

Eles possuem alta resistência e durabilidade ao passar por experiências como a constante presença da água que, em outros tipos de piso amadeirado, faz com que a vida útil do piso seja diminuída.

Assim, é possível afirmar que o piso amadeirado externo é muito específico e possui várias qualidades que nenhum outro estilo de piso possui, precisando compreender essas especificações para melhorar a escolha.

Piso Amadeirado Externo

Piso Amadeirado Preço

O preço do piso amadeirado varia muito com o tipo de matéria prima e como é realizado o procedimento de processamento da madeira.

Ou seja, de acordo com a sua escolha de tipo de piso, irá variar o preço e o orçamento de cada indivíduo.

Por isso, é de extrema importância que você tenha conhecimento acerca do tipo de madeira que quer adquirir, buscando sanar sempre as suas necessidades e atingir os objetivos previamente traçados.

Assim, a pesquisa de mercado e das empresas que oferecem o combo de melhor qualidade e preço juntos é muito vantajosa.

Após a realização de uma intensa pesquisa, observando todos os meios que possam melhorar ainda mais o processo de investimento em piso amadeirado.

Por tudo isso, é possível concluir que o piso amadeirado possui diversos benefícios quando comparados a outros tipos de pisos, sendo essenciais para o cotidiano das pessoas.

Preço de Piso Amadeirado

Os tipos de telhados são um dos pilares das casas e construções de qualquer espécie, sendo indispensáveis para a realização das atividades do dia a dia da sociedade.

Nesse contexto, é fato que o telhado não pode ser descartado quando pensamos em fazer as tarefas mais comuns e necessidades fisiológicas a exemplo de dormir, comer, cozinhar, descansar, trabalhar e entre tantas outras.

Para a realização efetiva de todos esses exemplos citados (dentre inúmeros outros) com conforto e buscando atingir sempre os melhores resultados, é preciso que tenhamos um telhado sobre nossas cabeças.

Conheça os principais tipos de telhados

A escolha do telhado é importante não só para questões que digam a respeito da construção e do processo da obra em si, mas também aspectos estéticos e de estrutura correta.

Dito isso, é inegável a presença de diversos tipos de telhados no mundo atual, divergindo em seus estilos, tamanhos, cores e tantas outras especificações possíveis a serem citadas.

Desse modo, foi possível observar que movimentos mundiais de evolução da sociedade refletiram diretamente nos aspectos de arquitetura.

Ou seja, de acordo com a evolução social que a população do mundo inteiro foi submetida ao longo dos anos, também aconteceu uma evolução no âmbito estético das casas, empresas e tantas outras construções.

Em vista disso, fica muito explícita a variedade de telhados que foi fruto desses movimentos globais de modernização.

Tipos de Telhados

Sendo assim, a fim de democratizar o acesso à informação acerca desse assunto tão presente nos dias atuais e de tamanha importância para a realização e construção de novas obras, listamos abaixo alguns dos principais tipos de telhados existentes no mundo atual:

  • Telhado arqueado: o telhado arqueado é um estilo de grande valor estético, sendo geralmente realizado em apenas um lado da casa. Esse tipo de telhado se encaixa nos preceitos modernos e necessita de um orçamento um pouco mais elevado que o usual, além de precisar que a realização do mesmo seja feita por um profissional capacitado e especializado nessa especificação de telhado. O telhado arqueado pode gerar um local sombreado considerável, ambientação moderna, elegância e contraste, etc.; 
  • Telhado gambrel: o telhado gambrel é muito associado às casas de campo norte-americanas, sendo uma herança da população e cultura arquitetônica holandesa (local original dessa técnica). Esse tipo de telhado de forma geral possui dois ângulos, sendo a parte de cima da casa mais rasa (com menos inclinação) e a parte de baixo mais íngreme (com uma inclinação mais significativa). Ele tem seu uso mais nos Estados Unidos e Europa, possui espaço para sótãos, valoriza casas com vários cômodos, entre outros;
  • Telhado mansarda: o telhado mansarda tem origem francesa e muitas vezes pode ser confundido com o telhado gambrel. Isso se dá por causa da inclinação que eles oferecem, dinamizando o ambiente da casa. Entretanto, possuem diferenças significativas entre eles. A mansarda apresenta quatro inclinações, sendo as inferiores mais íngremes que as superiores. Desse modo, consegue um espaço para o sótão, faz referência ao estilo clássico arquitetônico, são muito valorizadas na Europa, etc.; 
  • Telhado plano: o telhado plano é uma aquisição que foi realizada a partir do surgimento do período moderno. Esses telhados são fáceis de serem construídos e embutidos nas construções, podendo, muitas vezes, serem utilizados de terraços. Esse estilo traz muita segurança e acessibilidade, porém exige muito mais trabalho e atenção em relação à manutenção do mesmo, buscando sempre preservar a segurança e impermeabilidade da construção em questão. Eles são ideais para o modelo minimalista, que está muito em alta nos últimos anos, tendo uma leve inclinação e a presença de várias linhas retas ao decorrer da construção;
  • Telhado Bonnet: o telhado bonnet é um dos tipos de telhados mais utilizados para aferir um charme a mais no local que estão dispostos. Os dois lados do telhado bonnet deslizam para fora um ângulo, sendo muito utilizado para fazer a cobertura de áreas ao ar livre e varandas de todos os estilos;
  • Telhado piramidal: esse telhado é uma excelente opção para casas em formato quadrado ou retangular, promovendo um rápido escoamento de água da chuva, tornando – o bem versátil em relação a muitos outros tipos de telhados. Esse telhado piramidal pode ser utilizado de forma aparente ou escondida, sendo que uma, como o próprio nome já sugere, as pontas do telhado ficam a mostra, enquanto na outra, a inclinação é menor e isso gera uma sensação de escondido;
  • Telhado salt: os telhados tipo salt são muito presentes na cultura de construção arquitetônica dos norte americanos. Esse tipo de telhado possui um lado maior que o outro, dando a sensação de local assimétrico ao evidenciar a diferença entre os lados da construção, trazendo lados bem marcados e determinados para aferir essa diferença.

Em vista disso, é possível observar que existem diversas formas e especificações de tipos de telhados, dependendo do estilo e da região em que você se encontra.

Desse modo, é indiscutível a importância de conhecer cada tipo de telhado antes de realizar uma escolha acerca de qual você deseja colocar em sua construção.

Por isso, o consumidor precisa entender e conhecer as especificações de cada um, adaptando- as de acordo com os seus objetivos principais e o orçamento específico, buscando sempre sanar as necessidades aparentes.

Principais Tipos de Planejamento

Principais tipos de telhado para casas

Em vista do que foi apresentado, é importante destacar a necessidade de entender as recomendações e os objetivos de cada telhado para compreender e encaixar nas suas metas.

Com isso, você consegue otimizar o tempo de escolha e garantir o sucesso uma vez que a construção for concluída.

No caso das residências, há uma preocupação e atenção a mais ao escolher os tipos de telhados a serem utilizados, uma vez que estão mexendo com a vida de uma possível família.

Sendo assim, é indispensável que a construção da casa seja realizada com os melhores tipos de telhados, recebendo atenção especial nesse quesito.

As principais especificações dessa peça chave para a construção podem ser observadas a partir da pequena lista a seguir:

  • Telhado de cerâmica: o telhado de cerâmica é o mais utilizado para a construção de casas no Brasil, sendo também conhecido como telhado colonial. Conseguem proporcionar um ótimo conforto térmico, uma sensação de aconchego e tradição, destaca a entrada da casa, etc.;
  • Telhado de fibrocimento: nos dias atuais, esse telhado é o tipo que tem o melhor custo – benefício dos catálogos do mercado, podendo ser observado a partir da sua composição leve e simples;
  • Telhado de madeira: o telhado de madeira dispõe de uma grande vantagem na arquitetura quando o objetivo é impressionar a partir do design e estética. O visual passa, ao mesmo tempo, uma visão de elegância e conforto para o lar, sendo muito utilizado em construções americanas. Entretanto, é preciso atenção ao instalar essa espécie de telhado com a ação da natureza (sol, chuva, vento) e com animais (cupins e outras pragas), estando sempre atento à manutenção;
  • Telhado verde: em questão da sustentabilidade, esse é um dos tipos de telhado que mais se encaixa no selo ecológico e consciência verde. Tem a capacidade de manter a temperatura interna da casa agradável, absorvendo cerca de noventa por cento do calor externo em comparação aos telhados convencionais;
  • Telhado de vidro: o principal objetivo do telhado de vidro é promover uma maior iluminação dentro dos ambientes, não sendo tão necessária a utilização de luzes e lâmpadas durante o dia, aproveitando a luz do sol. O posicionamento desse telhado é em locais específicos e faz o uso de um material nobre (vidro) em sua composição.

Sendo assim, é fato que os exemplos de tipos de telhados citados são apenas alguns dos inúmeros estilos existentes no mundo e na arquitetura atual.

A partir do exposto, é possível reforçar que é de extrema importância conhecer cada tipo de telhado em específico para realizar uma escolha sábia para a sua construção ser bem sucedida.

Tipos de telha

Ao iniciar uma construção do zero ou reformar um telhado, é fundamental realizar a escolha certa da telha a ser utilizada no processo.

Desse modo, fatores como a estética, isolamento térmico, isolamento acústico, impermeabilidade, escoamento de água a tantos outros a serem citados são essenciais a serem levados em consideração na hora da escolha da telha.

Por isso, apresentaremos as vantagens e benefícios dos principais tipos de telha que podem ser colocados nos diversos tipos de telhado das construções em questão.

  • Telhas cerâmicas: as telhas de cerâmica são muito utilizadas nas construções, tendo características da arquitetura clássica. Podem ser compostas de barro ou argila, garantindo um ótimo isolamento acústico tanto interno quanto externo;
  • Telhas de concreto: esse tipo de telha é mais resistente que as de cerâmica. Além disso, podem variar de tons mais claros a mais escuros, sendo que tons mais claros refletem a luz e o calor do sol (mais utilizados em locais quentes) e tons mais escuros absorvem a luz e o calor (mais utilizados em locais frios). Apesar do custo um pouco mais elevado, essas telhas possuem várias vantagens quando comparadas às outras;
  • Telhas de fibrocimento: esse tipo específico de telha é mais durável que as citadas anteriormente (cerâmica e concreto), devido a vantagem que possuem em relação ao peso da estrutura das mesmas;
  • Telha de vidro: a telha de vidro é muito utilizada em ambientes estratégicos que promovam o aproveitamento da luz solar e, por consequência, a diminuição dos gastos de energia. Esse modelo é muito resistente contra variações térmicas, eficazes contra animais silvestres e ações da natureza como chuvas fortes de granizo e rajadas de vento.

Modelos de Telhados

Diante disso, é possível concluir que as telhas em questão são uma parte essencial e indispensável para o sucesso da construção da sua residência.

Por isso, é de extrema necessidade e relevância que você tenha o conhecimento acerca dos objetivos específicos de cada uma dessas telhas para conseguir adaptar a escolhida na sua rotina de obra e afins.

Sendo assim, infere – se que, no mundo atual, há a presença de uma grande variedade de tipos de telhado diferentes, cada um com suas especificações e objetivos próprios, sendo possível sanar as necessidades de cada indivíduo.

Principais Tipos de Telhas de Madeira

Nos últimos anos muita atenção tem sido dada a construções em madeira.

Por se tratar de um material sustentável, renovável e utilizar uma grande quantidade de carbono ao longo do seu crescimento, as inovações que envolvem o material são constantes, possibilitando construções mais altas, mesmo juntas com outras matérias-primas.

Veja tudo sobre cera para madeira.

Porém, quando falamos em madeira, temos uma grande variedade de espécies, com diferentes resistências, cores, potencialidades, limitações e usos recomendados. 

Ao mesmo tempo que existem madeiras muito duras, pesadas e com forças iguais ao concreto, há outras bastante moles e leves que são mais propícias para outras funcionalidades.

De qualquer modo, a madeira por ser um material natural, ela é porosa e se adequa às condições de temperatura e umidade do ambiente no qual está introduzida, absorvendo tudo o que entra nela, como óleos, sujeira e produtos químicos. 

Se a madeira não possuir um acabamento apropriado, ela poderá secar, rachar, perder sua cor natural e danificar-se. Se for exposta a mudanças bruscas, como em épocas com bastante umidade e seca, poderá inchar ou apodrecer.

Um acabamento adaptado usando cera para madeira, impede que o material se desgaste rapidamente, aumentando sua vida útil e evidenciando seus aspectos naturais. 

Pois neste artigo, falaremos sobre cera para madeira, por que ela é usada em móveis, suas características e usos principais.

Qual cera utilizar na madeira?

Vendidas nas formas líquidas, em pasta ou sólidas, a cera para madeira é derivada de várias fontes minerais, vegetais e animais. Geralmente as mais conhecidas são as de abelha e de carnaúba. 

Em acabamentos, as ceras não conseguem penetrar na madeira, porém ficam sobre ela, evitando sua oxidação. Logo, a cera, caso seja usada sozinha, possui um efeito menor de melhoria na madeira.

O curioso é que ela deve ser colocada sobre uma parte que tenha recebido a aplicação de óleos, fazendo com que sua superfície tenha um brilho leve e uma sensação agradável à peça de madeira.

Ela deve ser usada em peças que não são expostas à intempérie.

Cera para Madeira

Cera para piso de madeira

Charmosas e elegantes, o piso de madeira possui diversas vantagens, entre elas o controle de temperatura no ambiente, prevenir alergias e irritações, é versátil na instalação em vários ambientes da casa e sua manutenção é simples.

Para que este piso dure por muitos anos, a indicação é que seja realizado sempre sua manutenção, com o objetivo de impedir seu desgaste precoce e obrigar o proprietário a trocar antes o material. Então, esta é a funcionalidade da cera para madeira de piso.

O enceramento, além de criar uma camada de proteção, gera uma superfície com um brilho atraente, para não precisar limpar frequentemente o material, economizando assim tempo e dinheiro.

É importante que o piso seja bem encerado, para que a madeira não ressinta quando for lavado. 

Diferente do que pensamos, a madeira é um material com resistência e durabilidade, além da facilidade em mantê-la, pois não exige muito tempo de trabalho pesado e nem se torna uma tarefa complicada. 

Porém, como descobrir qual modelo de cera para madeira usar em piso? Confira abaixo o que é cada um.

Cera de Madeira

Ceras para pisos de madeira maciça

Os pisos criados em madeira maciça, são amados por todos que queiram espaços mais bonitos e com um revestimento durável, além de outros benefícios que esse material possui.

Contudo, qual a melhor cera para madeira utilizada nesse modelo de piso?

Escolhendo a cera perfeita para seu piso

Existem quatro ceras no mercado para serem aplicadas em pisos de madeira. 

Você verá a seguir, algumas que valem a pena usar para obter ótimos resultados:

  • Cera líquida: Este é o modelo mais utilizado para pisos de madeira, desde que ela não possua verniz. A cera líquida é muito mais fácil de ser aplicada, e ajuda a trazer de volta o brilho para o seu piso, de forma simples e prática.
  • Cera natural: Essa cera é produzida com produtos completamente naturais, entre eles a cera de abelha, que é a mais recomendada para conseguir retirar todo embaçamento que o piso de madeira possui. Logo depois, utilize uma toalha, pois vai ajudar a dar o brilho desejado.
  • Cera feita a óleo: Ela é bem semelhante à cera líquida, porém por causa do produto utilizado em sua fabricação, a funcionalidade e o tempo de espera para encerrar a madeira maciça é bastante longo. Essa cera usa óleos vegetais que ajudam a deixar a madeira mais durável e resistente, aumentando sua vida útil. 
  • Abrilhantador de silicone com base de água: Usado em qualquer parte da madeira, principalmente para pisos com acabamento de uretano. O processo é similar ao das outras ceras, porém seu cuidado é redobrado para que não criem bolhas. Então neste caso, uma segunda mão será preciso quando estiver seca, pois a cera não pega logo de primeira.

Cera de carnaúba para madeira e sua utilidade

A cera para madeira de carnaúba beneficia a madeira pela sua hidratação, restauração, impermeabilização, realçando sua cor natural.

Além disso, é resistente à penetração de líquidos, e sujeiras, tornando a limpeza mais prática e fácil. 

A cera especial de carnaúba incolor, por exemplo, é uma cera multiuso recomendada para restaurações, tratamentos e ilustração em móveis embutidos, portas, venezianas, lambris e madeiras no geral.

Antes de sua aplicação, é bom observar se a superfície está corretamente li­sa e livre de poeiras.

Cera para MadeiraComo usar a cera de carnaúba

Usando um paninho umedecido de cera para madeira, faça leves movimentos circulares, não havendo a necessidade de passar conforme as fibras da madeira. Somente tome cuidado para a quantidade certa de cera, isto é, passando apenas uma camada fina.

Cera de abelha para madeira e sua utilidade

Existem muitos produtos para acabamento em madeira disponíveis no mercado; porém, a cera para madeira de abelha é o ingrediente-base natural perfeito. 

Aplicando a cera de abelha nos acabamentos em uma madeira virgem, este produto protegerá contra arranhões, desgastes e falhas causadas pela água, além de garantir um brilho mais natural.

Como usar cera de abelha na madeira e móveis?

Uma maneira mais prática de espalhar a cera sobre a madeira, é colocando uma quantidade menor no pano e o manipulando por alguns segundos, de forma a aquecer suavemente o produto. Quando a temperatura amolece, a cera se espalha de maneira mais uniforme.

Qual a melhor cera de madeira para móveis?

Uma das ceras indicadas para móveis é a de carnaúba. A cera de carnaúba também pode ser encontrada em produtos voltados para acabamentos e proteção de pisos, móveis e automóveis. 

Quando aplicada, a cera de carnaúba fornece brilho e um verniz intenso, além de produzir uma camada impermeabilizadora, que impede a penetração da água.

Veja abaixo, como esta cera para madeira pode ser aplicada em móveis.

Aplicação em móveis

Com o pano úmido de cera, vá fazendo movimentos circulares suaves, não havendo a necessidade de passar de acordo com as fibras da madeira. 

Somente passe uma camada fina de cera, não exagerando na quantidade.

Secagem: após sua aplicação, espere cerca de 20 minutos até secar.

Cera de Madeira em Móveis

Como amolecer a cera de madeira?

Porém se você quiser pode-se fazer um pouco mais a aplicação de cera para madeira sobre a que secou, para amolecá-la, deixando seu trabalho mais fácil. 

Da mesma forma, os solventes podem ser utilizados para amolecer e remover a cera da madeira.

Uma palha de aço úmida com aguarrás, também remove rapidamente a cera da superfície.

Pode passar cera em madeira envernizada?

A cera sólida pigmentada serve, até mesmo para reparar madeiras que foram envernizadas anteriormente.

Pode passar cera automotiva em madeira?

Se o seu mobiliário de madeira possui alguma batida ou machucado, você pode tentar usar polimento automotivo para madeira, ou colocar as mãos em uma cera de carro, que é mais barata.

Como deixar o assoalho de madeira brilhando?

Para limpar a madeira, escolha sempre por sabão neutro em água morna e um pouco de vinagre, se quiser.

Isso já é suficiente para impedir manchas e acabar com o aspecto fosco. 

Depois disso, utilize um pano seco e outro de microfibra ou algodão, para dar um acabamento e tirar marcas de gota de água que possam ter ficado.

O que passar no assoalho de madeira para dar brilho?

A melhor alternativa, é usar um limpador com brilho específico para madeiras, ou uma cera líquida amarelada.

Como aplicar qualquer cera na madeira

A cera para madeira é um dos materiais com maior resistência que existe, porém, para fazermos com que sempre aparentam estarem como novas, é preciso conservá-la e fazer sua aplicação corretamente. 

Com o passar do tempo, a madeira vai se deteriorando cada vez mais, por isso a melhor opção é preservá-la usando a cera para madeira.

Utilizando este material, o cuidado com seu mobiliário de madeira fará com que sua durabilidade seja muito mais longa.

Para isso, precisamos entender algumas dicas para sua aplicação:

  • Quando você for passar a cera sobre a madeira, a melhor alternativa é utilizar cera em pasta.
  • Mas antes de iniciar a aplicação, deve-se verificar o estado da madeira, se o material está bem lixado, limpo e sem sujeiras.
  • Quando tudo já estiver feito, você deve passar a cera para madeira com o auxílio de um paninho limpo, sem soltar fios. Vamos esfregá-la então sobre sua superfície em movimentos circulares. Dessa maneira, conseguiremos aplicar uma camada fina que se espalhe completamente por toda a área, igualmente.
  • Logo em seguida, devemos polir a madeira para dar um brilho, limpando-a novamente com um paninho sem fios. Pelo menos duas vezes, o processo deverá ser repetido.
  • A cera para madeira também servirá para restaurar prováveis falhas, escoriações e furos na madeira. Entretanto, nesta condição, é aplicado ceras sólidas pigmentadas, que encontramos em lojas especializadas, de diversas cores para que a madeira possa se adaptar da melhor maneira possível, no qual estamos reparando.
  • Ao usarmos esta cera, devemos decidir o tom mais adequado, e logo em seguida, amolecê-la para que ela seja espalhada de forma mais fácil. Sua aplicação é feita exatamente sobre a área da madeira onde está defeituosa, utilizando uma espátula. E assim vamos conseguir um acabamento ideal.

Cera de Madeira para Assoalho

A proteção de sua residência sempre deve ser prioridade.

Por isso, o trinco para porta é um componente importante, que deixará você mais aliviado na hora de proteger o seu lar. 

O trinco para porta é uma peça básica, menor e discreta para decoração, porém muito eficiente quando é fechada uma porta.

Este acessório funciona como um mecanismo extra de segurança, sendo muito funcional e compacta.

O trinco é mais usado para fechar a porta de maneira mais resistente, impossibilitando que pessoas entrem apenas utilizando a chave.

Eles servem para qualquer cômodo, contudo usa-se mais na entrada da casa. 

Seja de alumínio, madeira ou vidro, esse dispositivo, demonstra a mesma eficiência e força – sendo flexível em vários tipos de decorações.

Tramela de Porta

Você sabe o que é um trinco para porta?

O trinco para porta é um dispositivo usado junto a fechaduras de embutir, que permitem ter mais uma alternativa de proteção.

Há diversos modelos de trincos disponíveis, então você deve escolher o que mais vai atender às suas necessidades, privilegiando a qualidade da matéria prima e a força de sua construção.

Nossa preocupação é sempre com relação à proteção da propriedade. Tanto em casa, no escritório, entre outros espaços, cuidar dos seus patrimônios e deixar a família protegida, precisa ser prioridade. 

O trinco para porta é um componente que garante uma proteção a mais, sem prejudicar na decoração. Normalmente os trincos são pequenos, simples e suavemente deslizantes para abertura e fechamento de portas. 

Além disso, também podem ser utilizados em janelas, servindo como uma segurança adicional no mecanismo de tranca convencional, pois o trinco impossibilita que alguém possa entrar apenas usando a chave.

Atualmente, se proteger é fundamental.

Por isso, vamos explicar para você, a praticidade que é a utilização de trinco para porta. 

Tramela

Onde usar

Frequentemente os trincos são usados em portas na entrada das residências, porém, podem ser aplicados em portas ou janelas que precisam de proteção adicional.

O sistema de trincos é eficiente e possui resistência, quando são instaladas em materiais como madeira, alumínio e até mesmo de vidro. Pela sua praticidade, passam despercebidas na decoração do cômodo.

Quais são os tipos de trincos para porta?

  • Trinco ferrolho chato leve

O trinco ferrolho chato leve, é indicado quando necessita-se fechar a porta de maneira mais forte, evitando que pessoas entrem usando chaves. Servem para qualquer espaço e estão disponíveis nas tonalidades douradas e azuladas.

Além disso, quando combinadas com uma bonita maçaneta, este trinco para porta, pode deixá-la muito mais charmosa.

  • Fecho ou ferrolho de trinco para portão

Em funções que necessitem de um fecho bem forte, este trinco com alça é a opção ideal para a sua porta.

Este tipo é uma boa alternativa para uso em janela, portão, porta e porteira.

Contém uma confecção mais rústica, podendo ser utilizada em várias direções. Com a finalidade de adicionar mais segurança, ela vem acompanhada de um porta cadeado.

  • Tranquetas para porta 

O trinco tranqueta para porta, conhecido também como “Fecho Tranqueta”, é produzido em material de alta qualidade e resistência contra maresia, impedindo de enferrujar. 

Ele é bem prático e fácil de instalar, pois, acompanha os parafusos para instalação.

Excelente para portas e portões, o trinco tranqueta para porta é indicado para pessoas que desejam praticidade ao fechar cômodos, evitando a passagem de crianças e animais.

  • Trinco de segurança para portas e janelas

A trava de segurança para porta, ou trinco de segurança para portas, ou janelas, são somadas à fechadura da porta no trancamento, protegendo o ambiente.

  • Fecho pega ladrão com trinco

O fecho pega ladrão, chamado também como trinco com corrente, possui como principal função, deixar a porta aberta parcialmente, sem que a mesma seja totalmente destrancada. 

Este trinco geralmente trabalha conjuntamente com uma fechadura, pois se utilizado sozinho, ele não poderá fechar a porta completamente. 

Este trinco de porta é muito útil para que você consiga ver e conversar com alguém do outro lado da porta e ainda assim ter segurança, pois ele impede uma entrada forçada, visto que, seu fecho é feito em Aço Carbono, um material muito resistente a tração (força aplicada). 

O Aço Carbono, além disso, é resistente à corrosão, mas se for cuidado corretamente. Além de todos estes benefícios, ele é bem fácil de instalar e usar.

  • Corrente ou trinco de segurança

Conjuntamente com o olho mágico, existem outros dispositivos que são fundamentais para reconhecer visitantes mesmo com a porta fechada.

Assim, logo que você tiver uma ideia visual de quem está do outro lado da porta, por meio do olho mágico, conseguirá então ver com segurança sua identificação, mantendo a porta na corrente.

  • Trinco de segurança para portas embutido

Este modelo de trinco para porta, deve ser usado de maneira inteligente, e possui um belo acabamento em sua porta ou janela, proporcionando seu uso na borda da porta.

  • Trinco de pregar à face

Este trinco para porta possui dois componentes principais: um cilindro (o canhão) com uma barra de conexão ligada por uma chave do lado de fora da porta, e um sistema que é acionado por uma maçaneta pelo lado de dentro.

  • Trincos para armários

Para as portas de armários, existem trincos magnéticos, sendo alguns, muito fortes, podendo ser escolhidos com base no tamanho da porta. 

Então, ao instalar um trinco para porta como esse, fixa o íman ao armário e a chapa à porta, de maneira que as duas partes entrem em contato quando a porta fechar. 

A caixa do íman e a chapa possuem furos oblongos, permitindo ajustar o posicionamento das peças quando elas estiverem aparafusadas.

Nas portas dos armários, também pode montar-se trincos de esfera ou de cilindro.

Estes fechos contêm uma mola que aciona uma esfera ou um cilindro. Ao trancar a porta, a esfera ou o cilindro recolhem, empurrados pela chapa-testa. 

Quando a porta é totalmente fechada, a mola empurra a esfera ou o cilindro para a devida caixa na chapa-testa, mantendo assim a porta bem fechada.

Trinco Para Porta De Madeira E Fechaduras 

Estes itens estão presentes no interior de portas.

Tantos botões, chaves como alavancas são peças que podem ligar sua abertura.  

É um tipo bem básico, portanto, possui um nível de segurança menor, sendo melhor utilizado em ambientes internos, como quartos, escritórios, despensas ou banheiros.

Trincos De Travamento E Fechaduras

Na realidade, a fechadura e trinco para porta de tratamento, representa um mecanismo de complemento. Por meio dele, é possível garantir maior segurança e tranquilidade para você e sua família. 

Um bom exemplo desse tipo de mecanismo é a chave tetra. A operação é feita manualmente, usando somente o metal para seu desenvolvimento.

Trincos De Entrada E Fechaduras

As fechaduras e trincos de entrada são aqueles mais tradicionais, vistos em portas. Neles, é identificado a maçaneta do lado interno/externo e a chave, possibilitando que a porta seja trancada, garantindo mais proteção ao entrar e sair de casa.

Fechadura Encaixada

De caixa plana e retangular, esta fechadura é o tipo mais comum entre a fechadura e trinco para porta no Brasil. 

Neste mecanismo, basta somente que a porta seja empurrada para que aconteça o trancamento pela parte interior. Mas se a pessoa estiver do lado interno, será necessário utilizar a maçaneta.

Fechadura De Superfície 

Esta fechadura interna para porta de madeira, consegue ser ligada tanto por botão, alavanca, chave ou um movimento no próprio trinco. 

Ela é uma ótima opção para usar nos ambientes da residência, como banheiros, quartos e escritórios. Dessa maneira, fica mais fácil abrir a porta, caso uma pessoa esteja presa em algum espaço da casa.

Tranca De Segurança 

A tranca de segurança, faz parte da estrutura da fechadura externa para porta de madeira.

Sua instalação é feita na superfície interior da porta, para travá-la automaticamente ao ser fechada ou ligada por botões e chaves. 

Porém, a segurança dessa trava é menor. Por isso, ela é mais recomendada para quem precisa impedir que portas batam com força quando estiver ventando. 

Fechadura De Privacidade 

Essa fechadura costuma ser utilizada em locais que necessitam de privacidade às vezes, contudo que não precisam ser trancadas, como porta de cozinha, quarto ou sala de estar. 

Travamento E Mortiz 

O travamento e mortiz é outro modelo de fechadura externa para porta de madeira. Neste conjunto, é acompanhado a trava do tipo mortiz e a trava tetra chave/deadbolt/deadlatch. É ideal para portas externas com bonitos puxadores.  

Para Porta De Correr 

As portas de correr são bastante usadas em casas que necessitam melhorar o espaço.

E por seu funcionamento ser diferente, a melhor fechadura para ela é a do tipo papagaio. Este modelo tem um tratamento especial, se abrindo quando entram no recesso usando a chave. 

Portanto usar esta fechadura e trinco para porta de madeira, vale muito a pena, mantendo sua residência protegida e bem fechada no dia-a-dia. 

Fechaduras Antigas 

Você sabia que até mesmo as fechaduras devem combinar com o design da sua casa? Então, caso sua casa seja moderna, invista em tipos mais eletrônicos para sua fechadura interna. 

Entretanto, em casas antigas ou com estilo vintage, você pode comprar fechaduras antigas e, para reforçar a segurança na parte da frente, inclua travas.

Diferenças entre trinco e ferrolho

O ferrolho é um item que fica acoplado a uma porta, com principal objetivo de evitar a entrada de pessoas em certos locais, como em casas ou empresas, por exemplo. 

Mas este dispositivo também pode ser chamado como trinco ou fecho, ou seja, possuem a mesma funcionalidade. O ferrolho consegue ser aplicado em vários tipos de portas.

Instalação

Embora seja prático, instalar corretamente o trinco, garantirá que seu mecanismo funcione corretamente.

O trinco para porta deve estar bem firme e parafusado. A maioria dos modelos já acompanha a furação necessária, para fixá-los perfeitamente.

Utilize a broca no tamanho correto quando estiver manuseando a parafusadeira, evitando falhas e prejudicando a porta.

Manutenção

Para que o trinco para porta dure bastante, deixando seu deslizamento mais leve, você pode usar óleos lubrificantes.

Além de ser útil no cotidiano, o óleo oferece brilho ao metal e resistência, diminuindo o atrito.

Se tem uma coisa que resolve os grandes problemas com a falta de espaço (pois muitas casas atualmente estão cada vez mais pequenas) e o alto consumismo, são as cantoneiras.   

Apesar das escalas crescerem para o lado errado, possuir uma cantoneira em sua residência, não é exatamente para pessoas que moram em locais com medidas menores ou quem ama comprar. 

Estes acessórios são utilizados também para oferecer um atrativo a mais em casa, e ajustar vários objetos, desde souvenires de viagens, plantas, coleções de alguma coisa, livros, e até bibelôs.

Independentemente do que você deseja colocar nas prateleiras, o melhor é, antes de decidir um para comprar, deve-se pensar em qual espaço de sua residência você quer colocar o móvel. 

Atualmente o mercado disponibiliza uma variedade de modelos, que podem estar em varandas, quartos, cozinhas… ou seja, em todos os ambientes!

As cantoneiras são tão práticas, que até as empresas de móveis planejados já se renderam a elas.

As cantoneiras podem ser de ferro, madeira, mdf, plástico, acrílico, de várias cores, tamanhos e formatos diferentes.

Com certeza você vai achar a ideal para a sua residência, mas hoje falaremos especificamente sobre a cantoneira de madeira.

Cantoneira de Madeira

Cantoneira de madeira: O que é e para que serve? 

Os acabamentos atuam para aprimorar sua finalização, deixando a decoração do espaço perfeita.

Alguns tipos de acabamentos à disposição para que os profissionais em arquitetura consigam utilizar em seus trabalhos, são inúmeros.

Um desses pontos específicos utilizados que deixam o ambiente único até em pequenos detalhes, é a cantoneira.

Por não ser um item de decoração bastante conhecido, a cantora, porém, consegue dar um diferencial na decoração, levando um ar mais bonito ao lugar.

Mas se for uma cantoneira de madeira, então, essas diferenças se ampliam mais, pois ganham muita flexibilidade e delicadeza que apenas este material pode oferecer.

Por ser muito usada para decoração em designs rústicos, a cantoneira de madeira talvez seja o tipo que você está buscando para seu espaço.

A cantoneira originalmente, era utilizada como um objeto de decoração para levar mais elegância, dando um ar mais bonito para esquinas e quinas de paredes ou mobiliário.

Normalmente a cantoneira era produzida de metal em formato de L.

Mas atualmente, existe a possibilidade de encontrá-lo em diversas outras peças, como a madeira.

Durante um tempo, a cantoneira, passou a ser também utilizado para determinar as prateleiras e nichos, em formato de L, que é instalado em cantos.

Então dessa maneira, podemos ter estes dois modelos de objetos que geralmente são conhecidos como cantoneiras.

Cantoneira de Madeira

Cantoneira de madeira

Muito presente em decorações clássicas e modernas, a cantoneira de madeira é um ótimo item para quem procura um design bonito, e até mesmo luxuoso, sem perder a funcionalidade. 

Normalmente, vemos esse modelo sendo usado como apoio para plantas e objetos mais naturais, já que o material utilizado diz muito a respeito desse modelo de adereço decorativo. 

Além disso, conseguimos encontrar facilmente a cantoneira de madeira em acabamentos de portas produzidas no mesmo material, que permitem uma unicidade visual maior para o cômodo.

Para quinas de paredes e escadas, a cantoneira de madeira é também um dos modelos mais utilizados, pois trazem maior segurança, criando um estilo que cai super bem em paredes decoradas com quadros, e outras aplicações. 

Também, para pessoas que possuam pisos laminados, essa cantoneira é a melhor opção, pois ela utiliza um material eficiente, deixando seu acabamento uniforme e equilibrado numa visão mais macro.

Para que serve?

Para cada tipo de cantoneira, existe uma aplicação diferente. Veja abaixo qual é a utilidade de alguns modelos:

  • Cantoneira em paredes: A cantoneira utilizada em paredes possui como objetivo principal, levar mais beleza e elegância para a quina do cômodo. Além disso, é uma boa maneira de delimitar melhor os espaços, mostrando claramente onde termina o ambiente.
  • Cantoneira em mobiliário: Caso a cantoneira seja utilizada em pontas no mobiliário, ela possuirá funcionalidade estética e de proteção, deixando o móvel preso, sem correr o risco de desmontar. Essa cantoneira raramente é vista atualmente, porém era bem popular em anos anteriores. Normalmente este item era metálico, sendo utilizado em móveis de madeira, dando destaque e durabilidade para o mobiliário.
  • Cantoneira em forma de prateleira: Este modelo em forma de prateleira, é bem conhecido e usado nos dias atuais. Elas são nada mais do que suportes ou nichos em formato de L, colocados especialmente em um cruzamento do local. São excelentes para decorar o cômodo. Contudo, também podem ter a funcionalidade de armazenar e otimizar o espaço disponibilizado, ou seja, é excelente para pessoas que querem aproveitar, exatamente, cada cantinho do espaço. 

Tipos de Cantoneira de Madeira

Quais são seus diferenciais? 

Quando falamos particularmente em cantoneira de madeira, suas diferenças principais são:

  • Possuem beleza: A cantoneira já é um objeto decorativo perfeito para levar mais encanto ao ambiente. Porém, caso ela seja de madeira, é proporcionado ainda mais beleza para a decoração no local.
  • Versátil: Por ser um material versátil, a madeira tanto pode combinar com inúmeros espaços, como também ser utilizado em estilos de decorações diferentes.
  • Durável: Um outro detalhe importante desse material que apenas agrega bastante para as cantoneiras é a sua resistência. A madeira é um objeto resistente que se mantém por muito tempo, sem deixar de apresentar sua beleza.

Tipos de cantoneira de madeira

Agora que já falamos um pouco sobre cantoneiras, cada modelo disponível, e suas diferenças, vamos explicar com mais detalhes cada um dos tipos de cantoneiras, para você entender e saber utilizar em vários ambientes:

Para Forros De Lambri

Para forros em lambril, geralmente são utilizadas cantoneiras, que vão oferecer suporte e terminar adequadamente, quando for instalada a madeira usada no revestimento.

Para Mobiliário

A cantoneira para mobiliário, embora não seja muito usada atualmente, acrescenta um atrativo a mais para os móveis, proporcionando também muito mais durabilidade.

Neste caso, normalmente não é a cantoneira que é produzida de madeira, entretanto, o móvel no qual será feita sua instalação.

Na maior parte dos casos, a cantoneira é de ferro ou alumínio.

Cantoneira de Madeira

Cantoneira Para Madeira

A cantoneira de madeira para quina de parede, é ótima para marcar os cômodos ou destacar algum canto particular do ambiente.

Cantoneira Como Prateleira

Prateleiras em formato de L instaladas nos cantos dos ambientes, é uma boa maneira de melhorar os cômodos e trazer mais pontos de decoração.

Estes suportes, com certeza, são aqueles modelos de objetos decorativos, com capacidade para proporcionar mais equilíbrio ao local.

Para Prateleiras

Além do item citado anteriormente disponível no mercado, há um tipo de cantoneira de parede que é feita a instalação no canto em L, nos cômodos, mas servindo como apoio para instalar prateleiras.

Sugestões de locais onde você pode utilizar uma cantoneira de madeira

Os lugares mais tradicionais e populares para utilizar uma cantoneira de madeira, especialmente as de formato em prateleiras ou nichos são:

Cantoneira de Madeira

Para Cozinhas

Nesta parte da casa, a instalação da estante como cantoneira é uma boa alternativa para guardar os itens utilizados na cozinha, por exemplo, batedeira, liquidificador, entre outros.

Portanto, além de estarem como itens de decoração, também será mais fácil de segurar para utilizá-los enquanto você estiver preparando uma comida. 

Prateleira Cantoneira Na Sala De Estar

Já neste ambiente da casa, a prateleira cantoneira geralmente é utilizada como uma maneira de decoração trazendo itens pessoais, como, por exemplo, fotos, memórias, presentes e objetos de família, que podem ser colocados nestes suportes para destacá-los.

Cantoneira Camuflada Em Um Móvel

Um imóvel, produzido em marcenaria sob medida, funciona como divisória e organizador do ambiente. A cantoneira de madeira, camuflada pelo design em L, é excelente para ter objetos grandes, como vasos de plantas, por exemplo. 

Sala De Jantar Com Cantoneira

Assim como falamos anteriormente, a cantoneira é muito usada para decoração de um ambiente. Dessa maneira, alguns objetos como vasos de plantas, e quadros podem ser instalados na sala de jantar, trazendo mais beleza e elegância para o cômodo.

Prateleiras Cantoneiras Em Quartos

O quarto, assim como qualquer outro cômodo, precisa passar a imagem dos moradores.

Então, as prateleiras cantoneiras utilizadas em um quarto são para guardar objetos íntimos ou decorar o espaço com itens que possuam a personalidade das pessoas que estão morando ali. Isso é claro, dependerá do objetivo que se quer oferecer ao mobiliário.

Cantoneira de madeira para parede

Utilizar a cantoneira de madeira para quinas de paredes é um dos pontos fundamentais para pessoas que buscam um ótimo acabamento na decoração. 

Sua função não somente impede que idosos e crianças se machuquem em eventuais quedas e esbarrões, como também oferece ao ambiente uma característica mais uniforme, caprichada e até mesmo luxuosa, pois um excelente espaço, é aquele onde sua decoração é pensada também nos pequenos detalhes.

Portanto, sempre escolha por uma cantoneira para parede, que seja de um material que combine com a decoração. 

Caso seu design seja mais atual, a cantoneira de madeira para parede, pode ser a melhor opção, valendo também para decorações tradicionais e cantoneiras de aço e carbono. 

Bem como várias outras características da decoração, o acabamento pode ser realizado, pensando no tipo e finalidade que você queira oferecer aos cômodos.

Cantoneira de Madeira

Por que este acessório é a melhor opção?

As cantoneiras são acessórios importantes para móveis e casas.

Podendo ser resistentes ou versáteis, esses itens são utilizados para produzir o acabamento e também transição em revestimentos, pisos, escadas e paredes.

As cantoneiras são bastantes essenciais e conseguem, especialmente, preservar as peças de revestimento, pisos e quinas de impactos no dia-a-dia.

Por fim, além de oferecer mais segurança para você e sua família, conseguem aumentar a durabilidade do seu acabamento.

Então agora, que você já entendeu tudo sobre cantoneiras que existem no mercado, como a cantoneira de madeira, por exemplo, está mais fácil escolher a opção correta.

A cantoneira de madeira possui os mais diversos tamanhos e funções, são muito úteis quando você instala um móvel ou uma prateleira, e, além disso, são bem discretas, conseguindo aguentar muito peso.

Mas lembre-se de observar a largura e espessura que melhor se encaixa com seu tipo de trabalho, e o propósito que se quer dar ao ambiente.

Na escolha das portas da nossa casa, temos sempre como prioridade a funcionalidade associada ao melhor custo benefício.

Para isso, temos como opção a porta laminada.  

Modelos de porta, em geral, são um tópico bastante relevante de ser discutido e analisado quando estamos no processo de mobília de uma casa ou escritório, por exemplo, sendo fundamental o conhecimento a fundo sobre os variados tipos. 

Hoje vamos conhecer melhor as portas laminadas, o que são essas peças, seus tipos mais usados, principais marcas e onde comprar.

Porta Laminada

O que é uma porta laminada?

A porta laminada não é um tipo específico de modelo de porta.

É, na verdade, uma porta que pode ser constituída de variados materiais, mas que utilizam lâminas em sua composição. 

Isso normalmente é feito com intuito não só de agregar valor de uma maneira estética, mas de acrescentar benefícios estruturais e funcionais para esses modelos de porta.

A porta laminada costuma apresentar folhas de lâminas anexadas em sua estrutura base, o que confere a essa peça maior resistência e maior durabilidade.

Sabendo disso, portas de diferentes tipos de materiais podem ser caracterizadas como laminadas, como por exemplo: 

  • Porta laminada branca
  • Porta laminada de madeira
  • Porta laminada de aço

A porta laminada de madeira é o tipo mais comum dentre as citadas.

São, conceitualmente, portas revestidas com folhas naturais de madeira e que são fundamentalmente mais indicadas para uso interno, pela preferência pela grande conservação.

Porta Laminada PretaPodem apresentar o chamado preenchimento semi-sólido e dentro dessa classificação existem outras duas: portas encabeçadas ou portas não encabeçadas. 

Nas portas encabeçadas, a lâmina de base é embutida no que chamamos de quadro de lei.

Além disso, são utilizadas com mais frequência para cobertura com verniz. 

Já a porta laminada não encabeçada, a lâmina de base costuma transpassar o quadro (a montante) em sua totalidade.

Dessa forma, como a montante e as lâminas se misturam, são mais usadas para acabamentos com pintura. 

As vantagens de se investir em uma porta laminada podem incluir a criação de um aspecto mais natural e único à peça. 

Também chamada de porta com núcleo sarrafado, a porta laminada de madeira apresenta excelente custo benefício, uma vez que possuem elevada durabilidade e menor valor financeiro no mercado.

Já a porta laminada branca, pode ser um subtipo de porta laminada de madeira.

É bastante comum encontrarmos no mercado portas laminadas de madeira branca, com preenchimento encabeçado (semissólido) e com madeira do tipo Jequitibá. 

Portanto, podemos inferir que o amplo espectro de porta laminada de madeira por incluir variações de cores, preenchimento, tamanho e espessura. 

Oferece uma ampla gama de opções aos compradores (cores variadas, tamanhos, espessuras, materiais) e com igual qualidade e custo benefício. 

Por fim, a porta laminada de aço apresenta o mesmo raciocínio e a mesma origem estrutural e em composição quando comparada a uma porta laminada de madeira e seus subtipos.

É, fundamentalmente, uma porta que, em sua estrutura, é composta por lâminas naturais misturadas com aço, intrinsecamente ou superficialmente. 

Isso confere à peça não só maior resistência e durabilidade, mas também um caráter de maior leveza, naturalidade e valor estético ao ambiente.

Todos os tipos de porta laminada que foram citados apresentam o mesmo custo benefício e as mesmas vantagens!

Fechadura para porta laminada 

Quando temos uma porta laminada já instalada em nossa casa, o próximo passo a se analisar é: como vamos conseguir fechar essa porta? 

Podemos optar pelos mais diversos tipos de fechaduras, como por exemplo elétricas, eletrônicas, internas, de entrada, de banheiro ou até a chamada fechadura Bico de Papagaio.

Esse último tipo de fechadura conta com uma espécie de gancho que será o responsável por fechar essa porta. 

Especialmente quando estamos diante de porta laminada com trilho aparente, a fechadura de bico de papagaio é a melhor escolha!

Para que possamos usá-la, é fundamental que essa porta tenha o que chamamos de batente (local onde o gancho se encaixa e trava). De uma maneira bem simplista, a porta deve encostar no batente ao se fechar completamente. 

A escolha de cada um desses tipos depende, diretamente, do local onde essa porta será instalada e de qual é o objetivo de uso dessa porta de correr.

Esse é um tipo de fechadura que garante total segurança por seu formato permitir o fechamento completo da porta, o que torna o acesso àquele ambiente viável apenas diante da presença da chave do proprietário.

Contudo, precisamos ter bastante claro que, esse tipo de fechadura não é indicado para porta laminada com fechadura comum. 

Por isso, em porta laminada comum, costuma-se usar fechaduras do tipo tetra, multiponto, de travamento ou até a fechadura chamada Gorges. 

Todos esses tipos de fechaduras para porta laminada apresentam versões que variam de acordo com o tipo de chave que cada uma apresenta. 

Os possíveis tipos de chave são: 

  • Simples – tipo menos seguro; apenas um segredo
  • Tetra – fabricada com dentes e possui quatro segredos diferentes; mais segura que a chave simples, mas menos prática por travar com muita facilidade
  • Multipontos – possui o segredo gravado na superfície do metal ao invés de dentes (como nas outras chaves); maior segurança e maior proteção.

Porta Laminada

Durabilidade e Vantagens da Porta Laminada

Como já citado anteriormente, porta laminada apresenta diversos benefícios quanto à durabilidade do produto, além do custo benefício.

Isso porque é um tipo de porta que possui maior resistência à umidade, por exemplo, entre outros agentes externos.

Contudo, tudo isso depende diretamente da escolha da madeira e do aço, que devem ser de procedência confiável e conhecida.

Isso é possível por meio da escolha do local onde comprar a porta laminada, devendo ser uma loja confiável, conhecida e com clientes satisfeitos.

Isso se mostra fundamental, uma vez que é muito comum um material de baixa qualidade ser comercializado com valor de material de alta qualidade, fazendo com que o comprador não consiga aquilo que quer.

Além disso, caso você não conheça muito do assunto, é indicado que realize essa compra orientada por algum experiente no tópico. Assim, você evita as chances de que sua experiência seja insatisfatória.

Tudo isso somado, são fatores que podem potencializar ainda mais a durabilidade da porta laminada escolhida.

Por isso, vamos citar alguns locais nos quais podemos encontrar porta laminada de alta qualidade e de marcas confiáveis!

Porta Laminada de AlumínioPrincipais marcas e onde comprar porta laminada

Quando estamos em busca de modelos de portas para determinado ambiente e escolhemos o modelo porta laminada, é fundamental nos atentarmos a alguns detalhes, como marca e loja.

Por isso, é importante conhecermos as principais marcas que produzem porta laminada e onde podemos encontrá-las à venda. 

Dentre as marcas, as principais atualmente no mercado são:

  • Aluan
  • CRV
  • Eterfran
  • JD ESQUADRIAS
  • Lucasa
  • MADERMA
  • Metalpam
  • Metalpan

Entre outras. 

Além da variação de marcas, dentro de uma mesma marca podemos ter diferentes materiais usados para a fabricação da peça (como já citado anteriormente), apesar de os principais serem madeira e aço.

A cor pode variar entre preto, branco, prateado natural, marrom, entre outros a depender da escolha e vontade do cliente. 

A porta laminada varia, também, de acordo com tamanho, modo de instalação e tipo de chave que vai ser usada.

Para que possamos definir o tamanho mais adequado dessa porta laminada é fundamental que se meça o local onde ela será instalada.

Leve consigo as medidas do espaço onde se deseja que a porta seja instalada, largura, altura, comprimento, espessura e espaço para que ela abra. 

Modelos de Porta Laminada

Para saber o tamanho ideal de fechadura para a porta em questão, meça o espaço que vai da extremidade da porta (beirada da porta) até o centro do cilindro onde colocamos a chave. 

A pessoa que for te auxiliar na escolha precisará dessa informação para te indicar a melhor opção para sua necessidade. 

Para portas de madeira, as medidas mais comuns para as fechaduras são:

  • 55 mm
  • 45 mm
  • 40 mm

Já para as fechaduras para portas de metal: 

  • 19 mm
  • 21 mm
  • 29 mm

Sabemos que a espessura da porta laminada é um fator que pode exigir diferentes tipos e tamanhos desse modelo de porta, o que pode interferir, diretamente, no valor final da compra. 

Sugere-se que, quando estivermos em busca dessa porta laminada, faça-se uma pesquisa detalhada ou se informe e procure auxílio de um profissional da área. 

Atente-se, também, às cores do ambiente no qual ela será instalada. Assim, você conseguirá fazer uma melhor escolha da cor da porta e, assim, tornar todas as cores do cômodo e alcançar melhor satisfação no resultado.

Assim, evita-se que façamos a compra da porta laminada inadequada para aquilo que desejamos e, assim, sejamos mais assertivos na escolha, garantindo segurança máxima e satisfação com o resultado. 

Esse tipo de peça pode ser encontrado em diversos tipos de comércios, podendo ser online (o chamado E-commerce) ou em lojas físicas, ambas no ramo de Lojas de Materiais de Construção. 

Diante disso, sabemos que a escolha da marca, bem como da loja, são fatores fundamentais para a garantia da qualidade e durabilidade do produto.

Portanto, opte, sempre, por marcas já bem estabelecidas no mercado, busque informações com pessoas que já fazem uso desse produto e possuem uma opinião baseada em experiência própria.

Conheça, também, lojas que sejam referências no ramo de porta laminada para que, assim, você obtenha sucesso na escolha do produto e possa desfrutar de todos os benefícios trazidos por ele.

Com a porta laminada já em mãos, para que a instalação seja feita da maneira correta e mais segura, busque ajuda de um profissional de confiança e, assim, garanta todos os benefícios e utilidades da fechadura de bico de papagaio. 

Por fim, conseguimos concluir que a porta laminada é a melhor opção para aqueles que buscam produtos com maior leveza, alta durabilidade, baixo valor financeiro, materiais de qualidade e excelente custo benefício.

São a melhor maneira de garantir a segurança do local, sem deixar de lado a beleza estética e a funcionalidade.

Quando estamos em meio a um processo de construção, seja da nossa casa ou de um ambiente profissional, por exemplo, temos muitos detalhes aos quais devemos nos atentar. Dentre eles, tipos de fechaduras. Hoje vamos entender porque a tramela se mostra como uma boa opção. 

Portas, janelas e alguns tipos de armário necessitam de fechaduras para que possam cumprir a sua funcionalidade. Com isso, a fechadura do tipo tramela revela-se como uma das opções a depender de cada caso. 

Hoje vamos conhecer melhor a tramela, o que são essas peças, seus tipos mais usados e para que são usadas, principais marcas e onde comprar. 

 

O que é e para que serve uma tramela?

A tramela é uma espécie de tranca para portas (que pode ser usada, também em janelas e alguns armários), moldada em diversos tipos de materiais e que, quando girada, mantém o objeto travado.

É uma peça relativamente pequena, presa por dois furos no batente das portas (seja do armário, da janela ou portas maiores), de modo que, quando uma parte da estrutura é girada, ela torna impossível a abertura do objeto. 

Seu nome correto, de acordo com o dicionário, é taramela. É uma peça que pode ser constituída de variados tipos de materiais, a depender diretamente, de onde ela será instalada.

A tramela pode ser feita de metal/alumínio, quando for direcionada para portas de metal; de madeira, quando for instalada em portas de madeira, de plástico, além de poder ser associada ao uso de cadeados.

Pode variar, também, quanto ao seu tamanho e modelo. Essas variações são de acordo com o tamanho da porta onde serão instaladas, o valor que pode ser financeiramente investido, qual tipo de porta, entre outros fatores. 

Por exemplo, o fecho com tramela é muito comumente usado para trancas de cabines de banheiros públicos ou banheiros que servem um número maior de pessoas.

É muito comum vermos, também, esse tipo de fecho em fazendas mais antigas, nas mobílias de madeira ou até mesmo na portaria principal.

Já de uma forma mais atualizada, vemos muito a fechadura com tramela associada a cadeados e feitas de metal prateado.

São peças bastante pequenas, mas que podem variar um pouco de tamanho. Contudo, tem-se um intervalo de tamanho que é utilizado com mais frequência:        

São equipamentos que garantem o impedimento da abertura do local onde está instalada, apresentam excelente custo benefício por serem peças baratas, facilmente encontradas no mercado e de fácil instalação.

Além disso, possui variadas opções de cores, modelos e tamanhos, o que a torna uma peça versátil e de amplo espectro quanto à utilidade. 

Sabendo disso, entendo o quão útil a tramela pode ser, vamos conhecer os diversos tipos de tramela que estão à nossa disposição no mercado!

Tipos de tramela

Sabendo que a tramela é uma peça que possui uma enorme gama de possíveis utilidades, nós temos alguns principais tipos e os mais usados: tramela de porta, tramela de janela e tramela de porteira.

A tramela de porta, também chamada – de uma maneira mais simplista – de fechadura de porta, é um tipo de trança que apresenta o mesmo modelo de uma tramela tradicional e é usada para fechar portas maiores.

Esse tipo de fechadura conta com uma espécie de gancho que se movimenta horizontalmente ou em 360º que será o responsável por fechar essa porta. 

É muito comum em portas de madeira, tanto de armários menores quanto em portas maiores de entrada ou saída de ambientes e em portas de banheiro (nesse último ambiente, é bastante comum que a tramela seja de plástico ou metal).

É um tipo de fechadura extremamente fácil de ser instalada, mantida e manuseada. A depender do tipo de madeira da qual estamos falando, é uma peça com alta durabilidade e resistência a agentes externos como chuva e sol. 

Algumas pessoas são capazes, inclusive, de produzirem tramelas de porta em casa, tendo em mãos apenas madeira bruta e algumas ferramentas.

Outro tipo de tramela bastante usada é a tramela de janela. Ela apresenta as mesmas variações que as tramelas de porta, mas podendo ser ampliada para estruturas mais metálicas (que são mais usadas no dia a dia da cidade).      

A tramela de janela se assemelha muito com a de porta, se diferenciando, principalmente, no tamanho e no modo de instalação.

São ambas muito fáceis de encontrar em cenários como sítios, fazendas e casas de campos, por serem construções mais antigas e terem muito da tramela feita de madeira. 

Por fim, temos a tramela de porteira, também muito vista nesse mesmo cenário mais rural.

Nesse tipo de tramela, vemos ela em versões maiores e com mecanismos de fechamento que podem ter algumas alterações, mas que não perdem a essência da peça.

Como vimos nas fotos, têm a mesma ideia que a mesma mecânica dos outros dois tipos de tramela citados e a mesma funcionalidade.

Pode ser usada em porteiras de entrada e saída de sítios, porteiras de curral ou local de estadia de animais, entre outros lugares.

Já quanto às tramelas mais produzidas com materiais metálicos, são muito usadas no cenário da cidade. Muito vistas em portas de banheiros maiores ou de prédios comerciais, em janelas de quartos ou salas e até mesmo para armários de cozinha.

A escolha de cada um desses tipos de tramela depende, diretamente, do local onde essa fechadura será instalada e de qual é o objetivo de uso dessa peça.

Esse é um tipo de fechadura que garante enorme segurança por seu formato permitir o fechamento completo da porta ou janela, o que torna o acesso àquele ambiente viável apenas diante da abertura da trava.

Como já citado anteriormente, a tramela apresenta diversos benefícios quanto à durabilidade do produto, além do custo benefício.

Isso porque é um tipo de fechadura que possui maior resistência à umidade e ao sol, por exemplo, entre outros agentes externos.

Somado a isso, tem seu baixo valor financeiro no mercado, possibilidade de se comprar tramela removível ou até mesmo descartável, além da variação de cor.

Contudo, tudo isso depende diretamente da escolha da madeira e do metal, que devem ser de procedência confiável e conhecida.

Isso é possível por meio da escolha do local onde comprar a tramela, devendo ser uma loja confiável, conhecida e com clientes satisfeitos.

Isso se mostra fundamental, uma vez que é muito comum um material de baixa qualidade ser comercializado com valor de material de alta qualidade, fazendo com que o comprador não consiga aquilo que quer.

Além disso, caso você não conheça muito do assunto, é indicado que realize essa compra orientada por algum experiente no tópico. Assim, você evita as chances de que sua experiência seja insatisfatória.

Tudo isso somado, são fatores que podem potencializar ainda mais a durabilidade da tramela escolhida.

Por isso, vamos citar alguns locais nos quais podemos encontrar tramela de alta qualidade e de marcas confiáveis!

Principais marcas e onde comprar uma tramela

Quando estamos em busca de modelos de fechaduras para determinado ambiente e escolhemos o modelo trancado em tramela, é fundamental nos atentarmos a alguns detalhes, como marca e loja.

Por isso, é importante conhecermos as principais marcas que produzem fechaduras do tipo tramela e onde podemos encontrá-las à venda. 

Dentre as marcas, as principais atualmente no mercado são:

  • KMP
  • Pingo Bege
  • ROCHA
  • Genesis Ferragem
  • OEM
  • Metalpama
  • Metalpan

Entre outras. 

Além da variação de marcas, dentro de uma mesma marca podemos ter diferentes materiais usados para a fabricação da peça (como já citado anteriormente), apesar de os principais serem metal, madeira e plástico.

A cor pode variar entre preto, branco, prateado natural, marrom, entre outros a depender da escolha e vontade do cliente. 

A tramela varia, também, de acordo com tamanho, modo de instalação e tipo de local onde será usada.

Para que possamos definir o tamanho mais adequado dessa tramela é fundamental que se meça o local onde ela será instalada.

Leve consigo as medidas do espaço onde se deseja que a fechadura seja instalada, largura, altura, comprimento e espessura. 

A pessoa que for te auxiliar na escolha precisará dessa informação para te indicar a melhor opção para sua necessidade. 

Para portas de madeira, as medidas mais comuns para as fechaduras são:

  • 55 mm
  • 45 mm
  • 40 mm

Já para as fechaduras para portas de metal: 

  • 19 mm
  • 21 mm
  • 29 mm

Sugere-se que, quando estivermos em busca de uma tramela, faça-se uma pesquisa detalhada sobre o assunto ou se informe e procure auxílio de um profissional da área. 

Atente-se, também, às cores do ambiente no qual ela será instalada. Assim, você conseguirá fazer uma melhor escolha da cor da fechadura e, assim, tornar todas as cores do cômodo e alcançar melhor satisfação no resultado.

Assim, evita-se que façamos a compra da tramela inadequada para aquilo que desejamos e, assim, sejamos mais assertivos na escolha, garantindo segurança máxima e satisfação com o resultado. 

Esse tipo de peça pode ser encontrado em diversos tipos de comércios, podendo ser online (o chamado E-commerce) ou em lojas físicas, ambas no ramo de Lojas de Materiais de Construção. 

Diante disso, sabemos que a escolha da marca, bem como da loja, são fatores fundamentais para a garantia da qualidade e durabilidade do produto.

Portanto, opte, sempre, por marcas já bem estabelecidas no mercado, busque informações com pessoas que já fazem uso desse produto e possuem uma opinião baseada em experiência própria.

Conheça, também, lojas que sejam referências no ramo de fechaduras do tipo tramela para que, assim, você obtenha sucesso na escolha do produto e possa desfrutar de todos os benefícios trazidos por ele.

Por fim, conseguimos concluir que a tramela é uma excelente opção para aqueles que buscam produtos com maior leveza, alta durabilidade, baixo valor financeiro, materiais de qualidade e excelente custo benefício. São a melhor maneira de garantir a segurança do local, sem deixar de lado a beleza estética e a funcionalidade.

O portal de madeira é um tipo de porta que tem se tornado muito famosa ultimamente, as celebridades tem esses tipos de porta em suas mansões, apartamentos, casas.

Aquela porta maior, com maior destacabilidade, de um edifício, de uma casa, de uma construção que contém ornatos que revestem a fachada ou essa porta é denominado de portal.

Existem também o modelo de portal de madeira, que como o próprio nome diz, é uma porta que contém madeira.

Os primatas, nossos antecessores, utilizavam as árvores como moradia e elas os serviam muito bem, assim como grutas e qualquer outra forma de ambiente que pudessem abrigá-los. 

Nesses tempos a madeira já era utilizada como material de construção, pilares e vigas foram descobertas na pré-história e em várias civilizações antes do fogo. 

Não se pode falar do uso da madeira sem antes explicar cada civilização, cada clima, cada terreno, porque cada tópico desses determinavam o método diferente do uso da madeira.

O ser humano viu nesse elemento: madeira, uma fonte interminável de aptidões, importante falar que a madeira flutua, portanto os primeiros barcos surgiram delas. 

Utensílios domésticos, móveis, esculturas, cada local com seu tipo de árvores adaptaram suas necessidades com as espécies disponíveis. 

A madeira era utilizada pura ou combinada com outros elementos como barro, palha, pedra e o ferro. 

Desde a época dos primatas, a madeira é conhecida como um elemento construtivo, diversas construções que serviam como habitações e ou abrigos temporários. 

Na idade antiga, na Mesopotâmia, a madeira entrava na vida das pessoas como estrutura de casas.

No Egito ela era usada apenas como andaime, uma vez que os egípcios não consideravam a madeira um material estrutural para construir suas casas, eles não confiavam na madeira!

Para que serve um portal de madeira?

O portal tem a serventia de destacar, de chamar a atenção para a entrada de algum imóvel, fachada…, porém, existem os portais grandes e pequenos, cada um deles precisa de atenção ao ser construído.

Na maioria das vezes quem dá início ao desenho de portais é o arquiteto, em que a principal função dele é organizar os espaços onde as pessoas vão morar, trabalhar ou ter um lazer. 

É transformar sonhos em realidades. É uma profissão com muitas funções. Algumas habilidades são específicas para um arquiteto, tem que ter a capacidade de lidar com as pessoas, e cada um precisa ter uma linguagem.
É preciso observar o que o cliente quer, tem que ter a capacidade de abstração, em que ao entrar num ambiente, já tem a visão daquele ambiente transformado. 

E ao trabalhar num portal, o arquiteto precisa ter a criatividade de combinar o que o cliente quer com o ambiente que o cliente tem. 

Os primeiros arquitetos da humanidade, em épocas pré-históricas, se apropriaram do material natural disponível em abundância em terras ocupadas pela agricultura para construir as primeiras obras em madeira. 

Com a necessidade de fixação do homem em um território no qual ele pudesse assegurar sua alimentação pelo próprio trabalho e, ainda, se proteger de ataques de animais e das intempéries da natureza, surgiram as construções primitivas como ocas, e as construções rústicas de madeira, conhecidas como palafitas.

Anterior a isso, os homens viviam em cavernas e construíam monumentos megalíticos, feitos de pedra e destinados aos cultos religiosos. 

Por conta da facilidade de obtenção e adaptação para os fins previstos, a madeira se constituiu, desde o início da história da construção, em um material essencial, que evoluiu ao longo das civilizações, adquirindo estruturas com características cada vez mais complexas, reflexo do desenvolvimento de técnicas e projetos específicos.

No Brasil, antes da chegada dos portugueses, os nativos já utilizavam a madeira para diversos fins em favor da sobrevivência e desenvolvimento. 

Além de edificações, a madeira constituía os meios de transporte, as ferramentas de caça, além de instrumentos musicais e matéria-prima para obtenção de energia. 

Com a colonização lusitana, as terras de abundante natureza passaram a ser exploradas, aumentando assim o consumo pela matéria-prima. 

A arquitetura inicial era basicamente constituída de madeira e utilizava técnicas indígenas nas construções. A partir disso, a madeira começou a ser valorizada economicamente e servia como produto de exportação. 

Foi assim com a exploração do Pau-brasil, árvore que produzia pigmentos vermelhos exportados para o mundo e que, por sua importância, acabou dando nome ao país. Desde a colonização, a madeira foi um recurso fartamente explorado.

 A história do uso da madeira nas construções brasileiras “seria a história do desperdício. 

Ia-se buscar no mato o pau para toda a obra, sem se cogitar de secções mínimas apropriadas e algumas madeiras eram classificadas empiricamente como boas para estrutura porque resistiram bem à umidade nos segmentos enterrados no chão, porque possuíam grande resistência à flexão, porque eram duras, de talhe difícil e pesadas.” 

Contudo, as divergências em relação ao uso e exploração da madeira também possuem origem histórica.

Em 1905, aqui no Brasil, o governo de Curitiba proibiu o uso da madeira nas edificações no centro da cidade, o que contribuiu logo para a formação de um preconceito das estruturas de madeira. 

O estado do Paraná, na época, era polo produtor de madeira e logo após a proibição houve uma grande queda dos projetos considerando as potencialidades do material. 

Enquanto alguns estavam dispostos a implantação de novas tecnologias, outros se submeteram à tradição cultural da construção em alvenaria que junto com a desvalorização da madeira como material construtivo dominou o setor e sofreu influência política até hoje. 

As empreiteiras que dominam os negócios das construções têm o poder de direcionar sua produção de acordo com seus próprios interesses. Só então, a partir do século XIX, o uso da madeira como elemento estrutural ganha um novo impulso. 

Diferentes imigrantes trouxeram para cá técnicas construtivas que resultaram em edificações históricas de madeira.

 No começo do século XX, a nação passa por uma modernização em diversos setores como estradas de ferro, novas aberturas rodoviárias, edificações atendendo novos programas. 

Assim, tornou-se necessário a busca por novos sistemas construtivos, trazidos de outros países e adaptados ao Brasil.

É nesse contexto que surge a história da vila de Paranapiacaba que foi planejada e construída pelos ingleses no fim do século XIX para abrigar os trabalhadores imigrantes que vieram para a execução da primeira ferrovia do estado de São Paulo, que a partir de 1867 ligou o Porto de Santos a Jundiaí. 

Esta vila é considerada patrimônio histórico nacional, devido algumas singularidades que atraem turistas para diversas atividades relacionadas ao turismo cultural e ambiental. 

De modo geral, a organização das vilas e casas, construídas de acordo com padrões britânicos, são um importante documento arquitetônico. São construções em madeiras pré-fabricas e importadas da Europa que ainda hoje são utilizadas pelos atuais moradores. 

As casas abrigam também cafeterias, restaurantes, pousadas e lojas de artesanatos. Todas são feitas de madeira marrom escuro e são, em sua maioria, geminadas.

O clube de União Lira Serrano foi uma das últimas construções, erguido por volta de 1930. A construção é um prédio de madeira coberto com telhas francesas que foi recentemente restaurado e hoje apresenta os materiais de origem em ótimas condições de desempenho e uso. 

A tradição da cidade na utilização de madeira é mantida pelos moradores que até hoje reutilizam o material para restaurar não só as obras, mas também a história cultural.

Qual madeira é utilizada em um portal?

São muitas as variedades em que se pode utilizar a madeira, e em um portal, isso também não é diferente. Veja qual madeira em que pode se utilizar em um portal:

  • Peroba Rosa é uma árvore de grande porte, pertencente à família das apocináceas.
    Também conhecida por peroba-rajada, peroba-rosa, peroba-amargosa e peroba-mirim, ocorre no Brasil desde o sul da Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás e Rio de Janeiro até os estados do Sul. Notáveis por sua altura, que às vezes atinge mais de trinta metros, as árvores são pouco copadas, muito esguias, de folhas simples, alternas e persistentes. As flores são pequenas, hermafroditas, alvas e agrupadas em inflorescências terminais. A árvore produz madeira rígida, de grande duração e com aplicações também na medicina caseira
  • A madeira garapeira é um tipo de material utilizado para diversos projetos, principalmente em interiores. Suas características, que veremos a seguir, fazem com que ela seja uma das melhores opções para quem deseja um ambiente aconchegante e com toques de requinte.
  • Eucalipto O gênero Eucalyptus é originário da Austrália, Tasmânia e outras ilhas da Oceania. O Eucalipto tem grande importância comercial na economia brasileira. Segundo a Indústria Brasileira de Árvores, são 5,5 milhões de hectares plantados com este gênero, com uma produtividade média de 39 m³/ha/ano. A produtividade, contudo, depende de diversos fatores, como o local de plantio, os tratos culturais e os insumos disponibilizados.

Qual a média de preço de um portal de madeira

A alta produtividade de madeira, com menores custos e maiores taxas de retorno do investimento, conferem grande atratividade ao cultivo de madeira, garantindo alta competitividade de seus produtos nos mercados interno e externo.

Os preços são variáveis, ficando por volta de R$ 500,00 para os portais residenciais que são os mais comuns. 

Por que é importante utilizar um portal com madeira de qualidade. 

Uma madeira de qualidade é importante no uso das construções de móveis, portas, janelas, etc…

Usando esse tipo de madeira, o nível e a durabilidade da construção são altos. 

Os melhores modelos de portal de madeira estão aqui, seja eles pensados com muita habilidade e para ter sua funcionalidade original para que os clientes fiquem satisfeitos com essas variedades de modelos de portal de madeira.

A carpintaria Rezende é uma loja muito bem renomada e com ótimos materiais em madeira. Veja mais sobre janelas antigas.

É uma loja que tem conquistado cada vez mais clientes com seu estilo único de trabalhar e oferecer os melhores materiais de madeira, com toda a qualidade que os seus clientes merecem.

Os trabalhos são realizados com cuidado, de forma profissional, para garantir que toda a sua durabilidade e desempenho, como, por exemplo, os modelos de janelas antigas durem com muita qualidade.

Para saber mais sobre os modelos de janelas antigas, continue lendo este conteúdo…

O que são janelas antigas?

As referências que temos sobre janelas antigas são do ano de 4000 A.C, depois apareceram no Palácio de Minus, na Grécia, nas casas Gregas que eram artisticamente ornamentadas. 

Por volta do ano 100 D.C, os romanos introduziram as janelas com vidro, mas a prática se perdeu com a queda do Império Romano.

Na época barroca as janelas antigas passaram a ganhar formas mais decorativas, usavam a forma redonda, e de geometria livre. 

As janelas do classicismo abrem em toda a extensão, surge a janela caixão: esse tipo de modelo oferecia vantagens quanto ao isolamento acústico e térmico, embora o manejo fosse complexo e o deterioramento mais rápido. 

Na segunda metade do século XIX são retomadas as formas tradicionais. As construções das janelas antigas utilizavam-se o ferro, é na transição para o século XX que surge o movimento arte nova ou arte nova. 

As janelas dessa época são alvo de uma multiplicidade de configurações, muitas com vidros coloridos, este movimento foi feito com cores tradicionais da época e elementos florais. 

Nesse contexto surge o tradicionalismo, que volta a utilizar os materiais antigos e as técnicas artesanais, mais com o intuito de renovar a arquitetura.

A partir daí, as janelas passam por um período de evolução, a inovação tecnológica contribui também para as mudanças de concepção de janelas. 

A indústria vidreira passa a fabricar vidros maiores e melhores.

Os anos 50 são fortemente influenciados pelas indústrias suíças, onde as janelas contêm um só cristal. É por essa cultura que passa a utilizar o alumínio. 

Tipos de Janelas Antigas

O movimento regionalista que se iniciou no ano de 1960 procura recuperar a qualidade dos espaços internos e externos das épocas passadas.

Na última metade do século passado a matéria construtiva foi quase exclusivamente a madeira com guarnições unifuncionais e com pranchas de vidros individuais.

A partir do momento em que o mundo da construção representa uma parte essencial de uma parte global, os critérios da seleção do material e do desenho tornam se mais exigentes, surge então o pvc, que é uma resina, onde seu maior uso é na construção civil, e na adaptação com madeira, como forro e tendo como a melhor solução para prevenção original das janelas por muito mais tempo. 

É a evolução da janela, como a beleza, funcionalidade e durabilidade.

A admissão que temos por diretrizes que consideram adequado o relacionamento entre o clima e os seres humanos são ações inegáveis e importantes na definição de ambientes termicamente confortáveis e coerentes com os conceitos gerais da sustentabilidade nas edificações. 

As inovações tecnológicas dos materiais e sistemas construtivos permitiram, no decorrer da evolução da humanidade, melhores adequações da moradia às características climáticas e construtivas e, consequentemente, possibilitando uma melhor qualidade de vida. 

Das soluções atribuídas às inovações, alguns elementos construtivos primordiais para a habitabilidade tiveram suas funções condicionadas a determinantes arquitetônicos conduzidos pela adoção de componentes de apelo estético. 

A história registrou que os processos tecnológicos conduziram a eliminação de elementos das janelas, tais como as venezianas, persianas, composição de sistemas de aberturas, aberturas maiores, entre outros, que outrora foram criados pela necessidade de promover à renovação do ar interior através do aproveitamento da ventilação natural. 

A janela evoluiu na tipologia e na tecnologia construtiva, vinculada a necessidade do homem de integrar o ambiente externo ao interno, estabelecendo relações de trocas térmicas, acústicas e luminosas e desempenhando papel fundamental na qualidade estética do edifício. 

Como componente da edificação, as janelas representam, em muitos casos, a parte da envoltória que mais interfere nas condições térmicas internas e, portanto, um elemento chave para o alcance do menor consumo de energia em edifícios, sendo também as responsáveis por grande parte das perdas e ganhos de calor no ambiente. 

Janelas Antigas

A qualidade do ambiente interior nas edificações é um fator importante no consumo de energia, na qualidade de vida do ocupante e na sustentabilidade, principalmente quando se analisa sob o enfoque da energia para o uso e operação da edificação. 

No entanto, a Agenda 21 para a construção sustentável nos países em desenvolvimento, recomenda três aspectos a serem considerados na construção civil: níveis de desempenho ambiental; mudanças na concepção e gestão das construções; e ações para a preservação dos recursos naturais. 

A importância da escolha adequada de modelos de janelas em relação aos condicionantes da região, são alguns dos fatores responsáveis pelo maior ou menor consumo de energia na edificação. 

Os resultados apresentados identificaram que a adoção de janelas sem elementos vazantes e bloqueadores da radiação solar tem um desempenho desfavorável para o conforto térmico em clima tropical úmido, quando se considera a ventilação natural como estratégia passiva. 

Tal afirmativa se justifica considerando que dentre as diversas funções da janela, a possibilidade de utilizar a luz natural, apropriar-se do espaço externo, renovar o ar interno, resfriar a massa térmica, bem como moderar as condições térmicas do ambiente, são alguns dos fatores que respondem ao impacto na eficiência energética da edificação. 

Desta forma, este conhecimento teve como objetivo demonstrar a evolução da janela e a interferência no ambiente construído, enfatizando a solução que apresentasse o maior potencial de adequação ambiental em edificações residenciais multifamiliares com os materiais em madeira.

Janelas Antigas

No Brasil, a história das janelas antigas

A evolução dos tipos de janelas no Brasil está associada à história da arquitetura e está, aos ciclos econômicos, sejam estes de âmbito nacional ou regional, ressaltando-se que as importantes obras de engenharia e arquitetura, até princípio do século XX, eram de madeira, pedra ou ambos.

No início do processo de colonização, as janelas antigas eram de madeira e possuíam apenas uma folha, denominada de escudo, que se abria para o interior do ambiente sendo que o controle da ventilação era feito de duas possibilidades: aberto ou fechado. 

Com as adaptações para o clima tropical, as alterações nas janelas aconteceram por meio do aumento na dimensão das aberturas, aproveitando a estrutura das casas, possibilitando maior ventilação e iluminação nos ambientes e tendo as mesmas características tipológicas das anteriores. 

Uma das versões da arquitetura bandeirista, ou seja, das construções rurais das residências paulistas do período Colonial, utilizavam as janelas com composição de vergas, peitoris e ombreiras de madeira, sendo que o fechamento era através de balaústre de seção quadrada, possibilitando a ventilação permanente e bloqueando a iluminação. 

No período do Barroco, as janelas antigas traziam o vidro e possuíam também a gelosia com rótula, como elemento para o controle da ventilação e proteção do interior da visualização externa. 

Havia nas edificações rurais, as janelas com urupema que eram elementos colocados na parte externa das janelas antigas, deixando livre o escudo que se abria para o interior do ambiente. 

Outro elemento importante neste período foi à gelosia com o muxarabi que servia como elemento regulador da ventilação e resguardo dos ambientes internos. 

Exemplo de Janela Antiga

No século XIX, com a chegada da corte portuguesa ao Brasil e, posteriormente, com a imigração de europeus e o período do ciclo do café, foram intensificadas e exploradas várias técnicas construtivas e o uso de diversos materiais. 

Nesse período, a fabricação e o uso do vidro plano para a janela permitiram maior controle da iluminação nos ambientes substituindo os tradicionais escudos, a madeira recortada e os balaústres.

No auge do ciclo do café, surgiu a janela com veneziana de abrir para o exterior, combinada com folha e panos de vidro e sistema de abertura do tipo guilhotina. 

As diferenças climáticas do Brasil exigiram janelas que apresentassem particularidades características de cada região, com concepção tipológica proveniente dos países colonizadores.

No final do século XIX e início do século XX, a evolução tecnológica proporcionou o uso do ferro na construção civil. 

Com a possibilidade do uso do concreto armado, as transformações na arquitetura são influenciadas pela industrialização dos componentes da construção civil, principalmente das janelas, que são fabricadas em ferro e utilizadas em grande escala. 

Janela Antiga de Veneziana

A modernização trouxe, entre outras consequências, a possibilidade de executar grandes vãos, surgindo então os tipos de janelas antigas com o sistema de abertura do tipo basculante, máxima e de correr.

A partir da década de 1950, aparecem os perfis tubulares e os perfis abertos e na década de 1960, o processo de industrialização e padronização das esquadrias tornou-se atuante no mercado. 

O aço com adição de carbono com objetivo de ser utilizado nas esquadrias surgiu com para substituir as esquadrias executadas em ferro com pouca adição de carbono, visto que a resistência e o desenvolvimento tecnológico tornaram o material mais competitivo, assim como, a produção de esquadrias em alumínio com tecnologia desenvolvida especialmente para a construção civil. 

O desenvolvimento econômico e social ocorrido no Brasil definiram de forma marcante, as técnicas construtivas utilizadas nas edificações, tanto nas rurais como nas urbanas. 

Os materiais utilizados em grande parte das edificações do país correspondiam, nas áreas rurais, aos encontrados na região, e nas áreas urbanas, aos materiais importados, observados nas ricas e sofisticadas soluções adotadas.

Modelos de Janelas Antigas

Modelos de janelas de madeira antiga

Os modelos de janelas antigas imprimem sofisticação ao ambiente e podem estar em projetos de casas com qualquer estilo de design sendo mais rústica ou moderna, podendo optar por modelos:

  • Com vidros
  • Coloniais
  • Veneziana
  • Com grades

Na Carpintaria Rezende temos uma variedade de modelos de janelas antigas e de janelas de modelos atuais, com ótima qualidade e durabilidade. 

Com preço justo e com modelos que acompanham o mundo da construção de todos os tempos. 

Os modelos de janelas antigas ainda são bastante pedidos pelos clientes, sendo assim, estes modelos de janelas antigas são mantidos e elaborados com muita qualidade que os clientes merecem.

A Madeira de Acácia é uma das madeiras tradicionais para diversas utilidades.

Se você está pensando em fazer uma estrutura ou construir um móvel de madeira, é imprescindível conhecer melhor sobre o material.

De fato há muitas opções no mercado, sendo que cada qual possui as suas características e, consequentemente, melhores tipos de uso.

A acácia é muito particular e talvez ela seja a madeira ideal que você está procurando.

Aqui você vai conhecer um pouco mais sobre esse material, além de algumas dicas sobre como cuidar da madeira e até mesmo uma curiosidade relacionando a acácia com a Bíblia.

O que é a Madeira de Acácia

A Madeira de Acácia é um material muito resistente, durável e possui naturalmente alta quantidade de resina. Possui uma cor marrom caramelo, o que valoriza muito o ambiente e promove combinações diversas.

Além disso, também é um material flexível, promovendo ótima trabalhabilidade (característica muito apreciada em madeira) e podendo ser usada para diferentes fins.

Devido a sua cor, durabilidade e flexibilidade, a Madeira de Acácia é utilizada para fazer diversos tipos de móveis, como mesas, cômodas, bancos, cadeiras, estantes, guarda-roupa e penteadeira.

É, de fato, uma madeira de alta aplicação.

Além disso, a sua cor também agrega muito valor ao material, pois o tom é bem elegante – mas moderno ao mesmo tempo. As decorações que levam a Acácia são bem estilosas e valorizadas.

Como tem boa trabalhabilidade, também é facilmente encontrada sendo usada como acessório ou até mesmo peças de cozinha. Bandejas, tábuas, cumbucas, talheres e vasilhas são algumas das opções.

Outra possibilidade é utilizar o material para paredes, pisos e tetos, em forma de ripas.

Como você pode observar, a Madeira de Acácia tem uma infinidade de utilidades e pode ser usada em diversos cantos da casa.

Madeira de Acácia

Como manter a durabilidade da madeira de acácia?

Apesar da durabilidade natural da Madeira de Acácia, é imprescindível que você cuide do material para assegurar que o material realmente obtenha o máximo de durabilidade possível.

No caso dos acessórios e utensílios de acácia, é sempre mais interessante deixá-los ao abrigo do sol, pois isso evita que a madeira fique muito seca.

Já os móveis que ficam no lado externo, ou seja, expostos à chuva e sol, devem ser protegidos com algum tipo de pano ou plástico escuro.

Quando há muita incidência de Raios Ultravioletas a madeira perde um pouco de sua cor, então é importante cobrá-la para preservar seu tom original.

Na hora da limpeza de acessórios e utensílios, o recomendado é lavar com sabão neutro e água morna.

Depois, enxágue com água corrente e coloque para secar naturalmente no escorredor.

Uma dica é passar óleo mineral para fazer a remoção do brilho quando notar que a Madeira de Acácia está ficando fosca (mas, nesses casos, aguarde ao menos um dia para fazer o uso novamente).

No caso dos móveis, a limpeza pode ser feita com um pano umedecido com um pouco de sabão neutro caso haja algum resíduo. Agora, se for apenas para tirar pó, então uma flanela macia é suficiente.

Não use produtos abrasivos de forma alguma, mas o uso de cera ou conservantes podem ser utilizados (leia muito bem as indicações das instruções).

Conheça a Madeira de Acácia

Como fazer a manutenção da madeira

Além de limpar de forma correta a Madeira de Acácia também é fundamental fazer a manutenção de forma correta.

O tempo entre uma manutenção e outra depende da exposição da madeira. Um móvel que fica na sala, por exemplo, terá a necessidade menor de manutenção do que uma mesa que fica exposta ao sol e à chuva, por exemplo.

De qualquer maneira, de anos em anos, repita o procedimento para cuidar da sua madeira – seja a de acácia ou qualquer outra.

  • Lixar

Lixe a superfície para tirar os resíduos dos tratamentos antigos. Para limpar a superfície após lixar, passe uma flanela macia ou até mesmo um aspirador de pó a depender da superfície.

  • Tratamento

Depois de lixar está na hora de passar um verniz ou algum selante para conservar a madeira.

De modo geral a manutenção não é trabalhosa, ainda mais que deve ser feita de anos em anos. Porém, se houver muitos móveis de madeira para lixar e envernizar, talvez seja interessante chamar algum profissional.

Claro, também há a opção de ir fazendo aos poucos, visto que alguns dias de diferença não proporcionarão envelhecimento significativo na madeira.

Assoalho de Madeira de Acácia

Onde comprar madeira

E onde comprar a Madeira de Acácia?

De fato, essa dúvida pode surgir quando você começar a construir ou reformar a sua casa.

De modo geral, é possível encontrar em três estabelecimentos:

Madeireira

Obviamente, a acácia, assim como outros tipos de madeira, pode ser encontrada nas madeireiras.

Normalmente o material é mais barato, pois você estará consumindo diretamente do produtor, entretanto, muitas madeireiras são limitadas na questão de dimensões das peças ou até mesmo tratamento.

Sendo assim, é importante avaliar se o uso da Madeira de Acácia será algo mais “cru” ou de um material mais acabado.

Loja de material de construção

As lojas de materiais de construção também podem oferecer um catálogo de madeiras.

Normalmente elas repassam do madeireiro, mas também já há algumas possibilidades de peças montadas a depender do porte da loja.

Marcenaria ou carpinteiros

As marcenarias talvez sejam uma das opções mais interessantes, pois – além de disponibilizarem uma gama de opções de madeira – também trabalham com o material de forma personalizável.

Sendo assim, você pode pedir a madeira do formato que desejar e muitas marcenarias já oferecem o produto acabado.

Ou seja, pintado e lixado.

Todas essas opções também podem ser encontradas em sua versão online, o que acaba ficando até mais fácil na hora de comparar preços e afins.

Peça de Madeira de Acácia

Como saber se uma madeira é de qualidade

Independente do local que você comprar, é imprescindível que o material seja de altíssima qualidade. Mas como assegurar isso?

De fato, a maneira mais fácil de realizar uma compra com bom custo x benefício é apostando em fornecedores renomados no mercado, os quais possuem muitos feedbacks positivos dos clientes.

Mas há alguns parâmetros que você pode tentar avaliar para concluir se a madeira é realmente boa ou não:

Extração

A extração da madeira é o primeiro passo de todo esse processo. Ela deve ser feita seguindo todas as recomendações de boas práticas para garantir uma peça boa e íntegra de madeira.

Secagem

A secagem vem logo depois e deve ser feita de forma extremamente cautelosa. Cada madeira tem o seu tempo e forma ideal de secagem, o qual deve ser seguido de forma rigorosa.

A secagem influencia em todas as características da torá, então se houver falha nesse processo a madeira não obterá seu maior potencial.

Etapa de lixas

Quando a madeira já está seca e previamente cortada chega a hora de dar o acabamento da superfície, ou seja, é a etapa de lixar a peça.

Começa-se com uma lixa mais grossa e, depois, vai passando para lixas mais finas para dar o acabamento lisinho e sem farpas.

Tratamento

Depois da peça lixada é o momento de passar selante, verniz ou outro componente que melhore ainda mais as características da peça.

Madeira legal

E, claro, é fundamental que a madeira não seja proveniente de extração ilegal. Isso ainda é, infelizmente, um grande problema no Brasil, com o qual não devemos compactuar.

A melhor maneira de fazer isso é exigindo o certificado de madeira legal. Mesmo que a madeira ilegal esteja mais barata, com certeza é uma compra que não compensa.

Madeira combina com vidro?

Tanto a Madeira de Acácia quanto qualquer outra é uma ótima opção para combinar com vidros.

Ambos os materiais são clássicos e não sairão de moda nunca, sendo algo que você pode investir sem medo.

Portas, mesas, estantes, enfim, as combinações são infinitas e dá para você fazer uma decoração incrível em sua casa ou escritório.

Mesmo que você não deseje um ar muito rústico, é possível fazer construções extremamente sofisticadas com esses materiais.

Uma dica?

Comece a pesquisar um pouco sobre essa composição que você verá milhares de ideias na internet, muito provavelmente você encontrará uma que lhe agrade bastante.Modelos de Madeira de Acácia

O vidro pode ser transparente, verde ou até mesmo fosco, todas essas combinações caem muito bem.

Mas atente-se para escolher um vidro resistente também, pois normalmente eles precisam de certa resistência mecânica para o uso.

Madeira de Acácia na Bíblia

A Madeira de Acácia tem um significado bíblico muito importante.

A acácia é uma espécie que possui o cálice bem retorcido, duro e com muitos espinhos, sendo uma referência ao homem antes de ter Deus.

Conta-se que Deus tinha prazer em morar nos homens, porém não achou um único justo.

Por conta disso, Deus mandou Moisés construir uma arca de madeira (e, como você já deve imaginar, era a Madeira de Acácia).

Quando a arca enfim ficou pronta, pediu para colocar ali dentro as suas palavras, os mandamentos, a vara de Arão e a glória de Deus.

Mesa de Madeira de Acácia

Moisés foi até a árvore – toda espinhosa, dura e tortuosa – com ela fez uma linda barca.

A madeira se encontrava no deserto, uma região com muito sol durante o dia e muito frio durante a noite.

Essa mudança de temperatura faz com que a Madeira de Acácia fique ainda mais rígida e retorcida.

É uma forma de expressar a nossa própria vida na terra, nós estávamos passando por um deserto segundo a Bíblia.

Mas, felizmente, Moisés retirou aquela madeira e tirou suas tortuosidades e seus espinhos, bem como a deixou bem aplanada.

É uma forma de dizer que, com Deus, nós saímos do deserto.

Enfim, essas foram algumas informações e dicas sobre a Madeira de Acácia.

Pense quais são as características desejadas, inclusive físicas, e escolha a melhor madeira para atender às suas expectativas – que pode, inclusive, ser a acácia.

Branco é uma cor que nunca sairá da moda e estará presente em todas as estações e tendências.

Construir e decorar uma casa, apartamento ou qualquer outro ambiente tem muito a ver com moda,  por isso a madeira branca é tão requisitada.

Escolher os detalhes da construção ou reforma não é tarefa fácil e, de fato, há muitas opções.

Optar pelo clássico é sempre uma boa ideia, pois traz elegância e sempre será atemporal.

É justamente o que acontece com a madeira clara ou branca, duas composições que promovem ao ambiente um ar bem clean, além de sofisticado, elegante e bem leve. Aprenda tudo sobre esse material.

O que é uma Madeira Branca?

Quando falamos em madeira branca há duas possibilidades: (1) Madeiras bem clarinhas e (2) pintar a madeira de branco.

Por mais que uma madeira seja bem clara, ela vai trazer um tom um tanto diferente das peças pintadas em branco, mas, no geral, ambas são bem semelhantes no quesito estética e combinações.

Isso porque elas promovem muita luz ao ambiente, assim como leveza e um ar mais rústico, mesmo que de extrema elegância e sofisticação.

Ambas as opções são bem clássicas e não é nada difícil combiná-las com a decoração de sua casa, apartamento, fazendo, escritório, enfim, com o cômodo que desejar.

Madeira Branca

Você pode, inclusive, optar por uma madeira clara e quando for fazer a manutenção pintá-la de branco para inovar, caso deseje.

Há muitas opções quando o assunto é construção/reforma e madeira, pois são duas coisas que realmente andam juntas.

As características da madeira branca dependem muito do tipo de madeira em si, bem como da tinta que será aplicada caso o material leve a camada branca do produto.

Por isso, não há como definir detalhadamente as características. É preciso pensar na espécie da árvore para chegar a essa conclusão.

Espécies de Madeira Branca

Falando em espécies de árvores de madeira branca, há três opções bem famosas no mercado e que apresentam uma coloração bem clarinha – e que também aceitam uma pintura. São elas:

  • Pinus
  • Cedro
  • Tauari

As três opções apresentam boa durabilidade, resistência mecânica, trabalhabilidade, resistência ao fungo e muito versátil.

São modelos bem delicados que podem ser usados para revestimento até móveis e decoração.

Espécies de Madeira Branca

Tinta para Madeira Branca

Há diferentes tintas para pintar madeira branca, sendo que cada qual possui as suas particularidades. Veja as principais opções do mercado:

Tinta acrílica

A tinta acrílica é bem tradicional e possui a melhor fixação na madeira, além de ser impermeável.

O fato de ser impermeável a torna uma ótima opção para estruturas e móveis que ficarão na parte externa, pois isso ajudará a proteger de chuvas e ambientes muito úmidos.

Em relação ao método de pintura, ele pode ser feito com rolo, pincel ou até mesmo pistola de tinta.

Tinta látex

A tinta látex é mais utilizada em casos de artesanatos, bem como móveis internos. O motivo é que este produto não possui muita resistência ao sol e à umidade, então não protegerá o material de forma efetiva.

A aplicação da tinta látex pode ser feita com rolos ou com pincéis, sendo bem fácil de aplicar.

Tinta esmalte sintético

A tinta esmalte sintética é impermeável e pode ser usada tanto em áreas externas quanto em áreas internas. No mercado é possível encontrar opções em tipo fosco, brilhante e acetinado.

Assim como a tinta látex é de fácil aplicação, podendo a pintura ser feita com rolo, pincel, trincha ou pistola.

Tinta laca nitrocelulose

Este tipo de tinta não é tão conhecido, mas tem boa fixação, secagem rápida e também tem opções de fosca ou brilhante.

Sua base é a nitrocelulose, sendo preciso usar equipamentos de proteção no momento da pintura. A tinta pode ser aplicada com compressores e pistolas adequadas.

Madeira Branca

Como pintar a Madeira?

Depois de escolher a tinta para madeira branca está na hora de colocar a mão na massa, não é mesmo? Se você deseja pintar um móvel de branco, então já comece a separar os materiais.

  • Tinta acrílica
  • Primer para a base
  • Lixa para madeira nº 100 e 180
  • Verniz para madeira
  • Massa para reparos em madeira
  • Rolo de pintura
  • Pincel com cerdas macias
  • Jornal
  • Equipamento de proteção (como máscara e luvas)
  • Pano para limpeza

O primeiro passo para pintar madeira branca é começando com o próprio espaço. Encontre um local arejado e que lhe dê a mobilidade suficiente para pintar de maneira confortável.

Depois, forre todo o chão com jornal, isso vai evitar cair tintas ou outro produto no chão.

Feito isso, pode começar pegando a lixa mais grossa e passando por toda a peça. O objetivo é tirar o produto da superfície, limpando a camada brilhante da madeira (se ela for antiga).

Depois de lixar bem, passe a massa para madeira de modo a esconder todos os buraquinhos e fissuras. Espere a massa secar, lixe mais um pouco e depois passe um pano um pouco úmido na peça para tirar a poeira.

Feito isso, espere secar novamente e passe o primer em toda a superfície. Após secar esta primeira camada, passe mais uma.

Quando a peça estiver seca novamente, pegue a lixa mais fina e lixe para remover o excesso de primer da peça.

Agora está na hora de passar a tinta e começar a finalizar a madeira. Use o rola para as partes maiores e escolha o pincel para as partes menores. Sempre aplique no mesmo sentido e quando secar dê outra mão.

Aplique a tinta com o rolo nas áreas maiores, sempre no mesmo sentido e para as partes menores, use o pincel, espere secar e aplique outra demão;

Depois você pode finalizar com um verniz para garantir que a madeira estará devidamente protegida.

O processo pode demorar um pouco, mas leve toda essa experiência como uma terapia. O resultado final vai ficar incrível!

Mas, claro, nada lhe impede de contratar um pinto para fazer todo esse serviço por você.

Como deixar madeira branca

Onde utilizar uma Madeira Branca?

Fala-se tanto sobre a versatilidade da madeira branca, mas onde, de fato, ela é aplicada? Confira algumas das opções para aplicar este material:

  • Portas

As portas brancas são muito comuns, principalmente em quartos. Aqui, o mais importante é escolher uma madeira que seja bem resistente, que seja preferencialmente maciça e que controle muito bem o som.

  • Janelas

As janelas também podem ser brancas e normalmente combinam com as portas que estão na mesma cor. Casas de fazendas e sítios combinam bastante com janelas brancas, pois dão um contraste bem bacana com o verde.

  • Mesas

As mesas costumam ser de madeira pintada ou de madeira bem clarinha. É importante tomar cuidado com a exposição ao sol e à umidade. Se for o caso, escolha a madeira e a tinta certa para tal.

  • Escrivaninhas

As escrivaninhas brancas voltaram com tudo nos últimos tempos. Se você tem algum móvel velho de madeira e deseja deixar com cara de escrivaninha nova, siga os passos anteriores e pinte você mesmo a peça!

  • Estantes

Nada mais charmoso que madeira branca para estantes, tanto as pintadas quanto as madeiras mais clarinhas.

Elas são bem delicadas e como são claras não pesam no ambiente. Combinam bastante com os livros e trazem um “quê” de decoração.

  • Cercas

Com certeza você já viu, pelo menos em algum filme, um cercadinho com cercas bem brancas. De fato, fica uma gracinha essa combinação.

Pode cercar a casa de um condomínio, local de animais ou até mesmo um espaço para as crianças se divertirem.

  • Caixas de madeira

As caixas de madeira tipo pallet estão sendo cada vez mais usadas com mil e uma funcionalidades. É possível fazer uma decoração bem funcional com elas.

  • Painéis de TV

Para aqueles que buscam algo mais rústico, também há a opção de painéis de madeira para TVs.

  • Decoração

A madeira branca ou bem clarinha é ideal para decoração de modo geral. É possível usar bastante a criatividade para criar coisas bem bacanas.

  • Armários

Armários de madeira branca são muito usados nas mais diferentes formas. Armários de cozinha, banheiro, quarto, enfim, é um material que combina muito com tudo.

Madeira Branca

Onde encontrar uma Madeira Branca?

É imprescindível que você adquira madeira de fornecedores qualificados, assegurando que o material realmente irá cumprir o que promete.

De modo geral, é possível encontrar madeira em madeireiras, lojas de material de construção e marcenarias/carpintarias.

Para escolher o local da compra é preciso pensar no tipo de madeira que você deseja. Quer uma peça bruta? Já trabalhou? Com medidas especiais?

A partir disso é possível encontrar o melhor local.

As madeireiras normalmente vendem apenas as toras, assim como as casas de material de construção (mas aqui tem mais opções trabalhadas).

As marcenarias já apostam em algo bem mais trabalhado e personalizado.

Para escolher o local ideal é importante avaliar qual é a qualificação da empresa no mercado. Veja os feedbacks dos clientes e descubra se realmente é um fornecedor de confiança e qualidade.

Madeira possui, sim, um preço mais elevado no mercado, mas considerando seus benefícios e durabilidade, acaba sendo uma opção de ótimo custo x benefício.

Optando por material de qualidade e fazendo a devida manutenção é possível ter a madeira branca por décadas!

Madeira Branca

Como fazer a manutenção da Madeira Branca

A manutenção da madeira que é mais clarinha pode ser feita apenas lixando, limpando e passando verniz (ou outro material protetor).

Já a madeira branca que é pintada precisa sofrer aquele processo mais longo em que foi descrito o passo a passo.

Não se assuste com a necessidade de fazer manutenção, pois ela é bem espaçada, sendo necessário fazê-la de anos em anos.

Você mesmo pode fazer sozinho, mas se desejar pode contratar pessoal especializado para realizar a manutenção de todos os móveis e estruturas de madeira da casa.

Enfim, este é um material muito versátil e que agrega muita classe, elegância e leveza ao ambiente.

A madeira branca é bem versátil e pode ser usada para diferentes situações. Agora só falta escolher se vai optar por uma madeira bem clarinha ou se vai realmente optar pela madeira pintada de branco.

Quando o assunto é madeira, várias dúvidas vão surgir pra fazer a escolha, principalmente para os leigos, já que hoje contamos com vários tipos de madeira no mercado.

A madeira quando é usada na decoração pode trazer vários aspectos diferentes, indo da sofisticação ao estilo rústico, ou seja, ela é muito versátil, e  traz aconchego e conforto ao ambiente.

Aqui você vai saber tudo sobre a madeira naval e descobrir se ela vai ser a certa para o seu objetivo.

O MDF e o MDP já possuem naturalmente uma baixa resistência a água, assim como os compensados, mas dependendo da fabricação, podem até mesmo ser usados em navios, por isso o nome de madeira naval.

Isso porque a resistência à água está diretamente ligada a cola na fabricação, ou seja, em em como ela é aplicada na prensagem.

Madeira Naval

A madeira na decoração

A madeira vem como uma presença de peso na decoração moderna. Ela é um material versátil e é aplicada em fachadas, pisos, tetos, móveis e das mais variadas formas.

É um material neutro, e combina facilmente com outros elementos de decoração e até mesmo variação dela mesma, e é base para vários estilos de ambientação, seja clássico, contemporâneo, rústico, industrial… Sem contar que a madeira é um elemento que traz resistência e durabilidade.

A madeira sempre vai trazer conforto e aconchego pro ambiente, e isso casa muito bem com outros elementos que geralmente não trazem esse aspecto, como vidros ou concreto, ou seja, é uma escolha acertada trazer madeira junto com outros aspectos da sua casa para fugir de um projeto que pode se tornar repelente. A madeira traz uma ligação com a natureza, assim como as plantas, e harmoniza o ambiente.

O que é compensado

Um compensado é uma série de chapas finas que são sobrepostas uma sobre as outras, que então são coladas a partir de uma pressão exercida, assim elas vão se fixar e se transformar em uma madeira muito resistente.

É um produto muito utilizado por sua versatilidade.

Quando esse material é utilizado em áreas externas, ou com muita umidade, a melhor opção é o compensado naval, então ele é perfeito para cozinhas, banheiros e quintais.

Madeira Naval

O compensado tem suas divisões, sendo elas:

  • Compensado laminado: a estrutura é feita de chapas finas que são coladas uma sobre as outras com os veios da madeira no sentido contrário a camada de baixo.
  • Compensado laminado folheado: a estrutura é a mesma do compensado laminado, mas é feito acabamento em ambos os lados.
  • Compensado sarrafeado: os sarrafos são colados com os veios indo no mesmo sentido, o que vai formar uma chapa.
  • Compensado sarrafeado laminado: a produção é igual a do compensado sarrafeado, mas difere no acabamento, sendo que o laminado é feito o acabamento em lâminas.

Visualmente, o MDF, MDP e compensados podem parecer a mesma coisa, mas os MDF e MDP são feitos com madeira em pó ou uma serragem. É bem fácil confundir.

Diferenças entre MDF e MDP

  • MDP é uma sigla do inglês, medium density particleboard, que traduz como partículas de média densidade. Ele é formado por três camadas de pedaços de madeira que é triturada, geralmente madeira pinus, sendo as duas camadas de fora mais finas, e a interna mais grossa.

Essa separação vai dar estabilidade dimensional, isolamento acústico e resistência conta deformações e empenamentos, o que faz o MDP ser ideal para móveis retilíneos e que não precisam de resistência mecânica, como mesas, balcões, armários, etc.

Tipos de Madeira Compensada

  • MDF também é uma sigla do inglês para medium density fiberboard, que traduz como fibras de média densidade. O MDF é um material uniforme, ou seja, ele não possui várias camadas como o MDP. O MDF é um resultado de aglutinação de fibras de madeira com resina sintética. Ele permite que a madeira seja mais manuseada, ou seja, possibilita trabalhos de pintura, colagem de lâminas assim como vernizes. Peças curvilíneas também são geralmente fabricadas a partir de MDF.

Como é fabricada uma madeira naval?

Madeira não é tudo igual! Elas são divididas em dois grandes grupos: para construção civil e para fabricação de móveis. As madeiras para construção civil são mais duras, densas e pesadas, já as utilizadas para móveis, são mais leves e maleáveis.

No compensado naval, as lâminas de madeira são coladas com uma cola especial, onde primeiramente são sobrepostas em números ímpares para que o acabamento seja o mesmo dos dois lados.

Elas são altamente resistentes à água e à temperatura, e são utilizadas em várias funções.  A temperatura e a pressão que são feitas na prensa também eliminam o risco de problemas com fungos ou cupins.

Também existem os compensados que são prensados com cola branca, ou seja, essas colas diluem em água, então só são utilizados em ambientes secos.

A seguir, todos os passos até que a madeira seja transformada em um compensado naval:

  • Extração da madeira;
  • Processo de cozimento no vapor por mais ou menos 5h – isso vai facilitar o processo de laminação;
  • Torneamento da tora – nesse passo, são retiradas finas camadas de madeira, as lâminas;
  • Secagem para remover toda umidade das lâminas;
  • Aplicação de cola nas duas faces das lâminas;
  • Montagem do compensado – nesse momento as lâminas serão sobrepostas de forma a ficarem firmes e resistentes;
  • Prensamento – aqui as lâminas já estão com o padrão de fibras correto, então esse passo vai ajudar a ação da cola e a formação da chapa compensada;
  • Corte da chapa;
  • Calibração – aqui a chapa vai aderir a espessura correta.

Chapas de Madeira Naval

Vantagens do compensado naval:

  • Resistência: uma das principais características do compensado naval é seu tempo de vida útil, ele é muito indicado na utilização de projetos atemporais, inclusive para áreas úmidas e molhadas de fato, por ser altamente resistente a água, o que traz muita resistência no longo prazo, diferente de alguns outros materiais que só podem ser utilizados em áreas secas.
  • Empenamento: placas de madeira e MDF estão muito sujeitas a esse problema, já com o compensado, isso é mais raro, já que a peça é resistente a água, o principal motivo de empenamento. Claro, pode acontecer, mas com os cuidados devidamente feitos, o compensado naval é feito para durar indefinidamente.
  • Aderência: as placas de compensado são leves e tem a vantagem de maior aderência a pregos e parafusos, então elas se tornam as preferidas na confecção de móveis.
  • Preço: o compensado geralmente traz um valor bastante atrativo quando se comparado a MDF e placas de madeira. Ele pode variar de acordo com a espessura, mas ainda assim, é bastante atrativo.
  • Ecologicamente correto: as placas são ecologicamente corretas, já que tem origem de madeira de reflorestamento.
  • Acabamento: além de ser muito versátil, as placas podem receber pintura, fórmica diferentes, o que é uma vantagem para se levar em conta em diferentes tipos de projeto.

Os diferentes tipos de compensados navais

  • Compensado naval branco

O branco é muito utilizado em ambientes internos, traz bastante leveza pro ambiente, além de poder ser combinado com uma gama infinita de cores na decoração, o que não é o caso de madeiras mais escuras.

  • Compensado naval 18mm

O compensado naval 18mm tem uma versatilidade gigantesca na criação de móveis e na construção em geral. Ele é resistente e imune a fungos e cupins.

  • Compensado naval 15mm

Assim como o de 18mm, o compensado de 15mm é resistente e de alta qualidade, sendo sua única diferença a espessura. Sua escolha vai depender do uso da chapa, alguns tipos de móveis vão precisar de uma chapa mais fina pra garantir a delicadeza necessária ao projeto.Compensado Naval

Compensado naval pode molhar?

No compensado naval, a forma de fabricação deixa super resistente a temperatura e umidade, e o acabamento também fica impecável. Sabe o problema de ter móveis de madeira estufando com o tempo por contato com água?

Nesse tipo de madeira, você não terá esse problema.

Além da alta resistência a temperatura e umidade, a forma com que a madeira é prensada para a formação de chapas elimina o risco de fungos e cupins.

Ela também é um material extremamente resistente, quando a madeira maciça é transformada em lâminas, coladas em alta pressão, o resultado é uma madeira bem rígida. Isso vai evitar torções e empenamentos no futuro.

Mesmo sendo um material altamente resistente, a madeira naval requer alguns cuidados para sua manutenção. Aqui vão cinco dicas para que a sua madeira continue resistente aos efeitos do tempo:

  • Não usar o compensado como base para corte. Além de poder danificar o compensado naval, utilizar objetos cortantes pode cortar a superfície selante, e então, abrir caminho para umidade e outras coisas que podem prejudicar a sua madeira. Por exemplo, no caso de utilizar o compensado naval em cozinhas, utilize tábuas específicas para cortar alimentos e outras coisas;
  • Evite deixar panelas e outros objetos quentes diretamente sobre a superfície da madeira. Há objetos específicos para esse fim, como descansos de panelas e outras opções;
  • Evite arrastar objetos que são pontiagudos ou duros sobre a superfície do compensado e evite arranhões. Com o tempo, é esperado que surjam alguns arranhões pela utilização, mas isso pode ser prevenido com o bom uso no dia a dia;
  • Comidas e bebidas ácidas como suco de limão, mostarda, vinho, perfumes, acetona, podem ser um perigo contra a sua madeira naval, pois há o perigo de reagirem corroendo o selador utilizado, o que vai expor e manchar a superfície da sua madeira. Temos que ficar atentos porque não só a madeira, mas outros materiais podem ser danificados se expostos a ácidos, então sempre utilizar só os materiais especificamente indicados para a limpeza, e segurança extra, como descanso de copos, pode fazer o seu material durar bem mais;
  • Evite sabões e esponjas que podem ser abrasivas e danificar o selador, mais uma vez, reiteramos que a limpeza deve ser feita com produtos que sejam especificamente indicados para esse fim, a limpeza com um pano úmido é muito mais indicada nesses casos.

Onde comprar uma madeira naval

Não é difícil encontrar, seja na internet ou em lojas físicas, porém, é importante estar atento quanto a qualidade do produto.

O mais indicado é procurar uma madeireira que te transpareça confiança e que possa sanar as suas dúvidas, principalmente se a utilização vai ser em locais com contato com água, o que vai exigir uma preparação correta do produto.

Canjarana é o nome da árvore de onde vem a madeira vermelha.

É uma madeira muito requisitada por sua resistência às pragas, muito usada também na estrutura de móveis.

O nome científico é Cabrálea Canjerana. Cabrálea por causa de Pedro Álvares Cabral e cajarana que vem do tupi guarani significando cajá falso.

É possível cultivá-la em qualquer solo, porém prefere os úmidos, ondulados ou planos e profundos de drenagem lenta.

As aves e os mamíferos gostam muito de seus pequenos frutos, por isso precisa sempre ser cultivada para não acabar a espécie. Do suco dos frutos também pode ser feito inseticidas.

Também é muito importante, pois aguenta bem lugares inundados. Por isso preferem plantá-las em várias regiões.

Madeira Vermelha

Essa madeira tem uma cor avermelhada muito valiosa na construção civil por ser muito resistente ao ataque de pragas como cupins.

Sua árvore é considerada de grande porte. Sua casca é acinzentada e pouco fibrosa

Além da construção civil é empregada com muita frequência nas marcenarias para fim estruturais de móveis, pode ser usada ainda para ornamentos.

Existem muitos tipos de madeira vermelha, serão apresentados doze deles:

  • Cedrinho vermelho,
  • Aroeira,
  • Carvalho,
  • Cedro,
  • Nogueira,
  • Mogno,
  • Angelim,
  • Peroba do norte,
  • Pau ferro,
  • Jacarandá,
  • Cabreúva – vermelha,
  • Jatobá.

Todas trazendo um visual de sofisticação e aconchego.

Principais espécies de madeira vermelha

Foram apresentados doze tipos de madeira vermelha, a seguir confira as características de cada uma delas.

Cedinho vermelho

A madeira cedrinho tem uma cor castanha avermelhada. É leve, portanto muito fácil de se trabalhar e seu acabamento contém brilho. É utilizado também para a parte interna dos móveis.

Apesar de não ser tão resistente após um tratamento, isso pode mudar e sua duração pode ser longa. É usada na construção civil, geralmente em forros, esquadrias e ripas que são estruturas internas.

Aroeira

Lisa e rosada. Usada em ripas, construção de vigas, assoalhos, cercas e decks. Se quiser dar para seus móveis um acabamento bonito pode ser usado também.

Carvalho

Além do vermelho, tem-se também a opção do branco, resistente à umidade, muito procurado para móveis estilosos.

Cedro

Também resistente à umidade, bem requisitado para construções de banheiras de hidromassagem, geralmente ao ar livre, possui um odor bem característico forte bom para afugentar os insetos.

 Nogueira

Utilização versátil muito usada em portas, móveis, pisos e é também bastante resistente.

Mogno

Sua cor varia do marrom avermelhado ao marrom rosado. Sua peculiaridade é escurecer com o tempo.

Muito durável e de manuseio fácil tem um brilho próprio. É muito usada para acabamento de móveis finos, ambientes internos, adornos e detalhes.

Na construção civil leve é usada entre outras em esquadrias, janelas, porta e revestimentos internos.

Angelim

A sua cor varia do castanho – amarelado ao castanho – avermelhado e não possui brilho. É muito resistente e com grande durabilidade.

Também é aplicada na construção civil em portas, janelas, assoalhos e na construção de móveis com infinitas opções.

Peroba do Norte

É mais conhecida como copaíba, é encontrada mais em Mato Grosso. Sua cor é castanho avermelhado sem brilho possui cheiro forte depois de tratado fica excelente.

É dura e pesada tornando o trabalho nela mais fácil. Resistente a cupins, fungos e usados em construção civil, decks, pontes, telhados e assoalhos.

Praticamente substituiu a peroba rosa que atualmente é encontrada como madeira de demolição. A madeira peroba do norte tem o mesmo efeito da peroba rosa, porém com custo menor.

Pau ferro

Seu nome vem por causa de sua resistência que é bem dura. Sua cor é muito bonita variando do castanho – avermelhado ao marrom escuro.

Como já foi dito, é muito resistente ao ataque também de fungos, oferecendo um ótimo acabamento.

É utilizado na construção civil principalmente em caibros, vigas e esquadrias como também em assoalhos, instrumentos musicais como pianos e violões entre outras utilidades.

Jacarandá

É originária da Mata Atlântica, é tida como a mais valiosa do Brasil. Até a sua árvore é usada para paisagismo. É considerada madeira de lei, explorada desde os tempos antigos na época colonial.

É protegida pelas leis ambientais por ser considerada rara. Sua cor varia do marrom – escuro, ao vermelho e podendo chegar até o marrom – rosado.

É utilizada em assoalhos, instrumentos musicais, portas entre outros, mas seu uso principal é para a fabricação de móveis passando um conceito de luxo e sofisticação.

Casa com Madeira Vermelha

Cabreúva – vermelha

De cor castanha indo até o castanho – avermelhado, podendo apresentar finas listras. Sua superfície é áspera, possui um brilho irregular.

É uma madeira pesada e de textura média. Apresenta moderada dificuldade para ser manuseada, porém, com bom acabamento final.

É usada em construção civil e naval como também em pontes, carrocerias, cruzetas, assoalhos, cabos de ferramentas entre outras formas de uso.

Jatobá

Apresenta tom avermelhado, levando elegância e beleza ao ambiente em que se encontra. Por ser de fácil manuseio, é empregada na construção civil e para acabamento interno.

Porém destaca-se na confecção de móveis por suas peças resistirem por muito tempo. Também é usada em pisos internos, trazendo muita sofisticação ao ambiente.

Madeira vermelha para telhado

As madeiras utilizadas para telhados devem ser resistentes, porém leves e adequadas para cada tipo de telhado.

As madeiras vermelhas para aplicações em telhados dependem das características que cada um oferece.

Portanto, relacionamos algumas delas:

  • Peroba do Norte,
  • Angico vermelho,
  • Eucalipto vermelho,

Peroba do Norte

Muito procurada na construção de telhados por ser de fácil manuseio, necessitando de pré – furo por ser dura. Um fator muito importante dessa madeira é ser resistente a cupins.

Angico Vermelho

É de manuseio mais difícil e por serem muito duras, podem cegar as ferramentas que serão utilizadas. Mesmo assim, ainda é uma ótima opção.

Eucalipto vermelho

É preciso atenção na hora da compra. Essa só deverá ser efetuada se ele estiver seco, tratado e armazenado em estufa, pois está sujeito a rachaduras e deformações durante o processamento da secagem.

Se não estiver completamente seco pode trazer muitos problemas para o telhado. Uma vantagem muito boa é o seu preço, mas com um detalhe ele não é resistente a cupins.

Angelim

É uma madeira muito boa para telhados por ser resistente, muito durável e não possuir brilho.

Madeira vermelha natural

As madeiras vermelhas apresentam texturas, colorações, fibras, resistências e durabilidades diferentes.

Dessa forma serão mostradas algumas dessas espécies nesses diferentes aspectos:

  • Angelim,
  • Jacarandá,
  • Mogno,
  • Canjarana,
  • Araribá

Berço de Madeira Vermelha

Angelim

Apresenta uma coloração castanha – avermelhada – clara. É irregular. É uma madeira dura, de aspecto fibroso e sua textura é grosseira.

Bem resistente ao ataque de cupins e fungos. É muito usada para escadas, construção civil, construção naval, decoração de interiores e exteriores, entre outros.

Jacarandá

Sua cor é vermelha escura, possui textura média. É de muita durabilidade e resistente ao ataque de fungos e cupins.

De difícil manuseio, mas apresentando uma superfície bem plana. Excelente para furação, torneamento e lixamento.

Mogno

Apresenta madeira densa, pesada, com uma ótima resistência ao ataque de cupins e fungos. Tem excelente qualidade, sua cor varia de marrom – acobreada até vermelho escuro.

Não é tão resistente ao sol e à umidade. Tem peso específico e resistência mecânica média.

Fácil manuseio. Possui superfície brilhante e textura média, lisa e uniforme, não possuindo nenhum cheiro característico.

Canjarana

Sua árvore é de grande porte, a casca de seu caule é cinzenta escura, de espessura levemente fendilhada e com pouca fibra.

A madeira tem cor que vai de castanho a castanho – amarelado ou vermelho escuro. É uniforme com superfície brilhante e irregular.

Textura média com cheiro agradável e suave, se tornando imperceptível quando estiver seca.

Madeira de massa específica média. Sua durabilidade natural é de média a alta.

Araribá vermelho

Sua árvore é de grande porte podendo chegar a trinta metros de altura. Tem casca lisa, sendo de cor cinzenta. A madeira arariba é de cor parda – avermelhada – rosada.

Podendo ou não ter estrias e manchas avermelhadas. Sua superfície é lisa. Possui longa duração. É compacta e de textura média. Ao ser cortada, seu odor é agradável.

Madeira vermelha onde comprar?

Podem ser encontradas em diversas madeireiras, localizadas em todo o território nacional, lojas de materiais de construção como Leroy Merlin, Mercado Extra (supermercado), Casas Bahia, entre outras.

Acabamentos utilizados em madeira vermelha

Para realçar as cores da madeira, os acabamentos feitos em óleo são bem recomendados, pois destaca bem as características da madeira sem alterar a cor e textura.

Esses óleos são feitos com produtos naturais, portanto não afetam a madeira de modo prejudicial.

Por serem de superfícies porosas, as madeiras adaptam – se a qualquer temperatura dos ambientes em que estão localizadas.

Portanto, podem absorver tudo que for colocado nelas, desde óleo, sujeira e até produtos químicos.

Sem receber um acabamento adequado, a madeira pode sofrer ressecamentos, rachaduras, perder a sua cor e deteriorar – se.

Quando expostas a mudanças rápidas como muita umidade e calor, podem acabar dilatando e apodrecendo.

É importante então, o acabamento adequado para aumentar a durabilidade da madeira e conservar suas características.

Os acabamentos podem variar de acordo com os países em que são produzidos.

Alguns dos tipos de acabamento mais utilizados são:

  • Vernizes,
  • Stain ou impregnantes.

Exemplo de Madeira Vermelha

Vernizes

Para a proteção e embelezar, esse tipo é muito usado. Criam uma película transparente que veda os poros da madeira. Ele é produzido à base de óleos secantes e resinas sintéticas.

Podem ser encontrados muitos tipos no mercado, entre eles o verniz marítimo usado para lugares que sofrem a ação da água e o poliuretano, também resistente à água e a umidade.

Existem ainda os que protegem contra raios ultravioletas, muito usados para estruturas exteriores. Outros tipos podem alterar a cor da madeira por terem tingidores.

A aplicação de verniz é imensa. São aplicadas em fachadas residenciais e comerciais, esquadrilhas e peças internas.

É importante saber que quando o verniz foi se soltando da peça, é preciso lixá-la e aplicar o produto novamente.

Stain ou impregnantes

Agem de forma oposta ao verniz. Diferente deste ele entra na madeira.

A importância da madeira vermelha

A madeira vermelha é muito importante para construção de móveis e construção civil.

Existem vários tipos, pode-se escolher qual melhor se adapta ao objetivo de cada utilização dela.

As cores são bonitas e vibrantes, muitas delas possuem brilho próprio dando um acabamento perfeito para seus móveis.

A madeira vermelha e seus variados tipos influenciam muito em cada trabalho feito, seja de móveis, construção ou acabamentos.

Usadas com consciência, as estruturas de madeiras são práticas e visualmente muito agradáveis, sendo amplamente utilizadas em construções em todo o mundo desde a era mais primitiva.

Mas foi só recentemente que a madeira foi reconhecida como um material moderno para construções, isso porque a madeira em seu estado natural, também tem suas características negativas.

A madeira tratada traz vários aspectos positivos quando comparadas a outras, sendo durabilidade, custo-benefício, etc. A seguir você pode saber mais sobre esse assunto e quais são as vantagens de optar por uma madeira tratada.

O que é uma madeira tratada

A madeira tratada é ecologicamente correta, ou seja, é extraída de acordo com os parâmetros da lei e não é utilizada a madeira nativa, o que fere nosso ecossistema. Elas obedecem o curto ciclo de renovação e reflorestamento renovável.

Sendo uma madeira tratada pinus ou eucalipto, ela tem várias utilizações para o meio rural e urbano, tendo seu espaço em construções civis, e a cada vez que é utilizada, significa que a madeira nativa foi poupada, e que nossas florestas naturais seguem intocadas, e essa uma vantagem muito relevante pra qualquer um que tenha consciência ambiental.

A madeira tratada tem seu valor principalmente na sua durabilidade, após o processo de tratamento, pode ter vida útil superior a 20 anos, enquanto uma madeira sem tratamento dura em média 3 anos, ou seja, é muita economia em substituição e contratação de mão de obra.

Madeira Tratada

Segue os principais benefícios de utilizar madeira tratada:

  • Ela tem alta durabilidade e proteção contra pragas, como cupins e apodrecimento
  • Após tratamento adequado, essa madeira estará pronta para receber pintura e qualquer outro tipo de acabamento
  • Pode ser manuseada de diversas formas
  • Não necessita de manutenção
  • Ela não precisa de cuidados extras contra fungos e insetos, único cuidado necessário é acerca de mudanças climáticas
  • Proporciona mais eficiência tanto em obras, quanto no campo
  • Ela não apresenta riscos ou danos ao meio ambiente, pessoas e animais

Madeira tratada ou madeira nativa

Um dos principais aspectos para se utilizar da madeira tratada é o de consciência ecológica, já que evita o desmatamento de um ecossistema muito rico e que sofre muito quando utilizado incorretamente. Os acessos para se alcançar a árvore adulta deixa diversas marcas, sem contar que a derrubada acaba levando outras várias árvores vizinhas.

As árvores que são nativas possuem um ciclo bem lento de crescimento, algumas vezes dependem de centenas de anos, além da distância dos centros consumidores, que costuma ser bem grande, o que se traduz em queima elevada de combustíveis no transporte.

A durabilidade da madeira nativa pode ser questionada, já que a estrutura fisiológica apresenta 30% de alburno, que é a parte mais clara e mole, e que pode proporcionar cupim e fungos, o que afeta diretamente a vida útil onde é utilizada.

A madeira ecológica por sua vez, tem centros de reflorestamento mais perto de centros consumidores, monitoramento anti incêndio, e também conta com mão de obra treinada e bem remunerada, é certificada por órgãos responsáveis e se adequa a todos os outros parâmetros necessários, sendo legalmente habilitada.

A madeira tratada pode ter um custo até 50% menor do que a nativa, se considerar que a nativa venha de procedência legal.

Tipos de Madeira Tratada

Madeira tratada autoclave

Como já dizemos, a madeira sempre foi amplamente utilizada em construções, mas ainda há quem seja resistente a essa aplicação, alegando que a madeira não oferece durabilidade.

Atualmente contamos com várias formas de tratamento para que esse aspecto da madeira seja driblado, o que contribui muito para a expectativa de vida útil desse material.

Uma dessas formas é o tratamento por autoclave, que basicamente constitui de um processo tecnológico para incorporar química à madeira, o que permite que ela seja impregnada com inseticidas e fungicidas que têm ação comprovada.

No estado natural da madeira, ela pode sofrer com o ataque de vários agentes que contribuem para uma curta vida útil, sendo físicos, químicos ou biológicos, mas eles podem ser evitados com o devido tratamento, assim, prevenindo a rápida deterioração do material.

O tratamento mais comum e eficiente é o autoclave, onde a madeira é protegida de agentes xilofagos com agentes químicos, ou seja, ela é protegida contra o apodrecimento, fungos e insetos.

As etapas do tratamento em autoclave

  • A madeira é colocada na autoclave, enquanto o tanque de armazenamento é abastecido com uma solução imunizante
  • O vácuo retira todo o ar e umidade das células da madeira
  • Ainda com a ação do vácuo, a solução de agentes imunizantes é colocada na autoclave
  • Nesse momento há alta pressão devido ao vácuo, a solução vai impregnar nas células da madeira, a tratando
  • A solução imunizante volta para o tanque de armazenamento
  • O vácuo no final do processo auxilia a retirada de excesso da solução imunizante que fica na superfície da madeira

Depois de todo esse processo, ela pode ser utilizada até mesmo em contato direto com o solo, antes de ser tratada, a madeira que tem essa utilização tem vida útil de um a dois anos apenas.

Madeira Tratada

Madeira tratada Pinus

O pinus tratado nada mais é do que a madeira pinus que passa pelo procedimento de autoclave, a fim de dar mais durabilidade e qualidade para a peça.

O pinus autoclavado pode ter inúmeras utilizações, como a montagem de cercas, decks, bancos, sendo muito utilizado em áreas externas, nas construções mais rústicas e até mesmo telhados. Ele é sempre uma ótima opção para o paisagismo e peças de decoração em geral.

A madeira tratada pinus pode ser vendida de várias formas, como tábuas, caibros, vigas ou pranchas, assim como peças finalizadas, como decks, assoalhos, forros e painéis.

3 vantagens de se utilizar a madeira tratada pinus:

  • Resistência: toda a madeira que passa pelo procedimento de autoclave se torna muito mais durável, sendo resistente a efeitos do tempo, assim como de agentes que aceleram a deterioração da madeira
  • Versatilidade: o pinus tratado ou o pinus autoclavado é muito versátil, tendo várias utilizações tanto para ambientes internos como externos. É comum ver pinus na decoração, no caso de mesas, bancos, aparadores e demais móveis, como também é muito utilizado em decks, cercas e assoalhos
  • Acabamento: a madeira pinus tem uma cor natural que remete muito ao estilo rústico, mas após autoclavado, é possível a utilização de tintas e demais alterações para que você não fique preso ao estilo natural da peça, assim o acabamento pode tomar a forma que você queira, e ser facilmente adequado a diversos ambientes.

Madeira tratada pinus não é tudo igual!

No Brasil contamos com diversos tipos de madeira pinus, e muitas delas são utilizadas para tratamento em autoclave, o que não quer dizer que todas contam com a mesma qualidade.

É importante estar por dentro de todos os tipos e ter alguém de confiança para ter acesso à madeira tratada pinus de qualidade.

Deck de Madeira Tratada

Madeira tratada para deck

Cada vez mais, a madeira tratada é utilizada para decks, substituindo com excelência as madeiras de lei. O tratamento é feito igual aos outros já citados, ou seja, passa pelo processo de vácuo-pressão em autoclaves, juntamente com conservantes que penetra nas fibras da madeira e protege contra qualquer efeito do tempo e de fungos, insetos e outras pragas.

A procura de madeira tratada para deck vem crescendo muito, por ser uma opção que é muito mais barata e ainda oferece muita qualidade. Arquitetos, paisagistas, decoradores e instaladores em geral já se renderam à madeira tratada porque ela oferece durabilidade superior até mesmo às madeiras de primeira linha.

As madeiras tratadas para deck também são advindas de reflorestamento certificado pelo Ibama, o que confere sustentabilidade para qualquer projeto.

A aparência é um diferencial por si só, a madeira tratada deixa o deck com uma coloração bem clara, uma das preferidas nessa utilização é o pinus, que também tem um desenho característico.

O preço da madeira tratada pinus também costuma ser bem inferior do que outros tipos de madeira, barateando o processo sem deixar de entregar qualidade e bom gosto, a diferença pode chegar a 50%! É a melhor opção para quem busca um acabamento de primeira com ótimo custo-benefício

Madeira tratada para cerca

Dependendo de onde você mora e das suas necessidades, é possível que você precise de uma madeira tratada para cerca.

Os benefícios da madeira tratada já estão muito claros, mas se tornam ainda mais importantes porque a madeira da cerca tem contato direto com o solo, aumentando a deterioração, uma madeira comum pode durar somente de um a dois anos, enquanto a madeira devidamente tratada dura em alguns casos, até mais de 20 anos.

A madeira tratada para cerca pode ser fabricada então para uso definitivo, ou seja, uma cerca com uso de longo prazo, como também cerca temporária.

É importante saber se você quer algo de longa durabilidade ou somente temporário, já que a cerca definitiva pode ter as valas preenchidas por concreto para fixação, o que é ótimo a longo prazo, mas a remoção pode se tornar bem trabalhosa.

Cercas definitivas auxiliam muito na demarcação de terreno, já as temporárias são muito utilizadas em jardins e são vistas até mesmo no perímetro urbano.

Independente do seu uso, a madeira tratada para cerca tem durabilidade alta e pode ser tranquilamente utilizada em campos e na cidade, com as mais variadas funções, inclusive estéticas.

Envernizar a madeira também pode trazer mais durabilidade em décadas!

Uma das mais utilizadas para este fim é a madeira tratada de eucalipto, assim como qualquer outra, ela cumpre todos os requisitos para ser uma madeira sustentável e eco-friendly.

Peças de Madeira Tratada

Madeira tratada eucalipto

A madeira tratada eucalipto é outra que vem tendo grande aceitação na construção civil e paisagismo no geral, tendo uso em cercas, perfilados, telhado, quiosques, diversas estruturas e jardinagem.

Principalmente pelo avanço da consciência social, e como um modo de preservar nossas florestas, hoje estamos muito mais atentos a esse tipo de material nas construções.

O tratamento da madeira traz muitos benefícios quanto a durabilidade, e ao escolher a madeira tratada eucalipto, você tem algumas outras vantagens, como:

  • Madeira limpa e seca, ela é livre de odores e óleos que são característicos de outros tipos
  • Não afeta nenhum outro componente na sua aplicação
  • Custo-benefício, essa madeira costuma ser bem mais barata do que outros tipos
  • A madeira tratada é proveniente de florestas plantadas, ou seja, inibe a ação de derrubadas predatórias.
  • É uma opção sustentável porque ela cresce em curto prazo, assim como demanda pouca energia
  • Permite vários tipos de acabamentos

Benefícios de uma Madeira Tratada

Madeira tratada é prejudicial?

A madeira tratada em si não oferece nenhum risco ambiental, nem mesmo para pessoas em suas condições normais de utilização, mas em caso de queima de madeira tratada, pode haver a liberação de agentes químicos prejudiciais, da mesma forma que ao cortar ou lixar é indicado o uso de EPIs. Ou seja, não é uma madeira indicada para fabricação de tábuas de corte, tonéis, churrasqueiras e etc.

Caso haja a má utilização, pode provocar irritação respiratória ou ocular, e alguns outros sintomas sistêmicos.

Onde comprar madeira tratada?

Madeira tratada é facilmente achada em lojas físicas ou pela internet, mas o mais recomendado é escolher um profissional de confiança caso você não saiba como escolher uma madeira tratada de qualidade.

OSB é uma sigla para Oriented Strand Board, que se traduz do inglês para painel de tiras de madeira orientada, e como o nome mesmo já diz, o OSB é uma placa composta por tiras de madeira de reflorestamento organizadas na mesma direção.

O OSB é um material resistente, estável e versátil, e é utilizado de várias formas e em diferentes projetos.

Na sua confecção, são dispostas as tiras de madeira em uma só direção, então elas são prensadas em camadas perpendiculares entre si e coladas com resina sob alta temperatura e pressão.

Dessa forma esse material fica bem rígido e estável, também sendo muito resistente a impactos físicos e umidade, mas é importante lembrar que o OSB não é à prova d’água.

O OSB só suporta vernizes e tintas, ele tem um aspecto mais rugoso porque muitas vezes pedaços maiores ficam para fora no processo de prensagem, o que não afeta a qualidade do produto, mas transparece na falta de aderência a revestimentos laminados em sua superfície. Esse material é muito utilizado em estruturas de steel e wood frame, o revestimento é feito com uma camada de massa corrida ou grampos de fixação.

O OSB é um painel de madeira que, assim como outros desse tipo (MDF, MDP, compensado, etc), vai possuir diferentes densidades e espessuras, e é a partir da densidade que você vai saber qual é a melhor utilização para esse material.

Madeira OSB

Vantagens da madeira OSB

  • O OSB é vastamente utilizado em construções, objetos de mobília e decoração em geral, e a partir de suas vantagens, podemos entender o porquê:
  • O OSB é feito a partir de madeira de reflorestamento, sendo ecologicamente correto e trazendo menor impacto ambiental.
  • É consistente e uniforme, ou seja, ele não deixa espaços vazios no local onde é feita a aplicação.
  • A partir do momento de fabricação do OSB, o material ganha boa resistência físico-mecânica. Ele não é tão resistente quanto a madeira maciça, mas com certeza é mais resistente que muitos outros materiais, assim como longa durabilidade.
  • Preço atrativo em relação a outros derivados de madeira, ou seja, ele tem um ótimo custo-benefício.
  • Estética versátil e que agrada diferentes públicos.
  • Bom isolamento para temperatura e acústica.
  • Resistente a fogo: o produto tem um resultado bem satisfatório às exigências das normas do comitê brasileiro de construção civil e supera a resistência mínima de 30 minutos à exposição ao fogo, além de ter um tipo especial que retarda o efeito das chamas.
  • Além de todas essas vantagens, o OSB ainda é muito versátil, podendo ser aplicado nas paredes, telhados, piso, tanto quanto o seu uso em decoração.
  • Garante muito rendimento da matéria-prima, isso porque cerca de 90% do tronco da árvore pode ser convertido em OSB.

Desvantagens da madeira OSB

  • O aspecto rugoso adquirido na confecção não prejudica a durabilidade, mas impede uma boa aderência de revestimentos laminados.
  • Ele tem uma aparência única e pode ser que não agrade a todos os públicos, apesar de estar adquirindo mais mercado
  • O OSB não pode estar em contato constante com a água, o que impede o uso em alguns locais, principalmente externos e banheiros
  • Ele não é achado facilmente em móveis pré-preparados, tendo mais aceitação para móveis planejados.

 

Madeira OSB

Como o OSB é confeccionado:

  • Extração da tora sustentável
  • As tiras são descascadas e cortadas em tiras, após isso, elas passam por um processo de secagem.
  • São aplicadas resina de colagem à prova d’água, parafina e inseticida
  • As tiras de madeira são dispostas em formas orientadas, formando um colchão
  • É feita a prensa em alta temperatura e pressão, o que dá resistência e estabilidade.
  • As chapas são cortadas e distribuídas.

OSB x chapas tradicionais de madeira

As chapas de OSB muitas vezes são confundidas com outros tipos de chapas de compensado.

Ele é feito com tiras de madeira alinhadas, aplicação de resina e a prensagem é feita sob alta pressão, já o compensado de madeira é feito com lascas que não são alinhadas e de tamanhos diferentes, o que não confere a mesma estabilidade do OSB e sendo até mesmo propenso a rachaduras devido ao tempo de uso.

O OSB conta com uma qualidade superior aos compensados em geral, e também é muito mais econômico. Comparado ao MDF, ele pode ser até 40% mais barato.

Madeira OSB

Madeira OSB na decoração

Ainda hoje esse material enfrenta muito preconceito por seu aspecto rústico e industrial, mas tem mercado forte na construção civil porque é muito resistente. Hoje em dia ele vem tendo mais aceitação na criação de móveis e decoração, mesmo já tendo sido muito rejeitado por arquitetos e designers.

O OSB que antes só tinha lugar em stands de venda e obras, agora conquista o mercado da decoração. Mesmo com os mais variados estilos, esse material pode compor ambientes sofisticados e descontraídos, hoje em dia vemos toda a liberdade de criação se desdobrar para abraçar cada vez mais o OSB, que é um material de muita personalidade.

Ele é feito em 100% de material de reflorestamento, ou seja, o OSB traz uma solução ecologicamente correta, ao mesmo tempo que entrega alto padrão de qualidade, resistência e estabilidade. Tudo isso faz com que a utilização seja bem ampla, indo desde confecção de móveis, a revestmentos de paredes e tetos nos interiores.

Essa madeira é muito texturizada e é muito utilizada em sua forma natural. Ela tem uma superfície cheia de detalhes e traz riqueza para qualquer ambiente, dando destaque para paredes e enfatizando certos detalhes.

A placa de madeira fica muito versátil e resistente, podendo até mesmo ser utilizada em ambientes úmidos, além de oferecer isolamento acústico, serem acessíveis e disponíveis em várias espessuras.

Onde utilizar a madeira OSB em decoração

  • Estantes

Essa madeira é extremamente resistente e permite cortes diferentes sem perder estabilidade, o que a torna perfeita para estantes modernas e de alta durabilidade. Podem ter desenhos inusitados, se transformar em nichos e por sua cor característica, dá um ar escandinavo ao ambiente

  • Envelopamento total

Não é de se admirar esse uso, já que o OSB é muito utilizado na construção civil, mas dessa forma você pode utilizá-lo em todo o ambiente da casa, tendo piso, paredes, tetos e portas desse material, o que confere um visual único. A utilização total pode ser para os mais autênticos, já que o material pode deixar a sua marca, mas para os mais minimalistas, pode ser utilizado em só um cômodo, como o hall de entrada, por exemplo

  • Mesa

Fazer o tampo da mesa de OSB pode dar um ar mais rústico, mas não é difícil dar outros aspectos dependendo dos outros elementos da decoração. Transitando entre vários estilos, o OSB pode ficar ótimo na sua cozinha

  • Acabamentos

A madeira OSB, em sua versatilidade, é muito utilizada em acabamentos para dar um toque especial.

É importante lembrar que para cozinhas e banheiros, é necessário todo um tratamento especial para que ela continue perfeita mesmo em contato com a água e tráfego intenso.

Pode ser utilizada na bancada, piso ou frontão da pia.

Madeira OSB

Utilização do OSB em móveis

As placas OSB são muito utilizadas para fazer paredes e pisos, e isso por si só já demonstra a durabilidade e resistência deste produto.

Além disso, ela tem uma aparência única e moderna, o que pode enriquecer muito os seus projetos, e contrastando com outras cores pode deixar o ambiente muito moderno e sofisticado.

Não é tão comum vermos móveis confeccionados com esse tipo de material exclusivamente por preconceito, já que essa madeira traz muita durabilidade e um aspecto único em móveis planejados.

Aqui vão algumas vantagens:

  • Painéis uniformes que são disponibilizados em várias espessuras diferentes, podendo ser usados em uma alta gama de objetos.
  • São a prova de cupins e fungos por muitos anos devido ao processo de fabricação
  • A prova de umidade: a resina utilizada é bem resistente, apesar de não ser indicada para áreas com muito contato direto com água
  • Fabricação feita com madeira de reflorestamento
  • Resistência mecânica
  • Isolamento acústico e térmico, alta resistência ao fogo, e é ideal para utilização caso você esteja procurando painéis para separação de ambientes
  • Preço muito mais atraente em relação a outras placas, como o MDF

Muita gente abandona o sonho de móveis planejados após a construção da casa própria devido ao alto valor de móveis sob medida nas suas formas mais utilizadas, como o MDF.

Nesse caso, o OSB é muito indicado porque traz um valor mais atrativo e acessível, trazendo a mesma funcionalidade e estética para um móvel sob medida de qualquer outro material.

A placa OSB é muito distinta e pode ser usada em sua forma natural, como pode ser estilizada com pintura ou aplicação de verniz, dos dois jeitos é possível criar ambientes únicos e muito estéticos.

As mesmas técnicas de fabricação em MDF podem ser utilizadas no OSB.

Madeira OSB

Tipos de madeira OSB

É inegável que esse é um material muito versátil e que pode ter várias utilizações. Provavelmente você já viu em algum lugar algo confeccionado com essa madeira, mesmo sem saber exatamente qual era.

E como ela é fornecida em várias espessuras, há uma infinidade de opções para fazer uso dela.

  • Madeira OSB 6mm

Nessa espessura é muito recomendada para fazer pequenos objetos, como luminárias, caixas, e outros itens decorativos, já que ela também permite que haja a pintura

  • Madeira OSB 11mm

Aqui já há larga utilização em paredes e telhados, já que essa espessura traz muita estabilidade e resistência

  • Madeira OSB 10mm

A utilização é a mesma da de 11mm, além da utilização em telhados, pisos e paredes, também é amplamente utilizada na fabricação de móveis de alta durabilidade

  • Madeira OSB 15mm

Mesmas utilizações da de 10mm e 11mm, mas por ser mais espessa, traz mais durabilidade e estabilidade, o que a faz ser muito utilizada principalmente fora do Brasil, em locais com alta incidência de terremotos e furacões.

Madeira OSB

Onde comprar madeira OSB

Há várias opções, na internet mesmo contamos com diversas opções de várias localidades para achar a madeira OSB, isso vai depender do seu conhecimento desse material e da confiança no vendedor.

Caso você não tenha a segurança necessária para garantir a qualidade do produto no meio digital, o mais recomendado é procurar uma madeireira de confiança, onde você possa contar com um profissional que conheça o material e possa suprir todas as suas dúvidas.

Madeira Guajará é boa? Antes de saber se é boa ou não, é preciso conhecer sua origem, o que é a madeira Guajará.

A madeira Guajará é também conhecida como Curupixá. Sua origem é da espécie Micropholis Venulosa, vinda principalmente da floresta Amazônica, mas também pode ser achada em Amazonas, Rondônia, Pará e Maranhão.

Existem outros nomes para essa madeira também que são: gogô-de-guariba, abiorana – mangabinha, grumixá e abiu – guajará.

Para saber-se mais sobre essa madeira, a seguir algumas características serão apresentadas, são elas:

  • Tem uma durabilidade média, mas aumenta após a indústria utilizar os tratamentos necessários
  • Quase não se sente o cheiro, não possui brilho muito forte ou muito fraco e sua textura é fina,
  • Sua cor tem variações de marrom, rosado leve a um forte avermelhado;
  • Permite que se trabalhe nela com broca e torno, pode – se também utilizar verniz, tinta, e outros materiais bons para acabamento, deixando-a impecável,

Para que serve a madeira Guajará?

A madeira Guajará serve para fazer móveis, chapas, pode ser usada na construção civil, também utilizada em peças decorativas, torneados.

Tem-se como uma boa opção usar esse tipo de madeira na substituição de mogno ou cedro.

Possui secagem rápida ao ar livre, podendo haver rachaduras. Em assoalhos por ser uma madeira mais macia que o carvalho, pode sofrer descoloramento logo após ser instalado no piso.

É sugerido que não coloque tapete no chão assim que ele for instalado. O assoalho feito com madeira Guajará pode receber várias finalizações como óleo ou laca.

O óleo é indicado para quem quiser uma coloração mais escura enquanto a laca serve para que aparente mais naturalidade.

Por possuir excelente acabamento é muito utilizada para fazer portas, objetos para decoração, móveis variados como armários, por exemplo. Pode ser usada em porta joia, porta- trecos, entre outros.

Mas não é só utilizada em objetos pequenos, pode ser empregada em uma prateleira ou estante, podendo ser envernizada e com isso deixar seu ambiente mais bonito e elegante.

Quanto ao preço, este varia de acordo com as medidas e detalhes dos projetos. Como já foi visto, pode ser usada também na construção civil, podendo ser:

  • Esquadrias leves como portas, venezianas e caixilhos,
  • Internas leve, estruturalmente decorativa – usada em painéis, lambris, forros entre outros,
  • Internas leves – estrutural – utilizada em ripas e partes secundárias de estruturas.
  • Uso temporário – podendo ser empregada em pontaletes, andaimes e fôrmas para concreto,
  • Mobiliário – utilizado em móveis com muita qualidade,
  • Outros usos – em enfeites, molduras para porta retratos, brinquedos confeccionados de madeira como tabuleiro de jogos.

Além desses também pode ser usada em utensílios domésticos e vários objetos de decoração dependendo da criatividade.

Madeira Guajara

Madeira Guajará pode ser usada em telhados?

A Madeira Guajará pode ser usada em telhados sendo uma ótima opção por sua durabilidade e qualidade.

Madeiras aparelhadas são aquelas que foram cortadas em galopas e lixadas para tirar farpas, deixando-as lisas, prontas para usos com melhores acabamentos.

Vários tipos de madeiras podem ser aparelhadas. E esta é uma vantagem, pois pode ser escolhida a madeira de sua preferência para ser aparelhada.

Desta forma, a madeira Guajará é uma das mais procuradas para ser aparelhada por ser muito resistente.

A madeira Guajará aparelhada é utilizada para telhados mais leves como também para ripas.

Essa madeira aparelhada produz um ótimo acabamento como também oferece uma superfície lisa e pronta, fácil de ser envernizada.

Madeira Guajará dá cupim?

Madeira Guajará é muito resistente às pragas em geral, porém não descarta a possibilidade de pegar cupim de madeira seca. Fungos manchadores também podem dar esse tipo de madeira.

Porém após serem tratadas estarão aptas para seu uso prolongado sem nenhum tipo de problema.

Pode sofrer rachaduras sendo leves ou médias, porém como pode ser processada em torno e na broca, pode ser empregada em acabamentos com ótimos resultados.

É muito resistente à podridão parda, porém nem tanto à podridão branca. Quanto ao tempo, ela é bastante resistente com imensa durabilidade, Tinta e Verniz aderem muito bem a ela.

Madeira Guajara

Madeiras Guajará – bolacha.

Outro tipo conhecido de madeira guajará é a guajará – bolacha. Sua árvore produz sementes que vão colaborar muito para a recuperação florestal, principalmente em áreas degradadas.

Os nomes mais populares dessa espécie são:

  • Abiú,
  • Abiu – branco
  • Abiu – Ucuubarana
  • Abiurana
  • Goiabão
  • Guajará – amarelo
  • Guajará – vermelho

São árvores encontradas principalmente na região norte do Brasil. São de grande porte, podendo atingir 45 metros de altura e 150 metros de diâmetro.

Existem várias utilizações para madeira do Guajará – bolacha. È usada para fazer:

  • Embarcação,
  • Esquadrilha,
  • Guarda – sol,
  • Palete,
  • Escultura,
  • Móveis,
  • Instrumentos musicais,
  • Caixotaria,
  • Estrutura de cobertura,
  • Cabos de ferramentas e utensílios,
  • Piso e revestimento,
  • Para objetos pequenos

A germinação das sementes do Guajará – bolacha é feita de maneira lenta e desuniforme.

Goiabão ou Guajará

O goiabão possui cor amarela – pálida. Possui textura fina. É uma madeira pesada e possui gosto e cheiro imperceptível.

É de pouca durabilidade e resistência ao ataque de cupins e fungos. É uma madeira muito permeável, porém fácil de ser tratada com produtos.

É usada na construção civil pesada devido à sua característica. Pode ser usada também na construção naval, desde que seja devidamente tratada.

Pode ser usada na fabricação de pisos domésticos. É usada também no ramo moveleiro, para fabricação de cabos de ferramentas e instrumentos musicais.

É muito utilizada também na decoração de interiores, sua coloração é clara.

Quanto às suas características é uma madeira dura para ser cortada e seu brilho é moderado.

Pode ser tratada recebendo um bom acabamento, tem facilidade para ser torneada e furada, relativamente fácil de aplainar e lixar, necessitando de uma furação prévia antes de se colocar pregos.

Quanto a sua secagem é muito rápida em estufas, podendo apresentar rachaduras, portanto, sugere – se a secagem lenta.

Pode ser usada para revestimento de portas e assoalhos, painéis, forros, móveis entre outros.

Por ser uma madeira clara, um assoalho feito de Goiabão provoca sensação de o espaço ser mais amplo, ideais, portanto, para pequenos ambientes, não importando o tamanho dos cômodos para sua utilização.

Por isso, sejam os cômodos espaçosos ou pequenos provocam sempre uma sensação de sofisticação e elegância na decoração.

Apesar de essa madeira Goiabão ser usada em construção pesada pode também ser utilizada em objetos pequenos.

Sendo assim, podem ser usadas em porta – canetas, em qualquer objetos de decoração, ou seja, em peças bem delicadas.

Estas servirão ou para decorar qualquer canto de um ambiente ou também para serem confeccionados vários artigos para presentear alguém, usando a criatividade e bom gosto.

Pode ser empregado também em móveis decorativos e de luxo, que unido a um belo projeto é sempre garantia de elegância para o móvel de decoração.

Para quem gosta de esportes essa madeira também é usada em raquetes de frescobol, sendo bem feita, ela dá a sensação real do peso da bola na hora da jogada.

Aplainamento de madeira.

É a retirada de imperfeições da madeira bruta obtendo uma boa qualidade nas suas superfícies. É muito utilizado em indústrias que constroem móveis.

Essas indústrias utilizam esse processo para conseguirem alcançar as medidas do produto, retirando o material, melhorando visualmente a sua qualidade e, portanto, dando mais valor ao produto final.

É importante para se obter um resultado melhor que se faça um planejamento com experiência, modelagem prévia para que o objetivo final seja alcançado.

Para esse objetivo é usado um instrumento chamado aplainador. Deve ser usado fazendo sempre movimentos alternados.

Madeiras Guajará onde comprar?

Podem ser compradas nas diversas casas de construção, como, por exemplo, Leroy Merlin.

No mercado livre também é possível comprar esse tipo de madeira muitas vezes até com preços mais baixos.

Algumas madeireiras também possuem esse tipo de madeira para comprar como Comercial Madeiras Risso, Arte madeiras, Madeireira São Vicente, Madeireira Nilomad Calhas e Rufos.

Madeira Guajará é boa? Considerações finais.

Madeira Guajará é boa? Acredita-se que sim, pois possui uma durabilidade muito grande e é resistente ao tempo.

Além disso, é muito útil para a confecção de móveis, objetos de decoração e artigos esportivos.

Quando passa a ser aparelhada é melhor ainda por além de resistência, oferecer um acabamento perfeito a tudo o que for utilizado com ela, pois se pode fazer uso de tintas e verniz, deixando-a impecável.

Não são muito resistentes a fungos e cupins, porém por se tratar de uma madeira que pode ser tratada, utilizando-se os meios certos para acabar com essas pragas, torna-se uma excelente opção de uso.

Pode ser aplainada, ficando mais lisa e fina, seus tons claros de cor permitem que o uso de tintas seja mais eficaz.

Também podem ser usadas em telhado por sua longa durabilidade e ao se tornar uma madeira aparelhada, e por ser uma superfície lisa e pronta haverá a facilidade de ser aplicado um acabamento de verniz.

O assoalho feito com madeira Guajará pode receber várias finalizações como óleo ou laca e uma dica importante é que não coloque o tapete no chão logo após a sua aplicação.

Como foi visto anteriormente, quem quiser uma coloração mais escura pode usar o óleo e para aqueles que querem uma aparência com maior naturalidade pode optar pela laica.

Essa madeira quando aplicada em assoalhos independente do tamanho do ambiente, grandes ou pequenos, trarão, sempre, muito requinte e elegância, dando uma sensação maior de amplitude.

Por sua secagem ser rápida ao ar livre a dica é optar por uma secagem mais lenta para evitar rachaduras.

As sementes da árvore de onde vem a madeira Guajará são muito importantes para a recuperação das florestas, ajudando a preservar o meio ambiente.

Desta forma, deve-se considerar utilizar a Guajará, pois além de sua madeira ser excelente para várias funções, ainda é importante para ajudar ao reflorestamento.

Possui inúmeras qualidades e funcionalidades, além de permitir um acabamento perfeito para cumprir qualquer objetivo que for proposto para sua utilização.

Madeira Guajará é boa? A resposta a esta pergunta foi claramente dada ao longo de tudo o que já foi visto anteriormente, porém cabe a cada pessoa analisar e chegar a sua própria conclusão.

A porta de madeira com batente é algo que vemos em quase todas as construções, mas você já parou para pensar na importância deste acessório ou até mesmo deu atenção para ele na hora de comprar a porta?

Quando se resolve fazer uma casa tudo deve estar devidamente alinhado e caprichado, afinal, provavelmente será o ambiente onde você vai morar por anos e anos.

Cada detalhe conta, então você também deve anotar todas as informações pertinentes quando o assunto é porta e batente. Uma escolha pode fazer muita diferença em sua casa ou apartamento, então seja sábio na hora de comprar.

O que é uma porta de madeira com batente?

A porta de madeira com batente contém aquela estrutura que fica no buraco da parede, onde tem o buraco de tranca e encosta a porta.

A estrutura é bem simples no que diz respeito ao design, sendo constituída por 3 ou mais tábuas.

Serão apenas três tábuas se o batente não cobrir um pouco para fora da região da porta (o que é extremamente comum e presente na maioria das casas).

Ele é feito do mesmo material que a porta, de modo a ficar com o mesmo aspecto. É algo muito comum nas construções, mas você deve olhar para os detalhes se deseja um cômodo perfeito.

A porta de madeira com batente não é exclusividade, podendo a porta ser de metal e ainda assim levar o batente.

É muito comum, inclusive, que algumas portas de vidro levem batentes de madeira para complementar a estética.

E se a porta não tiver batente? Bem, nesses casos ela fica direto no concreto da parede. Algumas casas são feitas desta maneira, mas mais por uma falta de orçamento do que por algum conceito estético.

Porta de Madeira com Batente

Porque é interessante comprar a porta já com o Batente?

Mas, no final das contas, por que a porta de madeira com batente é realmente mais interessante do que os modelos mais clean?

Na verdade, o batente não deixa o visual mais pesado e nem menos clean, muito pelo contrário. Ele faz uma perfeita transição entre a porta e as paredes, independente das cores que elas estejam.

Mas não é somente este o benefício que uma porta de madeira com batente pode proporcionar, veja em detalhes:

Melhora o preço uma vez que você compra um KIT

Quando você adquire o kit de Porta + Batente acabará adquirindo algo de melhor custo x benefício.

Então, no final das contas, investir em um batente além da porta não será algo extremamente considerável no orçamento final da casa. Considere, sim, ter esse gasto a menos.

Menos etapas na obra

Apesar de parecer que dá mais trabalho instalar o batente, na verdade promove maior praticidade na obra, principalmente se é um local cheio de portar.

Estética

Uma porta de madeira com batente, como já falamos ao decorrer deste artigo, é muito mais bonita esteticamente do que quando não há essa estrutura. Então, se você deseja uma casa bonita e harmoniosa, não se esqueça de apostar no batente.

Sustentação

É claro que não são os batentes que irão sustentar toda a estrutura da casa, mas com certeza a madeira dá um suporte a mais.

Quando o batente é bem instalado, as chances de rachaduras acima da porta diminuem. Sendo assim, é até uma forma de preservar ainda mais a sua casa.

Acústica

Optando pela madeira adequada é possível construir um sistema que evite a entrada e saída de som.

Porta com Batente

Tipos de Porta de Madeira com Batente

Não são todas as madeiras que podem ser utilizadas para fazer batente, sendo imprescindível escolher uma espécie que cumpra com a função. Dentre as opções do mercado, as mais comuns são:

Batente Angelim

A madeira de Angelim apresenta boa durabilidade e alta resistência, dois parâmetros fundamentais para móveis e estruturas de madeira.

Além disso, possui bom acabamento e seu custo x benefício é bem interessante.

Em relação às suas características físicas, traz um tom castanho-amarelado e avermelhado. Combina bastante com locais internos.

Batente Peroba

A madeira Peroba apresenta boa vida útil e tem boa resistência a fungos e cupins.

Com o devido tratamento ela apresenta bons resultados, além de uma estética muito agradável para diversos ambientes.

Batente Tamarindo

Outra opção é o batente Tamarindo, o qual também apresenta particularidades muito interessantes para ser usado de batente.

Porta Interna com Batente Branco

Onde comprar uma porta de madeira com batente?

Agora, depois de tudo o que foi dito, onde comprar uma porta de madeira com batente?

Bem, há diversas possibilidades no mercado, como:

Madeireira

No caso das madeireiras, normalmente esses locais vendem para as lojas de material de construção.

Em muitos casos elas oferecem um valor bem em conta, pois você estará comprando diretamente com o fabricante.

Loja de Materiais de Construção

As lojas de materiais de construção, principalmente as maiores, também trabalham com a venda de porta de madeira com batente.

A depender da loja pode ficar um pouco mais caro.

Carpintaria e Marcenaria

As marcenarias e as carpintarias costumam ser os locais com maior diversidade de produtos e que atende a todos os públicos.

As portas possuem um tamanho padrão, mas não necessariamente ele será o desejado por você.

Esses locais podem fazer portas, batentes, janelas e outras estruturas com medidas personalizadas.

Porta Interna com Batente Branco

Pode pintar a Porta e o Batente de Branco?

Muito provavelmente você já viu algum batente branco em algum cômodo (ou pode já haver até mesmo em sua casa), mas será que isso é recomendado?

Bem, na verdade, não há problema algum em pintar a porta de madeira com batente – seja de branco ou de qualquer outra cor.

É mais uma questão de estética. Entretanto, a depender do visual da casa, a madeira em sua forma natural sempre acaba sendo mais atraente, pois promove elegância, sofisticação e, claro, é um material atemporal.

Mas, obviamente, é você quem irá escolher a forma de instalar a sua porta. Entretanto, se você deseja que o modelo seja pintado, há algumas dicas a respeito.

Primeiramente, é melhor pintar as portas e batentes antes da instalação. Isso porque ficará muito complicado e difícil pintar com a porta já instalada, onde provavelmente a qualidade da pintura irá cair.

Outro ponto importante é a respeito da tinta. Adquira um material que seja adequado para passar em madeira e lembre-se: o barato pode sair caro.

Na hora de escolher a tinta, prefira pagar um pouco mais em um material de maior qualidade, pois isso irá garantir proteção e durabilidade para a sua porta. No final das contas a economia acaba sendo muito maior.

Antes de pintar também é importante que a superfície da porta esteja apta para isso, ou seja, devidamente lixada e limpa.

Caso você esteja pintando a porta, então o trabalho acaba sendo um pouco maior, pois será necessário lixar bem para passar a outra demão de tinta.

Deixe secar bem e pronto: sua porta de madeira com batente pintada de branco já pode ser instalada.

Como escolher a madeira?

Há uma diversidade de espécies de madeira que podem ser escolhidas – anteriormente citamos apenas algumas delas – e, além disso, também é preciso saber escolher o seu fornecedor.

Veja alguns parâmetros que você deve se atentar na hora de comprar a sua madeira (seja para a porta ou qualquer outra estrutura/móvel):

  • Resistência Mecânica

O primeiro ponto é a resistência mecânica. Na hora de comprar a madeira certifique-se de que a espécie possui alta resistência.

Para aumentar esse quesito, dê preferência para portas de madeira maciça. Além de mais resistentes, a questão da acústica também é muito melhor.

  • Resistência aos fungos e cupins

A resistência não deve ser apenas mecânica, mas, também, para cupins e fungos. Isso decai consideravelmente a durabilidade de todos os materiais feitos em madeira.

  • Durabilidade

De modo geral, a porta, bem como os batentes, devem ser duráveis. A necessidade de manutenção, para ser mais prático, também não deve ser muito recorrente.

  • Cor

A cor fica a critério de cada um, mas não deixa de ser interessante pensar bastante a respeito. Veja qual a tonalidade desejada e encontre a melhor opção de madeira de acordo com a tonalidade desejada.

  • Madeira Certificada

É fundamental que a madeira seja devidamente certificada, ou seja, que seja madeira legal.

Infelizmente, o Brasil ainda sofre com muito desmatamento ilegal – e os resultados disso são extremamente negativos, como você já deve saber.

A melhor maneira de não colaborar com esse desmatamento é não adquirir madeira ilegal.

Por isso, sempre compre de fornecedores qualificados e que garantem a legalidade da madeira através de certificados.

Porta Madeira com Batente

Como preservar a porta de madeira com batente

Por mais que você faça a escolha certa da porta de madeira com batente, é fundamental que você faça a manutenção na madeira para aumentar a durabilidade do material.

Não é nada extremamente complexo e você mesmo pode fazer os procedimentos, mas, se preferir, também pode chamar um profissional para fazer a manutenção em todas as estruturas e móveis de madeira em sua casa.

A manutenção varia do tipo de madeira e, também, do quanto de exposição ela tem ao decorrer do dia (madeiras que ficam em locais externos precisam de maior manutenção, por exemplo).

De tempos em tempos é necessário lixar o material e, depois, passar produtos como selantes e vernizes.

Isso não somente aumenta a durabilidade da madeira, mas também deixa o material com cara de novo novamente.

Apesar de ser um material natural, a madeira dura por anos e anos quando bem cuidada, por isso acaba sendo um investimento muito interessante para qualquer tipo de casa.

Considerando que a porta de madeira com batente é atemporal e combina com qualquer estilo, essa durabilidade é ótima, pois não haverá a necessidade de mudança por conta da estética.

Enfim, resumindo tudo o que foi dito, o batente agrega muito no conjunto da porta e não pesa tanto no orçamento, tendo um ótimo custo x benefício.

Não se esqueça de pesquisar muito bem as características da madeira que irá comprar e, claro, escolha um fornecedor de madeira legal.

A porta de madeira com batente terá alta durabilidade se tiver os devidos cuidados, então mantenha a manutenção em dia. E, por último, não se esqueça de verificar as medidas da porta.

A Madeira MDP é muito utilizada para diversas finalidades e talvez ela seja o tipo de madeira que você está procurando. Não é raro confundirem este modelo com MDF, visto que os nomes são, de fato, bem parecidos.

Entretanto, cada qual possui as suas respectivas características e neste artigo você vai entender mais detalhadamente o que é a MDP e quais são as suas principais diferenças com a famosa madeira MDF.

Antes de comprar esse tipo de material é essencial conhecer as suas possibilidades e quais são as características de cada opção, considerando que cada material é melhor aplicado em determinadas situações.

O que é Madeira MDP?

O primeiro ponto que precisamos esclarecer é, obviamente, o que é a Madeira MDP. MDP é a sigla para Medium Density Particleboard, que em português quer dizer “Partículas de Média densidade”.

O material é desenvolvido com três camadas de madeira triturada, cuja espécie normalmente é a Pinus. As duas camadas externas são mais finas do que a camada única interna, que é mais grossa.

Este método de montagem confere ótimas qualidades para a MDP, como isolamento acústico, maior estabilidade dimensional e resistência contra deformações ou empenamentos.

A Madeira MDP é uma grande candidata para fazer móveis retilíneos e que não precisam passar por processos de usinagem. Mais à diante falaremos pontualmente sobre o uso do material.

Dentre as principais características do MDP, podemos citar:

  • Boa estabilidade
  • Ecologicamente sustentável
  • Tem resistência à água
  • É resistente
  • Bom material para estruturas
  • Funciona perfeitamente para cortes retos
  • Resistente ao empenamento
  • Não aceita processos de usinagem
  • Não aceita muitas aplicações de acabamento

Como você pode notar, a Madeira MDP possui certas vantagens e desvantagens. Entenda um pouco melhor sobre cada uma delas a seguir.Madeira MDP

Quais as vantagens do MDP

O MDP realmente é um material que agrega muitas vantagens e por conta disso é muito procurado no mercado.

  • Extremamente utilizado em países desenvolvidos por conta de suas características e pelo fato de ser sustentável
  • Material econômico
  • Ideal para ser usado na fabricação de móveis
  • Resistente à umidade
  • Esta madeira recebe melhor os parafusos, visto que as partículas em seu interior são mais grossas, o que fixa o parafuso (além de resistir a pressão). Isso aumenta a trabalhabilidade do material
  • O MDP, apesar de resistente, é bem leve
  • Resistente a atritos

Quais as desvantagens do MDP

Mas, claro, nem tudo é perfeito e o MDP também possui as suas desvantagens. Dentre elas, podemos citar:

  • Apesar de ter resistência à umidade, não é à prova d’água
  • Pode apresentar algumas imperfeições
  • Sua estética dá a impressão de material mal acabado, o que pode influenciar na hora da escolha

Vantagens e Desvantagens da Madeira MDP

Como é feita a Madeira MDP?

Como já dito anteriormente, a Madeira MDP é formada por camadas de madeira triturada – material conhecido como cavaco – e normalmente a matéria prima é o Pinus.

Três camadas são coladas umas às outras, onde as da extremidade são mais finas, enquanto a central é bem mais grossa.

O processo de fabricação colabora para questões sustentáveis, pois é uma espécie de reciclagem de madeiras que não serão mais utilizadas para móveis ou afins.

Na fabricação, a chapa de MDP é superaquecida, de modo a garantir que o material não esteja contaminado por insetos.

Compensado MDP

Madeira MDP é boa?

E depois de dizer tudo isso, resta o questionamento principal: a Madeira MDP é realmente boa?

Respondendo de antemão: sim, o MDP é um material bom e pode ser usado para diferentes fins.

Mas, claro, ele possui as suas limitações. Isso não quer dizer que ele seja ruim, apenas que há uma necessidade de pensar se o uso pretendido se alinha com as características do material.

Por exemplo, se você deseja fazer algo com muitas curvas e todo trabalhado, a Madeira MDP não é o material ideal para isso, pois sua composição permite aplicações apenas retilíneas.

Além disso, usar esta madeira em locais que chove muito também não é recomendado. Sendo assim, usar o MDP em locais externos não é das melhores ideias.

Mas isso não é privilégio do MDP, onde até mesmo madeiras maciças se comportam dessa forma.

Para o seu propósito, a Madeira MDP é realmente uma opção muito interessante no mercado. O melhor de tudo é que ela oferece uma ótima relação de custo x benefício.

Porém, para garantir que o material realmente atenda às suas expectativas é imprescindível encontrar um fornecedor que ofereça toda essa qualidade. Caso contrário, a madeira – seja de MDP ou qualquer outra – não será de qualidade.

O que fazer com a MDP

Até o momento você já deve ter uma breve ideia de onde usar a Madeira MDP e o que fazer com ela, mas vamos sintetizar tudo neste tópico para esclarecer ainda mais as suas ideias.

De modo geral, o MDP é muito utilizado para móveis. Entretanto, há aquela limitação de que as estruturas devem ser em linha reta. A vantagem é que o produto aguenta maior peso e também tem resistência ao empenamento.

Você facilmente encontrará esse material sendo a composição de divisórias, portas, prateleiras, camas, armários, gaveteiros, tampos e painéis.

Elas também podem ser usadas em ambientes como banheiro e cozinha, como nos armários, mas lembre-se de que ela é resistente à umidade, mas não responde bem se for efetivamente molhada.

Você pode usar a Madeira MDP para o fim de desejar se houver a necessidade de um material retilíneo e que não fique exposto à chuva ou água.

Há realmente muitas aplicações, incluindo em ambientes comerciais.

Peças de MDP

Qual a diferença entre MDP e MDF?

Um ponto relevante sobre a Madeira MDP é justamente a sua diferença com o MDF, material amplamente conhecido no mundo da construção.

Os usos indicados para o MDF diferem um pouco, pois não se limitam ao retilíneo, podendo ser usados em curvas também. O MDF aceita a usinagem, criando cantos mais arredondados.

Isso abre a possibilidade para outras aplicações, visto que há novas oportunidades de design.

A seguir há uma tabela comparativa que vai lhe ajudar a entender melhor as diferenças principais entre cada uma dessas madeiras:

MDP

MDF
Como é produzido

Fabricada por 3 camadas de madeira triturada

Feita a partir da aglutinação das fibras de madeira
Resistência ao peso Suporta mais peso, mesmo sendo mais leve É mais pesada, mas suporta menos peso
Relação com a umidade Tem resistência, mas ainda é preciso tomar cuidado Não reage bem à umidade
Preço Mais barato Mais caro

Em relação à produção, o MDF não é composto por camadas, é um material mais sólido e liso.

Para receber componentes, como verniz, revestimento ou tintas, acaba sendo uma opção mais interessante do que o MDP.

Agora, se o local tiver mais umidade, com certeza a Madeira MDP é mais indicada.

O motivo é que a sua fabricação em camadas dificulta a corrosão e, também, a expansão do material.

O MDF estufa em contato com a água e umidade, fazendo com que ele estrague rapidamente.

Diferença de MDP x MDF

O melhor dos dois mundos

Você não necessariamente precisa escolher entre Madeira MDP ou a madeira MDF para fazer um móvel, é perfeitamente possível combinar esses dois materiais.

Isso irá promover um design com maiores possibilidades, promovendo um peso médio bem interessante, bem como sua resistência.

O custo x benefício também pode se tornar ainda mais atrativo, visto que o MDP é um material mais em conta do que o MDF.

Então, se você estava se questionando qual é o melhor, a resposta depende muito da aplicação.

É preciso avaliar qual será o uso para, então, saber qual das opções oferece o melhor custo x benefício. E, claro, lembre-se que você pode usar as duas coisas em um mesmo móvel ou estrutura.

Como fazer a manutenção da Madeira MDP

A Madeira MDP é um material que possui boa durabilidade se houver o devido cuidado com a peça.

Ao contrário de madeiras maciças, não há a necessidade de lixar ou coisa do gênero, apenas mantenha a MDP em local que não pegue muito sol ou chuva, pois, como você já sabe, o material é sensível à água.

Na hora de limpar, passe uma flanela macia para tirar a poeira.

Caso tenha algum resíduo, umedeça o pano e limpe a superfície. Logo depois, passe um pano seco para tirar o resquício de umidade da placa.

Como você pode notar, não é nada muito trabalhoso e é realmente um material de fácil cuidado. Seu principal gargalo é, de fato, a água.Tipos de Madeira MDP

Onde comprar madeira MDP?

A essa altura você já deve saber se a Madeira MDP é a ideal para o que você está procurando ou não. Caso seja o material que irá atender às suas expectativas, resta saber onde comprá-lo.

Normalmente a MDP é encontrada em casas de material de construção ou com marcenarias/carpintarias.

Nessa segunda opção você provavelmente terá maiores possibilidades quanto à compra, pois carpintarias e marcenarias promovem um trabalho personalizado (questão de dimensões e afins).

Mas, claro, também há a possibilidade de encontrar os móveis prontinhos em lojas (caso seja um armário para cozinha ou banheiro, por exemplo).

O importante é se assegurar que o material é realmente de qualidade, para garantir que todas as vantagens do material realmente apareçam naquele produto (bem como as desvantagens sejam minimizadas).

Além disso, é imprescindível que o fornecedor garanta que aquela madeira utilizada no MDP é proveniente de extração legal. Infelizmente, a extração ilegal de madeira é uma realidade no nosso país.

Sendo assim, não compactue com esse mercado. Sempre que for adquirir alguma madeira, verifique qual é a procedência da mesma.

Enfim, essas foram algumas das considerações sobre a Madeira MDP. De modo geral, é uma ótima escolha quando não há a necessidade de curvas ou muito trabalho em cima da estrutura.

É um material com bom custo x benefício, sendo bem leve e resistente (resistência mecânica e à umidade).

Se você está à procura de um material com essas características, então a Madeira MDP com certeza poderá ser uma possibilidade. Lembre-se que você também pode misturar com a famosa madeira MDF para agregar novas características.

Uma linda peça de mobília de madeira nobre é uma joia, não é?

Muitas vezes é chamada de madeira de lei em homenagem à sua história. Durante o período colonial brasileiro essa madeira só poderia ser minerada com a autorização da família real portuguesa.

A razão pela qual são tão importantes e apaixonantes é que essas madeiras possuem maior valor comercial devido ao seu alto índice de resistência, ou seja, são rígidas e podem ser utilizadas por muito tempo, feitas de materiais mais densos.

Portanto, elas são mais pesadas ​​e demoram mais para crescer.

Compreender a diferença entre a madeira também é crucial para fazer melhores escolhas: desde itens como móveis de casa, até escolhas de árvores para iniciar os investimentos florestais.

Em termos de investimento, isso é ainda mais importante, porque entender essas diferenças ajudará a trazer maiores retornos financeiros e evitar interrupções futuras.

A Madeira Nobre

Sobre a Madeira Nobre

Existem inúmeros tipos de madeiras nobres que são comercializadas para inúmeras finalidades. Tal matéria é constantemente utilizada de acordo com vários padrões de decoração.

A sua variedade é enorme e diversas vezes fica até difícil escolher.

Dentre as inúmeras espécies aprimoradas que podem ser aplicadas nas estruturas de construção civil e existem outras utilizadas em fração funcional e decorativa de um ambiente.

Por esse motivo o material poderá ser visto em janelas, forros, portas, painéis, assoalhos, venezianas, móveis e até em objetos de decoração.

A diferença entre a madeira nobre e a madeira reflorestada é que a madeira nobre é nascida naturalmente e não poderá ser replantada após a sua retirada. Ela também possui um certo tempo para que possa ser retirada para o uso comercial.

Diferente desta, a madeira reflorestada, que é chamada de madeira comum tem um tempo rápido de crescimento e por um outro lado ela apresenta uma resistência menor e é mais mole.

Por esse motivo, antes que seja utilizada ocorre um processo de tratamento para que consiga resistir aos ataques de fungos, pragas e outros agentes que causam deterioração e é por esse motivo que possui um valor menor no mercado.

 Características das Madeiras Nobres

As madeiras nobres têm características específicas que as tornam mais resistentes.

Para entender sobre o assunto e ver os tipos disponíveis e sua aplicação, continue a leitura do artigo.

As nobres madeiras são provindas de espécies de árvores que possuem maior durabilidade do que outras, também são melhores em quesito de qualidade e se destacam pela sua resistência contra ataques de insetos, fungos e umidade, além de serem rígidas e duras.

A madeira nobre pode ser usada em construção de casas, instrumentos de música, móveis que possuem resistência maior, acessórios luxuosos, dentre outras finalidades. Por esse motivo é tão cobiçada no mercado.

Troncos de Madeira Nobre

 Principais tipos de madeira nobre

 Madeira Ipê

É uma qualidade proveniente brasileira, que é resistente a ambientes mais frios e até mesmo em regiões com geadas e gera madeira nobre grandemente utilizada no comércio interno e externo.

É famosa pela sua grandiosidade e multiplicidade de cores, por esse motivo é muito utilizada para arborização de cidades.

O seu uso também integra a base de construções, na construção de pontes, móveis, pisos, dentre outros destinos.

A grande peculiaridade é a de ser um material  bastante denso, sendo preciso perfurar antes de ser parafusado. Além de ser utilizada em decorações, por proporcionar um refinado acabamento.

 Madeira Cumaru

No Brasil são muito comuns nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e do mesmo modo em outros países, como Peru, Bolívia, Venezuela e Colômbia.

Juntamente com as vantagens estéticas que possui, a madeira Cumaru é considerada também uma das mais densas, pesadas e resistentes a ataques de cupins e fungos.

Por ser uma matéria impermeável pode ser usada em áreas externas e até mesmo em jardins e arredores de piscinas.

 Madeira Peroba do Campo

Esta que também é renomada como Peroba Branca ou Perobinha são árvores que atingem até 40 metros de altura e podem ser encontradas principalmente nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, embora também possam ser achadas em outros estados também é considerada bastante duradoura quanto ao nível de apodrecimento.

A Peroba do Campo é impermeável e de fácil trabalhabilidade.

Pode ser utilizada em inúmeras finalidades, como lambris, forros, caibros,  degraus de escadas, móveis de luxo, vigas, rodapés, painéis, ripas,  tacos, tábuas de assoalho, brinquedos e elementos para decoração.

A Peroba do campo une importantes elementos, como sofisticação, durabilidade e resistência.

 Madeira Mogno

O mogno é uma madeira nobres sofisticada. Sua cor varia do marrom avermelhado ao rosa vibrante. É um material muito durável e fácil de usar. Além disso, é resistente aos efeitos de fungos e cupins.

O mogno tem alta demanda no mercado e é muito popular no sul do Pará.  No entanto, por se tratar de uma das espécies atualmente ameaçadas de extinção, sua extração está sujeita a rígidas regulamentações.

Essas restrições significam que grande parte dos materiais vendidos sob a marca “grão de mogno” são feitos de outros tipos de madeira e, finalmente, revestidos com uma espessa camada de espécies nobres.

Mogno Africano: É utilizado mundialmente devido ao seu potencial de produção, por se adaptar facilmente a diferentes climas, sendo até chamado de novo ouro verde. Além do mais possui grande destaque pela sua qualidade e beleza.

Levando em conta o quente clima do Brasil. o Mogno Africano surgiu como uma espécie bastante conveniente para a plantação comercial, a fim de gerar madeira nobre, abastecendo o comércio interno e externo

Madeira nobre para construção de casas

A madeira é realmente bem vinda na produção de uma casa, logo ela traz proteção e aconchego para o local.

A madeira é uma matéria prima que casa com vários estilos de arranjo e oferece várias finalidades.

Você é capaz de encontrá-la em suas propriedades naturais ou em contornos industrializados.

Os padrões de madeira mais aptos para produção de edifícios são aqueles que sugerem resistência e duração.

Cumprindo a manutenção primordial para cada categoria de madeira, o seu edifício continuará deslumbrante e resistente por diversas décadas.

O local externo da casa passa a receber constante exposição aos elementos climáticos, como sol, temporal e vento. Por isso as árvores com propriedades mais resistentes são indicadas.

No caso da parte interior do imóvel, a resistência é crucial, mas o fator atraente também tem o seu poder. O material determinado deve ser competente para aliar beleza, confiança e durabilidade.

Para pavimentos e pisos, a melhor alternativa é um perfil de madeira resistente à perigos e à corrosão de cupins.

Madeira nobre para móveis

 Quando a matéria é decoração de interior, nem sempre o preço irá contar mais do que qualquer outra coisa.

É bastante comum ouvirmos dizer que o barato sai caro demais e na escolha de madeiras mais baratas durante a fabricação de móveis podemos usar perfeitamente esta frase.

É crucial fazer a opção de madeiras com maior resistência e durabilidade, e essas são as particularidades importantes das madeiras nobres.

Apesar de tudo isso, também é fundamental o conhecimento de cada tipo de madeira nobre, suas texturas, cores e é preciso pensar em cada detalhe antecipadamente.

O mais relevante é o resultado final, a certeza que terá harmonia no ambiente.

Os móveis que são feitos de madeira nobre possuem maior brilho e tendem a ser mais lisos por causa das peculiaridades naturais das próprias madeiras.

Somando isso a durabilidade, a combinação perfeita é realizada para o investimento em móveis amadeirados.

Encontram-se propostas que vão desde móveis para quartos, cozinhas e até salas inteiras, e também pias para lavabos.

Se o plano não é focar em móveis finalizados, é possível converter pequenas particularidades e adaptar com cores mais claras e sutis.

São uma grande escolha para quem opta por unir encanto e harmonia em um local.

Além da sua beleza, esse tipo de madeira porta singular versatilidade,e pode ser posta em uma proposta singular, criada a partir de estruturas, cheiros e cores diversas.

Seja como for, o local pode ser encaixado para a finalidade dessa matéria prima que porta uma oferta que se curva para a natureza e agrega modernidade e graça.

Pode ser utilizada para distintas finalidades e a lista de materiais que podem ser criados com essa matéria prima é enorme e pode, sem um grande esforço realizar o renovo total de um determinado ambiente,  preenchendo-o de sofisticação e beleza.

Mesa Rústica de Madeira Nobre

 Escolhendo a madeira nobre

Na definição de projetos arquitetônicos ou detalhes decorativos não basta considerar apenas o preço mas também a durabilidade da madeira. Esse tipo de decisão vai além do aspecto estético.

Usar o material certo trará beleza e força. Portanto, é muito importante escolher a madeira certa para o seu projeto. Essa decisão deve ser ponderada em relação ao tipo de ambiente, pois como mencionado acima, a variedade é grande, e cada espécie é designada como uma aplicação.

A madeira nobre é bonita e adequada para quase qualquer situação. Porém o tom da madeira varia, o que prejudica a aparência. Vale a pena considerar o estilo de decoração e o acabamento. Por exemplo, o grão da madeira rústica é melhor. Um mais moderno precisa de um acabamento fino.

Portanto, ao construir, reformar ou decorar, diferentes tipos de madeiras nobres devem ser identificados.

Peças de Madeira Nobre

Onde comprar madeira nobre?

Como é um investimento, você deverá pesquisar o histórico das empresas antes de realizar a compra.

Antes de já ir procurando, estude o que seu projeto precisa e busque ter uma ideia de qual tipo de madeira será mais adequado para as suas necessidades, a partir de então, opte por fontes de madeira de qualidade em mercearias de confiança e web sites de madeireiras.

Qual é o preço da madeira nobre?

Devido a grande quantidade de opções que são disponíveis no mercado, é difícil informar de forma específica um preço exato para a madeira nobre. Cada madeira possui as suas características, e isso influenciará no preço.

Para saber mais sobre os preços das madeiras nobres para o seu projeto busque e solicite orçamentos, faça várias pesquisas em locais de confiança para que você possa realizar a compra perfeita para o seu projeto.

A madeira rosa porta essa grande fama bastante peculiar por deter um tom rosa médio com raios cinza juntamente com o rosa e no formato irregular que promove mais naturalidade ao local.

Esse perfil de madeira porta uma cor muito ilustre, que varia do róseo-amarelado ao vermelho rosado. Em geral, sua parte externa é lisa, opaca e regular e possui manchas de textura fina.

Por deter uma cor diferenciada a madeira rosa é uma das admiráveis preferências para o revestimento de chão e paredes, tal sejam internas como externas, muros, acesso a garagens e fachadas.

Porta uma aderência que é antiderrapante e de fácil instalação e manutenção. A opção ideal para que você possa valorizar o seu projeto.

Por se tratar de um material natural, a sua coloração e dimensões poderão sofrer alterações.

A madeira rosa é uma madeira nobre, pois é bastante resistente e possui um acabamento bastante fino.

Por esse motivo ela é usada no Brasil por muitos séculos e é bastante valorizada no comércio interior e exterior. Confira abaixo as características que essa madeira possui, a variedade de aplicações e o toque único que ela poderá dar ao seu projeto.

Madeira Peroba Rosa

A madeira rosa peroba é retirada da árvore multi-neurônio Aspidosperma e pode atingir uma altura de 30 metros.

Elas estão distribuídas nos estados de todas as regiões do Brasil, bem como na Argentina e no Paraguai. A peroba rosa também pode ser chamada de peroba amarga ou selvagem.

A peroba rosa tem de 8 a 30 metros de altura e 40 a 70 cm de diâmetro. Tem madeira dura, durável, e tem a cor típica do nome: rosa, mas também pode ter uma tonalidade laranja.

É bastante utilizada na fabricação de tacos e carrocerias, construção civil, decorações requintadas e móveis, formando um estilo rústico mas requintado.

A madeira de peroba rosa é considerada pesada, densa, dura e compacta, com moderada resistência a cupins, mas um pouco menos resistente a fungos. Portanto, precisa ser processada para obter um bom acabamento.

Este tipo de madeira é fácil de manusear e colar. Suas características permitem que a peroba rosa seja empregada em inúmeros usos como construção civil pesada ( caibros, vigas e dormentes ferroviários), janelas, portas, batentes, tábuas de assoalho, venezianas, embalagens e móveis rústicos.

Mesa de Peroba RosaEssa madeira é bastante resistente, possui uma ótima durabilidade e porta uma coloração muito atraente e elegante.

A peroba rosa é uma das espécies mais nobres de madeiras existentes e é por esse motivo que é usada em pisos e demais produtos. Quem está à procura de beleza e durabilidade, confie na madeira peroba rosa como opção.

Esta matéria prima também poderá ser combinada com outros materiais, como o metal e o vidro. Esta espécie é altamente fácil de ser trabalhada e de fácil aplicação.

Se tratando de decoração, suas marcas e ranhuras são consideradas importantíssimas e muitas pessoas a procuram exatamente por causa delas, sendo que podem ser encontradas em diversas intensidades e formas.

Quando referimos a uma tábua de madeira peroba rosa, com uma textura rústica, por exemplo, queremos dizer que as suas ranhuras são evidentes, e ganham destaque trazendo um aspecto natural à madeira.

De forma contrária a isto, existem tábuas mais uniformes, que possuem uma textura um pouco mais lisa, com menor quantidade de detalhes e marcas.

Um aspecto importante e que não poderá ser esquecido é que as particularidades da peroba rosa de demolição são bastante naturais, ou seja, são provocadas pela exposição a condições de clima e pelo tempo, não podendo assim ser reproduzida pelo homem.

Esta árvore, que também é conhecida como amargoso, peroba-amarela ou peroba-rajada, mas preste atenção, não confunda essa matéria prima com a cupiúba pode ser chamada também de peroba do norte.

Madeira Peroba Rosa

Madeira Roxinho

Já pensou em contar com uma madeira diferente, com estética apurada e com muita resistência? Assim podemos resumir um pouco sobre as particularidades da madeira roxinho.

Uma ótima madeira que pode ser utilizada na utilização de porteiras, decks, assoalhos, dentre tantas outras finalidades, essa a madeira, a roxinho é bastante rígida, o que poderá algumas vezes ser um pouco mais difícil com o trabalho manual. Entretanto, isso não compromete o seu uso e nem a sua qualidade.

A origem desta matéria prima remete a um tipo de árvore que é presente na América do Sul e Central, o que compreende desde o Brasil até o território do México.

Poderá ser encontrada com os mais variados nomes, como: Pau-multo, Roxinho-pororoca, Coataquiça, Pau-roxo, Amarante, etc.

O que mais chama a atenção nessa madeira é sua cor púrpura, uma particularidade única que faz dessa matéria prima, de fato, única e valorizada.

Um detalhe importante  para trabalhar com ela de forma correta, é que devido sua grande densidade, no momento do uso de parafusos e pregos, deve-se realizar a prévia perfuração da madeira roxa, evitando assim que ela adquira rachaduras.

Ela também é muito resistente às pragas e fungos, possui ótima resistência e até mesmo quando envelhece mantém sua incrível beleza.

Devido sua grande versatilidade, permite uma enorme variedade de aplicações, algumas são: Móveis, instrumentos musicais como baixos e guitarras, pisos criando assim uma decoração luxuosa e elegante, decks, tacos de bilhar, dormentes, escadas, postes, vigas, caibros, adornos e esquadrias em trabalhos feitos de marcenaria fina, dentre muitos outros.

Todas as espécies que trazem o fornecimento da madeira roxinho possuem o mesmo valor no comércio, e por suas semelhanças, a  sua aplicação também é bastante similar entre todas  elas.

São nativas do Brasil e poderão ser encontradas em países vizinhos e da América Latina, como Colômbia, Suriname e  Bolívia.

A madeira roxinho também é bastante conhecida como pau-roxo, roxinho-pororoca, guarabu, pau-mulato, entre outros nomes. Seus nomes mais populares variam em função do local onde ocorrem e da espécie à qual estamos nos referindo.

Madeira Roxinho

Características da madeira roxinho

Assim que ela é cortada, a madeira roxinho na verdade possui uma coloração castanho-escuro, porém em pouco tempo ela recebe o tom roxo intenso ou de violeta púrpura.

A sua exposição ao ar é o que faz com que a madeira roxa  mude sua cor.

Trata-se de uma espécie muito interessante para inúmeras aplicações, porque ela é bastante resistente ao possível ataque de xilófagos terrestres, como os cupins, carunchos e alguns besouros.

Todavia, ela não apresenta grande resistência aos marinhos.

A madeira roxinho é bem pesada e bastante dura, poderá ser bem trabalhada, visto que ela aceita a colagem e adquire um bom acabamento.

Entretanto, ela exsuda uma resina quando é levemente aquecida, o que torna o trabalho que é realizado com máquinas um pouco mais difícil.
Madeira Roxinho

 Aplicações da madeira roxinho

Por sua resistência e beleza, a madeira roxinho porta várias aplicabilidades. Ela é perfeita tanto para o uso de forma mais grosseira, como dormentes, postes, vigas e caibros, como também poderá ser utilizada para aquelas que são mais artísticas e delicadas, como peças de mobília e tacos de bilhar.

Como pode ser realizado um bom acabamento, ela também é bastante utilizada para peças torneadas em adornos e esquadrias, na marcenaria fina e muito utilizada também em pisos.

Essa última aplicação citada da madeira roxinho resulta num revestimento muito belo e bastante  resistente.

Quem olha os produtos confeccionados com a madeira roxinho pode chegar a acreditar que ela foi pintada de forma artificial e isso pelo simples fato de que essa madeira possui uma cor diferenciada e que foge completamente  ao padrão com o qual estamos acostumados.

Um piso de madeira roxinho, quando envernizado, tem um aspecto diferente e repleto de personalidade, que torna o local  único em função do tom diferenciado dessa madeira.

Ela parece ser mergulhada em um determinado tipo de corante,entretanto é apenas o seu tom natural mesmo.

 Aplicações da madeira rosa

Em função das suas inúmeras qualidades a madeira rosa é usada para muitas finalidades.

Por ser resistente e densa, como já dissemos antes, poderá ser aplicada também em estruturas externas e internas, como madeiramento para telhado, pisos, vigas, decks, etc.

Além de tudo isso, o seu acabamento único dá um toque especial em móveis de decoração interna. Essa madeira possui uma beleza única!

Poderá ser usada também em uma mesa rústica com toda a sua beleza e a diferença de coloração e particularidades dessa madeira traz um aconchego natural para o ambiente e uma finalização fosca poderá completar uma incrível mesa de jantar.

Além de todo esse efeito rústico, a madeira rosa também poderá ser utilizada para criar uma decoração luxuosa e muito elegante, como uma bancada feita com uma peça inteiriça desta matéria prima, podendo ter um acabamento brilhante e com a coloração da madeira rosa não há olhos que não saltem!

Aplicações de uma Madeira Rosa

Bancada de madeira rosa

Esse material poderá também ser utilizado na construção de móveis contemporâneos, combinando com a elegância de um estofado, por exemplo. Temos a combinação perfeita.

Madeiramento para telhado com madeira rosa

Outra vantagem desse material é que poderá ser usado na estrutura de sua obra. Pelo fato da peroba ser altamente densa e resistente, ela é uma ótima no momento da construção de telhados e vigas mais pesadas.

Preço da Madeira Rosa

 Essa matéria prima pode ser difícil de ser encontrada em determinadas medidas, visto que o seu cultivo e extração da espécie é controlada. Por esse motivo o preço da madeira rosa poderá variar muito de forma que dependa de medidas para que o seu projeto exija.

 Onde comprar a madeira rosa?

Como é um grande investimento, você deverá estudar o histórico de empresas antes de realizar a sua compra.

Antes de já efetuar a compra, conheça o que seu projeto e o que ele precisará, busque também ter uma ideia de qual espécie de madeira será mais adequada para as suas necessidades e a partir de então, realize a escolha de fontes de madeira de qualidade em marcenarias/carpintaria de confiança, não deixe de realizar muitas pesquisas em websites de madeireiras.

É fato que quando o assunto é casa e decoração, os móveis de madeira recebem uma atenção especial dos consumidores. Isso porque, a procura por móveis de madeira se mantém em alta.

Um dos motivos é a alta versatilidade e durabilidade que a madeira possui. Afinal, todos querem investir bem na decoração e para que isso ocorra o material comprado deve condizer com a procura.

Mas hoje, falaremos sobre algo ainda mais importante: a estrutura de sua residência.

Afinal, queremos um ambiente bonito e seguro tanto em seu interior quanto em sua estruturação, certo? Confira o guia completo sobre a madeira paraju.

O que é a Madeira paraju?

Sendo uma madeira muito utilizada em telhados e também como parte da estrutura de casas, a madeira paraju é uma madeira resistente ao tempo e às pragas.

A madeira paraju possui algumas rachaduras em seu corpo, mas isso não interfere na sua resistência e durabilidade.

A paraju pertence ao grupo de espécies Manilkara. Grupo este que abriga espécies de árvores que produzem madeiras pesadas e firmes de tom avermelhado.

Esta árvore, paraju, é encontrada geralmente na Amazônia e atinge aproximadamente de 30 a 50 metros de altura com diâmetro de 3 metros.

Seu reconhecimento é fácil. A copa da Paraju possui uma coloração amarelada embaixo de suas folhas.

Peças de Madeira Parajú

Onde a Madeira paraju pode ser utilizada?

A madeira paraju é a mais indicada para a construção de telhados. Isso ocorre por se tratar de uma madeira bastante rígida e que reage bem às mudanças de tempo o que reforça a sua alta durabilidade.

Porém, se engana quem pensa que a madeira paraju só é boa no quesito durabilidade!

Além de ser uma madeira forte e resistente, ela também atua bem contra as pragas, sendo cupins ou fungos, por exemplo.

Mas não para por aí! Além de ser indicada para construção de telhados e complemento para dar estrutura para outras construções, a madeira paraju também é indicada para fabricação de:

  • Pontes
  • Pilares e hastes de suporte
  • Travessas Rodoviárias (as madeiras dos trilhos de trem)
  • Mobília de alta qualidade
  • Instrumento musicais e seus acessórios

Vantagens da Madeira paraju

Existem diversas vantagens de utilizar a madeira paraju em seu projeto, tais vantagens são:

Bom conforto térmico

Algumas residências e estabelecimentos, possuem um revestimento não tão bom em questão de conforto térmico.

Ao construir um telhado utilizando a madeira parajú, você garante um ambiente mais aconchegante nos dias mais frios e um ambiente mais ventilado em dias mais quentes.

Resistente contra pragas

A madeira paraju, ao contrário de outras madeiras mais claras, é especialmente boa para construções por possuir uma alta resistência contra a ação de cupins subterrâneos e fungos.

Também possui resistência moderada em relação a outros tipos de cupim.

Visual atrativo

Possuindo um visual incrivelmente bonito em questão de tom e brilho, a madeira paraju é também fácil de ser talhada.

Com a madeira paraju a estrutura do seu telhado pode ficar do seu jeito, afinal, ela fornece a possibilidade de esculpir a estrutura como você desejar.

Recebe um bom acabamento

A estrutura de madeira paraju pode ser finalizada com um bom acabamento seja através de uma boa pintura, envernizamento, lustro ou revestida por massa.

Telhado em Madeira Paraju

Além de uma boa madeira para estruturas é uma boa madeira para design

O uso de madeira em decoração tem a capacidade de transformar um ambiente o tornando mais aconchegante e intimista, não é mesmo?

Esse material está cada vez mais em alta na confecção de móveis, especialmente em áreas externas como: quintais, jardins, varandas e áreas com piscina.

Já dá para ter uma ideia do porquê a madeira é o material mais escolhido para as áreas externas, certo?

Ao contrário de outras estruturas como o ferro que enferruja e a fibra natural que apodrece, a madeira é a opção perfeita para quem quer durabilidade sem abrir mão da beleza.

E é aí que entra a madeira paraju. Devido ao seu tom avermelhado, ela vem ganhando destaque além do ramo da construção.

Isso porque além de ser uma madeira forte, podendo suportar uma quantia considerável de peso, ela também é resistente às ações do tempo e das pragas.

Dessa forma, apostar em cadeiras de madeira paraju com alguns detalhes em couro, por exemplo, podem ser ótimos para quem busca durabilidade e elegância.

Pergolado de Madeira Parajú

Mas a madeira de paraju pode ser molhada?

Não é adequado que nenhum móvel feito de madeira fique molhado por muito tempo e é por isso que hoje temos tecnologias de acabamento para prevenir.

Como dito dois tópicos anteriores a este, a madeira paraju pode receber diferentes formas de acabamento.

Sendo a mais adequada para evitar com que a madeira sofra danos derivados da exposição à chuva e também ao sol: o verniz.

De fato, alguns móveis já são entregues com o acabamento devido, mas caso queira adquirir um produto mais bruto ou até mesmo construir um móvel de madeira paraju, basta dar o acabamento em verniz após a lixação.

Qual forma de madeira paraju escolher?

  • Madeira paraju Bruta: Assim como o próprio nome já diz, a madeira paraju bruta é aquela que é adquirida e implementada a uma construção sem mais processos de embelezamento.

Isso porque, a madeira bruta é utilizada na maioria das vezes em partes da estrutura que não ficarão visíveis.

Todavia, caso opte por esculpir e construir sua própria mobília, talvez queira dar preferência para a madeira paraju bruta.

Mas vale o aviso de que, por ser uma madeira bastante resistente, o processo de manipulação dela é complicado comparado ao de outros tipos de madeira.

Além disso, para perfurar a madeira paraju é necessário ter um certo cuidado. Por possuir pequenas fissuras e rachaduras em seu corpo, a madeira paraju pode acabar rachando.

Para que isso não aconteça, faça um furo na madeira antes de aparafusar, para que o parafuso tenha onde se “acoplar”, minimizando assim o risco de quebra da madeira.

  • Madeira Paraju Aparelhada: Como dito a respeito do visual atrativo da madeira paraju, a madeira aparelhada faz menção a esse tópico.

Isso porque ao optar por adquirir a madeira paraju aparelhada solicitará para que o material fique visivelmente aparente.

Para comprar a madeira paraju aparelhada é preciso pagar um valor a mais, afinal, a madeira não será mais bruta e sim lapidada.

É nessa opção de escolha que você poderá discutir quais formatos de madeira deseja que fiquem aparentes em seu teto.

Assim sendo, a madeira aparelhada faz mais referência à parte interior da residência ou estabelecimento do que à parte da estrutura exterior.

Medidas de Madeira paraju

  • A madeira paraju 8×8 usada para o caibro é parte essencial para a montagem dos telhados. É localizado abaixo das ripas e acima das terças. Atua no sentido longitudinal da queda d’água.

 

  • Madeira paraju 10×5 é tipicamente usada para vigas. As vigas são usadas para sustentação de lajes e paredes, conduzindo o peso de ambas para os pilares de estrutura. Porém, as vigas podem ser utilizadas como paredes autoportantes, ou seja, podem servir como estrutura principal.

Escada em Madeira Parajú

Valores da Madeira Paraju

Existem variados valores e medidas no mercado, aqui estão alguns dos mais procurados.

Em algumas regiões brasileiras, a madeira paraju também pode ser encontrada à venda com o nome de Maçaranduba.

  • Coluna 14×14 Paraju (Maçaranduba): Colunas em Paraju 14x14cm (sua medida bruta) aparelhado sua medida diminui +ou- 0,50 a 1 cm, em média.

Valor: R$168,00 reais

  • Viga 9×6 Paraju Aparelhado: Vigas em Paraju 10x6cm (sua medida bruta) aparelhado sua medida diminui +ou- 0,50 a 1 cm, em média.

Valor: R$46,15 reais

  • Viga 9×6 Paraju: Vigas em Paraju 10x6cm (sua medida bruta, pode haver uma variação de 10% para cima ou para baixo) aparelhado sua medida diminui +ou- 0,50 a 2 cm, em média.

Valor: R$35,50

  • Viga 18×6 Paraju (Maçaranduba) Aparelhado: As peças com 6,00 e acima, tem acréscimo de 10%.

Valor: R$118,00 reais

  • Caibros 6×3 Paraju (Macaranduba) Bruto: Caibros 6×3 cm em paraju (sua medida bruta) aparelhado sua medida diminui +ou- 0,50 a 1 cm, em média.

Valor: R$14,80 reais

Esses valores foram baseados em um apanhado geral de sites de obras. Entretanto eles podem variar para mais ou para menos.

Lembrando que, esses valores foram colocados aqui para reforçar e dar exemplos da variação de preços entre a madeira paraju aparelhada e a madeira paraju bruta.

A escolha de qual tipo de madeira comprar é individual e deve ser baseada em algumas constatações simples. Comece a se questionar sobre onde usaria a madeira paraju.

Está em busca de algo com acabamento? Deseja vigas ou colunas mais curtas para dar apoio e sustentação na estrutura? Ou o que busca é algo para embelezar a sua residência, escritório ou estabelecimento por dentro?

Lembre-se que sendo bruta ou aparelhada, a qualidade da madeira paraju não é alterada. O que poderá interferir na qualidade é a sua escolha de local de compra.

E é por isso que você saberá seguir onde adquirir a sua madeira paraju!Pergolado de Madeira Paraju

Onde comprar Madeira paraju

Assim como no caso das outras madeiras, com a madeira paraju não seria diferente.

É muito importante escolher um fornecedor confiável na hora de adquirir produtos de construção.

Dessa forma, opte por casas de construção e fornecimento de madeiras. Esses estabelecimentos saberão lhe informar medidas, valores exatos e qual a melhor opção para você utilizar.

Mas antes de procurar, tenha em mente qual o formato de madeira paraju você busca. Aparelhado ou bruto?

Após isso, leve as medidas e avalie junto ao vendedor ou fornecedor as melhores opções.

Lembrando que, sempre é recomendado a pesquisa de mercado. Avalie tanto a qualidade da madeira como também o valor que precisará ser investido. Pensando sempre nos prós e contras de sua escolha.

Embora a madeira bruta seja a mais barata, será que é a melhor opção para a sua residência?

Deve-se ter em mente os gastos posteriores em relação ao acabamento que a madeira paraju pode precisar. Como o lustro e o uso de verniz, por exemplo.

Mas não se preocupe, agora que você conhece tudo sobre a madeira paraju, pode fazer sua escolha sem medo apostando tanto em estrutura como em mobília para harmonizar os ambientes de sua residência.

A procura de diferentes tipos de madeira para usar na decoração de sua casa ou apartamento? Que tal conhecer um pouco mais sobre os principais tipos de madeira redonda e em quais mobílias elas são usadas com maior frequência?

Mas não se preocupe. Nós também somos conscientes e por isso os tipos de madeira que veremos a seguir possuem uma boa taxa de reflorestamento além de serem comercializados em preços acessíveis!

E então? Preparados para conhecer algumas das principais alternativas de tipos de madeira redonda? Fique de olho neste artigo e descubra mais!

O que é uma Madeira redonda?

A madeira redonda é uma forma próxima da madeira bruta disponível para venda. Ela é usada especialmente na fabricação de mesas, mas pode ser utilizada em alguns outros adornos decorativos e industriais.

Existem variações da madeira redonda que você precisa conhecer e duas das principais delas serão expostas neste artigo.

Você deve estar se questionando sobre o porquê desses dois tipos, especificamente foram os escolhidos, certo?

Basicamente, a madeira redonda Pinus e a madeira redonda MDF possuem modos de uso em comum. Mas além disso elas são semelhantes em sua versatilidade e por fazerem parte de um mercado de consumo consciente.

Ambas as madeiras expostas aqui são ecologicamente corretas e possuem um valor acessível quando comparadas a outras madeiras redondas.

Madeira redonda Pinus

A madeira redonda Pinus, também chamada pelos que conhecem de Pinus Elliottii, Madeira de Pinheiro ou mesmo Madeira de Pinheiro-Americano é uma das matérias-primas da indústria de construção e móveis de alta qualidade.

Ideal para diferentes trabalhos e de fácil manuseio, a Pinus possui uma tonalidade clara e sua cor pode ser comparada com o marfim. O que a torna muito apreciada em grandes trabalhos de design de interiores.

Além disso, a madeira redonda Pinus possui uma alta taxa de reflorestamento no Brasil. Seu crescimento também é ponto alto já que a madeira Pinus atinge o tamanho adequado para uso, em pouco tempo.

Mas se engana quem pensa que a madeira redonda Pinus sempre foi uma queridinha dos designers! Por possuir cor clara, a madeira atraía a atenção de cupins, o que acabava por diminuir o tempo de “vida” do móvel.

Entretanto, com o avanço da tecnologia foi possível oferecer aos clientes uma Pinus de alta qualidade e tratada contra cupins.

Esse avanço fez com que a Pinus tivesse a sua inclusão no mercado mobiliário alavancada. Afinal, a madeira já possuía um design atrativo e o que a impedia de ganhar maior espaço no mercado era apenas o detalhe de infestação.

Design de madeira Pinus

A respeito do design, o tom claro confere aos móveis de madeira redonda Pinus um ar mais aconchegante e moderno.

Mas não se limite! Caso aprecie um ambiente mais próximo do contemporâneo, busque combinar os móveis feitos de madeira Pinus com elementos de aço ou de madeira mais escura e envernizada para equilíbrio e contraste.

Alguns ambientes ideais para utilizar móveis em madeira Pinus:

Algo mais rústico? Que tal uma sala de estar com este aspecto?

O segredo da escolha está no equilíbrio! Escolha um dos móveis em sua sala de estar para ser confeccionado com a madeira redonda Pinus.

Dê preferência para uma mesa de centro, por exemplo. Algo que chamará a atenção na casa em meio aos outros tons.

E aposte em adereços decorativos com cores fortes como: velas aromáticas e arranjos de flores.

Buscando por algo mais moderno? Foque em ambientes mais sérios como o escritório ou a sala de jantar, por exemplo.

Há algo mais bonito que uma mesa de jantar feita com madeira redonda Pinus?

A cor clara dá um ar leve e descontraído para um ambiente sério e se torna ainda mais destacada quando combinada com outros elementos.

Tente usar um centro de mesa de jantar em tom mais escuro para se destacar em relação à mesa. Pratos ou um bom jogo americano tornarão sua mesa de jantar ainda mais moderna.

Além da sala de jantar. O escritório é um bom ambiente para se apostar em uma mesa ou prateleira confeccionada com madeira Pinus.

O branco em contraste com o preto ou tons azuis mais escuros nunca sai de moda. No caso de escritórios, transmite certa seriedade em equilíbrio com a tranquilidade que o branco difunde.

E se apostar em um visual com ar de verão?

O branco é uma cor leve e simboliza a pureza e leveza. É ideal para equilibrar ambientes fechados, isso é fato. Mas nos ambientes mais abertos como varandas e quintais a aposta é certa.

Além de serem ambientes com maior propensão de decoração em móveis brancos. As áreas abertas recebem maior incidência de luz que se reflete ainda mais na mobília branca.

Uma boa mesa de madeira redonda Pinus trará um ar tropical para sua residência.

Aliás, que tal equilibrar o branco com algumas plantas e flores? Pode confiar, não tem erro quando se aposta na madeira branca. O destaque que ela traz aos ambientes torna tudo mais convidativo e, o melhor, de maneira sutil!

Madeira redonda MDF

A madeira redonda MDF (Medium Density Fiberboard), possui esse nome por ser uma madeira com Fibras de Média Intensidade, ou seja, não possui camadas como o modelo MDP.

A MDF é resultado da junção de fibras de madeira com resina sintética o que faz com que seja um material uniforme que permite o fácil manuseio e possibilita facilidade na pintura, no envernizamento e na colagem de lâminas.

Algumas características da madeira redonda MDF são:

  • Seu material sustentável e ecológico
  • Pode ser resistente à água no caso da MDF Ultra Premium.
  • Permite a aplicação de todos os tipos de revestimento
  • Não sofre com variação de temperatura
  • Possui durabilidade similar à da madeira maciça
  • Tem suporte a trabalhos de usinagem e possibilita cortes feitos em diferentes sentidos.

Entretanto, a madeira MDF é mais pesada e suporta menos peso. Devido ao seu visual mais refinado seu uso é adequado para acabamento de cozinhas, guarda-roupas, berços, mesas de cabeceira e móveis com design minimalista.

Por ser um material bastante versátil, a madeira MDF possui outras aplicações bastante comuns como:

  • Confecção de portas
  • Batentes
  • Estantes

Além disso, o MDF não apenas é comercializado em peças como também em folhas. O que torna possível sua transformação e pintura em casa, dessa forma cada peça pode ter um jeitinho pessoal aplicado a ela.

As folhas vendidas podem ser transformadas em quadros, vasos, bancos e de maneira artesanal!

Madeira redonda na Decoração

A madeira redonda remete à uma decoração mais rústica. Mas se engana quem pensa que o rústico é algo fora de moda!

Bastante em alta tanto na mobília, como em pisos e revestimento de paredes, a madeira redonda pode transmitir diferentes estilos. Desde algo mais vintage até algo mais moderno e minimalista.

As ideias para implementar a madeira redonda na decoração da sua residência são bastante variadas. Afinal, a madeira é capaz de tornar um ambiente mais acolhedor, com um visual mais bonito e que difere do comum.

Seja criativo e lembre-se que o segredo para um bom design de interiores é o equilíbrio.

Busque intercalar diferentes estilos para encontrar um bom contraste entre a decoração de madeira redonda e os demais.

Madeira redonda Para Mesa

A mesa, arrisco dizer, é uma das mobílias mais importantes dentro de um lar. Até porque, é nela que fazemos nossas principais refeições ou até mesmo reuniões entre amigos e/ou familiares.

Por esse motivo, a escolha de uma boa mesa é de extrema relevância, pois além da atenção ao design, é preciso ter atenção em relação à qualidade e durabilidade da peça.

Afinal, móveis são investimentos e mesmo que se configurem por vezes como meramente decorativos, não é o caso de uma mesa de jantar, por exemplo.

Mas afinal, por que investir em uma mesa de madeira redonda? Como fazer a escolha certa na busca por móveis novos e renovação do estilo de ambiente em sua casa?

A mesa de madeira redonda é um clássico!

Quem nunca ouviu falar que apostar em um clássico não tem chance de erro, não é mesmo? E com a mesa de madeira redonda essa recíproca é verdadeira!

Seja para criar um ambiente mais rústico ou para usar em um estilo mais moderno, a mesa de madeira redonda tem um ar atemporal e o que irá determinar qual o estilo, será a utilização de outros adornos na decoração.

Versatilidade é um dos seus pontos altos!

Não pense que por ser uma mesa de madeira redonda o visual será monótono sem novas possibilidades decorativas.

A mesa de madeira pode ser implementada com cadeiras de diferentes materiais e formatos, desde as clássicas até as mais modernas do tipo patchwork e as cadeiras com estofados de couro.

Além disso, o caimento das toalhas de mesa é um diferencial e você pode combiná-lo com centros de mesa para um maior destaque.

Vale frisar o fato de que as mesas de madeira redonda tendem a estimular maior interação entre os que a rodeiam. Afinal, todos conseguem interagir entre si em uma mesa de formato circular.

Onde comprar Madeira redonda?

A madeira redonda pode ser encontrada em lojas de materiais de construção, lojas de madeira e de design de interiores.

Com o avanço das vendas pela internet é possível encontrar à venda madeiras em sites de venda comuns.

Porém, não é recomendada a compra caso você necessite de maiores informações a respeito do fornecedor e do plantio das árvores de onde foram retiradas as madeiras.

O local ideal para a compra da madeira redonda irá depender de para que você deseja usá-la.

Caso a madeira redonda seja desejada para uso em construção industrial, o local mais adequado para sua compra é em uma loja de construção ou uma loja de madeiras onde será orientado a respeito da melhor opção.

No caso da madeira redonda para uso em mobília e design de interiores, o correto é buscar por lojas de interiores ou de móveis planejados.

Lembre-se de que os locais para comprar madeira redonda podem variar. Afinal, ambos os tipos de madeira expostos aqui têm diferentes formas de uso e sua montagem e tratamento exigem habilidades profissionais.

Madeira ecológica é aquela oriunda de reflorestamento e de práticas sustentáveis. Pode ser aplicada em várias estruturas e até mesmo em decks, dependendo da intenção.

As madeiras mais utilizadas são o eucalipto e o pinus porque se tratadas oferecem grande durabilidade e menor manutenção. Existem vários tipos de madeira ecológica: Plástica, WPC e PVC.

A Plástica é mais industrializada vinda do aproveitamento de resíduos plásticos e fibras, como a casca de arroz, é usada mais nos pisos que sofrem mais com variações do tempo.

Os decks oferecem um mínimo de manutenção. A WPC é também industrializada e surge do aproveitamento de pó de serradeira, principalmente da indústria de móveis.

Também é usado o polietileno vindo dos plásticos tais como embalagens de fraldas, sacolinhas de supermercados, farmácias, comércio em geral, ou seja,aqueles mais utilizados no nosso dia-a-dia.

A madeira plástica sintética é produzida pelo processo de lixo reciclável de forma sustentável, sendo muito mais resistente, correta e prática.

Este tipo de madeira ajuda a respeitar a natureza, protegendo o meio ambiente e evitando que as florestas sejam desmatadas, sendo assim uma solução totalmente ecológica. A intenção é que seja uma alternativa para muitos fins.

Como ser utilizado em bancos de jardins e praças, cadeiras, decks de piscinas, suportes  e pisos, cachepots, haste para guarda-sol, enfim para tudo o que for usado principalmente ao ar livre, mas que aparentam a madeira natural.

Esse tipo de madeira é uma alternativa para que não haja o desmatamento de florestas tão exploradas nos últimos tempos.

O meio ambiente também é protegido, pois, com a transformação do lixo reciclado ele se torna menos poluído.

Portanto, a natureza recebe menos impacto destrutivo causado pela maioria dos homens.

Como utilizar a madeira ecológica?

A madeira plástica pode ser usada em diversas ocasiões tanto em reforma como em decorações.

As reformas podem ser utilizadas em estruturas que se desgastaram com a ação do tempo.

São muito úteis em bancos de jardins, floreiras, cachepots, normalmente se encontram em volta das piscinas.

Os próprios decks podem ser tanto usados nas piscinas como também em áreas abertas de jardins.

A madeira ecológica está sendo bem utilizada nos projetos de arquitetura por ser um produto flexível e versátil, aparentando a madeira natural porém requerendo menos cuidados.

Ela é usada para várias finalidades, as mesmas que podiam ser feitas com a madeira natural, sendo assim pode ser utilizada em revestimentos tanto internos como externos.

Pode servir para revestir paredes e pisos, na produção de móveis e para decoração.

Nesta podem ser feitas tampas para pias, painéis para as paredes, enormes cachepots que podem ser encontrados decorando corredores de shoppings, prateleiras e estantes, revestimento de paredes

Peças de designers também podem ser feitas com esse tipo de madeira, além de cercas, telhados, portas e janelas até casas construídas com madeira como casas de campo entre outras.

Vantagens da madeira ecológica:

●      A madeira ecológica além de possibilitar a criação de novos empregos pelos centros de reciclagem, por reutilizar várias matérias-primas, ainda impede que resíduos plásticos sejam jogados fora.

●      Dessa forma, não poluem tanto o meio ambiente e a proliferação de Carbono (CO2).

●      Evita que água limpa seja desperdiçada uma vez que toda água envolvida no seu processo, seja totalmente reutilizada.

●      Sua aplicação é mais rápida e fácil uma vez que é um material mais leve, facilitando seu manuseio e podendo ser empilhada e assim, não soltando farpas.

●      Quanto à cor, pode facilmente ser alcançada pela pintura manual ou uso de pigmentos da cor natural da madeira.

●      Ela é impermeável. Como é mais resistente à variação do tempo, não aparecerão rachaduras.

●      Não precisa ser envernizada, pois, não enferrujam já que não absorvem unidades.

●      Não necessitam de aplicações de produtos contra cupins ou fungos, pois é um material muito resistente a eles.

●      Pode oferecer efeito térmico e colocando camadas a mais servem para gerar uma boa acústica.

●      Não sofre ressecamento com o passar do tempo, não empena, nem se deteriora, pois não envelhece.

●      Quanto a sua durabilidade, pode ultrapassar 50 anos.

●      A sua manutenção é fácil, pois não precisa ser contínua.

●      Sua limpeza é bem simples, usando-se apenas água e sabão.

●      Instalação semelhante a das madeiras naturais, utilizando pregos, parafuso e furadeira.

●      Oferece muita resistência e facilita a mão-de-obra.

●      A principal vantagem é auxiliar a evitar o desmatamento de árvores nativas principalmente brasileiras.

●      Reaproveitar materiais descartados na natureza que levariam muito mais tempo para se decomporem.

Desvantagens de uma madeira ecológica.

Não existem muitas desvantagens. Em primeiro lugar, na hora de comprar o preço pode até estar mais alto, porém, a longo prazo, acaba compensando por sua manutenção ser mais baixa.

A madeira natural contém ranhuras e deformações próprias desse tipo de madeira. Na madeira plástica isso não é possível de ser encontrado.

A madeira plástica só é utilizada em pequenas estruturas, desse modo, não pode ser aplicada em estruturas maiores como prédios, por exemplo.

Por ser lisa e escorregadia se recomenda que haja mais cuidado em projetos que sejam feitos em áreas externas.

Esse tipo de madeira já é cortada previamente dificultando os menores cortes, porém nada que não possa ser resolvido. Só acarreta mais trabalho na pessoa que for aplicar.

Dependendo do ajuste será preciso fazer alguns cortes para se ter a medida correta, o que na madeira plástica essa correção não será possível atrasando a obra.

Para o cliente que desejar encontrar as tonalidades e texturas idênticas a madeira natural será praticamente impossível.

A madeira plástica por depender de coleta e tecnologia para ser feita, o seu custo passa a ser elevado.

Devido ter pouca resistência e compressão não pode ser utilizada em construção pesada e uso de vigas. Não pode ser usada em coberturas.

Madeira ecológica para decks.

Deck ecológico é constituído de aparências e mecanismos semelhantes à madeira convencional e benefícios do plástico. Conhecido como deck plástico.

Tem todos os benefícios da madeira natural pois é possível cortar, serrar, parafusar ou pregar.

Para se utilizar em decks, essas madeiras devem ser feitas com encaixes laterais, permitindo que os parafusos que foram fixados não fiquem à vista, tendo assim melhor estética e também segurança.

Existe o modelo palanque cujos cantos são arredondados, podem ser usados na aplicação, acabamento e estrutura, barroteamento para deck.

Há os que precisam de mão-de-obra na sua montagem. Para esse tipo as lojas oferecem o planejamento e instalação. São mais demorados na sua confecção,

Existem os módulos que são construídos por peças que se encaixam umas nas outras de modo perfeito.

A linha de decks ecológicos é formada por madeira plástica manipulada, sendo que necessitam de um planejamento, como medidas e mais assistência para a sua construção.

Possui diversas escolhas de cores, medidas e texturas. Pode ser madeira plástica maciça, muito parecida com a natural, tendo várias opções de acabamento e fixação por ser maciça.

Há ainda o deck modular que é de fácil limpeza, podendo haver trocas de peças permitindo fazer mudanças. Sua instalação é mais econômica pois pode ser feita pelo próprio consumidor.

Ele é permeável por possuir hastes por onde a água pode ser escoada. Não empena, não racha e não solta farpas. Além de imune às pragas, fungos,cupins e mofo.

São encontrados em vários modelos, medidas e cores. São muito resistentes ao tempo e podem ser colocados por cima de pisos já existentes.

Resistentes também ao tráfego, são removíveis podendo ser usados em casas alugadas pois podem facilmente serem transportados para outros lugares.

Madeira Ecológica para fachada.

A madeira plástica está tendo mais procura para instalação em residências e comércios, possibilitando um menor custo com a manutenção.

Valorizam a aparência, pois suas cores são vibrantes com um brilho no acabamento.

As empresas que querem padronizar as suas fachadas buscam cada vez mais esse tipo de revestimento.

Trazem menos problemas na sua manutenção por serem mais resistentes ao sol, chuvas e outras ações do tempo devido terem uma camada de produtos garantindo a durabilidade.

Possuem réguas com cores, texturas, espessuras e tamanhos variados. Os tamanhos podem ser adquiridos nessas réguas sem precisar encomendar por serem personalizados.

A fixação é muito simples, pois é feita utilizando-se parafusos, pinador ou rebite.

A mais usada é encapsulada apresentando vários tamanhos, formatos, texturas e cores. Trazem também um aspecto de sofisticação.

A sua fixação é feita por parafusos, podendo-se optar por deixá-las ou não aparentes.

Pode ser fixado ainda por baixo quando for possível ou utilizar tapa furos plásticos, quer dizer que, esses parafusos podem ser cobertos com essas peças.

Onde comprar madeiras ecológicas?

Há muitos aspectos a serem considerados. Um deles é o que se refere à parte artesanal e exclusividade. A matéria-prima que será usada na confecção para diferentes fins.

Outro fator a ser levado em consideração é a qualidade do material que é usado na composição dessa madeira para que realmente atenda a todas as finalidades a que ela se propõe.

Esta madeira ecológica ou plástica poderá ser encontrada em fornecedores especializados na venda de madeiras. Nas principais lojas do ramo onde são vendidos vários artigos para construção.

São encontradas principalmente nas principais cidades do país onde essas lojas tenham filiais ou mesmo se informem se existem as locais.

Na capital e na Grande São Paulo, por exemplo, essa madeira pode ser facilmente encontrada.

Considerações finais sobre madeira ecológica.

Esse tipo de madeira é bem procurado por sua manutenção ser fácil, por ser durável e, principalmente, por não agredir ao meio ambiente.

São muito maiores os números de vantagens do que desvantagens para se utilizar esse tipo de madeira.

Além de resistente à pragas, incluindo cupins, ainda podem fazer parte de várias construções leves.

Todos os materiais podem ter muito estilo, pois apresentam variadas cores, texturas, espessuras, tamanhos, além de brilho no acabamento.

A durabilidade e resistência a ações do tempo é um fator a ser considerado.

A limpeza também é bem facilitada, pois basta ter água e sabão.

Quanto às desvantagens apenas não podem ser usadas em grandes obras e o custo pode ser um pouco maior porém a longo prazo, por não ter desgaste essa diferença fica praticamente nula.

Pode ser usada em decks, fachadas, peças artesanais, móveis, porém não é recomendável que seja usada para fazer vigas.

A madeira ecológica pode ser encontrada facilmente nas grandes e pequenas lojas de construção e em sites como mercado livre, por exemplo.

A madeira aparelhada é aquela serrada através de uma máquina chamada galopa, que tem como objetivo retirar todas as rebarbas, melhorando sua superfície.

Depois disso, deve ser lixada para que se torne lisa e fina para ter um acabamento melhor, com a finalidade de ser valorizada no mercado.

Dependendo de para qual uso será utilizada a madeira pode ser não aparelhada, nesse caso servirá em lugares em que ela não esteja aparente, por exemplo, em telhado.

São encontradas no comércio madeireiro, mas o consumidor precisa ficar atento onde oferecem qualidade e garantia.

São vendidos sem acabamento nenhum, isto é, na sua forma bruta.

Deve-se lembrar de que as madeiras aparelhadas só podem ser usadas em áreas expostas como coberturas de lavanderias, garagens, áreas de serviços, por exemplo.

Também podem ser usadas em telhados, porém considerando o tipo de cobertura a ser utilizada. Se for aparente pode usar a aparelhada, porém se for embutida poderá ser com madeira bruta.

Nas tábuas de madeira aparelhada a coloração deverá ser feita por um profissional qualificado para evitar danos nas peças.

Como aparelhar madeira?

Madeiras aparelhadas podem ser chamadas de madeiras aplainadas. É uma madeira dura que resiste ao tempo e aos ataques de cupins e fungos.

Elas recebem um processo chamado aplainagem, ou seja, suas superfícies ficam planas e sem farpas.

Essas superfícies estão preparadas para receberem tintas e verniz.

É usada principalmente para prateleiras, móveis, decks, vigas de madeira para construções e podem ser usadas também em telhados.

É perfeita para quem usa um ótimo acabamento por ser serrada na máquina galopa, que a deixa bem lisa e pronta para ganhar acabamento atendendo as exigências de um designer.

Pode ser usada também a madeira bruta para confeccionar prateleiras. Essas serão por um custo bem mais baixo, porém contendo imperfeições próprias das madeiras.

É ótimo para prateleiras utilizadas em construções para guardar ferramentas entre outras coisas.

Na construção de móveis, ela é ideal por ser uma solução sustentável, com muita durabilidade e um ótimo custo-benefício em longo prazo.

As vigas de madeira aparelhada possuem uma superfície lisa devido ao acabamento dado a ela.

Esse tipo de madeira utilizada para a construção tem um papel importante uma vez que servirá de sustentação de componentes.

A ripa de madeira aparelhada obtém um resultado estético porque é usada para a criação de estruturas que suportarão outros materiais que serão expostos ao público.

A base de sustentação do telhado utiliza essa madeira em quiosques de praia ou varandas entrelaçando-as.

Por possuir ótima resistência, um bom visual é usado em decks de piscinas.

Podem receber um tratamento com um produto chamado CCA, que contribui para que suas fibras não se separem, funcionam também como inseticidas e fungicidas.

A madeira de demolição também pode ser aparelhada tendo uma imensa utilização.

Outra utilização de madeiras aparelhadas é em pergolados que precisam ter um acabamento perfeito pois ficam expostos para valorizar sua aparência.

Essas madeiras para pergolados podem ser encontradas em fornecedores que garantam a procedência de áreas reflorestadas.

Essas instalações só podem ser feitas por profissionais experientes que forneçam vernizes de qualidade.

Essas madeiras são indicadas para construção de móveis, porque a madeira empregada tem que possuir uma excelente superfície para que não interfira na qualidade do móvel.

Os tipos de madeiras mais usados são:

  • Ipê,
  • Pinus,
  • Itaúba,
  • Angelim,
  • cupiúba,

O fabricante precisa garantir a proteção contra umidade e cupins.

Na aplicação dessas madeiras, o profissional precisa ter cuidado para não manchar a superfície, nem riscar o acabamento, para não danificar as peças.

Na hora de fazer uma reforma e levantar os custos dos materiais de construção, seja online ou presencial, é normal que surjam dúvidas e isso pode gerar muitas complicações futuras.

Para que isto não ocorra é preciso contratar um profissional para fazer as medições certas e assim ter uma base do que pode ser feito.

Uma das complicações pode ser a escolha do tipo de madeira. Cada lugar da construção ou reforma da casa requer uma atenção exclusiva e dedicada.

Isto quer dizer que é preciso conhecer os materiais que podem ser usados nos ambientes internos e os que devem ser utilizados nos ambientes externos. É nesse ponto que a madeira aparelhada faz o seu papal.

Cada espaço precisa de um tratamento adequado de acordo com a planta ou o projeto.

Isto também vale para as madeiras que são divididas em dois tipos:

  • a madeira comum, que não recebe tratamento nenhum, apresentada na sua forma rústica,
  • a madeira aparelhada que recebe acabamentos internos e externos, sendo necessário o uso de verniz. Indicada também onde o acabamento será feito na própria madeira.

Detalhes sobre uma madeira aparelhada.

A madeira aparelhada já vem com um acabamento feito na madeireira. Por isso a escolha deve ser feita de acordo com o projeto planejado. Isto facilitará na escolha da madeira ideal.

Sempre lembrando que essa madeira já vem lixada e corrigida, devendo ser usada em ambientes que requerem mais delicadeza.

Já a madeira comum ou bruta deverá ir para lugares em que não fique exposta, assim, por exemplo, abaixo do telhado.

Este tipo de madeira não recebe nenhum acabamento, pois não é preciso uma vez que ficará escondido, ou seja, todas as imperfeições, buracos e farpas estarão lá, mas não serão visíveis.

Onde usam a madeira aparelhada?

A madeira aparelhada pode ser usada em vários lugares, Vai depender do planejamento do arquiteto ou onde a pessoa usar sua criatividade podendo ser em garagem, áreas abertas, quiosques, áreas de lazer,

Podem ser usadas em qualquer lugar onde essa madeira possa ser apreciada por sua beleza e sofisticação.

A escolha da madeira também deverá ser de acordo com as condições financeiras, mas não abrindo mão do bom visual.

Uma maneira de poder aplicar madeira que tenham mais visuais é economizando nos lugares em que se possa usar a madeira comum ou bruta, por isso deve haver um bom planejamento.

A matéria bruta ou não aparelhada pode ser utilizada, como já foi dito, nas construções de vários tipos de peças feitas com essa madeira.

Podem ser caibros que são retangulares usados principalmente em estruturas de telhados ficando abaixo de ripas.

Vigas e vigotas também são retangulares e usadas na construção de telhados, elas que suportam o peso dos telhados.

Ripas e ripões são colocados acima do caibro e suportam as telhas. São peças com o mesmo formato das anteriores e são para estruturas de telhados também.

Antes de existir o concreto esse tipo de madeira era usada em construção pesada como pontes, nos dormentes e escoras de estradas e ferrovias entre outras mais.

Hoje é utilizado para vários estágios de uma construção, servindo como formas de concreto, escoras de lajes e estruturas de telhados.

Vantagens das madeiras aparelhadas

Uma das maiores vantagens é a beleza e o acabamento final, podendo ser utilizadas em áreas onde fiquem expostas.

São usadas também em decoração, indústria moveleira e construções.

Não apresentam mais farpas, sendo lisas, podendo ser usadas sem preocupações.

Podem ser usadas em garagens, telhado de varanda, obras abertas, quiosques, áreas de festas ou lazer.

Outra vantagem é que pode ser escolhido um tipo de madeira que mais lhe agrade para se tornar aparelhado.

 Madeira aparelhada para telhado.

As madeiras para serem usadas em estruturas aparentes deverão ser aparelhadas, por isso elas têm um acréscimo no preço em relação às brutas.

A maior parte dos clientes tem preferência pela madeira aparelhada por acharem que o telhado ficará sem imperfeição.

O tipo de telhado é que determina o tipo de madeira a ser utilizada.

As telhas de concreto são mais pesadas do que as de fibrocimento. Então se forem usar telhas de concreto a estrutura terá que ser mais resistente precisando de peças de madeiras maiores e mais pesadas.

O envernizamento do telhado quando a madeira ficar aparente não é obrigatório, mas profissionais de construção indicam essa opção para que a madeira fique mais bonita.

Onde comprar madeira aparelhada?

Para a compra de madeiras atualmente é obrigatório que os comerciantes de madeiras apresentem o certificado de procedência da madeira por causa das questões ambientais.

Se o consumidor comprar madeira ilegal estará cometendo um crime.

É prudente então exigir documentos provando que as exigências foram cumpridas.

Baseada na sua origem a madeira bruta usada na construção recebe duas classificações: As madeiras legalizadas e as certificadas.

As madeiras legalizadas são retiradas das matas, mas autorizadas pelos órgãos ambientais.

A madeira certificada é a que recebe um certificado de inspeção de que a mesma não causou nenhum imposto ambiental, podendo ser até rastreada.

Os tipos de madeiras encontradas numa construção vai depender do preço.

Existe a maçaranduba, uma das utilizadas pela sua resistência a cupins e por serem fortes. Pode ser confundida com a Paraju, porém essa possui uma cor mais avermelhada.

Em caso de dúvida na hora da compra é bom pedir ajuda a um profissional, como engenheiro ou arquiteto.

Existem ainda outras opções: a Garapeira e a Guajará.

A Garapeira é utilizada para ficar aparente como em varandas e garagens. Mas neste caso tem que ser madeira aparelhada.

O Guajará é indicado para telhados mais leves.

Na compra devem ser evitadas as peças muito sujas, empenadas, ou seja, que apresentem muitos defeitos, pois mesmo a madeira bruta sem condições normais podem causar problemas quando forem utilizadas.

Podem ser encontradas com comerciantes que vendem este tipo de madeira, em sites como mercado livre e OLX devem ser encontradas também, quando já forem aparelhadas, claro.

Madeiras aparelhadas, considerações finais.

Madeiras aparelhadas são aquelas cortadas na galopa. Podendo receber verniz e tintas para um melhor acabamento.

As brutas são mais baratas, porém podem ter farpas e imperfeições.

Quando não estiverem aparentes podem ser usadas, as brutas, mas quando forem usadas em áreas que ficam expostas, o ideal é usar aparelhada por seu melhor acabamento.

É possível comprá-las de acordo com o planejamento do que se quer construir. Podem ser usadas para telhados, pois são resistentes ao tempo e a pragas como cupins e fungos.

Existem compradores que preferem usar as madeiras aparelhadas também para construção de telhados, mas os profissionais como engenheiros e arquitetos não recomendam.

O preço nesse caso vai ser alterado, pois a madeira aparelhada tem um custo maior, influenciando no orçamento planejado para o projeto.

A madeira aparelhada tem muito valor por proporcionar beleza e sofisticação ao ambiente em que for utilizada.

A madeira balsa é um material muito conhecido principalmente por ser leve e possuir uma baixa densidade, o que faz com que ela seja mais fácil para se trabalhar.

Mas, é preciso lembrar que as suas principais propriedades podem variar de acordo com o seu corte. Isto mostra que a sua estrutura pode ser ainda mais versátil, atuando em diferentes formas.

Para saber mais sobre os detalhes da madeira balsa, continue lendo a seguir e entenda quais são as principais curiosidades sobre esta madeira e conheça as suas características mais importantes.

O que é madeira balsa?

A madeira balsa é considerada um dos materiais mais versáteis e seu uso pode aparecer em diferentes tipos de produções.

Mas, antes de consumir este tipo de madeira, é preciso conhecer suas origens. O nome da árvore de balsa, que origina este tipo de madeira, é Ochroma pyramidale e, ela pertence à espécie Ochroma, da família das malvas.

Esta árvore é típica da América Central e da América do Sul, presente ainda no México, em algumas regiões do Sul da Flórida e até mesmo na Ásia, onde passou a ser cultivada.

Para as pessoas que se interessam por este tipo de material e desejam comprar a madeira de balsa, é possível encontrar em lojas presentes no Equador ou dos Andes, onde existem florestas de balsas ou suas plantações específicas para o comércio deste tipo de madeira.

É preciso levar em conta que a madeira de balsa é típica de regiões tropicais e as suas principais características são as suas folhas decíduas e sua grande coroa formada por suas folhagens.

Como a madeira de balsa é produzida?

A madeira de balsa é um dos tipos mais encontrados na importação, principalmente nos Andes equatorianos. Isto porque, nestas regiões, são encontradas plantações de árvores que chegam a 1000 metros.

Esta árvore é conhecida principalmente por seu crescimento rápido, que faz com que prontamente a sua estrutura alcance um grande diâmetro e altura.

Normalmente, para a comercialização deste tipo de madeira, as árvores chegam até sete anos e, para que seu envio seja possível, a árvore é serrada ou cortada em algumas outras.

Tudo poderá depender da forma com que a sua madeira será aplicada, podendo servir para confecção de cabos de vassouras, tábuas, molduras e outros itens que irão determinar o seu processo de corte.

O primeiro passo para o seu preparo é cerrar os troncos em escantilhões de formato quadrado. Depois deste processo, é comum que a madeira seja lixada e aplainada por algumas máquinas específicas para esta ação.

E, para que os compensados sejam feitos, é preciso que os troncos estejam descascados e serrados no formato de chapas muito finas. Estas chapas são coladas com adesivos e prensadas em um processo que eleva a sua temperatura em altos níveis.

Qual a densidade dessa madeira?

A madeira balsa é um tipo de material que possui uma densidade mais baixa, principalmente em comparação aos outros tipos de madeiras, podendo chegar a 40 a 340 kg por metros cúbicos.

Mas, apesar disso, os valores que envolvem a sua densidade podem variar de acordo com a forma com que ela é cortada.

E, por este motivo, a variação de sua densidade pode ser um fator muito importante para determinar qual será a sua aplicação e o seu uso final.

Por exemplo, quando a sua densidade é considerada média, com o valor de 150 kg por metros cúbicos, este material costuma apresentar uma baixa condutividade térmica, representando um isolamento recomendado para diversos tipos de uso.

E, por isto, neste caso, a madeira balsa pode ainda ser utilizada como material isolante.

Quais são as principais características da madeira balsa?

O seu aspecto é um dos fatores que mais chama atenção no momento da compra e, por isto, é possível dizer que a madeira balsa possui características muito marcantes para a sua aparência.

Com relação aos seus grãos, é preciso levar em conta que, ao contrário dos outros tipos de árvores, a madeira balsa apresenta anéis anuais muito pronunciados, que podem ser visíveis apenas em locais considerados menos otimizados.

Mas, apesar disso, os seus raios medulares e os principais sulcos vasculares são vistos de forma clara e com aparência muito ampla.

A sua cor também é muito característica, podendo variar de acordo com cada árvore. Mas, de modo geral, a madeira balsa apresenta uma coloração amarelo claro ou até mesmo branco.

Quais são as aplicações mais comuns da madeira balsa?

A madeira balsa é muito conhecida pela sua versatilidade de uso e, isto acontece devido às grandes diferenças entre as suas densidades, que permitem esta variação.

Normalmente, o seu uso principal é voltado para a confecção de barcos e jangadas. E, em alguns casos, é muito comum ainda encontrar a madeira balsa na produção de pranchas de surf.

A madeira balsa pode ainda ser encontrada em modelos de navios ou até mesmo aviões, podendo ser utilizada como o principal substituto para a cortiça.

Este tipo de madeira pode ser encontrado ainda dentro da produção de pás de rotor, muito utilizadas dentro do setor de energia eólica.

Outro uso muito recorrente para este tipo de madeira é a fabricação de tacos de tênis de mesa que, por muitas vezes, levam uma robusta camada de madeira de balsa.

Outros acessórios como os de pesca, podem conter também a madeira de balsa em sua fabricação, permitindo que a sua estrutura seja ainda mais fortalecida e o seu valor, seja mais em conta.

De modo geral, é possível considerar que a madeira de balsa pode ser encontrada em muitos usos e áreas de aplicação e, por isto, é considerada um dos melhores materiais utilizados na confecção de diversas produções.

Quais costumam ser os principais valores da madeira balsa?

Como vimos, a madeira balsa é considerada um dos materiais mais utilizados, principalmente devido à sua leveza, que permite que esta madeira tenha mais elasticidade e maciez em sua estrutura.

Mas, quando o assunto são os valores referentes a este tipo de madeira, é preciso levar em conta que eles são baseados em sua densidade e suas particularidades, o que permite que as suposições sobre seu preço sejam feitas da melhor forma possível.

Os valores técnicos podem variar, sendo eles:

  • Densidade a granel – 0,38 gramas por centímetros cúbicos
  • Densidade média – 150 kg
  • Resistência à compressão – 3,5 a 38 newtons encontrados por milímetros quadrados
  • Força flexural

Quando a madeira possui uma menor densidade bruta, assim como a madeira de balsa, é possível que ela seja capaz de absorver mais umidade e, dessa forma, é possível que ela encha com mais facilidade e mude o seu formato original.

Qual é o preço que a madeira balsa costuma receber?

A madeira balsa é um tipo de material que se encontra com uma faixa de preço considerada média, mas, quando comparamos com o abeto ou até mesmo com carvalho, o seu valor aparece superior.

Mas, é preciso lembrar que este tipo de madeira não costuma ser utilizado em projetos de grande porte, sendo ideal apenas para o seu uso em pequenas ou médias quantidades, dependendo da preferência dos seus compradores.

Normalmente, uma madeira já serrada pode custar em torno de 1700 a 1900 euros por seu metro cúbico. Este normalmente é o seu valor médio para o comércio de exportação.

Por que a madeira balsa recebe este nome?

A madeira balsa é o material originado da árvore de balsa, que recebe o seu nome devido ao seu grande uso para a confecção de jangadas.

Isto se derivou devido aos povos indígenas, presentes na América do Sul e América Central, que começaram a utilizar esta árvore e contavam com todas as suas principais propriedades e, com isto, começaram a desenvolver técnicas muito eficientes de construção de jangadas.

E, por isto, este tipo de madeira recebeu este nome pelos próprios povos indígenas, levando também uma influência espanhola, graças ao termo “balsa”, que faz parte deste idioma.

Quais são as coberturas que se encontram disponíveis para a madeira balsa?

É possível encontrar diferentes tipos de coberturas disponíveis para a madeira balsa e que podem aparecer fixadas na estrutura desta madeira, representando diferentes tipos de desenhos com graus de dureza variados.

Neste sentido, não é muito importante se a cobertura é considerada macia ou mais dura.

Mas, apesar disso, se torna possível fixar a sua cobertura diante da madeira, através de uma cola ou até mesmo através de um adesivo.

Isto por que, normalmente a madeira balsa não costuma apresentar uma boa aderência para pregos ou parafusos, evitando que eles se prendam à sua superfície.

Além disso, é possível colar de forma reforçada os vernizes ou folhas diante da madeira balsa, o que facilita o processo de diversos revestimentos, assim como as lâminas.

Estes materiais costumam ser utilizados principalmente na confecção de raquetes de tênis e até mesmo para a fabricação de outros tipos de produções, como aeronaves e navios.

A madeira balsa é um tipo de madeira que pode apresentar uma grande versatilidade, principalmente em seu uso, podendo ser aplicada de diferentes formas.

Ela foi inicialmente utilizada pelos povos indígenas, presentes em sua região de origem, na América do Sul e América Central, que utilizavam este material principalmente para construção de jangadas.

Isto porque a densidade dessa madeira permite que ela seja mais versátil em suas produções, além de ser considerada também mais leve e macia que outros tipos.

Mas, é preciso se atentar à sua densidade, para entender melhor qual poderá ser a forma de uso, já que este é um fato muito importante no momento de sua aplicação.

Esta é considerada um tipo de madeira tropical e, o seu valor de modo geral costuma apresentar um preço médio, principalmente em comparação aos outros modelos de madeiras que podem ser utilizadas para os mesmos fins.

Antes de comprar a sua madeira, é preciso sempre se atentar aos selos de qualidade, que mostram que ela é comercializada de forma legal e cultivada por órgãos autorizados.

Esta é uma forma de adquirir a madeira balsa através de uma maneira sustentável, podendo contar com todos os seus benefícios e forma de produção de acordo com todas as exigências dos órgãos especializados, para que seja um consumo seguro.

Os bancos de madeira para jardim podem ser elementos essenciais para a sua decoração e conforto deste ambiente, principalmente por oferecerem um toque rústico e charmoso.

Mas, para escolher o banco ideal para compor o seu jardim, é preciso analisar quais são os principais modelos e entender como aplicar este elemento em sua casa, de forma que todo o estilo de decoração esteja completo.

Continue lendo a seguir e conheça mais sobre o uso de um banco de madeira para jardim, reconhecendo seu uso e como utiliza este item para deixar esta parte de sua casa ainda mais bonita.

Banco de madeira de jardim

Modelos de bancos de madeira para jardim

O jardim perfeito é considerado o sonho de muitos, principalmente por este ser um dos ambientes mais confortáveis e adorados de muitas casas. Por isso, é preciso pensar em todos os detalhes de sua decoração e investir em elementos que combinem com suas preferências.

Mas, a tarefa de decorar um ambiente pode ser totalmente desafiadora, principalmente por existirem diversas ideias diferentes, capazes de atender diferentes gostos.

E, para escolher o tipo de banco de madeira para jardim ideal para a sua casa, confira a seguir e saiba quais são os principais modelos para este tipo de elemento de decoração:

  • Bancos de jardim com um estilo moderno

O estilo moderno pode estar aliado ao uso da madeira, graças às novas invenções dentro do mundo da decoração.

A ideia de que este material deve ser usado apenas para construções mais rústicas caiu por terra e, para provar isto, é possível contar com lindos e estilosos modelos de bancos de jardim com um toque moderno.

Normalmente, o seu design é mais reto e ele pode ainda estar acompanhado de mesas diferentes, com formatos originais.

  • Banco de madeira com um toque aconchegante

Para muitas pessoas, o jardim pode ser considerado o ambiente preferido de toda a sua casa.

E, se este for o seu caso, é preciso optar por um estilo de banco capaz de se aderir a todos os espaços.

Dessa forma, opte por um banco de jardim mais compacto, que possa ser encaixado em diferentes lugares de seu jardim e, dessa forma, aproveite para contemplar a natureza de sua casa a qualquer momento do dia.

Uma ótima ideia para complementar este tipo de elemento, é utilizar almofadas de diferentes modelos, para deixar este, lugar ainda mais aconchegante.

  • Um banco com estilo diferenciado

Quem disse que um banco de madeira para jardim não pode combinar com um estilo ousado, deixando a sua decoração ainda mais criativa?

Fuja do óbvio e opte por modelos de bancos diferentes, com design único.

Existem modelos que utilizam madeira e ainda são compostos por detalhes feitos de sisal, por exemplo, capaz de dar um ar ainda mais rústico e original para este item de decoração tão adorado por quem possui um jardim em casa.

  • Bancos de madeira estilo balanço

Para quem é fã de romantismo e quer dar um ar de amor para o seu ambiente, os bancos em forma de balanço são ideais.

Eles são totalmente seguros e fáceis de serem instalados, ideais para serem colocados em jardins ou em varandas.

Este modelo de banco pode oferecer ainda mais charme e conforto para sua casa, garantindo que o seu jardim seja o local preferido para você e para todas as suas visitas.

Bancos de madeira moderno

  • Bancos de madeira com um design único

Os bancos de madeira podem ser comprados já prontos ou podem ser feitos de acordo com as preferências de cada um.

E, se você é uma pessoa que gosta de detalhes únicos em sua decoração, não deixe de conferir fotos de bancos para jardim que fogem do óbvio e opte por uma maneira diferente de compor seu ambiente.

Existem modelos de bancos que são mais baixos ou os modelos mais altos, com partes de madeira com cores diferentes e uma estrutura mais moderna.

Faça uma breve pesquisa sobre os tipos de modelos de bancos de madeira e veja qual é o melhor para atender seus gostos e todas as suas preferências para compor o seu jardim.

  • Bancos de madeira para jardins grandes

Se você possui um jardim grande e deseja incluir um banco de madeira, é interessante desenvolver um projeto que seja capaz de atender todo o seu ambiente.

Para as pessoas que possuem árvores em casa, uma boa opção é buscar por modelos de bancos maiores, que circundam a árvore, oferecendo uma oportunidade de sentar em grandes grupos de pessoas.

Mas, para que este tipo de banco seja utilizado, é preciso que um profissional análise seu ambiente, para que este tipo de banco seja desenvolvido de maneira personalizada, de acordo com seu espaço disponível.

  • Bancos de madeira mais compactos

Os bancos de madeira devem atender o tamanho de seu espaço, para que se adéquem à sua casa e ao seu jardim.

Por isso, se você possui um espaço menor em sua casa, opte por bancos de madeira para jardim mais compactos, que possam encaixar em todos os lugares.

Esta pode ser uma boa opção, principalmente para quem gosta de mudar sempre os móveis de lugar e inovar em seu ambiente, aproveitando todas as suas alternativas para a decoração.

  • Banco de madeira com estilo retrô

A madeira é um elemento que pode oferecer um estilo rústico, moderno ou até mesmo passear pelo estilo vintage.

Basta lembrar dos bancos das escolas de antigamente, sendo uma mistura de madeira com ferro, oferecendo um resultado muito bonito para a sua estética.

E, atualmente, estes modelos de bancos são os ideais para uma proposta de jardim com decoração original e super charmosa, atendendo todos os tipos de gostos e podendo compor diferentes estilos

  • Bancos de jardim com estilo minimalista

Para as pessoas que adotam um estilo minimalista em sua decoração, um tipo de banco para jardim dentro deste modelo não pode faltar.

E, para que isto seja possível, busque por um banco que seja do tamanho de seu ambiente e que tenha o menor número de detalhes possível, para garantir a sua aparência neutra.

Banco de madeira vintage

Opte pelo conforto na hora de montar a sua decoração

Como vimos, existem diversos tipos de bancos de madeira para jardim, capazes de compor a decoração e utilizar este espaço de sua casa da melhor forma possível.

Mas, para que isto seja possível, no momento de sua escolha, é preciso levar em conta um item muito importante: o conforto.

Para aproveitar os momentos importantes e mais deliciosos no jardim de sua casa, é essencial optar por um banco que saiba como trazer conforto em todos os seus detalhes.

E, por isso, opte por almofadas para compor seu assento e até mesmo seu encosto, garantindo que o corpo seja bem recebido em sua estrutura.

É preciso levar em conta que, para os bancos com almofadas, é importante que este móvel se mantenha em uma parte coberta de sua casa, para que estes itens não sejam danificados pela chuva ou por outras condições climáticas.

Mas, no caso dos bancos de madeira para jardim que ficam expostos, é possível escolher um design que seja mais confortável e anatômico, acolhendo bem todas as curvas do corpo de maneira incrível.

Para que isto seja possível, entre em contato com um marceneiro, especializado neste tipo de produção e fale sobre as suas preferências, para que ele consiga reproduzir um modelo de banco ideal para o seu ambiente e totalmente confortável.

Essa é uma ótima forma de ter um elemento de design único para compor a decoração de sua casa do jeito que você sempre sonhou, se adequando ao seu espaço e aderindo às medidas de seu jardim.

Bancos de madeira convencional

Elementos de madeira podem fazer toda a diferença dentro de uma decoração e, para que isto seja possível, é preciso optar por um fornecedor que traga madeiras com o selo de certificação.

Dessa forma, você consegue um lindo banco de madeira para jardim e ainda cuida do meio ambiente, garantindo que seu móvel seja fruto de madeira de reflorestamento.

Mas, além da madeira de reflorestamento, atualmente existem ainda as opções de móveis de demolição, que são desenvolvidos a partir de madeiras que são recuperadas de antigas construções ou até mesmo de móveis que quebraram ou foram jogados fora.

Esta é uma ótima opção para cuidar do meio ambiente e ainda ter um móvel ainda mais bonito e com aparência única.

Isto porque, este tipo de madeira costuma possuir uma textura e aparência únicas, capazes de deixar qualquer projeto de banco de madeira para jardim totalmente personalizado.

Por isso, se você deseja incluir um banco de madeira na decoração de seu jardim, não deixe de pesquisar os modelos de sua preferência e adaptar de acordo com seu espaço.

Escolha o mais lindo banco de madeira para jardim e complete este espaço de sua casa, deixando seu jardim ainda mais aconchegante e cheio de estilo.

Para entender como os modelos de casas de madeira modernas são desenvolvidos, basta analisar os diferentes tipos de arquitetura e entender como estes estilos são empregados nas mais diversas construções.

E, para que isto seja possível, é preciso conhecer mais sobre este tipo de construção e saber como se inspirar, escolhendo o modelo ideal para a sua casa, trazendo a sensação de aconchego que uma construção de madeira pode oferecer.

Continue lendo a seguir e conheça os mais lindos modelos de casas de madeira modernas para se inspirar e conseguir construir a sua casa dos sonhos.

Casa de madeira Simples

O que é uma casa de madeira moderna?

Uma casa de madeira moderna é um estilo de construção que oferece muito charme para o seu visual, podendo combinar de maneira única com construções realizadas em um campo, em praias ou em outros lugares em contato com a natureza.

É possível encontrar muitas construções antigas que são realizadas com madeira, principalmente devido ao baixo preço, que permitia que as pessoas conseguissem ousar mais, dentro de seu orçamento.

Mas, ao longo dos anos, a arquitetura foi se desenvolvendo e, por sua vez, as construções de madeira também foram sendo aprimoradas, sendo consideradas as queridinhas de quem preza por uma casa aconchegante e com um toque de modernidade.

Existem diversas vantagens que envolvem a construção de casas de madeira moderna e, entre elas, a principal é a sua temperatura, considerada sempre muito agradável, independente do clima.

Isto porque, a madeira tem o poder de se adaptar ao clima, sendo mais quente e aconchegante no inverno e, oferecendo mais frescor para os dias mais quentes de verão.

O seu visual rústico pode ser combinado com diferentes estilos arquitetônicos, como elementos de vidro ou outro tipo de material.

Mas, é preciso planejar bem a composição dos móveis, pensando sempre em elementos que sejam considerados funcionais, para garantir que a sua construção seja ainda mais completa.

No Brasil, é muito comum encontrar casas fabricadas a partir da alvenaria por isso, casas de madeira, seja na sua fachada ou no seu interior, acabam se tornando um destaque.

Além disso, uma casa de madeira moderna pode ser uma opção para quem deseja uma construção mais rápida, contando com uma menor quantidade de materiais para seu desenvolvimento.

Outra grande vantagem que envolve uma construção de casa de madeira moderna, é que essa pode ser uma opção muito ecológica, já que é possível reaproveitar muitos materiais para este caso, como as madeiras de demolição.

Ao contrário de casas feitas a partir da alvenaria, uma casa de madeira não envolve o uso de cal ou cimento, elementos estes que são considerados muito tóxicos e poluentes, capazes de atingir o meio ambiente e trazer grandes impactos.

Mas, para que a sua construção aconteça de forma segura e consciente, é preciso sempre buscar pela certificação da madeira, para se assegurar de que o material utilizado é de origem segura e amiga do meio ambiente.

Casa Moderna de madeira com Varanda

Principais modelos de casa de madeira moderna

Como vimos, uma casa de madeira pode trazer muito charme para uma construção e é uma opção muito utilizada, principalmente em fazendas, casas de campo ou praias.

Mas, para entender melhor como utilizar este material e aplicar em sua construção, confira a seguir alguns modelos de casa de madeira moderna, que podem ser tão lindos e capazes de tirar o fôlego;

  • Casa de madeira simples

Apesar da grande simplicidade de um modelo de casa de madeira moderna sem muitos detalhes, esta pode ser uma ótima escolha para as pessoas que são minimalistas.

O seu visual simples pode ser complementado com uma pintura e estilos de janelas diferentes, maiores que as convencionais.

Esta é a ideia perfeita para as pessoas que desejam uma casa mais rústica e querem viver no campo.

  • Casa de madeira com varanda

Uma casa de madeira estilo chalé é uma ótima pedida para lugares com clima mais frio e, um dos modelos mais escolhidos para este tipo de construção, são aqueles com um sobradinho em madeira.

Esta estrutura pode ser desenvolvida também em L, permitindo que haja um espaço destinado ao hall de entrada da casa, garantindo que a família tenha um lugar especial para realizar todas as suas refeições.

Existem ainda os modelos de casa de madeira com varanda que apresentam uma varanda que circunda a casa, trazendo uma visão mais ampla de todo o ambiente à sua volta.

  • Estilo moderno com um toque rústico

Não é porque a sua construção é feita a partir de madeira que a casa não pode ter um visual moderno, com detalhes inovadores.

Diferente de algumas construções contemporâneas, desenvolvidas a partir de concreto, uma casa de madeira pode trazer ainda mais conforto e estilo para a sua moradia, deixando seu ambiente ainda mais acolhedor.

E, para que isto seja possível, é preciso ousar e colocar a criatividade em prática, usando elementos como vidro, linhas retas, pilotis e volumetria.

Estas casas de madeira modernas trazem consigo um tipo de conceito mais habitual e, até mesmo para quem não entende muito de arquitetura, consegue ver que existem grandes diferenças entre estes modelos de construção mais modernos e as casas de madeira mais campestres.

  • Casa de madeira rústica

Diferente de outros modelos mais modernos, as casas de madeiras mais rústicas adotam um estilo mais campestre, contando com elementos muito característicos em sua construção.

E, por isto, estes tipos de projetos são ideais para as pessoas que desejam adotar um estilo de vida mais simples, no campo.

Normalmente, este tipo de construção lembra muito as casas coloniais e, até mesmo em sua pintura, conseguimos encontrar um estilo mais rústico, com janelas características e o telhado desenvolvido a partir de telhas de barro.

  • Casas de madeira pintadas de cores diferentes

Além do estilo rústico, com a sua cor natural, uma forma muito inteligente e charmosa de utilizar este material em sua construção é optar por uma casa de madeira pintada.

Isto pode fazer com que este material tenha sua beleza ainda mais destacada e, além disso, a tinta escolhida pode ter um grande papel na conservação da madeira.

Por isto, se esta for a sua escolha, opte por uma tinta que seja apropriada para madeira, sendo capaz de oferecer um tratamento para toda a sua superfície, protegendo de pragas que acometem este material ou de condições externas, como o clima.

Casa alto padrão de Madeira

O que são casas de madeira pré fabricadas?

As casas de madeira modernas pré-fabricadas são consideradas uma grande opção para as pessoas que desejam optar por uma moradia mais ergonômica e ainda querem proteger o meio ambiente.

É possível encontrar diversos formatos para este tipo de casa, além de uma grande variedade de materiais, que podem envolver diversos sistemas de montagem.

Sua estrutura é toda encaixada e permite que o seu projeto seja personalizado, de acordo com seus gostos e preferências.

Este tipo de construção pode envolver materiais como o concreto, madeira e até mesmo tijolos, mas o resultado destes elementos juntos podem trazer muito conforto para a construção e um desenvolvimento inteligente.

Isto porque, as casas de madeira pré-fabricadas são tipos de construções preparadas para atender demandas como o isolamento, aquecimento térmico, aproveitamento da água da chuva e a captação.

Estes projetos podem variar, de acordo com as preferências de cada um, indo do estilo rústico, para construções mais modernas e com um estilo mais diferenciado.

Normalmente, as pessoas que optam por este tipo de construção, desejam uma produção de casa mais rápida, poupando do desconforto que pode ser gerado por uma construção ou até mesmo uma reforma.

Além de ser uma alternativa rápida e muito moderna para a construção e desenvolvimento de um ambiente muito bonito.

Casa de madeira simples com Varanda

Uma casa de madeira moderna pode oferecer ainda mais conforto para um ambiente, já que este material é capaz de trazer consigo uma aparência com muito conforto.

Existem diversos tipos de opções de casas de madeira, que podem trazer um estilo rústico, aproveitando a sua própria cor, um estilo moderno, contando com outros materiais ou até mesmo um estilo diferenciado, com uma coloração que traz um estilo único.

Para escolher o modelo ideal de casa de madeira moderna para você, basta escolher primeiro o estilo em que você deseja investir e analisar as suas opções, contando também com móveis considerados mais funcionais para este estilo de construção.

Além disso, atualmente podemos ainda contar com recursos como as casas de madeira pré-fabricadas, uma grande opção para quem deseja optar por um modelo mais ecológico e livre de qualquer dor de cabeça que uma reforma ou construção possa causar.

Opte sempre por um tipo de madeira que venha com um selo de certificação, fazendo uma escolha consciente e garantindo que a madeira seja fruto de um reflorestamento.

Agora que você já sabe mais sobre os diferentes estilos de casas de madeira modernas, não perca mais tempo e escolha o seu, para que o seu lar conte com o aconchego e beleza deste material.

Não importa para que, as madeiras maciças são um dos materiais mais cobiçados para construções de diversos itens, desde móveis simples até mansões de luxo!

E o que não faltam são diferentes tipos de espécies de madeiras, cada uma com suas particularidades e funcionalidades únicas. E como escolher a madeira perfeita para a sua construção?

Isso e muito mais você vai aprender hoje.

Muitas pessoas que não entendem do assunto ou não estão familiarizadas com esse material acreditam que madeira no fim é tudo a mesma coisa, mas não poderia estar mais enganada!

Existem as madeiras ideais para ambientes externos e outras que rapidamente vão estragar quando em contato com a umidade.

Por isso, se você quer construir um móvel, uma casa ou qualquer outra estrutura a partir das madeiras maciças, é preciso entender profundamente sobre elas!

E nós preparamos esse guia completo com tudo o que você precisa para fazer a escolha mais inteligente e benéfica para o seu projeto!
Mesa de Madeira Maciça

O que são madeiras maciças?

A primeira é uma das mais importantes dúvidas que logo surgem é o que são as madeiras maciças e o que as difere dos outros tipos de madeira que são mais populares e baratas, e isso nós vamos te explicar para que você não erre no momento da escolha!

A madeira maciça é também conhecida como ‘’madeira de lei’’, e ela é o tipo mais resistente e da mais alta qualidade, mas seu custo é superior a madeiras de qualidade inferior mais utilizadas popularmente.

Essas madeiras são provenientes de árvores que são nativas e não possuem em sua composição o acréscimo de fibras sintéticas de nenhum gênero.

Elas são perfeitas para compor ambientes por serem muito resistentes à ação do tempo, e é por isso mesmo que é tão comum móveis de madeira maciça que são tesouros passados de geração em geração.

As madeiras maciças se diferenciam por possuírem uma maior densidade, o que faz delas um material realmente pesado, mas também menos propenso a ataques de serem indesejáveis, como os cupins ou insetos.

E assim como uma árvore em seu estado natural se mantém bela faça chuva ou faça sol, a madeira maciça também é um material que tem uma alta resistência a umidade e ação do sol, o que faz dela perfeita para construções externas.

Falar de madeira maciça é falar de alta durabilidade, aspecto natural, muita resistência e personalidade, afinal, um móvel feito a partir dessa matéria prima tão nobre com certeza vai ser uma peça de destaque na sua casa!

Bancada de madeira Maciça

Quais os tipos mais populares de madeira maciça?

Como você pôde ver, a madeira maciça é um material nobre e muito cobiçado por quem deseja ter móveis únicos e de muita qualidade. Mas o que não falta são diferentes opções de espécies para escolher, e encontrar a ideal pode ser um desafio se você não entende do assunto.

Por isso, para te ajudar a não errar no momento dessa escolha tão importante, vamos listar aqui as espécies mais populares para madeiras rústicas e você com certeza vai encontrar a ideal para você! Confira!

  • Madeira rústica de Mogno

Quando falamos em madeiras rústicas de qualidade, com certeza uma das primeiras espécies que temos que apresentar é madeira de mogno, uma das mais populares. Essa é uma madeira de alta resistência e qualidade, e seu tom avermelhado castanho é um charme a parte.

Essa é uma opção perfeita para construção de móveis com personalidade e sofisticação, e seu diferencial é que assim como um bom vinho quanto mais ela envelhece, mais bonita fica! Seu tom vai escurecendo conforme o tempo passa.

Essa madeira tem uma qualidade tão superior que é utilizada até mesmo na construção de barcos de luxo e mansões, corrimões de escadas, janelas, portas e móveis de altíssima qualidade.

  • Madeira de Imbuia

Outra espécie que faz muito sucesso por aqui é a madeira maciça de Imbuia, que pode apresentar uma coloração pardo-amarelada ou escura, dependendo da região de onde ela foi retirada. Ela possui um cheiro agradável e uma alta durabilidade.

A madeira imbuia por sua beleza geralmente é utilizada naturalmente, com um acabamento simples em verniz, trazendo mais charme e personalidade para qualquer coisa que seja construída com ela, desde móveis até casas.

Outro ponto positivo dessa espécie é a sua alta resistência a cupins, o que faz dela perfeita para construções de grande porte.

  • Madeira Jequitibá

Com um tom de mel a tabaco, essa é uma das espécies mais utilizadas quando o assunto são as madeiras maciças.

Porém, diferente de outras espécies é que ela não possui uma resistência tão alta aos cupins, por isso mesmo não é indicada para alguns tipos de construção e projetos.

Mas não se engane, a qualidade dessa madeira é muito superior, quando aplicada em móveis internos, ela além de bela, possui ótima resistência contra a ação do tempo.

Mesa de Centro de Madeira Maciça

Quais são as vantagens e desvantagens da madeira maciça?

Você viu que madeiras maciças são verdadeiras matérias primas nobres, mas muitos ainda ficam em dúvidas no momento de investir nesse tipo de material de alto custo por não entender quais são os seus benefícios e também as suas desvantagens.

E como nesse guia completo queremos te auxiliar a escolher a melhor opção para você, trouxemos alguns pontos importantes que você deve saber sobre suas vantagens e desvantagens, confira!

  • Vantagens

Sem sombra de dúvidas, o que não faltam são vantagens quando o assunto é a madeira maciça, afinal, são materiais de alta qualidade e que possuem uma vida útil realmente longa, o que compensa muito no momento do investimento.

São belíssimas e capazes de fazer de qualquer ambiente mais sofisticado e elegante graças a sua qualidade, e é por isso mesmo que os móveis feitos nesse estilo são tão populares no mundo.

  • Desvantagens

Quando falamos de madeiras maciças, existem também algumas desvantagens que devem ser levadas em consideração no momento da escolha, e uma delas é o preço.

Se formos analisar de forma geral, é um ótimo custo benefício, mas para alguém que não entende do assunto, os preços altos podem realmente assustar no momento de escolher.

Outro ponto é que os itens fabricados com esse tipo de madeira, necessitam de um cuidado maior e mais especial para que mantenham a sua qualidade.

O que pode ser fabricado com madeira maciça?

Agora que você já é quase um especialista quando o assunto são as madeiras maciças, é importante também conhecer um pouco mais sobre a versatilidade desse material, que pode ser utilizado de diferentes formas para a criação de itens únicos, como, por exemplo:

  • Casas

Muitas casas de madeira maciça são construídas com esse material graças a sua resistência e durabilidade, mas também pela sua estética que é de tirar o fôlego de qualquer um! Casas de luxo e de alto padrão podem utilizar esse material como matéria prima principal ou para construção de alguns elementos.

  • Barcos

Os barcos em sua grande maioria são construídos com madeira maciça, que é perfeita para o acabamento. Iates de luxo ou navios, você com certeza não vai ter dificuldades para identificar esse material nos mais variados modelos e estilos.

  • Mesas

As mesas de madeira maciça são itens clássicos que são facilmente encontrados em escritórios e residências de todo o mundo. Além de sua durabilidade surpreendente, as mesas feitas com esse material também se destacam pela sua beleza única!

  • Bancos rústicos

Uma tendência que está em alta no mundo todo e é o queridinho dos designers de interiores, é o banco rústico de madeira, que quando feito a partir dessa matéria prima tão nobre, ganha um toque ainda mais especial e único!

São diversos os modelos que você pode optar em diferentes tamanhos e estilos, e o mais bacana da versatilidade dessa peça, é que ela pode ser utilizada tanto em ambientes externos quanto internos, mas não se esqueça, para isso é preciso escolher a madeira ideal.

  • Sofás

E um móvel que tem feito muito sucesso e já ocupa uma das peças mais populares produzidas com madeira maciça, são os sofás de madeira!

O contraste da madeira com a escolha ideal dos estofados é belíssima e vai deixar qualquer lugar mais sofisticado.

Móveis de madeira Maciça

Como escolher a madeira maciça perfeita?

Com esse guia completo, você já sabe tudo o que precisa para não errar na hora de escolher a melhor madeira maciça para o seu projeto, mas algumas perguntas são importantes para se fazer para não errar!

Uma das perguntas a se fazer, é o que você vai produzir com ela, e se esse móvel ou objeto vai ter contato com água, umidade ou sol intenso, assim, a madeira perfeita deve ser resistente a todos esses fatores.

E agora que você já sabe tudo o que precisa sobre as madeiras maciças e suas diferentes espécies e aplicações, não perca mais tempo e comece agora mesmo a trabalhar em projetos únicos utilizando desse material nobre, elegante e que vai deixar a sua casa ainda mais bonita!

Se tem algo que aprendemos bem durante esse período confinados, é que em nossa casa devemos sempre investir para maior conforto e estética, afinal, é no lar que passamos a maior parte do nosso tempo!

E cada vez mais pessoas estão investindo em itens que podem trazer mais sofisticação e aconchego para casa, como os bancos de madeira rústicos!

Com um design belíssimo e um charme especial, esses modelos de bancos são perfeitos para quem quer dar uma mudada no ambiente, mas ainda dar um toque de funcionalidade que vai deixar o espaço ainda mais bacana!

Esse é o seu caso? Então você com certeza veio ao lugar certo!

Hoje vamos te ensinar tudo o que você precisa saber sobre os bancos de madeira rústicos, como os modelos mais populares e as principais madeiras para se ter uma peça de qualidade e com ótimo custo benefício!

Venha com a gente e se apaixone por essa peça que com certeza é de tirar o fôlego de qualquer um!

Banco de Madeira de Tronco de Árvore

O que são bancos de madeira rústicos?

Se você ainda não sabe o que é são bancos de madeira rústicos, não sabe o que está perdendo, afinal, essa é uma tendência que já conquistou designers do mundo todo! Além de belíssimos, essas peças também podem agregar e muito na funcionalidade de ambientes, o que faz dela ainda mais especial!

Essa é a alternativa perfeita para decorar diversos ambientes da casa, como a sala de estar, o hall de entrada e até mesmo os quartos! Seja qual for o ambiente, com certeza vai ganhar uma cara nova com um item tão bonito e sofisticado como esse.

E se você pensa que quando o assunto são os bancos de madeira rústicos é tudo a mesma coisa, está muito enganado! São tantos modelos e possibilidades, como os bancos com pés de ferro, bancos com encosto ou sem, de diferentes espessuras e tamanhos, o que pode tornar a escolha até difícil!

Mas calma, nós vamos te ajudar a escolher o banco de madeira perfeito para a sua casa, mas para isso, primeiro é preciso que você entenda um pouco mais sobre os tipos de madeira ideais utilizados nesse tipo de projeto.

Banco de madeira Rustico com encosto

Qual a melhor madeira para bancos rústicos?

Como você provavelmente já deve saber, quando o assunto é madeira o que não falta é uma diversidade gigante proveniente de diferentes espécies, e cada uma delas possui seus benefícios e particularidades. Algumas são perfeitas para ambientes externos, enquanto outras são melhores para os ambientes internos.

E sem dúvidas uma das questões mais importantes para se pensar no momento de escolher o banco rústico perfeito para você, é qual a madeira utilizada em sua construção, isso vai definir tudo!

E para tornar essa escolha um pouco mais fácil para os bancos rústicos de madeira perfeita para você, vamos te apresentar algumas opções das madeiras mais populares e indicadas para esse tipo de móvel. Confira!

  • Mogno

A primeira opção que trouxemos é também uma das opções mais populares quando o assunto é construção de bancos de madeira rústicos.

O mogno é uma espécie de madeira belíssima, que contém uma cor avermelhada e um brilho único, o que faz dela a queridinha dos designers.

Mas não é só isso, essa é também uma madeira ideal para esse tipo de estrutura por sua resistência e alta durabilidade, além de ser resistente também a ação de cupins, trazendo uma maior durabilidade para o móvel.

  • Cumaru

A madeira cumaru também é uma ótima opção para quem deseja ter um móvel de qualidade e um ótimo custo benefício! Sua cor é de um tom marrom claro e o acabamento envernizado fica lindo!

Além disso, ela tem alta resistência a cupins e umidade, o que faz dela uma opção ideal para quem deseja construir um banco que fique do lado de fora, no jardim ou no quintal.

  • Carvalho

A madeira de carvalho é uma das mais populares do mundo para a construção de móveis de todos os tipos, assim como os bancos de madeira rústico, que ficam belíssimos com essa madeira que não é a mais barata do mercado, mas possui uma durabilidade surpreendente e superior a muitas de suas concorrentes.

O mais interessante do carvalho, é que você pode utilizar diferentes tons para uma mesma peça, já que essa madeira pode ser encontrada na tonalidade bege, marrom claro ou escuro, dependendo da região.

  • Cedro

Para quem deseja construir bancos de madeira rústicos para os ambientes internos, uma das opções mais populares é a madeira cedro, que além de um ótimo custo benefício é perfeita para um acabamento de qualidade, assim como para a facilidade de parafusar, já que esse tipo de madeira não racha com facilidade.

Qualquer ambiente com uma peça confeccionada com essa madeira vai ganhar um tom mais sofisticado e elegante com toda certeza!

banco rustico de madeira com resina

Quais são os modelos mais populares de bancos de madeira rústicos?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as diferentes opções de madeira que são ideais para construir bancos de madeira rústicos com qualidade e garantia de segurança, você deve estar pensando em qual o melhor modelo escolher, não é mesmo?

O que não faltam com certeza são diferentes opções que variam em tamanhos e estilos, mas com certeza nessa lista que preparamos com os modelos mais populares, você vai encontrar o modelo ideal para sua casa! Confira!

  • Banco rústico longo

Você com certeza já viu por aí um banco rústico de madeira nesse estilo, afinal, ele é um dos mais populares e queridinhos, principalmente nas casas mais luxuosas e cheias de estilo.

O banco rústico de madeira longo é perfeito para o hall de entrada, que ganha um destaque especial com ele. Você pode adicionar plantas e vasos em cima para um toque ainda mais sofisticado e estiloso. Quem entrar na sua casa com certeza vai notar!

  • Banco rústico de tronco de árvore

Um outro modelo que você com certeza já viu por aí é o banco rústico com tronco de árvore, que possui uma beleza de tirar o fôlego de qualquer um! Esse modelo consiste em um tronco de árvore natural cortado ao meio e lixado com acabamento em verniz. A peça é uma das mais rústicas graças ao estado natural da peça, que remete as florestas e biomas brasileiro, o que faz destes um dos modelos mais populares por aqui.

  • Banco rústico com encosto

Se você quer uma peça confortável e ideal para receber convidados em ambientes internos ou externos, o modelo perfeito com certeza é o banco rústico com encosto, que deixa qualquer ambiente muito mais aconchegante!

Para dar um toque ainda mais especial, você pode adicionar um estofado e almofadas, assim ele se torna um cantinho perfeito!

  • Banco rústico para jardim

Os bancos de madeira rústica para jardim são belíssimos e com muita personalidade! Essa é a peça ideal para quem deseja construir um cantinho externo para receber os familiares e amigos para um churrasco ou café da tarde ao ar livre!

Com uma peça dessas, qualquer jardim fica muito mais chic! Não é por acaso que essa é uma tendência que vem chegando cada vez mais forte no mundo todo. Banco rústico com ferro

Uma combinação impecável e que traz um ar de modernidade em contraposição ao rústico, é o banco de madeira rústico com elementos de ferro, que podem ser nos braços, encosto ou até mesmo nos pés do banco.

Com esse modelo você pode ousar na criatividade e criar elementos únicos com diferentes madeiras e cores de ferro! Você com certeza vai ter uma peça de dar inveja em qualquer um! Banco rústico com resina

Esse modelo é uma verdadeira obra de arte, e se você ainda não conhece, com certeza vai se apaixonar por ele! Com um estilo único, o contraste da madeira com os elementos de resina é uma coisa linda de se ver para qualquer ambiente.

Você ainda pode acrescentar elementos únicos, como flores naturais resinadas que vão trazer mais delicadeza e sofisticação para a peça.

Banco rústico de madeira de jardim

Como escolher o banco perfeito para minha casa?

Você já conhece as melhores opções de madeira para essas peças e também sabe quais são os modelos de maior sucesso, mas ainda assim as dúvidas não acabam por aí.

Afinal, como escolher a peça perfeita?

A primeira pergunta que você deve se fazer, é em qual ambiente ele vai ficar, afinal, isso impacta diretamente a escolha da madeira que será utilizada, tendo resistência a umidade e cupins ou não.

O espaço em que ele vai ficar também vai dizer respeito ao tamanho e ao modelo do banco, que pode variar. Os bancos para hall de entrada costumam ser mais longos, enquanto os que ficam na sala de estar podem ser menores.

E agora que você já sabe tudo o que precisa sobre os bancos de madeira rústicos, não perca mais tempo e encontre já o seu, sua casa com certeza vai ficar mais sofisticada com uma peça como essa.

Quem tem um pet em casa sabe muito bem a importância de eles terem o seu próprio cantinho, e que seja confortável, aconchegante e principalmente: muito seguro!

Por isso mesmo, na hora de escolher uma casinha de cachorro de madeira são vários os pontos que você deve levar em consideração para fazer uma escolha inteligente para o seu bichinho.

Pode até parecer uma tarefa fácil, mas saiba que a escolha errada da madeira pode influenciar negativamente até mesmo na saúde do seu cachorro! Por isso mesmo, é preciso saber escolher com muita sabedoria, afinal, seu pet merece a melhor casinha!

E se você não quer errar, veio ao lugar certo!

Hoje vamos te contar um pouco mais sobre a casinha de cachorro de madeira, e te dar algumas dicas essenciais na hora de escolher a melhor madeira para esse tipo de estrutura, além de modelos populares que fazem sucesso!

Casinha de cachorro de madeira simples

Casinha de cachorro de madeira: um cantinho especial para o seu pet

Ter um cachorro em casa é uma alegria que quem tem sabe muito bem do que eu estou falando!

Esses bichinhos são realmente os melhores amigos do homem, e ele vai te acompanhar por onde quer que seja! E nada mais justo do que retribuir esse amor dando a ele todo o cuidado e segurança que ele merece, e isso inclui com certeza o local onde ele dorme!

Uma casinha de cachorro de madeira não é apenas um item para agregar valor estético a um ambiente como muitos pensam, mas é o tipo de item que vai impactar diretamente a qualidade de vida do seu pet, afinal, é ali que ele vai passar grande parte do tempo.

Muitas pessoas acreditam que basta um pano jogado ao chão para deixar um cachorro confortável, mas os profissionais da área confirmam: o seu pet merece um cantinho aconchegante para chamar de seu, onde possa ter maior qualidade de vida nos dias frios e dormir confortável como merece.

Mas no momento de escolher a casinha ideal, muitos papais e mamães de Pet ficam completamente perdidos! Qual é o melhor modelo?

Qual a madeira ideal para esse tipo de estrutura? São apenas algumas das dúvidas que logo surgem e são muito importantes, afinal, estamos falando da saúde do seu melhor amigo!

Não adianta ter um cantinho para chamar de seu se ele não for funcional e principalmente seguro, e isso depende diretamente da qualidade e do tipo de madeira que é utilizado no momento da construção!

Por isso, continue nos acompanhando e ao final você vai saber tudo o que precisa para optar pela melhor casinha de cachorro de madeira para o seu pet, que vai amar o novo cantinho!

Casinha de cachorro de madeira com telhado

Qual madeira escolher para a casinha do seu pet?

Se você chegou até aqui, é porque está realmente empenhado e preocupado em oferecer para o seu melhor amigo a melhor opção para que ele tenha segurança e qualidade de vida, e nós com certeza vamos te ajudar nisso!

Na hora de construir a casinha de cachorro de madeira perfeita para ele, é preciso primeiramente escolher qual a madeira você vai utilizar, e não se engane, pois essa escolha não é fácil e é muito importante, pois a errada pode até mesmo fazer mal para a saúde do seu bichinho.

E para te ajudar a não errar nesse momento tão importante, trouxemos algumas opções de madeira que são ideais para esse tipo de estrutura e suas funcionalidades e benefícios. Confira!

  • Maraçanduba

A madeira de maraçanduba é muito utilizada na construção de casinhas para cachorro, e isso porque ela não é tóxica e muito segura, garantindo a segurança do seu pet!

Essa é uma das principais árvores do Brasil, e a madeira proveniente dela é muito dura e resistente, por isso no momento da construção o ideal é utilizar as ferramentas certas, como um prego para madeiras adequado, afinal, não queremos acidentes com o seu bichinho!

Outra característica que torna essa madeira uma escolha inteligente para esse tipo de construção, é a sua alta durabilidade e resistência, perfeita para os cachorros de grande porte que podem morder ou arranhar à vontade!

  • Ipê

A madeira de Ipê é outra espécie muito popular no Brasil devido ao seu ótimo custo benefício, e quando o assunto é casinha de cachorro de madeira, essa é também uma ótima opção devido a segurança que ela traz para o seu pet!

A madeira de ipê é muito resistente a umidade, o que também é um ponto muito positivo se o seu cachorro fica do lado de fora da sua casa, onde pode ter variação climática que interfere na qualidade da casinha do seu pet, afinal, uma madeira incorreta pode ceder em alguns dias, além de causar problemas como intoxicação.

  • Cumaru

A madeira cumaru é a queridinha de quem pretende construir uma casinha de pet segura e bem resistente!

Ela é atóxica e também muito resistente a umidade, o que faz dessa uma escolha com ótimo custo benefício para você e seu animalzinho.
Casinha de cachorro de madeira grande

Quais são os modelos de casinha de cachorro de madeira mais populares?

Como você viu, as casinhas de cachorro de madeira são importantes para que o seu pet tenha um cantinho seguro e aconchegante para chamar de seu, e agora que você já sabe como escolher a madeira perfeita para esse tipo de estrutura, deve estar se perguntando qual o melhor modelo, não é mesmo?

E o que não falta são diferentes modelos em tamanhos, composições e estruturas diferenciadas, mas nós temos certeza que vamos te ajudar a encontrar o modelo perfeito para você!

Para isso, preparamos essa lista com os modelos mais populares e utilizados. Confira!

  • Casinhas pequenas de estrutura simples

Se você possui um animalzinho de pequeno porte, o modelo ideal com certeza é uma casinha pequena com estrutura simples! Além de ser econômica e bem mais fácil de se construir, ela possui uma ótima durabilidade!

Mas atenção, a casinha até pode ser pequena, mas é preciso garantir que ela é um tamanho ideal para que o seu cachorro não fique apertado lá dentro, ou acaba se molhando em um dia de chuva por não ter espaço.

  • Casinha média com telhado

Um verdadeiro clássico quando o assunto é casinha de cachorro de madeira, a casinha média com telhado é uma fofura e o mais importante de tudo: muito segura e confortável para que seu pet tenha qualidade de vida que merece!

Você pode adicionar algumas composições para deixar a casinha ainda mais confortável e bonita, só tome cuidado para não adicionar peças que podem se soltar e prejudicar a saúde do seu pet.

  • Casinha com porta

A grande maioria das casinhas para cachorro são sem portas, para facilitar a entrada e saída do bichinho sem problemas, porém, uma casinha com porta pode ser a opção ideal para os que ficarão muito expostos do lado de fora.

Isso porque mesmo que a estrutura seja muito bem construída com uma madeira de qualidade, a chuva pode ser um fator desconfortável que vai prejudicar o bem estar do pet! Esse modelo permite que as portinhas sejam fechadas em caso de chuva ou vento intenso.

  • Casinha aberta

A casinha aberta é um modelo que faz muito sucesso em regiões mais quentes, onde o seu cachorro precisa de um arzinho fresco! Esse é um modelo que as laterais não contém parede, mas o telhado ainda vai proteger o seu cachorro da ação do sol que pode ser prejudicial para a saúde dele!

  • Casinha com varanda

E para quem deseja uma estrutura mais ousada e diferenciada, a casinha com varando é linda e muito fofa, e com certeza vai ser o cantinho preferido do seu cachorro, que além de protegido vai ter um espaço para chamar de seu!

Você pode utilizar a varanda da casinha para depositar a ração e água, fazendo deste um cantinho exclusivo dele.

Casinha de cachorro de madeira com porta

Como escolher o modelo perfeito para o meu pet?

Você já é quase um verdadeiro expert quando o assunto são as casinhas de cachorro feitas de madeira, mas se você ainda está com dúvida sobre como escolher a casinha perfeita para o seu melhor amigo, calma que vamos te ajudar!

Um dos primeiros pontos que você deve levantar antes de escolher o melhor modelo, diz respeito à personalidade do seu cachorro!

Afinal, é ele quem vai dormir e passar grande parte do tempo por ali.

Outro ponto fundamental é o porte do seu pet, os cachorros de grande porte tendem a ser mais brincalhões e podem acabar estragando a estrutura caso ela não seja ideal ou feita com uma madeira inadequada e sem qualidade, o que vai se tornar um grande prejuízo.

E agora com todas essas informações, você com certeza está preparado para construir uma casinha de cachorro de madeira perfeita para o seu pet, que vai finalmente ter um cantinho especial para chamar de seu e se manter seguro, do jeito que ele merece!

Nosso lar é onde passamos a maior parte do nosso tempo, e cada vez mais as pessoas têm entendido a necessidade de cuidar desse espaço, esteticamente é claro, adicionando funcionalidades que podem agregar no cotidiano.

Um desses exemplos, é o caramanchão, que você já deve ter ouvido falar devido a sua alta popularidade, mas se ainda não sabe o que é, veio ao lugar certo!

Essa estrutura que pode ser construída a partir de vários materiais e utilizando da criatividade de cada um está cada vez mais em alta e não é por acaso!

Além de deixar qualquer ambiente mais charmoso e sofisticado, ele possui diversas funcionalidades!

Quer saber tudo sobre o caramanchão e suas qualidades?

Então venha com a gente descobrir um pouco mais sobre cada modelo, além de dicas exclusivas que vão te ajudar muito no momento de construir um caramanchão para chamar de seu!

Caramanchao de Quintal

O que é um caramanchão?

Agora, se você nunca nem sequer ouviu falar sobre o caramanchão, calma que vamos te explicar um pouco mais sobre o que ele é! Essa é uma estrutura principalmente utilizada por sua funcionalidade de criar sombras em ambientes externos, como jardins.

Sua estrutura é no estilo rústico e na maioria das vezes o material utilizado para sua construção é a madeira, que dá um toque ainda mais especial para varandas e sacadas.

Mas não para por aí! Além de uma bela estrutura construída em madeira, existem vários ornamentos que podem deixar um caramanchão ainda mais bonito, como é o caso das estruturas com flores e vegetais! O paisagismo combinado com esse estilo fica perfeito e é um verdadeiro convite para o descanso e lazer.

Muitas pessoas se confundem ao acreditar que caramanchão é a mesma coisa que um gazebo ou pergolado, mas, na verdade, são diferentes: o caramanchão é uma estrutura que pode até mesmo ser móvel, ocupando jardins e quintais.

Já o pergolado é uma estrutura física e menos rústica, que na maioria das vezes é utilizado apenas como uma extensão da varanda, enquanto o gazebo é construído em formato de quiosque principalmente em praças e jardins, que ganham um toque delicado com ele.

Caramanchao de Madeira

Quais são os modelos de caramanchão mais populares?

Agora que você já sabe o que é um caramanchão e o que difere ele de outras estruturas, trouxemos também os modelos mais populares utilizados para que a sua escolha fique mais fácil, afinal, o que com certeza não falta são diferentes opções de modelos.

Essas são as estruturas mais utilizadas no Brasil e no mundo, e você com certeza vai encontrar aqui o modelo perfeito para você!

  • Caramanchão de madeira

Quando falamos em caramanchão, a primeira estrutura que a maioria das pessoas logo pensa, é na de madeira. Até existem as opções feitas de ferro ou PVC, por exemplo, mas com certeza a mais vantajosa em vários quesitos é a estrutura de madeira!

Além de trazer um charme único para a composição da peça, a madeira é um material altamente resistente e ideal para ambientes externos como jardins e quintais! Mas no momento de escolher a madeira ideal para seu caramanchão, é preciso estar atento a alguns fatores muito importantes, isso porque algumas madeiras podem não ser a escolha mais inteligente.

Uma madeira que não possua uma alta resistência a umidade, por exemplo, não é uma boa ideia, afinal, estamos falando de uma estrutura externa, que provavelmente estará exposta à chuva, umidade e calor intenso.

Por isso, o ideal é conhecer cada um dos tipos de madeira e escolher aquele perfeito para essa estrutura, e isso você pode conferir em outros materiais do nosso blog!

  • Caramanchão rústico

Outro modelo de estrutura que é um verdadeiro clássico quando o assunto é o caramanchão, é o modelo rústico! Na grande maioria esse modelo tem como matéria prima principal a madeira, que permite um acabamento belíssimo e verdadeiramente rústico.

Nesse estilo, as combinações mais incríveis são as feitas com elementos de paisagismo, como vegetação e flores que quando combinadas com a madeira, se tornam uma verdadeira obra de arte!

O caramanchão rústico é muito utilizado principalmente por sua versatilidade em combinar com qualquer estilo, tanto que casas com um design moderno podem ter em seu quintal uma estrutura como essa e mesmo assim de uma forma que combina e destaca ainda mais.

Muitas pessoas também optam por combiná-lo com a mobília de jardim, geralmente também confeccionados com madeira, o que pode fazer do ambiente ainda mais elegante e aconchegante para uma tarde com os amigos ou um descanso com a família.

Caramanchao de Eucalipto

  • Caramanchão de Bambu

Uma das alternativas mais utilizadas quando não se utiliza a madeira para a confecção do caramanchão é o bambu, e não por acaso, afinal, esse material tem tudo a ver com a funcionalidade dessa estrutura que vai mudar completamente o paisagismo do seu jardim.

O Bambu é um material que além de um ótimo custo benefício, é muito resistente a umidade, o que faz dele perfeito para estruturas como essa! Porém, é importante salientar que a vida útil de um caramanchão de bambu é inferior ao de um feito a partir de uma madeira de qualidade.

Outro ponto que é muito benéfico é que o bambu é fácil de se combinar com outros elementos que são muito utilizados em estruturas como essa, como as flores e vegetações, e possui também uma alternativa muito interessante, a de ser combinada com móveis de bambu, que são uma verdadeira tendência no Brasil.

  • Caramanchão de Eucalipto

Se vamos falar de uma madeira que é perfeita para ambientes externos, possui um ótimo custo benefício, além de uma vida útil longa, com certeza precisamos falar sobre o caramanchão de eucalipto!

A madeira de eucalipto é uma das mais utilizadas no Brasil, por diversos aspectos que vão desde o seu preço mais acessível e qualidade superior, até por questões ambientais, afinal, a madeira sempre deve ser adquirida com muita responsabilidade, sendo um material natural.

O caramanchão de eucalipto fica lindo em qualquer estilo de casa e você pode utilizar toda a sua criatividade para criar combinações únicas e cheias de estilo ´para fazer uma verdadeira obra de arte no seu quintal gastando pouco!

  • Caramanchão de Jardim

Como você já sabe, o caramanchão é uma estrutura versátil que pode ser construída de diversas formas e para diferentes funcionalidades, mas um dos mais populares com toda certeza é o caramanchão de jardim, que além de lindo, traz um toque mais especial para qualquer casa.

Vamos combinar que não existe nada melhor do que chegar em casa após um dia cansativo de trabalho e ter uma sombra para relaxar no seu jardim, e isso é possível com um caramanchão!

Você pode fazer do ambiente ainda mais confortável e aconchegante adicionando alguns móveis que vão agregar ainda mais para a estética do espaço, que vai ser o seu cantinho preferido da casa!

Caramanchao rústico

Como escolher o caramanchão perfeito para mim?

Como você viu, opção é o que não falta quando o assunto são os caramanchões, que podem ser construídos com diferentes materiais e de diferentes formas, variando conforme a criatividade e necessidade de cada espaço.

E se você chegou até aqui e não consegue decidir qual o melhor modelo para você, nós vamos te ajudar com algumas perguntinhas que você deve se fazer antes de construir o seu!

  • A estrutura será fixa ou móvel?

Essa é uma pergunta importante, pois ela vai definir qual o material você vai utilizar, além do tamanho da estrutura. Como você já sabe, o caramanchão pode ser uma estrutura móvel, ou seja, você pode carregá-la para outro lugar, caso necessário.

Se você está construindo uma estrutura como essa em uma casa que não é própria, por exemplo, a opção mais inteligente é optar pela estrutura móvel, que você pode levar com você para todos os lugares em que se mudar.

  • Quanto você está disposto a investir?

Você já sabe que o material utilizado na construção do seu caramanchão pode variar muito, e um dos pontos a se levar em consideração na hora da escolha do perfeito para você, é se perguntar quanto você está disposto a investir nele.

Obviamente, optar por uma estrutura feita a partir de PVC vai ser bem mais barata, porém, em contrapartida, a sua durabilidade também será inferior, o que prejudica o custo benefício, quando comparado com outras estruturas, como a feita com eucalipto.

  • Quais serão os ornamentos?

Outro ponto importante a se pensar para não errar no momento da escolha, são sobre os ornamentos que você vai utilizar na sua estrutura, que além de vegetação e flores pode também incluir cortinas, que trazem um ar mais sofisticado para o ambiente!

E agora que você já sabe tudo o que precisa sobre o caramanchão, está na hora de utilizar a sua criatividade e encontrar o melhor modelo para você!

Essa estrutura vai ser um investimento inteligente que fará de sua casa um lugar mais aconchegante e sofisticado!

As floreiras de madeira são um charme absoluto para jardins e ambientes mais abertos. Se você é apaixonada por flores, então com certeza precisa ter uma ou mais floreira para agregar na sua decoração.

As flores combinam com absolutamente todos os estilos e com certeza você irá notar um charme especial depois de colocá-las em sua casa (ou até mesmo no escritório).

Se você já está decidido a colocar as plantinhas para enfeitar, então já fique sabendo que você pode optar por diversos tipos de floreiras.

Cada qual tem o seu charme, difícil será escolher a mais bonita delas.

O que é uma Floreira de Madeira?

Primeiramente, você sabe o que realmente são floreiras de madeira? Na verdade, nada mais são do que vasos (que podem ser organizados em conjuntos) para colocar flores.

Não são simples vasinhos, mas suportes mais robustos que costumam caber mais de uma muda.

É ideal para quem gosta de bastantes flores em ambientes e normalmente elas ficam fixadas, ao contrário de pequenos vasos de flores que têm mobilidade.

As floreiras podem ser encontradas em plástico, mas com toda a certeza a versão em madeira é muito mais elegante e combina bem mais com flores, não é mesmo?

Então, se você quer um ambiente harmonioso, as floreiras de madeira são as opções ideais.

Floreiras de Madeira

Floreira de Madeira de Chão

As floreiras de madeira no chão são as mais comuns no sentido estético. Você pode fazer um canteiro com flores ou temperos espalhados pelo chão.

Uma ideia interessante é ir colocando as floreiras seguindo as paredes do quintal, assim você terá uma bordinha de flores ao decorrer do seu jardim.

É uma opção fácil e com certeza dará um toque especial, mas em questão de estética ela é muito comum e você pode perder um pouco do potencial que são as floreiras na decoração de uma casa.

Floreira de Madeira para Parede

Com toda a certeza esse tipo de floreira já traz um charme muito mais incrível. As flores ficam suspensas na parede, fazendo um mural verde que agrega muito em qualquer jardim.

É possível fazer as floreiras de madeira na parede de diversas formas, mas normalmente é feito uma grande de madeira e os vasos são presos com ganchos.

Entretanto, você também pode colocar pequenas estantes como suporte para os vasos.

O design da própria floreira também pode ser diverso. Você pode encontrar vigas na horizontal ou intercaladas na diagonal (esquerda e direita se cruzando formando triângulos).

Uma ideia de decoração bem interessante é adicionar fios com pequenos pontos de LED para iluminar as plantas. Fica delicado e com toda a certeza dá um charme a mais.

Floreira de Madeira Vertical

As floreiras de madeira verticais são uma opção para quem tem pouco espaço e caem muito bem em apartamentos, por exemplo.

Elas podem ficar suspensas na parede ou em pequenas prateleiras com pouco comprimento horizontal.

Uma opção para quem tem pouco espaço é usar a floreira vertical para plantar temperos, pois eles são mais leves e pequenos.

Floreira de Madeira Rústica

As opções de madeira rústica combinam muito bem com jardins. A ideia de rústico varia bastante, mas normalmente são madeiras que não foram tratadas em detalhes (lixadas e envernizadas).

O grande problema disso é que a madeira pode estragar com maior facilidade e você terá que trocar a floreira em um período relativamente curto.

Há a opção de floreiras de madeira semelhantes aos paletes.

Isso dá ao ambiente um estilo bem rústico, mesmo que as peças estejam devidamente lixadas e envernizadas.

Floreira de madeira Rústica

Floreira de Madeira em formato de escada

Essa opção é muito charmosa e super fácil de desenvolver. As floreiras de madeira em formato de escada podem ser feitas de várias formas, como:

  • Escada única

É realmente uma escada apoiada na parede, mas ela é mais curta e os degraus maiores para caber os vasos.

  • Escada dupla

É uma escada cujas vigas formam um V invertido. Dessa forma você terá dois lados para colocar os vasinhos de flor

  • Escada dupla, mas com um degrau

É uma escada com uma viga reta e outra inclinada com degraus, é para quem deseja maior estabilidade
Floreira de Madeira Escada

Flores para a sua floreira

Agora, quais são as flores que iriam cair bem nas floreiras de madeira? Existem várias espécies, sendo muito importante que você considere as características de cada uma antes de escolher.

Isso porque existem plantas e plantas. Algumas gostam mais de sol, enquanto outras preferem uma luz indireta. Também há a questão da quantidade de água. É muito importante entender a necessidade de cada uma.

Aqui nós temos uma listinha de algumas opções para você colocar em suas floreiras:

Maria sem vergonha

A Maria Sem Vergonha é uma opção bem famosa no Brasil e costuma se adequar bem fácil. Tem suas origens em Madagascar, África. O incrível dessa planta é que ela dá flores durante o ano todo.

Pode ser encontrada com flores vermelhas, laranjas, brancas, rosas e roxas. Pode ser cultivada em vasos e prefere solos mais úmidos com muito adubo.

Se você deseja floreiras de madeira bem coloridas, então a Maria sem Vergonha é uma ótima opção.

Lavanda

A lavanda é uma flor muito comum, mas normalmente as pessoas fazem relação com produtos de beleza ou aromáticos. Entretanto, a também conhecida por alfazema, pode ser plantada em sua casa.

Ela tem uma florzinha roxa delicada e perfuma o ambiente inteiro, além de possuir efeitos calmantes e relaxantes (com toda a certeza é ótimo para qualquer pessoa!).

As flores permanecem o ano todo e podem ser cultivadas em vasinhos também.

Gosta de ambientes com luz mais moderada e também não é muito fã de água, então não precisa olhá-la todos os dias.

Floreira de madeira de Palete

Orquídea

As orquídeas são, sem dúvida alguma, uma das plantas mais atraentes que você consegue cultivar dentro e fora de casa. São absolutamente lindas e nem parecem ser de verdade.

Você consegue encontrá-las em tons de azul, rosa, roxa, branca e muitas outras cores.

É uma planta que não se dá bem com muita água e é recomendado colocar cascalhos no fundo do vaso para criar um sistema de drenagem.

Begônia cerosa

Essa planta é perfeita para as floreiras de madeira, pois tem valor acessível e as flores também permanecem durante o ano todo. Costuma ser encontrada nos tons de rosa, branco e vermelho.

Ela é relativamente fácil de cuidar, sendo necessário adubo orgânico e também regá-la diariamente. Consegue se dar bem no sol ou na sombra, o que facilita o cuidado.

Faça um cantinho de temperos

Como já falado acima, você também pode usar as floreiras de madeira para temperos. É uma ótima ideia para quem ama cozinhar e preza por sabores nos pratos.

Nada melhor do que um tempero fresquinho – e de preferência sem agrotóxico – para as suas refeições diárias. Veja algumas opções de temperos para usar no dia a dia:

  • Salsinha
  • Cheiro Verde
  • Cebolinha
  • Alecrim
  • Pimenta
  • Manjericão
  • Tomilho
  • Hortelã

Essas opções cabem em vasinhos bem pequenos, mas você também pode investir em vasos maiores e colocar algumas folhas, como alface e rúcula, por exemplo.

Normalmente os temperos não exigem tantos cuidados, então é ótimo para quem não tem muito tempo também.

Como fazer boas floreiras

O primeiro passo para ter lindas floreiras de madeira é pensar em qual dos modelos você irá escolher.

Se você optar por um modelo mais simples, como o de escada, por exemplo, é possível que você mesmo construa a estrutura para as flores. Mas, claro, isso fica a seu critério.

Há opções de marceneiros que irão fazer todo o projeto para você de maneira pontual. Isso é bem interessante, porque você terá o resultado personalizado e isso fica incrível em casa (mas o valor também é mais alto).

Também há a opção, que acaba sendo a mais comum, de comprar as floreiras de madeira nas lojas.

Você consegue encontrar os modelos mais convencionais para colocar em seus jardins.

Floreira de madeira de Parede

Onde encontrar uma boa madeira

Independente do modelo que você escolher, é imprescindível que a madeira das floreiras seja de extrema qualidade. A estrutura costuma ficar ao ar livre, reforçando ainda mais a necessidade de resistência e durabilidade.

Você irá notar que em uma breve pesquisa na internet retornarão diversos fornecedores de madeira ou floreiras, mas tome cuidado e certifique-se de que está escolhendo uma opção com bom custo x benefício.

A madeira não somente deve ser legal, como também ser de uma espécie adequada para ficar exposta ao ar livre. Além do mais, é importante que as peças passem por todos os tratamentos necessários.

Encontrar um fornecedor renomado no mercado é a maneira mais fácil de garantir que as suas expectativas serão atingidas.

Dito tudo isso, está na hora de você escolher qual modelo (ou quais!) de floreiras de madeira você deseja colocar em sua casa.

Já comece a separar as mudinhas e os preparativos para ter um belo jardim.

As estantes de madeira são funcionais, como você já deve imaginar, mas elas vão muito além disso.

Têm a capacidade de compor ambientes como ninguém e se você quer estilo em sua casa, uma boa estante pode ajudar.

Difícil é escolher dentre tantas possibilidades, pois há diversos modelos e cada qual se adequa melhor a um tipo de ambiente e estilo do cômodo.

Podem ser fixas ou móveis, mas, independente disso, não costumam ser móveis rapidamente descartáveis, então a escolha deve ser feita com cautela para que não haja arrependimentos!

O que é uma Estante de Madeira?

Bem, não há muitos segredos quando estamos falando de estantes de madeira. Normalmente elas são móveis que não apresentam gavetas ou compartimentos “privados”, apenas prateleiras.

Tudo acaba ficando exposto, então é um móvel que você precisa programar muito bem o quesito decoração, caso contrário pode parecer que o ambiente é bagunçado ou pesado.

Elas podem ser encontradas em diversos tamanhos e, com toda a certeza, as estantes de madeira são as queridinhas do mercado.

Isso porque elas são atemporais e trazem requinte a qualquer ambiente, mesmo quando são encontradas em sua forma mais rústica.

Quer conhecer um pouco melhor dos modelos? Acompanhe.
Estante de Madeira

Modelos de Estantes de Madeira

Se você tiver criatividade ou um bom design de móveis, com toda a certeza notará que existe uma série de possibilidades quando estamos falando de estantes de madeira.

Cada ambiente possui o seu estilo e uma boa estante consegue não somente ornar com toda a decoração, mas também fazer parte dela. O melhor de tudo isso é que esta combinação tem um viés muito funcional.

Aqui nós trouxemos alguns tipos de modelo de estante para você se inspirar a escolha:

Estante convencional para livros

A primeira opção é, obviamente, as estantes de madeira clássica para livros. Ela é composta por várias partes horizontais cortadas por blocos verticais (às vezes há apenas um bloco vertical com várias tábuas).

Normalmente os nichos são do mesmo tamanho e direção, mas hoje em dia é possível encontrar estantes para livros um pouco mais ousadas.

Esse tipo de estante cai muito bem em quartos, salas de estudos ou até mesmo em uma sala de jantar. É um modelo clássico atemporal.

Estante suspensa

Pulando de algo bem tradicional para algo bem diferente, temos a estante suspensa. Ela fica presa no teto do cômodo, ficando um espaço vazio até o chão.

É realmente um modelo poderoso e que promove um charme sem igual, trazendo modernidade e sobriedade ao ambiente.

Estande de vários nichos

Você também pode optar por uma estante um pouco “improvisada”, vamos assim dizer. Caso não tenha um estante convencional ou até mesmo quer uma pegada mais moderna, os nichos são boas opções.

Eles podem ser variados, de diferentes cores ou tamanhos.

Também se comportam como estantes e para alguns ambientes é parte fundamental para a decoração.

Está muito na moda, por exemplo, estantes de madeira de nichos hexagonais.

Ficam muito bem no quarto e são ótimos para complementar com mais decoração.

Estante de Madeira com Nichos

Estante com pegada industrial

Tudo com estilo industrial está bem na moda, inclusive as estantes de madeira.

Este modelo costuma apresentar placas de madeira para fazer as bases e estruturas de metal para dar suporte.

É ideal para escritórios ou para quem está em busca de uma pegada bem clean no cômodo.

Modelo clean feito com tábuas

Outro modelo bem tradicional é a estante feita somente com tábuas. Você, inclusive, pode fazer uma estante dessas com bastante facilidade. Basta instalar as tábuas em uma parede e pronto!

Você pode colocar as prateleiras somente na horizontal formando uma grande placa ou pode intercalar as posições, isso fica a seu critério.

Também é interessante usar essas prateleiras para colocar próximo ou em cima de TV, dando maior possibilidade de decoração no momento.

Estande de jardim

Se você é daquelas pessoas que ama uma planta como decoração, então as estantes de madeira de jardim irão impressionar você.

Elas podem possuir o design que desejar, sendo as prateleiras – pelo menos a maioria delas – vasos alongados de plantas.

Você pode fazer uma decoração incrível mesclando algumas plantas e outros objetos. Lembre-se de sempre verificar se a planta que você pretende colocar na estante é adequada para onde irá colocar o móvel.

Como assim? Veja bem, as plantas são muito particulares e cada qual gosta de um nível de sol – bem como de água. Sendo assim, plantas que ficam dentro de casa são diferentes de plantas que ficam ao ar livre.

Estante com vazado no meio

Outra possibilidade é construir uma estante em forma de U invertido (mas com as quinas quadradas). O meio pode ser para você colocar algo (como uma TV) ou simplesmente uma passagem.

Nesses últimos casos, a estante deve ser bem robusta para servir como um divisor de ambientes.

Estante de madeira para divisória

E falando em divisão de ambientes, as estantes de madeira também podem ser usadas para separar um ou mais cômodos.

É ideal para ambientes pequenos, pois elas podem ser vazadas e isso dá a impressão de que os cômodos são maiores do que realmente são.

Estante de Madeira Convencional

Modelo de pallet

Se você quer algo bem rústico, então pode apostar em estantes de paletes. Eles podem ser ajustados em sua forma natural ou depois de um tratamento.

Nesta última opção os paletes são lixados e envernizados. É ótimo para trazer um pouco mais de delicadeza para o móvel.

Se você é daquele tipo de pessoa que sempre gosta de mudança, então você pode deixá-los soltos para mudar a configuração de vez em quando.

Estante em formato de escada

As estantes de madeira também podem ser em formato de escada. Esse modelo combina tanto com o interior quanto com o exterior da casa.

É, na verdade, bem simples, composto por quatro vigas de madeira e estantes na horizontal. É uma modelo bem clean e moderna ao mesmo tempo.

Como preservar a estante feita em madeira

A madeira é um material muito durável e resistente, entretanto, para que isso realmente se concretize é preciso tomar os devidos cuidados com as estantes de madeira.

A primeira coisa que devemos pontuar é a respeito de onde será colocado o móvel. Para sua máxima durabilidade é recomendável em ambientes fechados, onde não haja incidência forte de luz o dia todo.

Além disso, a limpeza no móvel deve ser feita sempre, mas apenas com um pano seco para tirar a poeira.

Não passe panos molhados ou com produtos químicos, isso pode comprometer a superfície do material.

Esse tipo de manutenção deve ser feito sempre. Outro ponto para cuidar da sua estante é a manutenção periódica.

De tempos em tempos é importante passar verniz ou outros produtos nas estantes de madeira. Isso irá garantir que a superfície se mantenha tratada, preservando a peça por mais anos e anos.

Não molhe a estante e tome muito cuidado para lavar o chão do cômodo em que ela se encontra.

Muitas pessoas não tomam o devido cuidado e a base das estantes começa a se deteriorar por conta da água.

Estante de Madeira Maciça

Como escolher madeira de qualidade

Além de todos os cuidados que você já vai ter com a estante depois de adquiri-la, é de suma importância que a compra seja feita de forma consciente.

De nada adianta todos os cuidados com as estantes de madeira se a madeira não for adequada (ou se o tratamento que deram nela não possibilita que o material seja efetivamente resistente e durável).

A primeira coisa que você deve questionar ao fornecedor é a respeito da legalidade da madeira. Infelizmente ainda há muito mercado de madeira ilegal e não devemos compactuar com isso de maneira algum.

A etapa de extração também é de suma importância, garantindo que as toras estejam devidamente íntegras. A subsequente secagem da madeira é uma etapa cuidadosa e o padrão de qualidade deve ser seguido à risca.

Depois, há a etapa de confeccionarem as peças e também lixá-las. Sabe aquela madeira bem lisinha?

Ela foi lixada de forma adequada!

Os últimos passos consistem em selar e envernizar a madeira, processo importantíssimo para garantir que a peça não sofra com intemperismo antes da hora.

As manutenções periódicas irão garantir que a madeira continue resistindo à ação do tempo ou ao intemperismo biológico (fungos, cupins, dentre outros).

E tudo isso deve ser reforçado com um ótimo custo x benefício do produto. O fornecedor de madeira tem peso importante na sua decisão, então pense bastante antes de optar por um produto ou não.

E se você for comprar um móvel pronto e não pretende planejá-lo, todas essas dicas também se aplicam a você.

Isso irá garantir uma compra certeira de uma belíssima estante de madeira com preço justo no mercado.

E você, já conseguiu decidir qual das estantes de madeira irá escolher para personalizar o seu ambiente?

Não se esqueça de pensar no seu espaço antes de adquirir uma delas.

O pergolado de eucalipto é uma opção para quem deseja criar um ambiente gostoso, fresco e cheio de estilo.

É ideal para quem possui jardins ou espaços maiores com certo “vazio” no terreno.

São muito comuns em prédios e como decoração de restaurantes também, pois a estrutura consegue criar um clima muito romântico, principalmente quando tudo é decorado com muitas flores e plantas.

Está pensando em fazer um pergolado em sua casa? Aqui nós vamos falar um pouco mais sobre a versão de eucalipto e também lhe daremos várias dicas para fazer e lidar com essa estrutura.

O que é um pergolado de eucalipto?

O pergolado de eucalipto é uma estrutura fixada no chão e marca presença em quintais e jardins. É uma espécie de mini galpão, mas normalmente é feito apenas com vigas, então a estrutura fica vazada.

O formato costuma ser de U invertido, porém em forma quadrada. Estende-se por alguns metros, formando uma espécie de abrigo. Mas, claro, também há opções de pergolados fechados e cobertos.

Dificilmente a estrutura ficará “nua”, pois ela costuma levar flores (principalmente as trepadeiras) para dar um charme especial (além de criar todo um ambiente mais fresco).

Jardim com pergolado de eucalipto

A Madeira Eucalipto

O Eucalipto é proveniente de duas espécies: Eucalyptus citriodora e Eucalyptus grandis, sendo essa última a mais comum. A primeira espécie tem uma cor mais escura e também é mais pesada, já a primeira é mais leve e clara.

Esta árvore é conhecida como uma das principais madeiras de reflorestamento, pois tem crescimento acelerado e seu cultivo é justamente já pensando na extração que será feita no futuro.

Em nosso país ela é muito comum, sendo presente nos Estados de AM, PA, BA, MS, ES, MG, SP, PR, SC e RS. Além disso, encontra-se em países da África, como Nigéria, Quênia, África do Sul, dentre outros.

O pergolado de eucalipto irá levar as características dessa espécie, sendo as principais delas:

  • Cor do alburno: bege-rosado
  • Cor de cerne: castanho-rosado-claro
  • Sem propriedades organolépticas (sem gosto nem cheiro)
  • Madeira apresenta pouco brilho natural
  • Apresenta maciez na hora do corte
  • Apresenta textura fina a média
  • Tem baixa densidade
  • Resistência moderada ao intemperismo biológico (cupins e fungos)
  • Boa trabalhabilidade

De modo geral, o Eucalipto é uma ótima madeira para fazer móveis e estruturas, então o pergolado de eucalipto é realmente uma opção interessante para você adquirir.

Pergolado de Eucalipto Tratado

O pergolado de eucalipto tratado é quando a madeira passa pelo processo de autoclave, no qual recebe tratamentos que visam a impermeabilização do material.

O objetivo desses tratamentos é aumentar as qualidades da madeira. A madeira ganha mais resistência e durabilidade, incluindo maior performance ao ficar exposta ao sol, chuva, umidade, insetos, cupins e assim por diante.

Então, se você está em busca de um material que realmente atenda às suas expectativas e que tenha alta durabilidade, a recomendação é o pergolado de eucalipto tratado.

Pergolado de Eucalipto Redondo

Já falamos que a opção mais comum de pergolado é quando o desenho é feito em forma de U invertido com as bordas quadradas, mas isso não é regra e você pode desenvolver a estrutura como você desejar.

Uma opção é manter o modelo vazado, feito apenas com vigas separadas, mas em formato redondo. Como isso? As vigas partirão de um ponto comum no centro de um círculo. O resultado será uma estrutura com o teto redondo.

Também é possível cobrir a estrutura com um telhado mais arredondado. Entretanto, esse tipo de desenho acaba perdendo um pouco o design pergolado.

Pergolado de eucalipto com vidro

Pergolado de Eucalipto Coberto

Continuando o assunto sobre o pergolado de eucalipto coberto, essa opção acaba sendo interessante apesar de descaracterizar um pouco a estrutura.

Isso porque você terá um abrigo da chuva, dando mais liberdade para você decorar o ambiente. É possível colocar até mesmo alguns móveis se for o caso.

Lembrando que a construção de um pergolado coberto é um pouco mais demorada que a de uma estrutura vazada. Além do mais, também é mais caro, pois envolve mais material e mão de obra.

A escolha fica realmente a seu critério, mas não deixe de considerar o estilo da casa antes de fazer a escolha.

Pergolado de Eucalipto para Jardim

O pergolado de eucalipto para jardim é a aplicação mais comum. A opção vazada é mais simples e há até mesmo quem faça por si próprio.

O estilo depende do gosto de cada um, podendo ser uma estrutura mais comprida, mais larga, com vigas mais justas ou não.

Não é recomendado que as vigas horizontais fiquem muito separadas, pois isso dificulta colocar plantas em cima da estrutura e, como consequência, embaixo do pergolado ainda baterá muito sol.

Assim como você irá notar no tópico seguinte, uma ideia fantástica é encher o seu pergolado de eucalipto com flores. Além de o colorido combinar perfeitamente com a madeira, todo o ambiente ficará incrível.

Se você tiver um jardim bem grande, pode até mesmo fazer um caminho de pergolado. Dá um charme incrível e é bem funcional também.

Como decorar o seu pergolado

Fazer um belo pergolado de eucalipto depende muito da estrutura, quanto a isso não restam dúvidas. A madeira deve ser de qualidade, devidamente tratada e esculpida de maneira a atender às suas expectativas.

A montagem do pergolado também deve ser atenciosa, de modo que as vigas fiquem uniformemente distribuídas.

Entretanto, deixar somente a estrutura em pé não usufrui de todo o potencial de um pergolado de eucalipto. Isso porque a decoração é fundamental para criar toda a atmosfera que deseja.

Flores

É quase impossível falar de lindos pergolados sem citar as flores. A ideia mais comum é colocar flores do tipo trepadeira para escalarem e tomarem toda a estrutura.

Uma ótima ideia para isso são as primaveras. A planta vai crescendo em apoio da estrutura e floresce em grande parte do ano. Você pode encontrá-la branca, rosa, roxa, amarela…

Além disso, orquídeas e outras plantas trepadeiras (mesmo a sem flores) caem muito bem para compor todo esse visual.

Cadeiras

Depois de toda a estrutura pronta, você com certeza irá querer passar um tempo embaixo dela para descansar, não é mesmo? Colocar algumas cadeiras dá um charme e também cria um espaço aconchegante.

Como é um ambiente que não é totalmente protegido da chuva, então o ideal são cadeiras de metal. A opção branca combina bastante se você tiver apostado em flores bem coloridas.

Se possível, também tem a opção de cadeiras suspensas. Mas, para isso, é preciso se certificar de que a estrutura aguentaria.

Redes

As redes também combinam bastante com o ambiente, só é preciso tomar um pouco de cuidado quando começa a chover, pois, o ideal seria retirá-la da chuva.

As redes são confortáveis e você irá notar que o pergolado de eucalipto se tornará o local mais aconchegante de sua casa. Ler um bom livro ou tomar um vinho não terá outro lugar.

Floreiras

Além de plantas trepadeiras você também pode optar por floreiras. Para dar um charme, você pode escolher floreiras verticais ou até mesmo aquelas em forma de escada.

Como cuidar do pergolado

O pergolado de eucalipto deve ser muito bem cuidado para que ele realmente tenha a durabilidade e resistência que promete.

Assim como o eucalipto já deve ser tratado, você deve manter isso com as manutenções.

Elas não são feitas em intervalos pequenos, mas a frequência também depende do nível de exposição e do clima da sua região.

Locais úmidos e com muita chuva realmente prejudicam a madeira, então é preciso tomar mais cuidado.

Mas, fique tranquilo, a manutenção consiste apenas em lixar um pouco a madeira e, depois, passar produtos selantes para que a peça se proteja da chuva.

Pergolado de Eucalipto

Pergolado de madeira ou metal

Você irá encontrar muitos pergolados de metal por aí e pode se questionar se essa opção é melhor do que o pergolado de eucalipto.

De fato, as estruturas de metal têm os seus pontos positivos, mas acabam não compensando quando comparado com a versão em madeira.

O metal não cria um ambiente tão aconchegante e, além disso, você terá que manter a manutenção da mesma forma, pois o metal pode enferrujar ou – se pintado – descascar.

Pode acabar sendo um pouco mais barato, mas quando avaliamos a durabilidade dessa estrutura, a diferença de preço acaba não valendo a pena.

Pergolado de eucalipto no campo

Como escolher a sua madeira

A escolha da madeira é fundamental para você se certificar de que o pergolado de eucalipto realmente terá as características que você imagina.

Encontrar um bom fornecedor irá garantir que a sua madeira é legal, durável, resistente e que atende os quesitos estéticos também. O barato pode sair caro, então sempre dê preferência para fornecedores renomados do mercado.

Feito isso, agora está na hora de começar a bolar o projeto do seu pergolado de eucalipto, bem como toda a decoração do ambiente. Crie um espaço aconchegante, gostoso e cheio de natureza. Será ótimo para os seus dias.

A divisória de madeira é uma opção de estrutura que irá promover a qualquer cômodo muito charme, privacidade e melhor layout do ambiente.

É uma das opções para não fazer grandes construções.

Para quem já tem uma casa ou escritório pronto, fazer uma parede como divisória é, realmente, um transtorno considerável. Nessas situações as divisórias em madeira se destacam, mas não é somente neste momento.

Mesmo que você esteja construindo uma casa agora, já optar por essas divisórias pode ser muito interessante. Isso se torna ainda melhor se você está em busca de uma casa funcional e cheia de personalidade.

O que é uma divisória de madeira?

Bem, a divisória de madeira nada mais é do que uma estrutura que busca separar ambientes. A maioria das casas leva as paredes como únicas opções, mas as divisórias – mesmo as provisórias – são opções interessantes.

A estrutura nada mais é do que placas ou ripas de madeira que dividem dois ou mais ambientes.

É realmente uma alternativa para as paredes convencionais. Além de mais charmosas, acabam sendo bem mais práticas.

Elas podem ser encontradas de diversas formas e, também, em diversas madeiras. O tipo irá depender do local em que a divisória será instalada.

A divisória de madeira pode ser encontrada em diversos estilos e com certeza haverá uma forma de tornar a decoração e estilo de sua casa com modelos de divisórias.

Apesar de muitas pessoas pensarem em uma placa de madeira (já que estamos comprando com uma parede), a opção mais comum acaba sendo a madeira ripada.

Sala de estar com divisória de madeira

Divisória de madeira ripada

A divisória feita com madeira ripada nada mais é do que uma estrutura feita em vigas. Ou seja, a divisão não é feita por uma placa.

Isso promove maior estilo, além de outras características (falaremos mais adiante em VANTAGENS).

Por conta de serem várias partes para formar uma divisória acaba sendo possível criar diferentes estruturas. Algumas são mais espaçadas, outras mais juntas, há aquelas que possuem vigas alinhadas bem retas, outras não…

A escolha da divisória de madeira, seja em ripa ou não, depende de cada um, mas não se esqueça de que o estilo ganha muito.

Divisória de madeira para separar Ambientes

A divisória de madeira para ambientes é bem universal, podendo ser colocada em qualquer cômodo. A única opção que acaba sendo mais restrita é o banheiro.

Isso porque ambientes úmidos e madeira não combinam tão bem assim. É claro que é totalmente possível, mas será preciso escolher uma madeira que seja muito resistente ao calor e umidade.

O mesmo se aplica quando a divisória for colocada em ambientes externos, o que é muito comum. Nesses casos é possível criar vários ambientes em jardins, sendo as vigas mais grossas as mais utilizadas.

Mas, de modo geral, a divisória de madeira consegue se adequar a qualquer lugar.

Não somente casas, mas escritórios, lojas e assim por diante.

Como é possível fazer diversas combinações e diferentes tipos de estrutura, então é possível desenvolver estruturas que caiam bem desde o banheiro até enormes quintais.

Divisória para separar ambientes

Divisória de madeira para sala

Uma das opções mais comuns de divisória de madeira é na sala. Normalmente elas não são “apenas” uma divisória, mas um móvel integrante da decoração.

Por exemplo, as divisórias podem muito bem se comportar como uma estante. Você terá uma divisão de ambientes e, também, um móvel funcional. É uma ótima forma de investir em decoração e economia de espaço ao mesmo tempo.

É muito comum utilizar essa estrutura para dividir a sala de TV com a sala de jantar.

A abertura dá a impressão de que o ambiente é maior, mas também consegue fazer essa divisão entre a hora do lazer e a hora de refeição.

Outros pontos positivos de usar este tipo de divisória é a questão da ventilação e luminosidade, como será discutido mais adiante.

Na sala você pode usar e abusar de estilos mais modernos, pois dará outra cara para todo o ambiente.

Lembrando que você também sempre pode usar a divisória lisa e, neste caso, ela pode servir até mesmo de suporte para a televisão.
Ambiente com divisória de madeira ripada

Divisória de madeira para quarto

Outra opção que vale destaque é a divisória de madeira para os quartos.

É uma boa opção para quem tem um quarto muito grande ou quando o ambiente é dividido entre duas pessoas.

Isso acaba tirando muito a privacidade de ambos, mesmo sendo irmãos (que é na maioria dos casos).

As divisórias ajudam a criar um ambiente mais particular para cada um deles.

Normalmente os estilos mais modernos ficam mais em salas, nos quartos as estruturas mais clássicas são as mais comuns.

Além disso, dê preferência para vigas mais claras nesse caso, pois pesa menos o ambiente.

Divisória de madeira para banheiro

Caso você deseje uma divisória em madeira para o seu banheiro, saiba que você precisará escolher uma madeira bem resistente à umidade.

Normalmente o uso em banheiros se dá quando o cômodo é maior, dando um charme para o ambiente. Também serve para fazer uma espécie de vestuário no ambiente.

Nesses cômodos a divisória costuma ser móvel, visto que a durabilidade pode ser menor e a necessidade de troca pode ser mais frequente.

Vantagens da divisória de madeira

Depois de conhecer um pouquinho do estilo da divisória de madeira e como ela pode ficar bem em cada ambiente, vamos a um compilado de vantagens que essa estrutura irá proporcionar:

Privacidade

Se você não tem um quarto ou espaço somente para você, as divisórias são uma ótima forma de delimitar uma área que seja destinada para a sua privacidade.

O home office, que se tornou tão comum por conta da pandemia, causou uma reviravolta na vida das pessoas e nem todos tinham um ambiente privado para trabalhar. As divisórias são a solução perfeita.

Praticidade

Com toda a certeza, uma divisória de madeira é muito mais prática do que uma parede ou estrutura mais robusta. Em apenas algumas horas você já terá em sua casa todas as vigas instaladas.

Sem sujeira, transtorno e sem necessidade de fazer disso um evento. Um bom sábado de manhã já é suficiente para organizar tudo.

Locomoção

Dependendo da divisória que você vai colocar em sua casa ou escritório é possível ter mobilidade. Os modelos mais leves podem ser transportados para onde você desejar sem muito esforço.

Isso é ótimo para escritórios, por exemplo, ou até mesmo casas onde a divisão pode não ser tão interessante a todo o momento.

No caso do home office elas podem ficar montadas apenas enquanto estiverem trabalhando.

Divisória de madeira ripada

Luminosidade

Ambientes como salas devem ter grande iluminação e com toda a certeza uma parede irá diminuir a luz natural do cômodo. Uma divisória vazada é ótima para trazer luz natural e ainda dividir os cômodos.

Ventilação

O mesmo vale para a ventilação. Ao optar pelas vigas você terá maior circulação de ar. Isso é ótimo em todos os sentidos, principalmente para quem mora em lugares mais quentes.

Decoração

A divisória de madeira e qualquer outro produto feito em madeira será, com toda a certeza, atemporal. O material cai bem em qualquer ambiente e com qualquer estilo.

Tem uma personalidade muito forte e não passa despercebido, mesmo sendo cheio de elegância. As divisórias podem ser encontradas em diversos estilos, indo de peças rústicas até as mais sofisticadas do mercado.

Você consegue agregar a divisória de uma forma mais clássica, mas também estruturas muito modernas que se tornaram a atração da casa.

Com criatividade, design e boas madeiras, a divisória de madeira será uma peça fundamental para o charme do ambiente.

Custo x benefício

O melhor de tudo isso é o custo x benefício que essa opção oferece.

Com toda a certeza é muito mais barato do que erguer uma parede no meio da sala ou quarto, não é mesmo?

E não é somente pelo material, é pela praticidade de instalação e economia com mão de obra.

É, sem dúvida alguma, algo que você deve considerar.

Divisória de madeira Moderna

Como escolher a madeira para a divisória

A escolha da madeira para a divisória é algo essencial e que deve ser muito bem pensado, principalmente em estruturas que pretendem ficar fixas.

A madeira é um material durável e resistente, mas para garantir essas características é preciso encontrar um fornecedor que realmente atenda às suas expectativas.

Primeiramente, é fundamental considerar a extração do material, pois – infelizmente – ainda há muito caso de madeira ilegal no Brasil. Certifique-se de que o fornecedor realiza uma extração legal.

Além disso, todo o processo de tratamento (corte, secagem, lixamento, dentre outros procedimentos) deve ter alto padrão de qualidade.

O barato pode sair caro, nunca deixe de considerar o custo x benefício da operação.

Isso tudo irá garantir que a divisória não seja somente bonita, mas também que tenha alta durabilidade e resistência. Lembrando que é necessária manutenção periódica para que a madeira mantenha sempre com aspecto de nova.

Tendo uma divisória de madeira de qualidade e bom gosto, com toda a certeza sua casa ficará mais funcional e muito mais bonita. É um investimento de ótimo custo x benefício.

O Ipê Branco é um tipo de árvore que costuma ter variações de cores, aparecendo também nas cores amarela, rosa, roxo…

E, sem dúvida, é uma das árvores brasileiras que mais chama atenção, principalmente devido à sua aparência única e as suas flores, que colorem e encantam todos que as vêem.

Mas, para conhecer mais sobre a linda árvore Ipê Branco, continue lendo a seguir e entenda como reconhecer esta espécie brasileira que é responsável por embelezar diversas regiões do país.

Árvore Ipê Branco

Conheça a árvore Ipê Branco e saiba quais são as principais características desta linda espécie

Reconhecer um Ipê Branco pode ser uma tarefa fácil, já que esta árvore esbanja beleza e se destaca onde aparece.

E, por isto, em 1961 esta árvore se tornou um símbolo nacional, determinado pelo presidente da época, o Jânio Quadros.

Além disso, para provar a sua nacionalidade, basta analisar seu nome, originado da língua tupi, que tem como significado o termo “árvore cascuda”.

Mas, apesar disso, seu nome pode sofrer variações em algumas regiões do país, sendo conhecida também por “pau d’arco”, um termo que se originou principalmente dos povos indígenas, que utilizavam a madeira desta árvore para confeccionar elementos como o arco e flecha.

Além disso, na região do Pantanal, esta espécie de árvore também pode ser conhecida como Peúva, nome dado para simbolizar “árvore de casca”, na língua tupi.

E, por fim, podemos dizer ainda que em algumas cidades dos estados de Minas Gerais e Goiás, o Ipê recebe também o nome de Ipeúna.

Além do Ipê Branco, existem cerca de nove espécies dessa árvore, que oferecem tonalidades e cores diferentes.

É muito fácil encontrar este tipo de árvore próximo às florestas tropicais, mas apesar disso, também é vista em regiões de Cerrado e na Caatinga.

Mas, especialmente o Ipê Branco, pode ser encontrado mais no estado do Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

Ipê Branco

Características técnicas do Ipê Branco

Como vimos, o Ipê Branco e as variações de sua espécie podem ser encontrados em diversas regiões do Brasil, sendo considerada uma das principais árvores capazes de representar o país.

Esta espécie é originária da família das Bignoniáceas, sendo a mesma da espécie Jacarandá e o seu gênero é o Tabebuia.

Além disso, é preciso reconhecer também sua grande altura, que pode chegar até 30 metros. Mas, apesar disso, as árvores mais encontradas chegam de aproximadamente 7 a 15 metros de altura.

As suas folhas são consideradas trifolioladas e, trazem consigo características como uma leve pubescência em suas ambas faces, com tamanhos de podem varias entre as menores, que levam de 6 a 11 cm e as maiores, que levam de 8 a 13 cm.

O seu tronco costuma ser ereto e pode trazer uma medida grandiosa de 40 a 50 cm em seu diâmetro, trazendo consigo uma casca suberosa e com fissuras consideradas superficiais.

No século XVII e XVIII, o Ipê Branco, assim como os outros tipos desta espécie, eram muito utilizados principalmente em construções, presentes nos telhados das casas, devido à sua grande resistência.

A madeira desta árvore tem a capacidade de se conservar em construções, sendo um material muito durável e escolhido para compor diferentes estruturas.

Mas, apesar de ter sido muito utilizada, principalmente em construções de igrejas, atualmente esta espécie pode ser encontrada principalmente na confecção civis e navais.

Qual é a época do ano em que o Ipê Branco desabrocha?

Normalmente, as lindas flores desta árvore que chamam a atenção de todos, começam a surgir logo no começo da primavera.

O seu florescimento acontece quando a planta tem toda a sua folhagem removida, por volta dos meses de junho a outubro, dependendo do ciclo e de seu desenvolvimento.

Mas, a sua época de frutificação também ocorre dentro deste período, sendo vista a partir de outubro.

E, além disso, quanto maior é frio e o clima está seco, mais intensa será a sua floração, com uma grande quantidade de flores capazes de colorir as ruas da cidade e se destacar de longe.

Assim que o processo de floração acontece, todas as suas folhas começam a cair dos galhos. Isto porque, devido à sua espécie caducifólia, esta árvore passa por este processo para que a sua estrutura não perca água.

Além de ser uma linda árvore, o Ipê Branco também é responsável por atrair animais de diferentes espécies e insetos polinizadores, como as borboletas e os beija-flores.

Esta espécie de Ipê é considerada uma das mais bonitas e exuberantes de todas, sendo encontrada em sua aparência totalmente branca durante apenas um pequeno período, já que a sua total floração não costuma durar mais que dois a três dias, que acontece no mês de agosto.

Mas, apesar disso, é possível encontrar a repetição de sua floração no mês de setembro, que ocorre de maneira linda, porém um pouco menos intensa.

A planta usada na cura

De acordo com estudiosos e especialistas nesta espécie, uma pesquisa realizada em camundongos provou que os animais que eram considerados hiperuricêmicos, foram tratados com um extrato retirado das folhas e da madeira da árvore Ipê Branco e, com o tempo e ao longo deste tratamento, o nível de ácido úrico de seu corpo foi reduzido.

Além de atuar nesta função, os extratos retirados desta planta também podem ser vistos como agentes anti-inflamatórios.

Por isso, de acordo com todos os estudos realizados, é possível reconhecer que, além de uma linda árvore, o Ipê Branco também pode ser utilizado como principal agente responsável pelo tratamento de gota.

Isto acontece não só porque esta planta atua diretamente na redução dos níveis de ácido úrico encontrados no sangue. Mas, além disso, é grande responsável por encontrar a resolução das principais complicações que podem estar associadas às inflamações.

O Ipê Branco utilizado em construções civis

A árvore Ipê Branco pode ser utilizada e apreciada de diferentes formas, sendo um grande símbolo de nosso país.

Seja para embelezar as ruas, para a medicina ou para a construção civil, esta árvore pode estar presente em diferentes aspectos, mudando a vida de todos e fazendo a diferença.

Mais, uma de suas principais características que mais chamam atenção é a sua madeira de grande qualidade, que pode ser usada facilmente na construção civil, em diferentes partes, como na estruturação do assoalho ou vigamentos.

Utilização do Ipê Branco

Além disso, esta madeira também pode ser muito encontrada na construção naval ou em diversos tipos de obras externas, devido à sua grande capacidade de resistência.

É uma madeira muito utilizada como forma ornamental e é considerada uma espécie vista em reflorestamentos, por se adaptar em diferentes regiões do Brasil.

A sua madeira pode fazer toda a diferença em resultados de construções internas, oferecendo um acabamento lindo e totalmente resistente, com uma cor e aparência únicas.

Sua estrutura é considerada moderadamente pesada e possui uma superfície macia com aparência lustrosa, trazendo uma grande durabilidade para as mais diversas aplicações dentro da construção civil, sendo ideal para uso interno.

Esta árvore é considerada totalmente ornamental, não apenas pelo seu maravilhoso afloramento que costuma ocorrer algumas vezes por ano, mas também pela sua folhagem única e especial, com um verde azulado único.

Além de ser encontrada em construções, esta árvore pode ser uma ótima opção para o paisagismo de regiões urbanas, sendo um elemento essencial na arborização de  diferentes ruas e avenidas mais movimentadas.

Isto porque, o seu porte permite ainda que regiões urbanas recebam esta espécie de árvore, já que a sua altura não é capaz de interferir em fios elétricos, causando algum contratempo.

Outro fator que chama atenção dos seus fãs, é que esta árvore tem a poderosa função de se adaptar mesmo em terrenos considerados secos e, por isto, é considerada a melhor opção para o reflorestamento em diversos tipos de ambientes.

O Ipê Branco é uma árvore tipicamente brasileira, que pode ser admirada por suas flores, a sua resistência, a capacidade de uso em construções civis e até mesmo pela sua cura.

Características do Ipê Branco

A sua beleza encanta a todos e pode ser vista em florestas ou até mesmo em regiões urbanas, já que esta espécie é muito utilizada também em reflorestamentos, graças a sua capacidade de viver até mesmo nos ambientes mais hostis.

A sua capacidade de se reproduzir e ser plantada em solos secos e com muitas pedras faz com que as pessoas se surpreendam ainda mais com esta linda árvore.

A sua floração costuma acontecer duas vezes ao ano, no mês de agosto e de setembro e, as suas flores só começam a nascer quando esta árvore já perdeu todas as suas folhas.

Denominada a árvore símbolo do Brasil, o Ipê Branco, assim como os outros tipos de Ipês existentes, fazem parte da história do nosso país, recebendo diferentes nomes, dependendo da região onde é encontrada.

O Ipê Branco é uma linda árvore que é uma das preferidas pelos brasileiros, devido à sua beleza e a aparência única, sendo uma das árvores mais especiais.

O bercinho de madeira é um elemento que fez parte da infância de muitas pessoas, principalmente das crianças que gostavam de brincar de casinha ou de boneca.

Mas, além disso, também é um item muito escolhido quando o assunto é montagem de enxoval, principalmente devido à sua beleza e charme únicos.

Para saber mais sobre as variações que envolvem um lindo bercinho de madeira, continue lendo a seguir e conheça as suas principais características.

Por que escolher um lindo bercinho de madeira?

O berço é um item muito conhecido, principalmente devido à sua função de aconchegar um bebe e guardar o seu sono, sendo um grande item em qualquer tipo de enxoval.

Mas, o que muitos não sabem é que este item foi inspirado em casinhas de boneca e na infância de muitos que brincavam e tinham um bercinho de madeira desde a sua infância.

Os materiais que envolvem a sua produção podem variar de acordo com as opções oferecidas, dependendo sempre do gosto de quem deseja obter este item em sua casa.

Mas, o essencial mesmo é encontrar um modelo de bercinho de madeira que atenda suas expectativas e ofereça proteção para o bebê, correspondendo ao seu uso.

Bercinho de Madeira

Quais são as vantagens e desvantagens de investir em um lindo bercinho de madeira?

Atualmente, é possível encontrar berços confeccionados a partir de diversos tipos de materiais, mas, sem dúvida, os bercinhos de madeira têm conquistado o coração de todas as pessoas.

Isto porque, eles são desenvolvidos a partir de um material durável, ideal principalmente para as mães que desejam ter mais que apenas um filho e querem aproveitar este móvel em seu enxoval.

Normalmente, um móvel confeccionado de madeira maciça pode durar por toda uma vida, fazendo parte da história de uma família e participando dos mais bonitos momentos.

Mas, para entender melhor se vale a pena investir em um lindo bercinho de madeira maciça, confira quais são as vantagens e desvantagens deste item tão buscado pelas pessoas que desejam montar seu enxoval:

  • A sua durabilidade

Um dos principais pontos que mais chama atenção nos bercinhos de madeira é, sem dúvida, a sua durabilidade. Isto porque, normalmente a madeira maciça permite uma maior resistência ao móvel, garantindo que arranhões ou algum tipo de furo possam ser recuperados com facilidade.

Basta contar com o uso de lixa e verniz adequado para madeira e o móvel pode ser recuperado, voltando à sua aparência original.

Além disso, a sua resistência à umidade também é algo que chama atenção e, por isto, estes móveis podem ser expostos a ambientes externos sem qualquer tipo de problema.

  • Estética

A aparência de um bercinho de madeira maciça pode chamar atenção de muitos, principalmente devido à sua estética natural, capaz de combinar com diferentes tipos de ambientes.

Isto porque, uma única madeira oferecida por uma árvore, pode apresentar peculiaridades como a sua coloração, manchas e alguns nós, capazes de deixar o seu berço ainda mais especial, contando com toda a exclusividade que você merece.

Estes são alguns dos pontos positivos do bercinho de madeira. Mas, para analisar bem, é preciso ainda considerar quais são as desvantagens que envolvem a sua compra, principalmente em comparação aos outros materiais que envolvem a produção deste item:

  • Preço mais alto que os outros tipos de berços

Um dos principais fatores que fazem as pessoas pensarem duas vezes na hora de investir em um bercinho de madeira maciça é, sem dúvida, o seu preço, que é considerado muito mais alto que os demais materiais.

Além de possuir um valor além, é preciso considerar ainda que este material precisa de um tratamento especial e, por isto, são necessários diversos processos de acabamento, para que o seu resultado seja ideal.

  • Resultado imprevisível

Apesar de este ser considerado um dos principais charmes e diferenciais dos móveis confeccionados em madeira, o uso deste material pode não trazer um acabamento satisfatório para algumas pessoas.

Isto porque, seu acabamento pode aparecer com colorações diferentes e manchas da própria madeira, que podem ser resultados de decepções para as pessoas que desejam algo mais uniforme.

Além disso, o seu peso também pode trazer algum incômodo, principalmente para as pessoas que amam mudar seus móveis de lugar.

Bercinho de Madeira Maciça

Como investir em um móvel de madeira de maneira ecológica?

O bercinho de madeira pode ser confeccionado a partir de diferentes tipos de materiais, dependendo sempre da escolha de quem irá comprar o móvel e da melhor opção para o seu resultado ser o melhor.

Mas, normalmente, para que um móvel seja confeccionado, a madeira pode vir de origem nativa, de reflorestamento ou de demolição.

Porém, para que seu móvel de madeira seja produzido de forma consciente, é preciso levar em conta e lembrar que o uso da madeira nativa pode ser considerado uma das principais causas do desmatamento dentro do Brasil e, por isto, é preciso evitar o seu uso e optar por maneiras alternativas.

Bercinho de Pinus

A madeira de demolição pode ser uma boa opção, principalmente para as pessoas que buscam por opções de um berço confeccionado em madeira maciça, já que seu valor é menor,

Móveis confeccionados a partir deste tipo de madeira são uma alternativa mais ecológica, já que são fruto do reaproveitamento de outros móveis ou até mesmo de construções antigas.

Esta opção é muito viável, já que a madeira de demolição costuma ser originada da madeira nativa reaproveitada e, por isto, traz mais resistência ao móvel e uma aparência única.

Existem alguns móveis que são produzidos a partir deste material e, para manter a aparência rústica, mantém em sua produção a tinta original, dando um efeito único e muito bonito para o resultado final.

Atualmente, é muito comum ouvir sobre móveis de madeira de reflorestamento e, isto significa que a matéria prima para estes móveis é removida de árvores que são plantadas justamente para este fim, deixando a floresta nativa em seu estado de conservação.

Normalmente, os bercinhos de madeira produzidos a partir destes materiais, levam consigo um selo de certificação, que garantem que o material utilizado para a sua confecção não trouxe qualquer tipo de dano para a floresta nativa, contando com fontes renováveis para a sua criação.

É preciso observar estes móveis e ver se eles contam com o selo do FSC (Forest Stewardship Council) impresso em sua estrutura, para assegurar a sua verdadeira origem.

Bercinho de Madeira Branco

Os bercinhos de boneca também podem ser confeccionados com madeira

Quem nunca brincou de boneca quando era criança, não sabe a felicidade de investir em móveis que se assemelham aos da vida real.

E, por isto, uma boa opção é comprar um lindo bercinho de madeira, para trazer a magia para esta brincadeira de criança e deixar as bonecas o mais confortável possível.

Existem bercinhos de madeira para bonecas que podem ser confeccionados a partir de madeiras do tipo pinus, que possui um valor mais reduzido em comparação aos outros tipos de madeiras, mas, que pode oferecer uma durabilidade grande para este tipo de finalidade.

Além disso, é possível encontrar para estes casos bercinhos de madeira mdf, já que os móveis de brinquedo não exigem tanta qualidade e resistência para sua montagem.

Existem diferentes modelos deste mini móvel para incrementar a brincadeira e eles podem ser produzidos de maneira personalidade, com diferentes tamanhos e formatos, dependendo sempre dá preferência e do formato das bonecas.

Estes modelos de berços podem ser encontrados facilmente em lojas de artesanato ou podem ser confeccionados por carpinteiros, já que são tipos de brinquedos diferenciados e de maior qualidade.

Bercinho de Madeira com Balanço

O Bercinho de madeira é um item que oferece beleza para seu enxoval e ainda mais resistência, trazendo consigo todos os benefícios que envolvem o uso da madeira para a produção de móveis.

Mas, para que a sua produção seja consciente, busque por materiais que tragam consigo um selo de produção que garanta que a madeira foi extraída de forma ecológica.

Opte pelas opções de madeira de demolição, contando com a qualidade das madeiras nativas e com o seu preço reduzido, aproveitando estes materiais e utilizando formas renováveis de produção.

É possível contar com móveis de madeira, aproveitando a sua qualidade e ainda protegendo o meio ambiente, para que o seu uso seja consciente e não prejudique qualquer tipo de plantação ou floresta nativa.

O berço é um item essencial, que pode ser utilizado tanto para bebês em tamanho real, como para casas de bonecas.

E, para que a sua durabilidade seja ainda maior, vale a pena investir em bons materiais, garantindo que a sua peça seja única, com uma aparência muito especial.

O acabamento e a resistência dos móveis de madeira são, sem dúvida, o seu maior diferencial, fazendo com que esta peça dure por muitos anos.

Agora que você já sabe quais são as vantagens de investir em um bercinho de madeira, não perca a oportunidade de ter um item desse em sua casa e procure pelos melhores produtores de móveis de sua região.

As adegas de madeira são responsáveis por armazenar os vinhos e elas tem, de fato, uma origem quase tão antiga quanto a própria bebida.

Não é possível saber ao certo quem inventou o vinho nem mesmo quem inventou a primeira adega, inclusive, a adega mais antiga encontrada tem mais de 3.700 anos e foi encontrada na região de Israel.

Hoje em dia as adegas são fabricadas e comercializadas no mundo todo e elas possuem vários tamanhos e especificações. Existem as adegas ideias para os restaurantes, as adegas das próprias vinícolas e adegas para se ter em casa.

Se você está interessado em saber mais sobre as adegas de madeira e se está se perguntando onde pode encontrá-las, aproveite para conferir tudo a respeito nesta breve leitura que preparamos para você,  a seguir:

Adegas de Madeira

O que são as adegas e como são projetadas

As adegas são os móveis ou compartimentos projetados especificamente para armazenar vinhos em condições ideais para que se preserve a qualidade dos mesmos.

Os vinhos são bebidas fermentadas e seu comportamento é influenciado pelo clima, temperatura e local de armazenamento.

Um vinho pode ter mais de 100 anos e ainda apresentar qualidades memoráveis se for armazenado nas condições certas.

Por isso muito se investe em tecnologias que garantam essa durabilidade e qualidade dos vinhos quando se trata de mantê-los em estoque.

As adegas são projetadas de forma que os vinhos possam ser guardados na posição propícia para evitar movimentação e aceleração da oxidação pelo contato do vinho com a rolha e também, para as adegas profissionais,  com regulagem de temperatura para que o vinho não sofra alterações por ação do clima.

Mesmo alguns supermercados e lojas de especiarias podem ter adegas especializadas. É bastante comum que as adegas nesses locais sejam todas projetada com madeira e vidro.

As adegas de madeira são as mais comuns de serem encontradas. Tanto quando se trata de grandes adegas quanto as adegas de decoração ou de porte pequeno, feitas para armazenar alguns vinhos em casa apenas.

A madeira utilizada precisa ser uma madeira nobre e resistente. Ela deve suportar bem o peso e oferecer estabilidade de temperatura, mesmo para adegas que não climatizadas.

Confira mais sobre a importância da madeira escolhida para fabricar adegas de madeira:

Tipos de Adegas de Madeira

A importância da madeira certa na hora de fabricar uma adega

A matéria-prima de um produto é determinante para a sua qualidade.

Quando se trata de utensílios criados à partir da madeira, essa premissa é muito fácil de ser verificada.

Móveis de madeira pedem um cuidado especial na hora de escolher qual a madeira e qual o tratamento que ela vai receber na hora de fabricar o produto.

As adegas de madeira pedem uma atenção especial justamente porque essas características da madeira terão de atender aos seguintes critérios:

  • Peso suportado
  • Suporte e instalação
  • Viabilidade de climatização
  • Estabilidade e segurança
  • Durabilidade e resistência
  • Neutralidade para não influenciar no vinhos (aroma, gosto, fermentação…)
  • Facilidade na limpeza e manutenção
  • Compatibilidade com o espaço e decoração

Dentre mais alguns critérios que podem variar de acordo com o tipo da adega e seu porte.

Adegas de Madeira

Na hora de adquirir uma adega algumas pessoas podem inclusive se preocupar em reconhecer até mesmo a origem da madeira.

Portanto, procurar fornecedores especialistas é importante uma vez que não se trata de um artigo que pode ser projetado e instalado por qualquer pessoa.

A qualidade da adega será determinante para o cumprimento de sua função, além disso, dependendo do tamanho da adega, altura e quantidade de vinhos armazenados, é imprescindível observar os critérios de segurança na instalação da mesma.

E o tipo da madeira também influencia nesse quesito.

Você está pensando em investir nas adegas de madeira?

Seja para o seu estabelecimento, se você atua na área de restaurantes e bares, seja para o seu escritório, se for propício; ou mesmo para ter mais sofisticação elegância na sua casa, além de ter o lugar correto para armazenar os seus vinhos, você estará investindo também em muito estilo e bom gosto!

Confira:Vinhos na Adega de Madeira

Estilo, elegância e bom gosto: motivos para adquirir uma adega de madeira

Vinhos são bebidas fantásticas e para os amantes e apreciadores desse espírito, possuir ou mesmo construir uma adega personalizada pode ser um sonho muito mais fácil de realizar.

Ao investir nas adegas de madeira, você estará com certeza investindo em um artigo de bom gosto e elegância para qualquer ambiente. Além de estar garantindo as condições ideais para os seus vinhos durarem e madurarem sem sofrer alterações com o clima ao longo do tempo.

Qualquer adega, seja grande ou pequena já demonstra um refinamento e uma preocupação que os responsáveis tem com os seus vinhos. E já é o suficiente para chamar atenção e atrair destaque para qualquer ambiente além de promover ares de luxo de sofisticação.

Você pode ter uma ambiente projetado e otimizado, específico para momentos sociais ou de lazer.

Vale a pena investir em belas taças e deixar tudo ainda mais charmoso.

É possível projetar uma adega para dentro da sua casa, em um espaço na sala ou na cozinha, ou mesmo um cômodo destinado apenas para isso.Adega de Madeira Moderna

Assim como é possível projetar adegas em ambientes externos, observando apenas a incidência da luz solar e as vias de controle da temperatura e climatização delas.

Se você é um amante de vinhos e deseja ter o local ideal para guardar as suas garrafas, as adegas de madeira são ideais para você!

E quando se fala em madeira…

Inspire-se para a decoração do seu espaço

Se está pensando em reformar o seu ambiente ou deixá-lo mais sofisticado e harmonizado, você pode utilizar a internet para se inspirar!

Existem alguns sites e plataformas específicas de fotos onde você pode selecionar o nicho de interesse!

Se você gosta de decoração e arte, além de vinhos, aproveite para conferir nas redes sociais os perfis de vinícolas e de decoradores de interiores!

Você com certeza vai encontrar idéias incríveis e as adegas de madeira perfeitas para você!

Já pensou em repaginar o seu cantinho de uma forma simples, graciosa extremamente acessível? Neste artigo vcê vai descobrir tudo a respeito da treliça de madeira e vai poder conferir idéias e dicas exclusivas!

Estamos em 2021, um ano que pediu um olhar mais carinhoso para nossos espaços e também  mudanças para trazer leveza, praticidade e conforto.

E quando falamos em decoração, não existe nada mais charmoso, prático e simples de utilizar do que uma treliça de madeira.

Você vai descobrir um espaço muito mais harmonioso e delicado independente do estilo que você pretende reproduzir.

Com esse adereço você pode criar jardins verticais, divisórias  e abusar de uma ambientação mais romântica, retrô ou rústica.

Você sabe realmente quais são as possibilidades e vantagens de investir na treliça de madeira?

Aproveite para descobrir tudo isso e muito mais nesta breve leitura onde separamos todas as informações e melhores dicas para você.

Confira:Exemplo de Treliça de Madeira

As treliças de madeira e o que você precisa saber sobre elas

Treliças de madeira são adereços antigos e já foram utilizados de diversas formas. A vantagem dessa peça inclui muitas possibilidades de uso. Hoje em dia é mais utlizada como um artigo de decoração para otimização de ambientes.

Antigamente as treliças de madeira compunham portas de armários e guarda-roupas, garantindo passagem de ar e também eram muito utilizadas na confecção de biombos e  divisórias de ambientes.

Até hoje é possível encontrar esse tipo de estilo principalmente nos móveis que reproduzem o estilo mais retrô e tradicional para os fãs de uma ambientação de época.

Existem diversos estilos de treliças e elas também podem ser feitas de diferentes tipos de madeira.

Algumas reproduzem espaçamentos menores, em formatos diagonais ou mesmo verticais.

O interessante é pensar no tipo de ambiente o qual a treliça de madeira vai compor. A vantagem é que elas podem ser muito versáteis e decoradas e pintadas de diversas formas.

A treliça de madeira é ideal para quem:

  • Quer mudar o ambiente deixo-o mais moderno ou gracioso
  • Quer um artigo de decoração simples e sofisticado ao mesmo tempo
  • Quer uma peça que possa ser utilizada de várias formas e permita diferentes tipos de decoração
  • Quer um suporte de decoração interessante para suas plantas
  • Quer um item acessível de fácil instalação para decorar o ambiente
  • Precisa de uma divisória sutil e minimalista

A treliça de madeira é ideal para ambientes compactos porque ela não ocupa muito espaço e oferece delicadeza e leveza onde outros tipos de móveis ou adereços poderiam sugerir um ambiente oprimido.

Mas é preciso saber exatamente como a sua treliça será utilizada para escolher o modelo ideal. Uma opção muito vantajosa é encomendar uma treliça personalizada principalmente se você já tem um projeto.

E se não tem, existem empresas que cuidam disso justamente para que todo o ambiente seja aproveitado da melhor forma e adquira exatamente o estilo desejado.

Treliça de Madeira Moderna

Que tal conferir algumas idéias de uso para a treliça de madeira pensadas justamente por quem entende tudo de decoração e otmização de espaços?

Veja a seguir as idéias que selecionamos para ajudar você a encontrar o tipo de treliça ideal!

Idéias para deixar o seu espaço lindo e otimizado com as treliças de madeira

Nós selecionamos aqui algumas idéias que vão ajudar você a se inspirar na hora de escolher a sua treliça de madeira.

E se você tinha qualquer dúvida sobre o charme e utilidade desse adereço, chegou a hora de repaginar não só a sua decoração mas também esses pensamentos!

Confira:

  • Treliça de madeira para muro: se você gostaria de elevar a privacidade e segurança mas sem abrir mão de um artigo mais naturalizado e rústico, as treliças são uma ótima opção e você ainda pode contar com trepadeiras e eras para um ambiente ainda mais arborizado.
  • Treliça de madeira para parede: aqui você pode abusar da decoração que mais convém, seja para a sala de casa ou para o escritório e até mesmo para a cozinha!
  • Treliça de madeira para plantas: se você possui plantas do tipo trepadeira, as treliças são uma ótima pedida para controlar o crescimento saudável e direção delas!
  • Treliça de madeira como divisória: essa é uma forma simples e graciosa de dividir um ambiente ou garantir um espacinho mais reservado.
  • Treliça de madeira para telhado: se as plantas sobem até o telhado, é ideal colocal uma treliça para evitar infiltrações indesejadas nas telhas e calhas!
  • Treliça de madeira para a varanda: com esse adereço você vai deixar sua varanda mais aconchegante e charmosa no melhor estilo! Aproveite para acoplar vasos de flores ou luminárias!
  • Treliça de madeira para o quarto do bebê: com delizadeza e leveza, você poderá decorar o quarto do bebê e as treliças são uma ótima opção para estantes e cenários personalizados!
  • Treliça de madeira para jardim vertical: os jardins verticais são ótimas opções para trazer a naturza para espaços compactos ou para apartamentos. Com as treliças de madeira você consegue montar um lindo jardim vertical no tamanho ideal para o sei imóvel ou espaço!

Treliça de Madeira para Jardim Vertical

Quais as Vantagens da Treliça de Madeira

Na hora de investir em um material, principalmente quando se trata de casa e decoração é muito importante considerar:

  • A qualidade
  • A durabilidade
  • O custo-benefício
  • A utilidade/praticidade/funcionalidade

No caso das treliças de madeira, as vantagens que este adereço oferece é justamente seu custo benefício ser muito mais em conta do que grades e muito mais estética do que telas.

Por um valor muito acessível você consegue adquirir uma peça que vai fazer toda a diferença na decoração do seu espaço.

E para conferir tudo sobre a treliça ideal para você, que tal se inspirar em fotos e conteúdos de paisagismo?

Decoração e Arte na Internet: Inspire-se!

A internet é hoje a forma mais fácil de encontrar produtos, informações importantes e muita inspiração para utilizar no seu espaço!

Aproveite para conferir fotos de ambientes com treliças de madeira e se inspire para investir!

Uma parede de madeira pode mudar tudo em um ambiente e se você está pensando em reformular o seu espaço, essa leitura vai ajudar você a refletir se investir em uma parede de madeira pode ser o que você está procurando!

Quando se trata se móveis e ambientes projetados em madeira estamos falando em qualidade, sofisticação e versatilidade.

Sim, a madeira pode oferecer tanto um ar de tradição quanto as mais diversas e modernas criações.

Se você gosta de ambientes mais rústicos, a madeira com certeza não sai do topo da sua lista de preferências.

E se você quer investir em um ambiente mais retrô e aconchegante, projetar uma parede personalizada pode ser a solução ideal para você.

Nesta breve leitura nós vamos te falar tudo o que você precisa saber para decidir se investir em uma parede de madeira é o ideal para o que você está planejando!

Painel Lateral de Madeira

O que você precisa saber sobre as paredes de madeira

Que tal investir em um ambiente totalmente personalizado?

Uma parede de madeira pode oferecer isso e é possível projetar dos jeitos mais diversos possíveis.

Seja para criar uma ambiente separado em um cômodo, ou para decorar um ambiente, uma parede de madeira pode ser a grande solução e fica muito mais em conta e rápido de operar do que uma reforma em si.

Mas o quê você precisa saber sobre as paredes de madeira realmente?

Para projetar esse tipo de parede é preciso em primeiro lugar considerar qual é o objetivo desse parede e qual é o aspecto esperado.

Se a sua parede de madeira também será uma estante, um jardim vertical ou mesmo um circuito para gatos, é importante considerar qual é o tipo da madeira a ser utilizada.

Também é preciso entender qual a tonalidade esperada, se essa madeira deverá ser pintada ou envernizada, ou somente lixada.

Ter um projeto em mãos é sempre importante até para descobrir qual será o investimento real necessário para você poder instalar essa parede ou realizar quaisquer outras mudanças mais significativas no seu espaço.

Algo que você precisa considerar em primeira mão é a qualidade da madeira e da mão de obra para termos de segurança e durabilidade.Painel de Madeira

Quando investir em uma parede de madeira é o ideal?

Você está com dúvidas sobre investir em uma parede de madeira e quer saber se essa seria a solução ideal para você?

Organizamos aqui alguns tópicos que podem te ajudar a refletir sobre o assunto e descobrir:

  • Investir em uma parede de madeira não muda a estrutura do imóvel. Essa é uma vantagem principalmente para quem reside ou trabalha em locais sob a forma de aluguel.
  • Uma parede de madeira também é versátil e oferece vantagens para quem deseja transformar a parede em algo a mais como:
  1. Uma estante ou mostruário
  2. II) Um jardim vertical

III) Um circuito para gatos

  1. IV) Um ambiente personalizado com decoração específica que pode ser acoplada à parede.
  • Se você está pensando em criar um ambiente mais sobre e sóbrio, uma parede de madeira também vai te permitir isso sem precisar fazer muito esforço para otimizar e decorar o ambiente.

Outra vantagem que esse tipo de parede oferece é a facilidade na remoção e também na oportunidade de dividir um espaço mais amplo que pode ser melhor aproveitado.

Nem sempre as divisórias bastam. Além do ar simplório e pouco estético que oferecem, essas divisórias não oferecem as mesmas vantagens que as paredes de madeira podem oferecer.

Quando e por que optar por uma parede de madeira e qual a madeira ideal?

Sofisticação e qualidade, a madeira ideal para a sua parede!

Nesse momento, não se pode abrir mão da especificidade:

Qual é a finalidade que essa parede terá?

Como é o ambiente em que essa parede será instalada?

É importante ter em mente exatamente o que você quer e precisa quando se trata de um projeto assim pois isso vai influenciar diretamente na escolha da madeira e qual o tratamento que ela irá receber na hora da instalação.

Nossa dica é que você não abra mão de conversar com pessoas que realmente entendam do assunto e que jamais abra mão da qualidade da madeira.

Madeira de qualidade ruim ou inadequada podem representar um risco de insalubridade além de problemas diversos como cupins e erosão.

Principalmente se você pretende instalar mais adereços na parede, como luminárias, placas e suportes diversos.

E você não quer correr o risco de instalar uma madeira inadequada qu possa ceder ou se partir! Nada disso não é mesmo?

E é por isso que você vai considerar todas as nossas dicas e escolher a parede de madeira ideal para você!

As paredes de madeira são um charme e você pode utilizar de vários jeitos e para conseguir o ambiente personalizado dos seus sonhos.

Seja para sua oficina, para o seu estabelecimento, para a sala da sua casa ou recepção do seu escritório…

Você pode inclusive utilizar uma parede de madeira para criar a ilusão de uma parede verdadeira – é o caso de muitos ambientes como cenários para palcos em teatros ou studios.

Seja qual for o seu plano de investir em uma parede assim, é preciso que você conte com a madeira certa e mão de obra confiável para entregar um serviço de qualidade e garantir a sua segurança e toda a qualidade e elegância almejadas!

Parede de Madeira Maciça

A internet pode te ajudar a fazer a reforma ideal! Inspire-se!

Especialista em reformas, decoração e afins estão sempre compartilhando conteúdos, dicas e fotos que podem te ajudar a visualizar o ambiente que você está planejando construir.

Você pode, inclusive, utilizar as redes sociais e sites de fotos para se inspirar em idéias que combinam com o seu espaço!

Se está buscando soluções em parede de madeira e quer garantir que o seu projeto seja perfeito, utilize a internet para pesquisar bastante e conferir as dicas que vão fazer a diferença no resultado final da sua reforma!

Se tem algo que dá muito charme e elegância a um ambiente, é um mezanino de madeira. Mezaninos também são uma ótima opção para economizar ao criar um espaço aéreo no imóvel que será utilizado como um cômodo, ou mesmo um salão ou até um depósito.

Neste artigo você terá a aoportunidade de conferir tudo o que precisa saber e considerar na hora de optar pelo investimento em um mezanino, além das principais vantagens e dicas exclusivas.

Nesta época de Pandemia estamos sendo convidados à repaginar os espaços e transformá-los de acordo com nossas preferências, conforto e necessidades. Você está precisando investir em mais espaço e quer fazer isso com charme  e estilo? Saiba que um mezanino de madeira pode ser o ideal para você!

Confira agora mesmo todas as informações que organismos nesta breve leitura para transformar a sua decisão em algo mais simples de se fazer:Mezanino de Madeira Escura

Como são projetados os mezaninos de madeira

Mezaninos de madeira são estruturas que cumprem a função de um andar. Eles podem extremamente simples e utilitários, como depósitos de lojas ou eles podem ser extremamente sofisticados, como camarote de bares e salões.

Há também cômodos que são projetados com mezaninos, como studios e kitnets compactas ou mesmo ambientes amplos e com ares de luxo.

O mezanino de madeira é uma solução perfeita para quem não pretende mexer na estrutura do imóvel para fazer uma segundo andar mas possui um pé direito alto e que pode ser aproveitado.

É por isso que os mezaninos são muito comuns em ambientes como restaurantes e bares, também em lojas e todo tipo de comércio.

Será que você não está precisando de um mezanino de madeira? Saiba que este tipo de mezanino garante maior segurança e também um ambiente mais aconchegante e harmonizado, quando se trata da estética.

Para projetar um mezanino é muito importante considerar questões como:

  • Qual a finalidade do mezanino
  • Qual deverá ser o tamanho da estrutura
  • Quantas pessoas irão acessar o mezanino
  • Qual o peso suportado que o mezanino será projetado
  • E, dependendo do imóvel, se for um estabelecimento comercial, algumas normas de vigilância que deverão ser atendidas.

Mezaninos também são ótimas opções para escolas e podem funcionar como salas de aula, bibliotecas ou mesmo ateliês e escritórios.

Confira a seguir mais sobre as possibilidades de uso para um mezanino de madeira, e também:

Quais as vantagens que essa estrutura oferece e quais as recomendações e considerções vão ajudar você a optar pelo investimento correto.

O uso e vantagens dos mezaninos de madeira

Como mencionamos acima, um mezanino de madeira pode ser utilizado de inúmeras formas e ser projetado em diversos lugares.

Eles podem ter um caráter fixo e passar a fazer parte do ambiente e do imóvel assim como podem ser instalações temporárias. Essa é apenas uma das vantagens que essa estrutura oferece: a versatilizada.

E, além desta, as principais vantagens que listamos para você a respeito do mezanino de madeira são:

  • Otimização do espaço
  • Ampliação da área útil de um imóvel
  • Economia e praticidade
  • Solução em espaço para depósitos
  • Solução em sofisticação para ambientes e áreas sociais
  • Criação de um novo cômodo ou andar
  • Segurança e estabilidade

Não são poucos os motivos e vantagens que levam as pessoas à contratarem a instalação de um mezanino. Eles também podem ser projetados para áreas externas e serem utlizados como varandas, área de serviço, espaços de convivência e as mais infinitas possibilidades.

E quem nunca frequentou um bar ou um restaurante e não preferiu se sentar em uma mesa no mezanino apenas para se sentir em um lugar mais privilegiado e sofisticado?

É comuns em casas de show e pubs que mezaninos sejam projetados tanto para exercer a função de salão mesa, camarins e palco, pistas de dança, área de fumentes ou mesmo depósito de bebidas e cadeiras.

E o ideal é que mezaninos dessa natureza sejam fabricados com madeira e madeiras de boa qualidade e resistência. É imprescindível para a segurança e sucesso do projeto.

As pessoas adoram os mezaninos de madeira e, de fato, eles são um charme e um show de praticidade! Mas o quê você deve considerar na hora de optar por esse investimento?

O que considerar na hora de investir em um mezanino de madeira

Se você está pensando em construir um mezanino de madeira, existem algumas considerações que você precisa e pode fazer para guiar melhor o seu projeto.

Estamos falando de:

  • Finalidade e critérios relativos
  • Organização do espaço e ambiente
  • Orçamento e viabilidade
  • Projeto e instalação
  • Qualidade, segurança e estilo

O seu sonho de ter um mezanino de madeira pode ser mais fácil de se realizar do que você imagina, mas é preciso ter bastante cuidado na hora de inluir uma estrutura em um imóvel ou ambiente para que ele não se torne um problema.

Você já considerou qual vai ser o objetivo deste mezanino? Já sabe para o quê ele vai ser utilizado e quantas pessoas vão ter acesso à ele?

E como deverá ser esse acesso? Por um escada de madeira, por uma rampa, por um escada em caracol? Qual é o espaço que esse acesso poderá tomar do ambiente original?

Esse mezanino já vai compreender a iluminação do ambiente ou será necessário projetar iluminação e tomadas?

É importante considerar todos esses detalhes justamente para fazer o investimento correto.

Talvez você precise de uma estrutura para um evento somente e vale a pena considerar empresas que sejam especialistas para obter os melhores orçamentos.

Aproveite para pesquisar fornecedores, especialistas e sites de decoração e paisagismo, pois podem ajudar bastante!

Utilize a internet para se inspirar no que há de mais moderno e sofisticado!

A internet é hoje a forma mais fácil e eficaz de descobrir um estilo que funciona para o seu espaço.

Você pode conferir ambientes e dicas de especialistas através de sites e das redes sociais para se inspirar e conferir dicas!

Se quer investir em um mezanino de madeira aproveite para pesquisar os  ambientes nos quais você pode se inspirar!

O abajur de madeira é um elemento essencial para a decoração de diversos ambientes, principalmente por sua capacidade de oferecer mais conforto e aconchego para os diferentes tipos de espaços.

Mas, para saber qual madeira é recomendada para compor este elemento tão importante na decoração, é essencial conhecer qual o melhor fornecedor e saber mais sobre este tipo de composição.

Continue lendo a seguir e entenda melhor sobre como aplicar o abajur de madeira em sua decoração e compreenda o melhor material para confeccionar este elemento incrível para o seu espaço.

Abajur de Madeira

Por que investir em um abajur de madeira?

O abajur é um elemento capaz de compor todos os tipos de ambientes de forma completa, oferecendo um charme na decoração e um estilo para o espaço em que ele esta sendo inserido.

Mas, um abajur que possui madeira em sua composição é perfeito para fazer parte de uma decoração mais natural, em espaços rústicos e até mesmo em construções que tenham um toque de modernidade em sua estrutura.

Isto porque, normalmente, a madeira tem a capacidade de trazer um tom mais acolhedor para o ambiente, transmitindo conforto e elegância, com muito bom gosto em sua decoração.

Para entender melhor, confira a seguir alguns exemplos de como inserir o abajur de madeira em sua decoração, conhecendo os principais modelos utilizados e a forma de inseri-los em qualquer tipo de espaço diferentes.

Modelo de Abajur de Madeira

Conheça alguns modelos de abajures de madeira e saiba como utilizá-los em seu ambiente

O abajur de madeira é um elemento que pode variar em seu formato e modelo, dependendo do estilo da decoração em que esta sendo inserido.

Para entender melhor como ousar nas criações de modelos de abajur de madeira, veja algumas opções deste item decorativo capaz de trazer ainda mais charme para a sua casa:

  • Abajur de madeira em formatos temáticos, como formato de animais;
  • Luminária de madeira, com uma lâmpada personalizada acoplada em sua base;
  • Abajur de madeira pendente, com formato oval, oferecendo um toque de modernidade;
  • Abajures de madeira articulados com sua iluminação focada em um ponto especificam;
  • Abajur de madeira pendente com formato geométrico;
  • Abajur de madeira com design moderno e pintado de diferentes cores;
  • Luminárias de madeira com fios coloridos, para dar um charme a mais em sua composição.

Estes são apenas alguns dos diversos exemplos de modelos de abajur de madeira, que buscam mostram como é possível usar a criatividade na fabricação destes itens.

Abajur de madeira em Árvore

Invista em uma madeira de qualidade

Como vimos, é possível ousar na criação de um abajur de madeira, utilizando diversas possibilidades para manter este item ainda mais charmoso e completo, dentro da composição de sua decoração.

Mas, mesmo comprando seu abajur já pronto ou nos casos de confecção artesanal, é preciso sempre buscar por tipos de madeiras que sejam compatíveis com o projeto a ser realizado.

Isto é necessário para que você possa compreender melhor quais são os cuidados básicos para cada tipo de madeira e como aumentar seu tempo de conservação.

Dessa forma, você pode passar o tipo de verniz ou tinta recomendada para proteger a madeira de qualquer tipo de infestação de insetos ou outros danos que podem acontecer.

Faça sua própria luminária e monte seu próprio estilo

Para ter uma luminária dos seus sonhos, você pode buscar por meios de produzir a sua, do seu jeito e com alguns recursos que podem ser facilmente encontrados.

Veja a seguir um simples tutorial que pode lhe ensinar a fazer um abajur de madeira do seu jeito e conseguir resultados incríveis:

Materiais

  • Peças de madeira Pinus, separando 4 de 30 cm, uma de 45 cm e uma de 160 cm;
  • Uma cúpula de sua preferência para compor seu abajur;
  • Um fio paralelo;
  • Bocal para a lâmpada;
  • Tomada;
  • Uma mão francesa para auxiliar na instalação e estrutura;
  • Cola de secagem rápida;
  • Alicate;
  • 10 parafusos com 7 cm;
  • Ferramentas para a sua produção, como furadeira e parafusadeira.

Como fazer abajur de Madeira

Modo de fazer

Depois de separar todos os materiais, é preciso seguir um passo a passo simples e muito fácil, podendo contar com o auxilio de uma outra pessoa para o desenvolvimento de sua prática.

Primeiro cole a peça maior na posição vertical e faça uma base com as peças de 30cm, utilizando a cola instantânea para fixá-las.

Faça furos em posições paralelas de 30 cm aproximadamente nas peças menores e parafuse-as.

Depois de feito isto, é preciso colocar a peça de 45 cm logo acima desta estrutura, permitindo que haja um espaço de sobra com 15 cm.

Neste momento, a mão francesa deve ser posicionada entre as peças e, antes de ser parafusada, é preciso marcar a sua posição exata.

Depois disso, basta colocar os parafusos nos locais indicados, fazendo também um furo logo na parede, no local onde o abajur de madeira ficará localizado.

Coloque o fio no bocal e faça o seu encaixe na cúpula. Depois, basta passar o fio por um buraco que deve ser feito na peça e encaixá-lo na tomada, para fazer sua ligação elétrica.

Este é um método de fazer o seu próprio abajur de madeira, para montar um design que seja compatível com seu gosto.

Dessa forma, você pode explorar as diferentes possibilidades de decoração em sua casa, deixando o seu ambiente mais aconchegante e utilizando a madeira como principal material.

O abajur de madeira é um item que pode estar presente no seu ambiente de diversas formas, mas, para que esta peça decorativa seja de qualidade, é preciso buscar por um local que forneça madeiras de referência e saiba como atender seus clientes da melhor forma.

Conheça mais sobre o trabalho da carpintaria Rezende e entenda como ter um abajur de madeira com design incrível, composto por uma madeira de qualidade, para decorar seu espaço e deixar sua casa ainda mais incrível.

A maçaranduba madeira é uma das mais conhecidas em todo o Brasil, principalmente devido à sua qualidade de madeira, com características únicas e especiais.

Mas, para conseguir comprar esta madeira de forma legal, para utilizar em suas aplicações, primeiro é preciso buscar por um local que atue com responsabilidade e saiba como trabalhar conforme as especificações dos órgãos de fiscalização.

Continue lendo a seguir e entenda mais sobre o uso da maçaranduba madeira, para compreender como utilizar este material e qual a maneira mais confiável de comprar esta madeira.

Madeira Maçaranduba

 Principais características da Madeira Maçaranduba

A Maçaranduba madeira é considerada uma das principais árvores brasileiras, obtendo um grande destaque graças a sua aparência e altura, que pode chegar até 20 metros de altura, com um tronco robusto de 60 cm de diâmetro.

Esta arvore é encontrada com maior frequência principalmente nos territórios litorâneos na região da Bahia e no norte do Espírito Santo, podendo receber outros variados nomes dependendo da região em que for encontrada.

Além de sua madeira poder ser aproveitada para vários tipos de projetos e construções, é possível anda aproveitar o seu látex e ainda o seu fruto, que é totalmente comestível e oferece um sabor incrível, podendo também ser comercializado.

A madeira produzida por esta arvore é considerada pesada e muito resistente, podendo obter uma coloração mais escura conforme a sua exposição ao ar e, dessa forma, é o material mais recomendado nos casos de confecção de moveis de qualidade mais elevada ou na construção de galpões, ferroviários e outros.

Dessa forma, se você deseja investir em uma madeira de qualidade para utilizar em construções que precisam de mais resistência, esta pode ser a opção ideal.

Utilize a maçaranduba madeira para aplicações em:

  • Construção de um galpão externo;
  • Aplicação e maior resistência de telhado;
  • Construção de um deck com aparência mais rústica;
  • Entre outras.

A sua madeira possui uma granulação mais lisa e um brilho considerado moderado.

Além disso, outro ponto positivo que faz parte de suas principais características é o seu cheiro praticamente imperceptível.

Deck de Maçaranduba

Entenda mais sobre as principais características deste tipo de madeira

Depois de aprender um pouco mais sobre as principais informações sobre a maçaranduba madeira, conheça suas características mais importantes, que devem ser levadas em conta no momento de sua escolha:

  • Preço da madeira maçaranduba

A maçaranduba é uma madeira de altíssima qualidade, capaz de confeccionar móveis de grande durabilidade. Mas, o seu valor pode depender de acordo com o objetivo em seu uso e da quantidade que será comprada.

Primeiro é preciso avaliar o que será confeccionado e, depois disso, é preciso considerar o valor básico da medida de uma ripa com medida de 5×2.

Depois, no momento da sua compra, é preciso ainda entender se o que será comprado será a ripa ou a viga, com a madeira bruta.Preço da Madeira Maçaranduba

  • Qual a durabilidade da maçaranduba madeira?

A maçaranduba madeira é um dos tipos com maior resistência ao ataque de insetos e fungos que podem acometer este tipo de material, danificando a sua estrutura.

Além disso, ela é considerada muito resistente a exposição de umidade, já que devido à sua estrutura fortalecida, a água não consegue atingir o seu meio com tanta facilidade.

Mas, mesmo que muito resistente, é preciso apostar em produtos impermeabilizantes em seu acabamento, para garantir que o verniz ou tinta utilizado seja considerado uma proteção a mais para este tipo de madeira.

  • Densidade deste tipo de madeira

A Maçaranduba é considerada uma madeira com densidade muito alta, podendo atingir cerca de 13% de umidade em um tamanho de 1.010 kg/m 3.

Mas, apesar disso, este tipo de madeira pode ser facilmente seco quando exposto ao forno ou até mesmo ao ar livre.

Maçaranduba Madeira

Invista em um fornecedor de qualidade

Como vimos, a maçaranduba madeira é um tipo de material que pode ser encontrado com facilidade em regiões especificas do território brasileiro, podendo receber diversos nomes.

Mas, além da exportação e consumo de seu fruto e do látex, um dos principais usos desta arvore é a sua madeira, principalmente devido à sua resistência e rigidez, capaz de atender as demandas de construções mais firmes de forma completa.

Pessoas que buscam uma opção de material para compor sua construção e ainda não gastar muito com isto normalmente costumam optar pela maçaranduba.

Porém, antes de comprar esta madeira, primeiro é preciso buscar por um fornecedor de qualidade, que saiba como atender seus clientes de forma profissional e ainda trazer informações completas sobre o seu uso.

Optando por um fornecedor de qualidade, é possível contar com uma madeira com a retirada responsável, atendendo todos os padrões de extração determinados pelos órgãos de fiscalização, sempre com muito respeito com o meio ambiente.

Assoalho de Madeira Maçaranduba

Além disso, você recebe também as recomendações ideais para sua forma de uso, com todos os cuidados que devem ser realizados e a forma de conservação, compreendendo o melhor tipo de verniz e tinta que podem ser utilizados para a preservação deste tipo de material.

Por isto, é essencial buscar por um fornecedor que trabalhe com responsabilidade e conte com profissionais capacitados para entender seus clientes, passando seu conhecimento para frente e mostrando quais são os benefícios de investir em uma madeira de qualidade e te procedência para o uso de sua construção.

A maçaranduba madeira possui uma estrutura totalmente resistente e pode ser utilizada tanto em ambientes internos, como ambientes externos.

Mas, para saber mais sobre este tipo de material, conheça a Carpintaria Rezende e conheça todos os benefícios de investir em profissionais que atuem com responsabilidade e entendam sobre o assunto, podendo desempenhar um trabalho com resultados impecáveis.

Entre em contato com a Carpintaria Rezende, para saber mais sobre o uso da Maçaranduba Madeira e compreender todas suas formas de uso, recebendo as instruções recomendadas e analisando de realmente vale a pena investir neste tipo de madeira para a sua construção.

As casas de madeira pintadas são projetos de decoração muito utilizados em diversos tipos de situações, podendo compor construções incríveis e com um super aconchegante.

Por isso, é preciso primeiro conhecer as principais ideias que envolvem este tipo de projeto e contar com um local especializado, que seja capaz de colocar em prática todas as idéias que envolvem este tipo de casas.

Continue lendo a seguir e saiba mais sobre as casas de madeira pintadas, compreendendo quais são os principais projetos e como eles podem ser colocados em prática da melhor forma possível.

Casa de Madeira Pintada

Conheça os principais modelos de casas de madeiras pintadas

As casas de madeira pintadas são tipos de projetos muito utilizados durante anos, principalmente depois do fortalecimento da alvenaria no território brasileiro.

Mas, apesar disto, é preciso sempre avaliar as tendências deste material e compreender como os diferentes modelos de projetos podem ser colocados em prática, para ter sempre o melhor resultado possível.

Confira a seguir alguns modelos de projetos de casas de madeira pintadas, para compreender como colocar em prática este tipo de projeto em sua realidade:

  • Casas de madeira com uma proposta rústica

Os projetos de casas rústicas foram se tornando cada vez mais populares, principalmente devido ao uso das madeiras de demolição, material este que se adequa muito bem à construções que se encontram em meio à natureza.

Além disso, quando colocamos uma cor neste tipo de casa de madeira, é possível ter ainda mais destaque para sua estrutura e obter uma aparência única e aconchegante.

Uma ideia para colocar em prática este projeto é utilizar para esta composição um tipo de madeira mais escura e, com isto, cores de tintas mais vibrantes, como o amarelo, capaz de dar um destaque ainda maior para os detalhes da casa.

Dessa forma, é possível manter ainda mais o estilo campestre que este tipo de construção é capaz de oferecer e ainda dar um toque mais charmoso, com estilo único.

  • Projetos de casas de madeiras mais simples

Apesar de a madeira ser um material que pode trazer muitos gastos para a construção, existem ainda os projetos que são desenvolvidos com tipos de madeiras mais rentáveis e, com isto, permitir que tudo saia do papel por um baixo custo.

Com isto, é possível ter uma casa de madeira pintada com formato simples e ainda assim muito aconchegante, aproveitando o melhor que uma estrutura de madeira é capaz de oferecer.

Nestes casos, é possível manter a fachada com a sua coloração original e fazer pequenos detalhes com uma coloração que oferece mais destaque, a fim de valorizar os pequenos cantos deste modelo de casa.

Casa de Madeira Pintada de Preto

Existem ainda muitas outras ideais de colorações para estes modelos de casas, que permitem que a sua parte externa tenha mais vida e consiga manter a personalidade das pessoas que ali irão viver.

As cores amarelo, branco e rosa envelhecido são ótimas pedidas quando o assunto é casa de madeira pintada, já que seus tons podem dar mais vida e alegria para o lugar.

  • Casas de madeiras com um projeto mais moderno

Uma construção de madeira moderna em meio à natureza pode trazer um grande destaque para este tipo de projeto e permitir que a sua valorização aconteça de forma ainda mais completa.

Nestes casos, normalmente é comum optar por uma construção que tenha janelas e portas maiores, permitindo que a visão do ambiente em volta seja ainda melhor.

Além disso, é possível trazer diversos elementos para este projeto, como o uso de vidros, outros materiais e cores para sua estrutura.

As áreas da casa podem ser compostas de acordo com a necessidade de quem irá viver ali e, com isto, podem ser feitas áreas de lazer ou até mesmo um sobrado, explorando todos os recursos possíveis para este tipo de construção.

A mistura de materiais naturais e cores, como no caso da madeira, pode oferecer um charme a mais para este tipo de projeto contemporâneo, onde é possível ousar e escolher uma cor que combine com a personalidade dos moradores.

Pintando Casas de Madeira

Por que investir em madeira para o seu projeto?

Como vimos, existem diversas opções de casa de madeiras pintadas para colocar em prática, de acordo com o gosto e a personalidade de cada um.

A madeira é um material muito versátil, capaz de oferecer diversas possibilidades e poder também ser mesclado com outros tipos de materiais, como o vidro.

Com isto, o projeto ganha uma vista ainda mais incrível e oferece a oportunidade de brincar com diferentes composições.

Mas, para investir em um tipo de madeira que atenda às demandas do projeto, é essencial buscar por um modelo que seja compatível com o tipo de utilização, optando sempre por madeiras mais resistentes.

É preciso ainda manter os cuidados para este tipo de material, aplicando produtos impermeabilizantes, para garantir que a durabilidade de sua casa seja ainda maior e impedir que sua estrutura fique danificada de alguma forma.

Estas recomendações são feitas principalmente nos casos em que a madeira é utilizada em sua maioria na parte externa da casa e, por isso, é preciso proteger este material da exposição constante ao tempo.

Outra dica importante é optar por uma tinta que seja resistente e que possa apresentar um desempenho de forma ideal na madeira, garantindo um bom resultado para o seu projeto.

Escolher uma cor que expresse a personalidade dos moradores também é uma ótima opção, para deixar o projeto ainda mais aconchegante, com a cara de quem irá viver ali.

Para ter os melhores resultados em uma construção de madeira, é essencial optar por um local que seja capaz de fornecer os melhores materiais.

Um dos móveis mais utilizados hoje em dia e da forma mais diversificada são os aparadores de madeira. Esse item pode ser encontrado em vários estilos, tamanhos e composições e podem ter também finalidades variadas.

Se você está pensando em um aparador mais específico, vale a pena considerar, inclusive, a aquisição de um móvel planejado e personalizado. E quando se trata de móveis de madeira, o charme e qualidade são um dos maiores motivos que influenciam na decisão de compra.

Neste artigo vamos falar especialmente sobre os aparadores de madeira e tudo o que você precisa saber para adquirir o móvel ideal para você. Existem aparadores que cumprem apenas uma função decorativa, outros, são itens indispensáveis, como em salões de beleza e restaurantes.

Você já sabe qual ou quais são os tipos de aparadores de madeira que você precisa? Confira tudo a respeito deles a seguir!
Aparador de Madeira

Os aparadores de madeira como solução para espaços

Aparadores são itens que carregam muita tradição e fazem parte do mobiliário das mais antigas sociedades.

Até hoje eles não perderam jamais e sua utilidade e charme. Pelo contrário, é possível encontrar os mais diversos fins e estilos de aparadores para atender as mais diversas demandas.

Alguns tipos de aparadores de madeira tem finalidade exclusivamente decorativa. Eles podem ser mais estreitos e compactos e de variados tamanhos, servindo charme ao ambiente e utilizado como um suporte para vasos de flores, itens de decoração, coleção ou até mesmo. Simplesmente nada.

É comum que esses aparadores possam vir acompanhados de espelhos ou quadros e trazem muita elegância e sensação de mais aconchego e familiaridade para um espaço.

Ambientes muito amplos podem ser preenchidos da forma ideal com o uso de um aparador.

Porém, aparadores de madeira não precisam ser exclusivamente itens de decoração. Também são muito utilizados em ambientes de trabalho e podem ser encontrados especialmente em:

  • Restaurantes de bares
  • Cozinhas e banheiros
  • Escritórios e recepções
  • Salões de beleza, depilação
  • Studios de massagem e spas
  • Ateliês e salas de costura
  • Depósitos
  • Consultórios
  • Salas de aula

E muito mais.

Por isso é importante entender qual é a finalidade que os aparadores de madeira vão ter porque, apesar de muito versáteis, nem sempre eles podem ser utilizados para todas as funções.

Além disso, o estilo de cada aparador vai depender também de como ele será utilizado e da composição do ambiente como um todo.

Aparador de Madeira Sucupira

Errar no aparador pode inverter totalmente a sua funcionalidade e causar problemas como obstrução de espaços e falta de estética.

Principalmente quando o móvel escolhido não combina com os demais ou com o próprio ambiente em si.

Existem inclusive aparadores de vários materiais que podem estar em composição com a madeira ou não.

É o caso dos aparadores de ferro, de vidro  e de mármore.

Existem também aparadores de plástico, mas a qualidade e elegância nem se compara, não é mesmo?

Então vamos falar mais sobre o charme e versatilidade dos aparadores de madeira voltados para cada e decoração. Confira:

Casa e decoração: aparadores de madeira são puro charme!

Os aparadores são um ótimo mobiliário para casa porque podem exercer diversas funções como:

  • Decoração personalizada
  • Organização do espaço
  • Armazenamento de itens
  • Valorização do ambiente
  • Charme, estilo e praticidade

É comum encontrar aparadores em ambientes como halls de hotéis, prédios e salões de eventos apenas para compor um espaço que estaria vazio e sem graça não fosse a presença do móvel ali.

Como mencionamos acima, vale a pena investir em itens que deixem a decoração ainda mais charmosa como espelhos, pratarias, vasos de flores e etc.

Os aparadores de madeira permitem ainda que o estilo e personalidade sejam transmitidos e valorizados de forma sutil e certeira no ambiente.

Eles podem ter um estilo totalmente voltado para referências antigas, como os aparadores que lembram a era vitoriana ou mesmo o charme dos anos 50.

Há também aparadores que possuem um estilo rústico e podem ser confeccionados com diversos tipo de madeira e de diversas formas para justamente oferecer essa estética mais rural e naturalista.

E para os apaixonados por modernidade e sofisticação, não há o que não se possa criar com a madeira, principalmente em composição com outros materiais, como mencionamos, ferro, vidro, espelhos e mármores.

E quando se trata do tamanho, essa é outra grande vantagem. Como estamos falando de um móvel extremamente tradicional e muito utilizado, ele pode ser encontrado nos mais diversos tamanhos e dimensões também.

Uma boa pedida para quem não encontrou um aparador no estilo ou critérios desejados, é contratar uma empresa especialista em móveis planejados.

E você, já sabe qual é o estilo de aparador que está procurando?

Aparador de Madeira no Escritório

Estilos de aparadores de madeira, qual é o seu favorito?

Falamos aqui sobre os tipos de aparadores de madeira e como eles podem ser utilizados e encontrados no mercado a fora.

Agora, para investir no seu basta você utilizar todas essas informações para descobrir qual é o tipo e o estilo de aparador ideal para você!

Lembre-se de considerar o estilo do ambiente. Mesmo que um móvel seja muito bonito, quando ele não combina com o espaço pode se tornar um verdadeiro prejuízo, tanto para o  espaço do cômodo quanto para o seu bolso!

E que tal você considerar mais sobre a possibilidade de ter um aparador de madeira especialmente projetado para atender você, suas preferências e necessidades?

Aproveite a internet para se inspirar e obter dicas valiosas:Aparador de Madeira Moderno

Utilize as redes sociais para se inspirar e redecorar o seu espaço!

Uma boa pedida na hora de repaginar um ambiente é conferir na internet alguns conteúdos que tratam especialmente disso!

Você pode utilizar o próprio Google para encontrar sites de paisagismo e decoração de interiores, esses sites costumam dar muitas informações e dicas bacanas!

Aproveite as redes sociais para pesquisar o nicho do seu interesse através das hashtags e encontre inspirações incríveis!

Que tal se inspirar em um ambiente que seja parecido com o seu? Invista no estilo de aparadores de madeira que você mais gostou!

As prateleiras de madeira além de serem extremamente úteis podem agregar mais à decoração da casa do que muita coisa. Sabendo escolher o modelo certo para o cômodo ideal, com toda a certeza você unirá o útil ao agradável.

Mas será que há algum segredo na hora de comprá-las? Bem, com certeza há mais sobre esse universo do que você pode imaginar. Se você acompanha conteúdo de decoração, certamente sabe da quantidade de possibilidades.

Aqui você vai conhecer um pouco mais da parte técnica e, também, da parte voltada para a decoração.

Se você está construindo ou reformando, com toda a certeza esse artigo lhe dará várias ideias.

Prateleira de Madeira

Prateleiras de madeira: quais são as características

Bem, quanto ao tipo de material das prateleiras de madeira, realmente não há tanto segredo assim. Há algumas características que devem ser observadas, mas, de modo geral, vários tipos de madeiras podem compor uma prateleira.

É importante que a madeira seja firme, não havendo muita necessidade de ter uma trabalhabilidade excelente. Afinal, as prateleiras (pelo menos as mais convencionais) são feitas usando apenas ângulos de 90 graus.

Ou seja, são algumas placas. Isso aumenta as possibilidades ao comparar, por exemplo, com um móvel todo rebuscado no estilo colonial! Nesses casos é necessário que a madeira seja resistente, mas maleável para se trabalhar.

O que queremos dizer é: é possível encontrar boas prateleiras de madeira em vários tipos de madeira. Atente-se à resistência, durabilidade e sensibilidade ao intemperismo.

Se a prateleira for ficar dentro de casa, então o leque de possibilidades abre ainda mais, pois o material estará no abrigo do sol, chuva e, em parte, da umidade.

Prateleira de Madeira Pinus

Quais os melhores cômodos para usar prateleiras

E onde você pode usar as prateleiras de madeira? Não há nada mais eclético do que as prateleiras. Elas são ótimas para a questão de organização e ganho de espaço.

Afinal, elas podem ser suspensas, fazendo com que você ganhe um espaço a mais no ambiente. Vamos aos principais lugares que elas caem bem?

  • Cozinha

As prateleiras na cozinha são essenciais, principalmente para aquelas coisas que sempre precisamos usar e não gostamos de ficar guardando a todo o momento.

Que tal uma prateleira com alguns temperos? Você até mesmo pode colocar copos e pratos (aqueles que têm uma pegada mais decorativa ficarão lindos).

  • Quarto

Nos quartos há um mar de possibilidades. As prateleiras podem servir para mil e uma coisas, indo de estantes de livros até suporte para colocar teve.

Para as crianças é ótimo, pois os brinquedos sempre ficam fáceis de pegar e, também, guardar (além de dar aquela decorada no clima infantil para os pequenos).

Prateleira de Madeira no Quarto

  • Banheiro

No banheiro elas podem servir para colocar sabonete e alguns utensílios principais. No caso de banheiros “comunitários”, como lavabos, uma ideia bacana é deixar toalhinhas, papel e outros itens de reserva.

  • Escritório

As prateleiras de madeira são ótimas para melhorar a organização do seu trabalho.

Tipos de prateleiras

Em cada cômodo há vários tipos de prateleira que você pode combinar, veja as principais:

  • Apenas uma tábua

É a mais clássica, fácil e barata (porém tem o seu charme). É composto por apenas uma tábua e pode ser combinada com várias outras.

  • Nichos

São os quadrados de madeira, muito utilizados em quartos ou em escritórios, por exemplo. Normalmente as pessoas combinam 2 ou 3 nichos bem próximos.

Prateleira de Madeira com 2 Nichos

  • Prateleira de canto

Elas ficam no canto da parede em formato de L. Promovem um ar bem moderno ao ambiente.

  • Prateleiras geométricas

São prateleiras de vários nichos aglomerados e podem ou não seguir um padrão. Encontram-se em diversos tamanhos, ficando ótimas em sua forma suspensa ou não.

  • Prateleiras como paredes

Quer dividir dois cômodos, mas não quer colocar uma parede sólida no meio? Coloque prateleiras de madeira! Traz um visual super moderno para qualquer ambiente.

  • Escadas

São escadas, onde cada degrau é uma prateleira. Fica ótimo em jardins, por exemplo.

Dicas de decoração: como organizar e ainda dar um charme

Agora, detalhando ainda mais sobre as prateleiras de madeira, como decorar tudo isso? Afinal, se elas ficarem vazias ficará tudo sem graça!

  • Estante de livros

Não há melhor forma de organizar livros do que em prateleiras. Ótima opção para quartos, escritórios e até mesmo salas.

  • Para porta retratos

Encha a sua estante de memória. Compre porta retratos bem bonitinhos, isso faz toda a diferença.

  • Plantas com folhas caídas

Quer dar um ar natural e elegante ao ambiente? Coloque plantas que formam ramos caídos. Fica absolutamente lindo, mas é preciso encontrar um ambiente com a luminosidade adequada para que elas não morram.

  • Pequenas esculturas

Você também pode colocar bibelôs e outras esculturas. É legal misturar todas as ideias em uma única prateleira!

Prateleira de Madeira Moderna

Quais são os cuidados com as prateleiras de madeira

Obviamente que a durabilidade das prateleiras de madeira depende do material em si, mas os cuidados também fazem a diferença.

Primeiramente, é importante que a instalação seja feita de forma adequada. A estante deve estar bem firme para que não ocorra nenhum acidente (pode desparafusar e cair as coisas).

A madeira também deve ser devidamente tratada e de tempos em tempos deve ser feita uma manutenção. As prateleiras que ficam dentro de casa não têm tanta necessidade, mas aquelas que ficam ao ar livre exigem maiores cuidados.

Evite molhar a madeira, isso vale mais para as prateleiras que ficam no chão. A umidade estraga a madeira, mesmo que ela seja muito bem cuidada e tratada.

Enfim, essas foram algumas dicas para que você decore a sua casa ou seu escritório, além de algumas recomendações de cuidados.

O lado bom das prateleiras de madeira é que elas são muito flexíveis e você pode montar vários visuais com as mesmas peças. Dará toda a diferença na estética da sua casa.

Agora só falta escolher qual será o tipo de material e, consequentemente, a cor das prateleiras de madeira para que você já comece a pensar em como vai combinar tudo isso!

A Bancada De Madeira é um móvel atemporal e nunca sai de moda, mas, atualmente, elas estão ainda mais como tendência por conta da pegada mais rústica que está em alta.

Com toda a certeza é um tipo de móvel que agrega em casa e vai muito além das questões funcionais. Um cômodo simples fica super charmoso se há uma bela bancada feita em madeira.

E se você ainda está na dúvida se é a melhor opção, aqui nós iremos te dar várias dicas de como colocar esse móvel em diferentes cômodos.

Além disso, outras recomendações que não podem faltar se você tem móveis de madeira.

Bancada de Madeira Moderna

Quais as madeiras para a bancada de madeira

Bem, antes de qualquer coisa é importante que você avalie sobre os tipos de bancada de madeira quanto ao material.

De modo geral, esse móvel deve ser feito com uma madeira bem resistente (em questão de mecânica e, também, ao intemperismo). Isso porque normalmente ela fica em cozinhas e outros lugares que podem molhar.

É muito comum lavar o chão da cozinha, por exemplo, e se a bancada não for de um material que não estrague, isso pode prejudicar a base. A maioria das bancadas é feita de madeira tipo ipê, peroba, massaranduba e jatobá.

Mas, claro, há outras variações que também se encaixam para esse propósito. Se o seu objetivo é colocar em áreas externas, certifique-se de que a madeira realmente aguente sol, umidade e água.

A bancada de madeira também deve estar devidamente tratada. Mesmo que ela fique no interior da casa é importante que os devidos produtos impermeabilizadores sejam passados.

Onde a bancada de madeira vai bem?

Agora, onde será que a bancada de madeira combina? Bem, como há vários tipos de bancada você praticamente pode colocá-la em qualquer cômodo da casa! Veja as principais ideias:

  • Banheiro

Uma grande tendência dos banheiros (principalmente lavabos) é colocar uma bancada simples com aquele modelo de cuba que fica acima da superfície.

É super moderno e bem clean. Combine com uma torneira alta e bem elegante. Você irá gastar pouco e terá um banheiro super elegante.

  • Cozinha

As bancadas na cozinha podem ser de diversas formas, inclusive para separar a sala (a chamada cozinha americana).

Outra possibilidade é fazer uma bancada de madeira como uma ilha. É uma forma de aumentar as possibilidades de pessoas cozinharem juntas.

É importante que a madeira esteja muito bem tratada no caso da cozinha, pois é comum cair líquidos (até mesmo quentes) e a rotina de limpeza é maior.

A manutenção acaba sendo maior nesses casos também.

Bancada de Madeira para Cozinha

  • Sala

As bancadas podem ficar na sala de forma mais discreta (pequenas, para colocar algumas decorações) ou até mesmo para colocar a TV e afins.

  • Quarto

Já nos quartos elas podem ser como uma mesa de estudos. Está muito em alta um ambiente mais clean, então as mesas de trabalhos mais comuns são bancadas feitas com pés de metal. Traz uma pegada industrial bem bacana.

Também podem servir como penteadeiras. Não deixam o ambiente pesado e são super úteis.

  • Área externa

E, claro, a bancada de madeira combina muito bem com as áreas externas. Nesses casos elas costumam ser mais rústicas e de madeiras mais grossas. São ótimas para combinar com o “cantinho do churrasco”.

Com toda a certeza esse móvel faz a diferença em casa. Quando não há gavetas e semelhantes, o valor acaba saindo mais em conta do que muitos imaginam, pois, não exige muita trabalhabilidade.

Vantagens de bancadas de Madeira

As vantagens de uma bancada de madeira são claras: elegância, sofisticação e durabilidade. Mas, claro, para isso é preciso se assegurar de que a madeira escolhida seja realmente de qualidade.

E como saber isso? Claro que cada tipo de aplicação possui as espécies mais indicadas, mas ainda há outras questões que você deve avaliar para ter certeza de que está fazendo um bom negócio.

A qualidade de uma madeira não se dá somente pela espécie de árvore escolhida, mas por todo o trabalho que tiveram com a peça desde a sua extração.

Para começar, é de suma importância que a extração seja feita de maneira legal. Por isso, sempre exija da sua madeireira os devidos certificados, caso contrário você estará corroborando com o desmatamento ilegal.

Além disso, a secagem das peças deve ser feita de forma adequada. Cada tipo de madeira tem as suas particularidades e a umidade das toras deve ser retirada no ponto ideal.

Tipos de Bancada de Madeira

O corte e lixamento da madeira também devem ser muito cuidadosos, de forma que a peça fique homogênea e lisa. A trabalhabilidade é outro ponto importante, mesmo que o seu objetivo seja encontrar uma madeira mais rústica.

Depois, o tratamento é um passo fundamental! A bancada de madeira pode ser resistente por natureza, mas se não passar os devidos selantes e vernizes a durabilidade/resistência irão decair muitos.

Por tudo isso, é muito importante que você faça bem a sua escolha antes de comprar um móvel ou viga de madeira. Sempre busque por negócios que tenham credibilidade no mercado.

Como preservar mais as bancada de madeira

Voltando um pouco para a bancada de madeira, é preciso que você mesmo tome os seus cuidados para que a peça dure o máximo possível.

Sempre evite molhar e na hora de limpar opte por um pano úmido sem nenhum produto (água é suficiente).

Se houver a necessidade de estar muito úmido para limpar a superfície, não se esqueça de passar um pano seco depois.

Conservação de uma Bancada de Madeira

De tempos em tempos é necessário fazer uma “reforma” na superfície, sendo preciso lixar e passar os devidos produtos (selante, primer, tinta, verniz…). Isso aumenta a durabilidade e mantém o móvel com cara de novo.

Quanto menos exposta à peça ficar, maior será o intervalo para essa manutenção.

Enfim, há muito sobre o que você pensar sobre as bancadas de madeira. Escolha o cômodo, o estilo e, claro, sempre adquira um material de qualidade para evitar futuras dores de cabeça.

Conhecer os tipos de tinta para madeira é fundamental para que você saiba qual é a diferença de cada um deles e como isso irá interferir no seu produto final. Esses pequenos detalhes fazem mais a diferença do que imagina!

Além disso, entender como escolher uma madeira e como fazer a manutenção das peças também é de suma importância, pois você preserva a estética dos móveis e ainda economiza com as manutenções mais espaçadas.

Quer saber como escolher a tinta para pintar os móveis ou vigas da sua casa? Conheça um pouquinho sobre o assunto agora e já comece a planejar os materiais que você irá precisar.

Tinta para Madeira

Tipos de tinta para madeira

De modo geral existem 4 tipos de tinta para madeira. Como já dito anteriormente, o resultado de cada uma delas é distinto, pois os acabamentos e funções são um pouco diferentes.

  • Tinta látex

Essa tinta é à base de água e um uso super comum é em peças de artesanatos. Também é indicada para os móveis que não ficam expostos ao intemperismo (sol, chuva, umidade e afins).

Ela traz um acabamento muito bonito, mas como você pode imaginar ela não é resistente ao sol, então tome cuidado.

  • Tinta acrílica

Quando estamos falando de melhor fixação, com certeza é a tinta acrílica. Além desse ótimo benefício, ela também é impermeável (ou seja, pode molhar sem estragar a madeira).

Sendo assim, é uma das opções de tinta para você que está pensando em pintar móveis ou vigas que ficarão na área externa.

  • Tinta esmalte sintético

Esta tinta para madeira tem fácil aplicação, podendo ser usados pincéis, rolos, pistolas ou trinchas. Também é impermeável e uma boa escolha para áreas internas ou externas.

O esmalte sintético pode ser encontrado em versões acetinadas, brilhantes e até mesmo foscas.

  • Tinta laca nitrocelulose

A maior característica dessa tinta é a fixação fácil e secagem rápida. Sua pintura pode ser feita com pistolas ou compressores e encontra-se nas opções de fosca ou brilhante no mercado.

Então, basicamente, antes de escolher a sua tinta para madeira avalie onde a peça irá ficar e ao que ela estará sujeita (umidade, sol, chuva). Além disso, também é preciso escolher pelo efeito estético.

Como pintar madeira

E que tal um pouquinho de parte prática?

Depois de escolher a tinta para madeira você mesmo pode tentar pintar. É claro que muitos escolhem contratar um profissional, mas não é nada impossível fazer por si mesmo.

Lixamento da Madeira

Acompanhe agora um passo a passo para você mesmo fazer a renovação das suas peças de madeira:

  • Materiais
  • Tinta
  • Rolo de pintura
  • Primer para a base
  • Lixa para madeira nº 100 e 180
  • Pano para limpeza
  • Massa para reparos em madeira
  • Pincel com cerdas macias
  • Jornal
  • Verniz
  • Máscara, luvas e equipamento de proteção
  • Passo a passo

O primeiro passo para passar a tinta para madeira é lixar a superfície. Comece com a lixa mais grossa e, depois, faça o acabamento com a lixa mais fina.

A massa para madeira é ideal para quando há buracos ou fissuras, de modo que a superfície fique nivelada. Depois de estar seca, passe um pano úmido para limpar tudo e espere secar.

Depois, passe o primer para proteger a camada de tinta que está por vir (isso ajuda na fixação e durabilidade). Estando seco, passe a segunda demão e, então, lixe um pouco para tirar o excesso.

Estando tudo seco, passe a tinta para madeira com o pincel (sempre no mesmo sentido). Espere secar e passe outra demão. Nas áreas maiores você pode usar o rolo para facilitar. Depois, para finalizar, aplique o verniz.

Pintando a Madeira

Pintar com pulverizador

Uma opção que você tem é pintar com o pulverizador, pois é bem mais rápido e prático. Entretanto, é preciso se atentar, pois também é necessário um pouco de prática.

O equipamento também altera o resultado, então é importante que ele seja de boa qualidade para que a peça efetivamente fique como o esperado.

E, claro, o pulverizador é melhor para peças maiores. Pequenas peças podem ser pintadas com pincéis, por exemplo.

A qualidade da madeira interfere?

Saber da qualidade da madeira também é muito importante. Na hora de passar a tinta para madeira isso pode interferir na fixação e, consequentemente, no resultado final.

Entretanto, o maior motivo de uma madeira de qualidade fica na questão da durabilidade e resistência (mecânica e, também, ao intemperismo).

Uma madeira de má qualidade pode deformar, dar muito cupim e com toda a certeza vai exigir mais manutenção. Sendo assim, é muito melhor pagar um valor um pouco mais alto pelo material de qualidade.

A durabilidade vai compensar o investimento e a questão da estética também irá atender às suas expectativas.

E o que envolve a qualidade de uma madeira? Bem, na verdade há vários pontos que fazem a madeira ser de qualidade ou não.

Obviamente, a espécie da árvore é determinante, mas todos os procedimentos envolvendo o tratamento da madeira interferem.

Como ela foi extraída, modo de secagem, como ela foi lixada e coisas do gênero são determinantes para assegurar que você está comprando uma peça de qualidade.

Pintando a Madeira com Verniz

Quais são os cuidados após pintar?

E, no final, quais seriam os cuidados com a tinta para madeira? É importante que a madeira esteja bem tratada antes de passar as mãos e, claro, você deve ficar atento ao tipo de tinta.

Se ela não for própria para ambientes externos, por exemplo, deixe os móveis dentro de casa, pois rapidamente a tintura pode estragar se você não seguir esses passos.

Na hora de limpar, um pano levemente umedecido somente com água já é o suficiente para bons resultados. Depois você ainda pode passar um pano seco para garantir que não fique muita umidade.

Enfim, há muitas possibilidades quando falamos de tinta para madeira. É preciso que você escolha um bom material (madeira e tinta) e siga as recomendações para que a cobertura dure o máximo possível.

A viga de madeira é um material fundamental na sua construção e dificilmente você irá fugir dela! Além de ser um material de ótimas características mecânicas, as questões estéticas ganham grande destaque.

A madeira é atemporal e nunca sairá de moda. Uma casa com móveis e acabamentos feitos nesse material sempre passará um ar de elegância e sofisticação.

Algumas vezes pode sair mais caro, mas com toda a certeza vale a pena. Quer saber como escolher a viga para a sua casa? Confira as principais informações sobre o assunto.

Madeira para viga de madeira

Se estamos falando de viga de madeira é importante que a espécie escolhida tenha alta resistência e durabilidade. Afinal, o uso em questão já é programado para ser algo de anos e anos! Aqui há os principais tipos de madeira:

  • Jatobá

Com certeza é um dos melhores tipos de madeira para vigas, pois é de alta resistência, além de ter boa durabilidade e não ser facilmente atacado por cupins. Entretanto, seu valor é um pouco acima do que as outras madeiras.

  • Ipê

É muito versátil e rígida, sendo ótima para diversas funções na construção (forros, rodapés, degraus, telhados, dentre outras). É uma opção mais em conta que a madeira Jatobá e apresenta bom desempenho.

  • Itaúba

É comumente utilizada para tacos e tábuas, visto que sua trabalhabilidade é um pouco mais difícil. É uma boa escolha para áreas externas, pois é muito resistente.

  • Peroba-rosa

Se você está pensando em viga de madeira para um ambiente úmido, com certeza a peroba-rosa deve ser considerada. É muito resistente à água e tem ótimo desempenho no exterior.

  • Carvalho

É muito utilizado para revestimento e sua característica marcante é o tom castanho-avermelhado.

  • Cumaru

A Cumaru é uma madeira bem resistente e atende tanto às áreas internas como externas. É ideal para forros, pergolados, pisos e decks. É muito resistente aos fungos e cupins.

  • Eucalipto

É mais recomendado para os ambientes internos. Nessas condições se mostra um material muito satisfatório, mas em ambientes externos a madeira pode apresentar desempenho ruim.

  • Garapeira

Garapeira ou garapa, esse tipo de viga de madeira é indicado para telhados. Porém, não tem alta resistência à umidade e por conta disso as manutenções devem ser feitas de forma menos espaçada.

  • Aroeira

É ideal para vigas e cercas, principalmente se você está em busca de tons mais rosados.

  • Cambará

É indicada para telhados e tem ótima resistência à água, além disso, tem boa trabalhabilidade. O ponto negativo é que facilmente fica com farpas.

  • Pinus

O Pinus é um tipo bem famoso de viga de madeira. Tem uma cor bem clarinha e é ideal para ambientes internos.

  • Goiabão

Esse tipo de madeira pode ser usado dentro de casa, mas é importante tomar cuidado com fungos e cupins.

  • Freijó

A viga de madeira feita em Freijó é muito utilizada e a madeira também pode ser usada em portas, janelas, ripas, dentre outras funções. Sua superfície é bem lustrosa e a cor é castanho-amarelada.

  • Roxinho

A madeira roxinho é, como o nome já sugere, roxa! Ela tem alta resistência à umidade e pode ser usada perfeitamente em áreas externas, mas também é comum encontrá-la nas áreas internas.

  • Tatajuba

É uma madeira de alta resistência, porém apresenta certas dificuldades no quesito trabalhabilidade.

Qual é a melhor viga de madeira

Agora resta o questionamento, qual é a melhor viga de madeira? Isso depende muito, é preciso avaliar o custo x benefício de cada opção, bem como o seu orçamento.

Primeiramente, é preciso decidir para o que a viga será usada e onde será usada.

Se ela for para os lados externos da casa, então você já pode notar que há algumas restrições quanto ao tipo de madeira. Nesses casos, a espécie deve ser resistente à umidade, sol, fungos e coisas do tipo.

Então, não adianta pagar (seja caro ou barato) por uma viga de madeira que não atenda esses requisitos caso o objetivo seja colocá-la no ambiente externo.

Outro ponto é: há madeiras muito resistentes, mas são mais caras. O uso que você pretende fazer precisa de altos níveis de resistência? Essas são algumas perguntas que você deve fazer para escolher a madeira ideal.

Nem sempre o mais caro é melhor, é preciso considerar aquilo que irá atender às suas expectativas pelo melhor preço. Mas também é preciso lembrar que o barato pode sair caro, então faça uma escolha consciente.

Viga de Madeira Maciça

Quais são os cuidados com a madeira

Outro ponto que não pode deixar de ser falado sobre a viga de madeira é em relação aos cuidados.

Mesmo que você escolha o tipo de madeira ideal para a sua casa, é preciso entender que este tipo de material exige cuidado. Ou seja, há a necessidade de manutenção periódica para preservar as características.

A periodicidade depende do tipo de madeira e do uso que está sendo feita. Os cuidados não são complexos, consistindo em lixar e passar alguns produtos de tratamento para aumentar a proteção contra o intemperismo.

Você mesmo pode fazer isso em sua casa, mas em alguns casos é melhor chamar alguém especialista (manutenção de telhados, por exemplo).

Porém, não ache que será uma manutenção muito recorrente e que te dará muito trabalho. É algo a ser realizado a cada alguns anos dependendo do uso.

Viga de Madeira Parajú

Como saber que a madeira é de qualidade?

E mais um ponto de atenção: independente da espécie da madeira é importante que todo o procedimento (desde extração até a peça chegar à sua casa) tenha padrão de qualidade.

Extração, secagem, lixamento, trabalhabilidade, tratamento, enfim, todas essas etapas devem ser realizadas de forma adequada. Somente dessa forma você estará levando um bom produto para casa.

Mas como saber se isso efetivamente aconteceu? De fato, a melhor maneira é comprando de fornecedores de excelência no mercado.

Enfim, essas foram algumas dicas para você adquirir a sua viga de madeira de forma consciente.

Com certeza a sua casa irá ganhar um ótimo visual (além de ser totalmente funcional).

As cercas de madeira são uma das formas mais antigas de delimitar território. O que antes era apenas algo funcional, hoje acaba se tornando até mais decorativo (mas, claro, acaba sendo uma forma de unir o útil ao agradável).

Se você está pensando em colocar uma cerca na área externa da sua casa, aqui nós lhe daremos várias dicas de caráter técnico e, também, nos quesitos de decoração.

Deixe sua casa encantadora e extremamente charmosa com essas dicas que estão por vir!

Então, já comece a anotar e a pensar onde que as cercas darão aquele toque especial para a sua construção.

Cercas de Madeira

Cercas de madeira: quais as melhores madeiras

A primeira coisa que devemos nos atentar sobre o assunto cercas de madeira é em relação ao tipo de madeira. Na grande maioria das vezes a cerca fica no lado externo da casa.

Claro que em algumas ocasiões ela até poderá ficar do lado de dentro, mas realmente é um cenário mais raro. E por que isso faz tanta diferença? Quando a madeira fica exposta ao intemperismo físico e biológico é necessário se atentar.

O que seria esse intemperismo? O intemperismo físico está relacionado mais às condições climáticas, como sol, chuva, umidade, grandes variações de temperatura do lado externo da casa e assim por diante.

Já o intemperismo biológico é a questão das pragas (que acaba sendo potencializado quando a madeira fica do lado externo). Dito tudo isso, a madeira que fica do lado externo precisa ser mais resistente nessas questões.

Caso contrário ela rapidamente irá se deteriorar. Então, no momento de escolher as cercas de madeira é fundamental que você fique de olho na espécie de madeira que foi utilizada.

Para te dar um norte, aqui vão as principais espécies de madeira que se dão bem com ambientes externos:

  • Cumaru
  • Ipê
  • Tatajuba
  • Maçaranduba
  • Pau-amarelo
  • Muiracatiara
  • Cedro

Cerca de Madeira no Campo

Como cuidar da madeira

A escolha adequada das cercas de madeira é o primeiro passo, porém não o único para que as vigas se mantenham em boas condições.

É muito importante que você faça as devidas manutenções nas cercas de tempos em tempos para garantir que ela não deteriore e estrague antes do tempo.

Aliás, se você optar por uma boa madeira maciça e tomar os devidos cuidados, muito provavelmente essa cerca ficará com cara de nova por anos e anos (talvez você nunca precise trocar).

Bem, a periodicidade depende do clima da sua região. Quanto mais umidade, maiores são os cuidados, pois é uma condição que estraga a madeira.

Para aumentar a durabilidade das cercas de madeira é preciso lixá-la de tempos em tempos e aplicar os devidos produtos impermeabilizantes e de proteção.

Mantendo essa rotina você será surpreendido de como as vigas se mantêm bonitas por tanto tempo!

Pode pintar a cerca de madeira?

Quando falamos em cercas de madeira há dois estilos principais: a madeira natural, somente tratada com produtos transparentes (dá aquele ar mais rústico, porém muito sofisticado) ou quando as vigas estão pintadas de branco.

Com toda a certeza você já viu lindas fotos de cerquinhas pintadas de branco e enfeitadas com flores bem coloridas (a planta Primavera, inclusive, combina perfeitamente com essa imagem).

Pintando Cerca de Madeira

Tudo isso para dizer que: se você desejar personalizar as suas cercas você também pode fazer isso! Mas, atenção, assim como a escolha da madeira, a escolha da tinta também deve levar em consideração o ambiente externo.

Algumas tintas não são adequadas para ficarem expostas ao sol e chuva, então escolha um tipo de tinta que seja resistente nessas ocasiões.

E da mesma forma que você precisa fazer a manutenção da madeira em si, você também terá que fazer a manutenção da tinta. Nesses casos, normalmente os intervalos de manutenção acabam sendo um pouco menores.

Usos e dicas para as cercas de madeira

Agora, que tal algumas ideias para você usar as cercas de madeira dentro de casa?

Quando pensamos em cercas já a imaginamos na frente de uma casa com um portãozinho, não é mesmo? Mas há outras opções que você pode seguir:

  • Horta

Que tal fazer uma hortinha dentro da sua casa? Além de econômico, sustentável e saudável, conseguirá transformar o cantinho em algo extremamente charmoso. Aqui, uma cerca baixa pintada de branco dará O charme.

  • Área de pets

Você também pode fazer um cercadinho para os seus pets no quintal. Tente fazer uma área que dê para eles circularem. Aqui, a melhor opção é deixar a madeira sem pintar.

  • Área infantil

As cercas de madeira também podem delimitar uma área para as crianças brincarem. Nesse caso, é importante que a cerca esteja sem pontas para que não haja acidente.

  • Divisão entre chácaras ou casas de condomínio

Se você tem uma chácara ou mora em condomínio, por que não substituir os muros por cercas? Aproveite para enfeitar com bastantes flores.

Cerca de Madeira Maciça

Como escolher a madeira ideal

Demos alguns exemplos de cercas de madeira que você pode escolher e já explicamos que você deve ficar de olho se a viga é feita de alguma espécie que pode ficar na área externa.

Mas isso não é suficiente. Todo o processo de extração da madeira até que ela chegue à sua casa deve ser de extrema qualidade.

Os padrões devem ser seguidos para que você efetivamente tenha um material resistente e durável. E como adquirir isso? Bem, a forma mais segura é optando por uma madeireira que tenha renome no mercado.

Escolha uma madeira certificada

E, para finalizar as dicas de escolha das cercas de madeira, é de suma importância que você adquira madeira certificada.

O Brasil é um país onde a prática de extração ilegal de madeira é muito comum.

Para você não corroborar com esse crime é preciso exigir do fornecedor os devidos certificados que provem a legalidade da madeira.

Feito isso e seguindo as outras dicas, com certeza as cercas de madeira durarão muito tempo e você ainda terá em sua casa um charme sem igual! Lembre-se de que a combinação com flores cai muito bem!

Se tem algo que dá muito charme e elegância a um ambiente, é um mezanino de madeira. Mezaninos também são uma ótima opção para economizar ao criar um espaço aéreo no imóvel que será utilizado como um cômodo, ou mesmo um salão ou até um depósito.

Neste artigo você terá a oportunidade de conferir tudo o que precisa saber e considerar na hora de optar pelo investimento em um mezanino, além das principais vantagens e dicas exclusivas.

Nesta época de Pandemia estamos sendo convidados a repaginar os espaços e transformá-los de acordo com nossas preferências, conforto e necessidades. Você está precisando investir em mais espaço e quer fazer isso com charme  e estilo? Saiba que um mezanino de madeira pode ser o ideal para você!

Confira agora mesmo todas as informações que organismos nesta breve leitura para transformar a sua decisão em algo mais simples de se fazer:

Mezanino de Madeira

Como são projetados os mezaninos de madeira

Mezaninos de madeira são estruturas que cumprem a função de um andar. Eles podem ser extremamente simples e utilitários, como depósitos de lojas ou eles podem ser extremamente sofisticados, como camarote de bares e salões.

Há também cômodos que são projetados com mezaninos, como estúdios e kitnets compactas ou mesmo ambientes amplos e com ares de luxo.

O mezanino de madeira é uma solução perfeita para quem não pretende mexer na estrutura do imóvel para fazer um segundo andar, mas possui um pé direito alto e que pode ser aproveitado.

É por isso que os mezaninos são muito comuns em ambientes como restaurantes e bares, também em lojas e todo tipo de comércio.

Será que você não está precisando de um mezanino de madeira? Saiba que este tipo de mezanino garante maior segurança e também um ambiente mais aconchegante e harmonizado, quando se trata da estética.

Para projetar um mezanino é muito importante considerar questões como:

  • Qual a finalidade do mezanino
  • Qual deverá ser o tamanho da estrutura
  • Quantas pessoas irão acessar o mezanino
  • Qual o peso suportado que o mezanino será projetado
  • E, dependendo do imóvel, se for um estabelecimento comercial, algumas normas de vigilância deverão ser atendidas.

Mezaninos também são ótimas opções para escolas e podem funcionar como salas de aula, bibliotecas ou até ateliês e escritórios.

Confira a seguir mais sobre as possibilidades de uso para um mezanino de madeira, e também:

Mezanino Moderno

Quais as vantagens que essa estrutura oferece e quais as recomendações e considerações vão ajudar você a optar pelo investimento correto.

O uso e vantagens dos mezaninos de madeira

Como mencionamos acima, um mezanino de madeira pode ser utilizado de inúmeras formas e ser projetado em diversos lugares.

Eles podem ter um caráter fixo e passar a fazer parte do ambiente e do imóvel assim como podem ser instalações temporárias. Essa é apenas uma das vantagens que essa estrutura oferece: a versatilidade.

E, além desta, as principais vantagens que listamos para você a respeito do mezanino de madeira são:

  • Otimização do espaço
  • Ampliação da área útil de um imóvel
  • Economia e praticidade
  • Solução em espaço para depósitos
  • Solução em sofisticação para ambientes e áreas sociais
  • Criação de um novo cômodo ou andar
  • Segurança e estabilidade

Não são poucos os motivos e vantagens que levam as pessoas a contratarem a instalação de um mezanino. Eles também podem ser projetados para áreas externas e serem utilizados como varandas, área de serviço, espaços de convivência e as mais infinitas possibilidades.

E quem nunca frequentou um bar ou um restaurante e não preferiu se sentar em uma mesa no mezanino apenas para se sentir em um lugar mais privilegiado e sofisticado?

É comum em casas de show e pubs que mezaninos sejam projetados tanto para exercer a função de salão, mesa, camarins e palco, pistas de dança, área de fumantes ou mesmo depósito de bebidas e cadeiras.

E o ideal é que mezaninos dessa natureza sejam fabricados com madeira e madeiras de boa qualidade e resistência. É imprescindível para a segurança e sucesso do projeto.

As pessoas adoram os mezaninos de madeira e, de fato, eles são um charme e um show de praticidade! Mas o quê você deve considerar na hora de optar por esse investimento?

Mezanino de Madeira

O que considerar na hora de investir em um mezanino de madeira

Se você está pensando em construir um mezanino de madeira, existem algumas considerações que você precisa e pode fazer para guiar melhor o seu projeto.

Estamos falando de:

  • Finalidade e critérios relativos
  • Organização do espaço e ambiente
  • Orçamento e viabilidade
  • Projeto e instalação
  • Qualidade, segurança e estilo

O seu sonho de ter um mezanino de madeira pode ser mais fácil de se realizar do que você imagina, mas é preciso ter bastante cuidado na hora de incluir uma estrutura em um imóvel ou ambiente para que ele não se torne um problema.

Você já considerou qual vai ser o objetivo deste mezanino? Já sabe para o quê ele vai ser utilizado e quantas pessoas vão ter acesso à ele?

Exemplo de Mezanino de Madeira

E como deverá ser esse acesso? Por um escada de madeira, por uma rampa, por um escada em caracol? Qual é o espaço que esse acesso poderá tomar do ambiente original?

Esse mezanino já vai compreender a iluminação do ambiente ou será necessário projetar iluminação e tomadas?

É importante considerar todos esses detalhes justamente para fazer o investimento correto.

Talvez você precise de uma estrutura para um evento somente e vale a pena considerar empresas que sejam especialistas para obter os melhores orçamentos.

Aproveite para conhecer a Carpintaria Rezende, referência no mercado de janelas, portas e soluções em madeira!

Os painéis de madeira para parede são considerados um dos elementos de decoração mais queridos do momento, principalmente por oferecerem um charme a mais para os ambientes internos e poderem ser utilizados de formas distintas.

Mas, para investir em materiais de qualidade, é extremamente necessário buscar por um lugar que ofereça um bom atendimento e saiba como atender todas as demandas de seus projetos.

Continue lendo a seguir e entenda como utilizar painéis de madeira para parede para compor a decoração de seu ambiente, deixando com um toque de requinte e conforto.

Por que investir em painéis de madeira para parede?

A madeira é um elemento utilizado frequentemente para compor diversos tipos de ambientes, podendo aparecer nos móveis, na construção, nos pisos e até mesmo em outros elementos para decoração.

Muitas pessoas optam por este material principalmente por ser totalmente adaptável e considerado um dos mais funcionais no momento da aplicação, trazendo resultados incríveis de forma simplificada.

E, por isto, a madeira é considerada um dos materiais preferidos para formar ambientes comerciais e residenciais, deixando-os mais bonitos e aconchegantes.

Outro grande benefício que envolve incluir madeira nos ambientes é o fato de que este material pode trazer a sensação de calor para a parte interna, permitindo que este recurso natural tenha um desempenho incrível neste sentido.

Painel de Madeira para Parede

Acompanhe algumas idéias de uso de painéis de madeira em ambientes

Como vimos, a madeira tem o poder de deixar qualquer ambiente lindo e com um ar ainda mais sofisticado, trazendo uma aparência incrível.

Mas, para entender melhor como aplicar este elemento em seu ambiente, confira a seguir algumas idéias de painéis de madeira para parede e entenda:

  • Painéis de madeira para as paredes em que os móveis estão

É muito comum encontrar em diversas casas decorações que tenham painéis de madeira em paredes com a televisão, podendo aparecer na composição de quartos e salas.

Além destes painéis conseguirem esconder os fios da televisão, deixando sua aparência muito mais bonita, é possível ainda trazer mais charme e aconchego para o ambiente.

Este detalhe decorativo pode fazer toda a diferença, trazendo um acabamento ainda melhor para a decoração do espaço e um charme único para o estilo de seu ambiente.

Além dos painéis de televisão, é muito comum ainda encontrar este tipo de item atrás das camas, formando uma espécie de cabeceira muito charmosa e linda.

Esta é uma opção muito viável para compor a parede de forma limpa e lisa, podendo ser composta de formas diferentes.

Dessa forma, é possível oferecer desenhos diferentes para os seus ambientes e utilizar diferentes texturas para compor a parede, deixando o seu interior cheio de estilo de personalidade.

Painel de Madeira para Parede

  • Revestimento de paredes com painéis de madeira

Cada vez mais as pessoas estão optando por painéis de madeira no revestimento das paredes, podendo utilizar até mesmo tipos de madeiras diferentes, para compor o ambiente com um estilo único.

A grande vantagem de utilizar este elemento para compor o ambiente é que não há segredo para incluir em seu espaço, já existem inúmeras possibilidades para sua aplicação.

Um exemplo do uso de painéis de madeira em parede é a sua utilização através da continuidade nas aberturas de portas e de seus batentes, podendo deixar algumas passagens “invisíveis”.

Esta é uma ótima opção para as pessoas que desejam deixar as aberturas nas paredes e passagens mais discretas, com um efeito único e interessante.

Além disso, este efeito combina perfeitamente com o uso de cores e papéis de parede, permitindo que estes detalhes contem com um destaque ainda maior.

Painel Ripado de Madeira para Parede

  • Painéis de madeira para revestir o forro do ambiente

Uma outra opção para o uso de painéis de madeira com o objetivo de compor um ambiente, é a sua utilização para o revestimento do forro.

Esta é uma opção muito utilizada, principalmente devido à leveza da madeira e a sua instalação de forma simplificada, trazendo beleza e economia para o resultado final do desenvolvimento deste projeto.

Nestes casos de aplicação, é muito comum encontrar estes revestimentos como forma de continuação dos painéis de parede, trazendo um resultado incrível, moderno e totalmente único para a decoração.

Vantagens de usar a madeira para compor o ambiente

A madeira é um elemento muito utilizado em diversos aspectos da construção, oferecendo uma beleza única para os ambientes em que ela é aplicada.

No caso dos painéis, as vantagens de seu uso podem ser inúmeras, mas, sem dúvidas o seu custo benefício é um dos grandes diferenciais neste aspecto.

Isto porque, existem diversos tipos de madeiras diferentes, com preços que podem variar, atendendo sempre as demandas dos ambientes.

Outro diferencial do seu uso, é a facilidade de aplicação, leveza e a possibilidade de conservação, mesmo sendo um elemento de origem natural.

Mas, para que isto seja possível, é essencial buscar por um fornecedor de qualidade, que seja capaz de atender as demandas de seus projetos e oferecer o tipo de madeira ideal para cada uso.

É preciso reconhecer aspectos como a resistência da madeira, principalmente no momento de decidir onde será feita a sua aplicação, para compreender os seus principais cuidados e a sua resistência, impedindo que sua estrutura seja danificada por insetos ou condições climáticas.

Se você deseja seguir estes modelos em seu projeto de decoração, saiba que o primeiro passo é buscar por um local com atendimento profissional, que seja capaz de atender as demandas de seu ambiente e ainda oferecer materiais de qualidade para que os resultados do seu projeto sejam sempre os melhores.

Converse com profissionais e entenda qual o melhor uso dos diferentes materiais, coletando idéias e conseguindo aplicar em seu ambiente de forma única e totalmente singular.

Conheça a carpintaria Rezende e entenda as vantagens de investir em painéis de madeira para parede com qualidade, para ter resultados incríveis em seu ambiente e conseguir colocar em prática seu projeto da melhor forma, contando com profissionais de referência.